Assessoria agora controla perguntas que Mandetta pode responder

Com o novo sistema, perguntas de teor político, que pudessem ressaltar o contraste entre Mandetta e Bolsonaro, ficaram ausentes

Jornal GGN – A coletiva de imprensa de Luiz Henrique Mandetta, nesta terça (31), reflete a articulação do entorno de Jair Bolsonaro para enquadrar e ofuscar um pouco o ministro da Saúde.

A assessoria de comunicação escolheu as perguntas que Mandetta poderia responder. Os repórteres, portanto, não puderam fazer perguntas abertas no microfone. Isso só foi possível, e com um número restrito de veículos de imprensa, quando Mandetta estava ao lado de Sergio Moro (Justiça), Paulo Guedes (Economia) e Braga Netto (Casa Civil).

Durante a transmissão da coletiva na internet, foi possível ouvir um jornalista tentando emendar pergunta numa resposta de Mandetta, quando foi podado pela assessoria, que informou que hoje o ministro só responderia às questões selecionadas previamente.

Desde segunda (30), Mandetta perdeu o protagonismo das entrevistas que ocorrem todos os dias às 17h, para comentar a crise do coronavírus. Outros ministros devem aparecer também para anunciar o que suas pastas estão fazendo contra a pandemia. Mandetta, ao final, fica mais alguns minutos para as “questões técnicas da saúde”, apresenta um balanço dos casos e mortes no Brasil e tira dúvidas da imprensa.

Com o novo sistema, perguntas de teor político, que pudessem ressaltar o contraste entre Mandetta e Bolsonaro, ficaram ausentes.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Weintraub silencia em depoimento à Polícia Federal

4 comentários

  1. Delenda Mandetta.
    Let’s erase him.
    A idade mental do presidente é de 10 anos, mas a da equipe dele a gente pensava que fosse maior.
    Exceto Mandetta, que está tentando ter paciência com os infantes, todo o governo bozo é de mentalmente incapazes.

  2. Ao tentar emendar ua pergunta, um jornalista foi, segundo o texto, “podado pela assessoria, que informou que hoje o ministro só responderia às questões selecionadas previamente.”
    Era assim nos 21 anos que nos submeteram a ditadura militar. CENSURA!
    Estao aprendendo aqueles que pedem a volta desse regime de exceção? Ou sao burros demais?

  3. O presidente que não sabe economia, que despreza a ecologia, ignora a saúde, não sabe governar, manipula falas e notícias, desarranja-se até com seu partido e seus aliados e agora por absurdo inédito, está privado de governar.
    É triste ser desnecessário, enquanto a loucura o faz achar-se o messias ungido e escolhido por Deus. Na ilusão, pensa que esta crise termina numa quarta qualquer do mês de abril, bastando sua medida provisória.
    O pior de tudo se encontra ai. Santa ingenuidade, morcego introdutor do coronavírus.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome