Nove capitais distribuem auxílios emergenciais à população

Garantia de renda básica à população pode virar bandeira política – pelo menos cinco mandatários tentarão a reeleição em novembro

Foto: Reprodução

Jornal GGN – A crise do coronavírus levou prefeitos e vereadores a aprovarem a distribuição de auxílios emergenciais para garantir renda mínima à população. Tal iniciativa pode se converter em capital eleitoral para as próximas eleições municipais.

Segundo o jornal O Globo, pelo menos nove capitais criaram auxílios em modelo semelhante ao distribuído pelo governo federal (em geral, para atender quem não obteve o auxílio), ou ampliaram iniciativas já ativas, seja para atender populações de baixa renda ou categorias profissionais afetadas pela pandemia, como feirantes e catadores de itens recicláveis.

Dentre esses governantes, pelo menos cinco – os prefeitos de Cuiabá, Florianópolis, Porto Alegre, São Paulo e Curitiba – pretendem disputar a reeleição.

Embora tais medidas sejam fundamentais para ajudar os mais necessitados, especialistas dizem que elas podem ajudar a aumentar a vantagem de quem tenta se reeleger ou emplacar seus aliados. A criação de novos benefícios é vedada pela legislação eleitoral, a não ser em casos de emergência – como a pandemia.

 

 

Leia Também
Exclusivo GGN Covid Mundo 30/08: Espanha chega aos níveis do primeiro pico da doença
Bolsonaro inaugura obras iniciadas nos governos Lula e Dilma

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora