Lula Day ocupou ruas de diversos países com 23 atos

A comemoração em reverência a luta política do ex-presidente Lula tomou dez países na Europa, Américas e Oriente Médio

#LulaDay em Coimbra, Portugal. Foto: Vozes no Mundo – Frente Pela Democracia no Brasil

Jornal GGN – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva completou 74 anos de idade no último domingo, 27 de outubro. Considerado um símbolo da política brasileira e na luta pela defesa da democracia, o ex-sindicalista foi homenageado em 23 atos espalhados por dez países na Europa, Américas e Oriente Médio, na primeira edição do ‘Lula Day’, que começou no dia 25 e se estendeu até as últimas horas do dia 27.

Promovido por coletivos e comitês em diversas metrópoles do globo, o projeto é um ato de denúncia contra a prisão política e de memória pela luta política, defesa da democracia e justiça social no Brasil, segundo os idealizadores Giuditta Ribeiro, Gabriela Lima, Carla Pitton e Fernando Carvall.

Na Argentina, o ato com organização do Comitê Lula Livre Zona Norte de Buenos Aires ocupou o Obelisco e contou com Aloizio Mercadante, Lindbergh Farias, o coletivo Frente de Todos, a coalizão Fernández-Fernández que venceu as eleições argentinas no final do dia. Ainda na América, nos Estados Unidos, coletivos celebraram em Los Angeles e Nova York.

Na Alemanha, as cidades de Berlim, Colônia, Frankfurt e Ulm receberam diversas manifestações em praças públicas e encontros intimistas pelo ex-presidente. Em Paris e Estrasburgo, comidas brasileiras e atividades lúdicas marcaram os atos. Já em Londres, o Comitê Lula Livre UK – Free Lula preparou um aniversário com brigadeiros e declarações de apoio ao ex-presidente. Em Oxford, o Comitê Lula Livre ocupou as ruas.

O Comitê Lula Livre da Bélgica denunciou a prisão de Lula por meio da arte. Na Itália, as ruas de Ravena e Roma foram tomadas por brasileiros e equatorianos. Em Madri, na Espanha, Lula teve duas festas de aniversário. Já em Lisboa, Portugal, familiares e amigos se reuniram como símbolo de resistência. Ainda em Portugal, a cidade de Coimbra recebeu uma festa no centro, com balões e projeções do rosto de Lula em prédios públicos. O ‘Lula Day’ também chegou em Israel, na cidade de Tel Aviv. 

O projeto por Lula foi inspirado no “Mandela Day”. Em todo 18 de julho, dia de nascimento do ex-mandatário da África da Sul Nelson Mandela, movimentos vão às ruas em sua homenagem. Reconhecendo a contribuição de Mandela, a data comemorativa foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em novembro de 2009.

“A ideia veio de ‘plagiar’ o Mandela Day e porque reconhecemos a inocência de Lula e, principalmente, o legado dele por pensar e agir com honestidade e amor pela população carente”, contou ao GGN a ativista brasileira Gabriela Lima, que hoje vive na Itália.

Com informações do Comité Internacional Lula Livre.

Confira todas as manifestações:
Américas

Argentina

Buenos Aires

Estados Unidos

Nova York
http://bit.ly/2NAq3Nhhttp://bit.ly/34gJdhR e http://bit.ly/31WKCs7

Los Angeles

Europa

Alemanha

Berlim
http://bit.ly/2Wq9V4P e http://bit.ly/2ouAHfV

Colônia

Frankfurt

Ulm

Bélgica

Bruxelas

Espanha

Madri
http://bit.ly/2Jy3bMU e http://bit.ly/2NlBiJb

França

Estrasburgo

Paris
http://bit.ly/2NmwYcL e http://bit.ly/2BWFxFW

Itália

Ravena

Roma

Portugal

Coimbra

Lisboa
http://bit.ly/2PuHKAo e http://bit.ly/2Jv0JXK

Reino Unido

Londres

Oxford

Oriente Médio

Israel

Tel Aviv

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome