Fora de Pauta

13
Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados. Podem ser colocados aqui os vídeos e as notícias em geral. Deixe sua dica nos comentários.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

13 COMMENTS

  1. Qual a diferença entre Doria e Bolsonaro?

    Nenhuma. Troco um pelo outro e não quero um centavo de troco.

    Agora, foi muito bom o Doria ter dado uma tremenda enrabada em Bolsonaro e no Pazuello, com São Paulo sendo o primeiro Estado da Federação a vacinar uma brasileira.

    Mais tarde a enfermeira Mônica Calazans vai ser capa de todos os grandes jornais do mundo inteiro. E o melhor: ela não vai se transformar em um jacaré.

    Se eu fosse dono de um jornal eu tascaria a seguinte manchete: Vacina chinesa é aplicada em enfermeira brasileira, em São Paulo, e até agora a mulher vacinada não se transformou em um jacaré como havia previsto o presidente Bolsonaro.

    Phoderam-se Bolsonaro e o Generalíssimo General Pazuello! Eles devem estar putos dentro das calças.

    Que coisa boa!

  2. https://www.defesanet.com.br/front/noticia/39318/Comentario-Gelio-Fregapani—A-situacao-atual/

    https://www.defesanet.com.br/dc/noticia/39325/DC-Storm—Resenha-Estrategica—EUA–racha-expoe-%E2%80%9Cgoverno-mundial%E2%80%9D/

    https://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=1&hl=pt-BR&prev=search&pto=aue&rurl=translate.google.com&sl=en&sp=nmt4&u=https://www.rt.com/usa/512817-capitol-protests-boogaloo-trump/&usg=ALkJrhh3E4pjeqbEX-O9C4ukfFxgez3GrQ

    Os militares entraram e saíram da vida política de maneira relevante em 4 oportunidades:
    1. Na proclamação da República com Deodoro da Fonseca, homem de confiança de Pedro II seguido de Floriano. Saíram quando as oligarquias habilmente retomaram a presidência e os partidos estaduais.
    2. Na Primeira Era Vargas, com a crise de 1929 e da incompreensão de Prestes que se recusou a assumir seu lugar na História. Quem saiu foi Vargas. Os militares se alinharam com o comando militar dos EUA na Guerra Fria. A ala antivargas, a partir da ESG foi calma e progressivamente conquistando o poder. 1954 os atrasou.
    3. Em 1964, o golpe foi civil e militar. A morte acidental de Castelo reordenou a correlação de forças. Jango, JK e Lacerda foram eliminados. Brizola, PCB e demais não se entenderam em quase nada. Ainda viveu-se um ciclo glorioso do capitalismo pós-guerra. Declínio temporário dos EUA (Ford, Carter) e das lideranças do regime militar contribuiram, mas foi a economia e o movimento operário que aceleraram as Diretas Já.
    4. Bolsonaro só foi possível pós crise de 2008 e mudança na política externa do Império que passou a derrubar governos aqui na América. E não foi o Trump que começou. Os militares voltaram para permanecer. Esse é o plano. Mas não tem a qualidade das levas anteriores. O que em parte é positivo pois permite que a sociedade civil, apesar das divisões e cabeçadas possa resistir e retomar o Brasil.

  3. O estraga prazer

    Meu cunhado amanheceu exultante. Ligou para mim as quatro horas da manhã para dizer que o Brasil dispõe agora de duas vacinas: a CHINESA e a de OXFORD, e logo contará com uma terceira, a vacina do ministro da ciência e tecnologia, um tal de Marcos Pontes, de quem ele nunca tinha ouvido falar, mas que ficou rico vendendo indevidamente travesseiros com o logotipo da NASA. E quem espalhou a notícia a respeito desse terceiro tipo de vacina? Ganhará um doce quem gritar “Bolsonaro!!!”.

    E eu respondi: meu cunhado, eventualmente você pode até ligar para mim às 4 horas da manhã se o assunto for sério. Mas procure se informar sobre o assunto que você pretende abordar. Vamos numerar as mentiras e picaretagem desses dois vagabundos.

    1 – Quem vai fabricar a CORONA VAC ou vacina chinesa é o Instituo Butantan, sediado em São Paulo, com os insumos da China. Mas até agora, as vacinas fabricadas ou disponíveis não são suficientes para vacinar nem 1/8 da população do Estado de São Paulo, considerando a necessidade de uma segunda dose de reforço.

    2 – Bolsonaro, que anda às turras com Doria, disse que as vacinas até agora disponíveis vão ter que ser dividas entre todos os Estados da Federação, proporcionalmente à população de cada um deles. E quer que o Dória entregue todas as vacinas para que a divisão seja feita pelo ministério da saúde, ou melhor, pelo General Pazuello, que repassaria à posteriori a cota cabível ao Estado de São Paulo. Foi aí que o Doria deu o drible da vaca na dupla dinâmica Bolsonaro-Pazuello, não entregando a cota cabível a São Paulo, e malandramente vacinou ontem a enfermeira Mônica Calazans.

    3 – Com relação a vacina de OXFORD que é fabricada na Índia. Bolsonaro despachou um avião para trazer dois milhões de doses daquele país. Bolsonaro, acostumado a dar grito em recruta brasileiro, nem chegou a telefonar para a India para saber se era possível contar com dois milhões de doses, tanto que o avião despachado chegou ao seu destino. E o governo da Índia, país que tem uma população de cerca de 1,3 bilhões (um bilhão e trezentos milhões de habitantes) mandou dizer a Bolsonaro que só exportará a vacina de OXFORD para o Brasil, depois de aplicá-la todos os seus cidadãos.
    Portanto, nós só poderemos contar com a produção do Butantan.

    4- Quanto a fábrica de vacina do Astronauta Marcos Pontes, ela vai ser construída na Lua, e a comercialização da vacina no Brasil está prevista para começar em abril de 2052.

    Portanto, meu cunhado, na melhor das hipóteses você e eu estaremos sendo vacinados com a vacina COMUNISTA em dezembro deste ano. Não saia de casa até lá!

    Um abraço de longe, bem longe!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile