Bolsonaro já tem votos para barrar impeachment, aponta levantamento

Base do governo tem hoje 206 de 513 deputados, número suficiente para barrar também denúncias da PGR

Foto: Marcello Casal/Agencia Brasil

Jornal GGN – A aproximação de Jair Bolsonaro com o Centrão, uma relação consolidada a partir da distribuição de cargos no governo federal, já garantiu ao presidente da República uma base de 206 deputados federais na Câmara. O número é suficiente para barrar um pedido de impeachment ou uma denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República.

O levantamento, feito com ajuda de deputados e assessores parlamentares, foi divulgado pelo jornal Valor Econômico nesta segunda (29).

Dos 206 deputados da base do governo Bolsonaro, 129 são integrantes de partidos do Centrão, 43 são parlamentares de sete partidos alinhados com Rodrigo Maia e 34 filiados ao PSL, que permaneceram ao lado do presidente apesar do racha.

O líder do PP, deputado Arthur Lira, foi o responsável por construir a maior parte dessa base de apoio. Ele angariou 129 deputados de 10 partidos, diz o Valor. Lira é cotado para substituir Rodrigo Maia na presidência da Câmara a partir de 2021.

Para barrar impeachment, Bolsonaro precisa de 172 votos. Porém, para aprovar propostas de emendas constitucionais (PECs), como as reformas pretendidas por Paulo Guedes, o governo precisaria de 308 votos.

De outro lado, o grupo de Maia tenta buscar entre dissidentes votos para garantir ao menos 257 aliados contra o bolsonarismo. “Esse é exatamente o número de votos necessários para aprovar leis complementares.”

Com informações do Valor

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Brasil poderá ser o primeiro no mundo em taxação de grandes pobrezas

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome