Devaneia, Dona Sensa Rizzo, devaneia!, por Luciano Hortencio

Há três dias atrás Dona Sensa perguntou: Luciano, você já ouviu falar em Maurício Carlos? Não respondi de pronto e no dia seguinte ela voltou à carga: E aí. Luciano, você viu algo sobre Maurício Carlos?

Devaneia, Dona Sensa Rizzo, devaneia!, por Luciano Hortencio

Dona Sensa Rizzo é uma pacata cidadã de Itu, São Paulo. Viúva, com filho e filhas, netos e bisneto. Já batalhou muito pela vida com seu saudoso marido, mudaram-se para Brasília, porém voltaram para sua querida Itu, cidade onde até o afeto é enorme.

Dona Sensa é daquelas pessoas simples e discreta, que escreve pouco e quase passa despercebida.

Digo quase, porque despercebida ela jamais será por aqueles que amam a boa música brasileira e por ela se interessam.

Faz mais ou menos cinco anos que travei conhecimento e mantenho laços de amizade com Dona Sensa, quer através do Facebook, Zap Zap, telefone fixo ou celular. Qualquer meio de comunicação serve para se falar sobre música.

Dona Sensa não se arvora a ser colecionadora ou pesquisadora, porém tem em sua cabeça octogenária coisas que até Deus duvida. Sempre discutimos sobre música e por vezes teimamos a valer, porém quase sempre minha boa amiga tem razão.

Há três dias atrás Dona Sensa perguntou: Luciano, você já ouviu falar em Maurício Carlos? Não respondi de pronto e no dia seguinte ela voltou à carga: E aí. Luciano, você viu algo sobre Maurício Carlos?

Imediatamente caí em campo e procurei no Arquivo Nirez e Instituto Memória Musical Brasileira (IMMuB), tendo a grata surpresa de encontrar várias referências ao cantor por Dona Sensa recordado.

– Dona Sensa, achei o Maurício Carlos e encontrei quatro fonogramas no Arquivo Nirez. Só não encontrei ainda uma foto dele…

Leia também:  Nininha, por Alda Verona, em gravação de 1930

– Ah, Luciano, isso é quase impossível encontrar. Estamos devaneando…

Como sou persistente e teimoso, queimei as pestanas e achei a foto que ilustra o vídeo abaixo, para nossa grande satisfação.

O que me resta a dizer, meu Deus do céu?

DEVANEIA, DONA SENSA, DEVANEIA!

Maurício Carlos – DEVANEIO – Djalma Ferreira – Luiz Antônio.
Disco RCA Camden CAM 1.031-A.
Janeiro de 1961.
Arquivo Nirez.
Agradeço À amiga Dona Sensa Rizzo, pela excelente lembrança.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora