Desembargador diz que TRF4 não teme vazamentos e defende Moro

Leandro Paulsen, que condenou Lula no caso triplex, afirma a jornal que o processo do sítio de Atibaia deve entrar na pauta do TRF-4 no segundo semestre

Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4

Jornal GGN – O desembargador Leandro Paulsen afirmou ao Estadão desta quarta (26) que a 8ª Turma do TRF-4 pode julgar o sítio de Atibaia no segundo semestre deste ano. Ele também saiu em defesa de Sergio Moro no caso dos vazamentos do Intercept, falou da “absoluta lisura” da segunda instância e assegurou que o Tribunal não teme que surjam citações envolvendo magistrados.

Quando questionado se a imagem de Moro foi arranhada pelo dossiê Intercept, Paulsen respondeu: “Ele é uma pessoa que, até agora, pelo que se sabe, pelas informações que se tem, por todo o seu histórico, é uma pessoa com absoluta probidade. É uma pessoa capaz, um jurista que realmente tem conhecimento consolidado” e que tem perfil para ocupar vaga no Supremo Tribunal Federal.

A entrevista sobre quando o caso do sítio será julgado em segunda instância é divulgada apenas 1 dia após o Supremo Tribunal Federal adiar mais uma vez o julgamento do habeas corpus de Lula que versa sobre a suspeição de Moro.

Apesar do adiamento, ministros sinalizam que há tendência de declarar Moro um juiz parcial.

Paulsen negou que o TRF4 esteja acelerando o processo do sítio. “Não tem razão nenhuma para atropelar ou para retardar. Será no tempo adequado, assim que nós nos sentirmos seguros (…). É possível que ocorra no segundo semestre deste ano, dependendo de o processo estar pronto para ser julgado”.

Lula foi condenado neste processo por Gabriela Hardt, antiga substituta de Moro, a 12 anos e 11 meses.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora