Dados do Imperial College mostram como a pandemia no Brasil está fora de controle

Brasil tem taxa de transmissão do vírus (Rt) de 1,01. Qualquer número acima de 1 indica que a crise sanitária ainda cresce em função exponencial

Reprodução

Jornal GGN – O Imperial College de Londres calcula que o Brasil segue com a pandemia do novo coronavírus fora de controle, com uma taxa de transmissão do vírus (Rt) de 1,01. Qualquer número acima de 1 indica que a crise sanitária ainda cresce em função exponencial.

Segundo o centro de acompanhamento de epidemias do Imperial College, na semana epidemiológica que acabou em 12 de julho, a taxa de transmissão da covid-19 no Brasil era de 1,03. Na anterior, 1,11.

Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde reforçou que o Brasil é uma Nação de porte continental e algumas regiões podem apresentar Rt melhor do que outras. Por isso, se diz que o País pode ter uma taxa de transmissão variando geograficamente de 0,5 a 1,5.

Outros países da América Latina também estão fora de controle. A Argentina (1,3), a Colômbia (1,22), o Peru (1,05) e o Equador (1,01) seguem o Brasil na lista. A taxa da Venezuela é 1, e o contágio está perdendo força na Bolívia (0,99) e no Chile (0,85). A titulo de comparação, Israel está entre os 31 países que ainda apresentam contágio em expansão, com Rt de 1,51.

O Imperial College ainda projetou que o Brasil pode registrar mais 7.800 mortes por Covid-19 nesta semana, maior número entre os 56 países acompanhados. (…) estima também que o número de casos de contágio no Brasil seja cerca do dobro dos registrados”, descreveu a Folha de S. Paulo, que divulgou os dados nesta quarta (22).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome