Com fim da era Aécio e Temer, sem saída, revista detalha propinas

Reportagem de Época insere-se no contexto de mudança drástica de editoriais da imprensa em ritmo de sobrevivência e adaptação, com os inegáveis esquemas envolvendo PMDB e PSDB
 
 
Jornal GGN – O primo de Aécio Neves (PSDB-MG), Frederico Pacheco, foi a ponte usada pelo senador para retirar R$ 2 milhões ilícitos acordados com o dono da JBS, Joesley Batista. Em ação similar também foi a entrega de outros R$ 500 mil destinados ao presidente Michel Temer, por meio do ex-assessor Rodrigo Rocha Loures. A mala preta com rodinhas deste último e a de Fred, como é chamado o empresário e familiar de Aécio, contendo a segunda parcela de R$ 500 mil ao tucano foram registradas por fotografias da Polícia Federal, após as apreensões.
 
Ambas as entregas foram realizadas em ações controladas pelos delegados da PF, com o aval do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin. Apesar de algumas imagens das mochilas contendo notas de R$ 50 e R$ 100 já terem sido divulgadas, pelos relatórios das investigações e à imprensa, a revista Época publicou novas fotografias, nesta sexta (04).

 
A reportagem da revista também utilizou os áudios já públicos dos grampos de conversas entre o primo de Aécio e o lobista designado por Joesley para fazer a entrega, Ricardo Saud, para recuperar como teria sido o diálogo e a cena que materializava o ilícito do senador tucano, que o colocaria no banco de réus.
 
Frederico Pacho questionou a Saud: “Quem é que fica andando com 500 mil de um lado para o outro?”, nitidamente preocupado, no escritório do executivo da JBS e delator, em São Paulo, quando ele fazia a entrega da segunda parcela de R$ 500 mil, que somariam, a cada semana, durante um mês, um total de R$ 2 milhões de Aécio. O senador alegou que a remessa era pessoal, empréstimo entre amigos para pagar os custos de sua defesa na Operação Lava Jato. Soube-se, depois, que o dinheiro caiu nas contas de uma empresa da família Perrella.
 
Dizendo-se “exclusiva”, a reportagem de Diego Escosteguy, editor-chefe da publicação e que assinou diversas reportagens de acusações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e em sintonia de apoio à queda de Dilma Rousseff, por meio do impeachment, não trouxe novidades, a não ser outras fotografias, em relação ao que já é de conhecimento público. 
 
Insere-se no contexto de mudança drástica de editoriais da imprensa em ritmo de sobrevivência e adaptação o gesto da revista, nos dias posteriores ao enterro da denúncia contra Michel Temer na Câmara dos Deputados por meio de compra de apoios, em clara estratégia de conhecimento público para manter o partido e os aliados, incluindo o PSDB, no poder, e quando o nome de Aécio já é dado por morto na política dentro da sigla.
 
Para detalhar o conteúdo, trouxe ferramentas narrativas, como a tentativa de reproduzir o cenário do dia 12 de abril, data em que Fred fazia a segunda coleta de R$ 500 mil de Aécio, já sob o monitoramento das autoridades. Personalismo foi investido na reportagem, com as frases de Frederico afirmadas no encontro: “eu durmo tranquilo”, “a única pessoa com quem eu tratei [de receber dinheiro] em espécie foi você”, “Onde eu tô me metendo, cara?”, “Como é que eu não faço? Tenho um compromisso de lealdade com o Aécio”.
 
Fotos da mala de dinheiro entregue ao emissário do senador Aécio Neves em 12 de abril (Foto: reprodução)
Reprodução da fotografia da PF, com o dinheiro destinado a Aécio, pela revista
 
O empresário enviado por Aécio para receber os montantes não teria aceitado nem água, nem café, e imediatamente começou a colocar as notas de R$ 50, amarradas com elástico, em uma mala preta. Outro nome é apontado no esquema do senador tucano para o recebimento ilícito da quantia: Florisvaldo de Oliveira, um suposto ajudante de Saud na JBS para este tipo de serviço de entrega de dinheiro vivo.
 
O local no prédio de São Paulo seria chamado de “entrepostos”, onde guardava dinheiro em efetivo para clientes da empresa, como supermercados e distribuidores de carnes, além de abastecer os políticos que pediam quantias.
 
Além de Florisvaldo, do lado de Aécio estava Mendherson Souza, o assessor do senador Zezé Perrella, aliado do tucano. Ele tinha procuração para movimentar as contas de Aécio e acompanhava o primo do senador, Fred, que buscou, por sua vez, outras possibilidades para lavar o dinheiro. Entre as opções para fingir a legalidade do montante, aventou a possibilidade de fazer o contrato de compra e venda de uma sala, criar nota promissória, um “mise-en-scène”, expressão de recriar uma cena. 
 
No segundo encontro, o empresário chegou a mencionar: “Tem alguma chance de Joesley fazer delação? Se fizer, acaba o Brasil. Tem que inventar outro”. E Ricardo Saud, também delator, apenas riu.
 
A mesma recriação foi feita pela reportagem Época para o repasse a Rocha Loures, com destino a Michel Temer. Uma mala preta com notas de R$ 50 que somavam R$ 500 mil. Era a primeira entrega acertada entre Ricardo Saud, da JBS, e Rocha Loures, como pagamento para um benefício ilegal no CADE a uma empresa da J&F, que detinha contrato com a Petrobras. Michel Temer havia delegado o ex-assessor para tratar do tema.
 
Fotos da mala de dinheiro entregue ao emissário de Michel Temer, em 28 de abril (Foto: reprodução)
A mala de Temer – Foto: PF reproduzida pela Época
 
 

16 comentários

  1. Desse rescaldo todo, que

    Desse rescaldo todo, que ainda não começou, gostaria de saber duas coisas :

    – Como ficará a relação Brasil-EUA visto que esta MAIS do que provado que aquele governo, NOVAMENTE, apoiou o golpe dado contra a democracia brasileira ?  ..ele que ao contrário do de 64, hj conta com MILHÔES de testemunhas

    – e como se pronunciará a Justiça Brasileira (que nem sei por onde anda) sobre a atitude de Temer, que antes duma “manobra política”, como alguns colonistas andam dizendo, o que se viu na pratica foi a OBSTRUÇÂO DE JUSTIÇA,,

     ..o uso INDEVIDO de cargo e recursos públicos pra barrar um processo que dizia respeito não a um presidente eleito em exercício de Poder, mas sim a um cidadão GOLPISTA, um mafioso que na calada da noite se reunia com empresário que SEQUER apresenta nome e registrava o encontro, pra TRAMAR contra as Instituições do país e mapear a distribuição e propina pra diversos personagens ??!  

    • Nada vai acontecer.. Cada vez

      Nada vai acontecer.. Cada vez mais subserviente ao Tio Sam  é a direção que o país vem seguindo..

      Qual justiça? Não existe isso no Brasil.. Pergunte ao Ministério da Justiça, TCU, PGR,STF, STE…   …   …  

      O Brasil é uma trájica comédia

  2. Acho que estamos caminhando a

    Acho que estamos caminhando a passos rápidos para uma situação igual a da venezuela. E não terá sido por culpa do PT.

    A sem vergonhice do STF terá sido a principal responsável. Estes vagabundos já suspenderam o mandato e mandaram prender , sem qualquer prova ou indício de crime, um senador do PT e não fazem absolutamente nada contra este bandido tucano chamado aécio.

    e o sujeito tem tanta certeza de que nada farão contra ele que continua a cometer crimes a luz do dia.

    Para que servem o MPF e o STF?

    e o moro? aquele que ouviu na lata umas dez delações contra o áecio.

    Será que é só para receber salários astronômicos pagos pelo contribuinte a um bando de  vagabundos?

  3. Sobre homens e sobre ratos

    A Epoca é do Grupo Globo é a ordem agora é atirar em Temer e de sobra pega o Aécio. Agora sinceramente Temer e Aécio acho que nunca veremos nem mesmo em depoimento coercitivo quando mais julgados e condenados. Também acho que, apesar de todo o apoio e luta que devemos travar junto ao Lula, ele não sera candidato em 2018. Ah não ser que os que voltaram para o berço esplêndido, levantem e saiam às ruas pedindo justiça imparcial para Lula. A despeito disso, sejamos realistas: muito pouco provavel que o TRF-4 absolva Lula. Isso se darah, se acontecer, nas instâncias superiores e na ONU.

  4. Provas

    O que mais falta para os bandidos estarem em cana, na gaiola?

    Ou com provas não tem graça, não vem ao caso?

    Todo mundo já sabe o fizeram no verão passado, no inverno, outono, primavera, verão.

    Quem vai colocar as algemas, o desembargador safado, vagabundo?

    O juiz, a esposa, o procurador e a esposa banestado?

    Se um comparsa graúdo cai o caldo entorna, então, operação abafa a caminho.

    Abafa Jato.

  5. Apenas cortina de fumaça. O alvo é Lula

    Essa pseudo-reportagem, pseudo-exclusiva, da sub-veja e sub-sub-focus só engana trouxas, ingênuos e incautos. Esse material já estava editado, mas sua publicação só foi autorizada hoje, depois que ‘MT’ comprou apoio para se manter no Planalto e continuar as contr-reforma e o desmonte o Estado Brasileiro.

    Em sintonia fina com o PIG/PPV e outros atores golpistas, sérgio moro aceitou outra estapafúrdia e ilegal denúncia contra o Ex-Presidente Lula ainda na terça-feira (o caso não é da jurisdição da JF, muito menos daquela sediada no Paraná, já que os fatos ocorreram em SP e não envolveram atuação de servidores públicos da União, já que Lula nãoe era mais o Presidente da República em 2011), 1º de agosto, véspera da votação na Câmara, que indeferiu a denúncia – esta com fartas provas – da propina milionária recebida por Aécio Cunha, Rodrigo Rocha Loures/Michel Tmer, Lúcio Funaro/Eduardo Cunha.

    Na tarde de hoje, essse torquemada criminoso das ararucárias vazou para o/a Globo provas contrabandeadas de outros processo/delações, na vã tentativa de fundamentar uma nova condenação contra o Ex-Presidente Lula.

    Como já disse noutro comentário, esse juizeco da guantánamo paranaense merece rajadas de 765.

  6. Fotografias de malas de

    Fotografias de malas de dinheiro significam exatamente o que? Qual a co-relação entre uma mala de dinheiro e determinado fato, só pela foto da mala ? Onde a revista EPOCA quer chegar? Que tipo de jornalismo é esse? Muito rasteiro.

    • Fotografias de malas de

      Fotografias de malas de dinheiro acabaram com a candidatura de Roesana Sarney em 2002, lembra? Imagens tem altíssimo impacto numa sociedade visual e ainda mais altamente iletrada como a nossa.

      Aécio já estava liquidado e não precisaria mais desse chumbo grosso, mas se é verdade que ele abasteceu a Record com informações sobre a Globo então uma reportagem dessas pode ser retaliação, ou, pior, uma forma de aviso.

       

  7. O SIGILO BANCARIO,

    O SIGILO BANCARIO, telefonico  E FISCAL DO mt DA MALA, MINEIRINHO, ANGORA, BOTAFOGO, BOCA MOLE E DEMAIS CANALHUDOS NOTAVEIS JÁ FOI REALIZADO??

    tão esperando pra fazer num montão no fim do ano, tipo a investigação do MT?

     

    QUEM SOLICITA?

    PREVARICAADORES COMO CARMINHA E JANOTA? OU GOLPISTAS COMO , lewadinho, GILMAR E  O SOBRINHO DE COLLOR DE MELLO amigon de AÉCIO?

     

    poder é do povo. emana do povo.

    é contorlado pelo povo.

    DILMA VOLTA!

    sem crime, não há impeachment!

     

  8. Que Aécio da Cunha Neves e

    Que Aécio da Cunha Neves e Michel Treme, são ladrões, não há registro de alguém no mundo que tenha dúvidas a respeito disso.

    Agora, fotografar malas e sacolas vazando pacotes de notas de 100 e 50 mil, pretendendo sugerir provada corrupção, é de uma babaquice tamanho polícia federal. Depois, as fotos são estrategicamente divulgadas nas revistas e jornais do consórcio golpista.

    Quem ainda é capaz de portar tal ingenuidade, ao ponto de crer nestas intituições policialescas, em seus sócios e, em seus conlúios midiáticos? Este procedimento ao que suspeito, são propositadamente plantados para favorecer aos criminosos. No caso, os de colarinhos brancos.

    Orlando

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome