Petrobras reduz preços da gasolina em 8% e do diesel em 4%

No acumulado do ano, o preço da gasolina já caiu 52,3% e o do diesel caiu 38%

Foto: Agência Brasil

Da Agência Brasil

A Petrobras anunciou, na segunda-feira (20), uma nova redução nos preços médios dos combustíveis vendidos nas refinarias. A gasolina ficará 8% mais barata e o diesel terá queda de 4%. No acumulado do ano, o preço da gasolina já caiu 52,3% e o do diesel caiu 38%.

Os preços valem a partir desta terça-feira (21) e são referentes ao valor vendido para as distribuidoras a partir das refinarias. O valor final ao motorista dependerá do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

Segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio para a gasolina nos postos do país, entre 12 e 18 de abril, era de R$ 4,095. O valor do diesel S-500, era de R$ 3,318. O do etanol, de R$ 2,796. O botijão de GLP, de 13 kg, está com o valor médio de R$ 69,96

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explica, em nota, a estatal.

Segundo a companhia, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Secretários de Fazenda criticam reforma tributária de Paulo Guedes

2 comentários

  1. Bolsonaro acerta mais uma e expõe a Indústria da Miséria do AntiCapitalismo de Estado produzido e financiado pelo Estado Brasileiro, nas figuras de Governadores, Prefeitos, Velha Política que defendem e sustentam Monopólios e Oligopólios Cancerígenos (basicamente estrangeiros) dentro da Economia Nacional. Dória, Witzel e tantos outros novamente mostrando a ‘cara de pau’ da Política Nacional na manutenção de Feudos e IMPOSTOS escorchantes. Pobreza, Atraso, Miséria é Política de Estado nestes trágicos 90 anos, replicados em 4 décadas de farsante Redemocracia. PETRÓLEO a 100 DÓLARES O BARRIL. GASOLINA EM SP a 4,50 REAIS O LITRO EM MÉDIA. Aumentos diários com acompanhamento de Petrobrás, não importando se 0, 2 ou 1, 4%. Aumentos automáticos. PETRÓLEO DESPENCA A MENOS de 20 DÓLARES. DIMINUIÇÃO NA PETROBRÁS EM MAIS DE 52% (CINQUENTA E DOIS POR CENTO). Onde está a GASOLINA a 2 REAIS NAS BOMBAS?!!!! Quem está levando este Dinheiro e Lucros Astronômicos? Esta semana em FSP, GASOLINA num Recorde Histórico de diminuição de valores em 15 anos é vendida na Petrobrás a 99 centavos (R$ 0,99 / l). Agora bem mais 8% de redução. Como é possível de 99 CENTAVOS NA Produção da Petrobrás, com Distribuição de MultiNacionais Estrangeiras (Shell, Texaco, Esso, Exxon ,…) e Venda nos Postos, esta GASOLINA pode chegar a R$ 4,09 (QUATROCENTOS POR CENTO DE AUMENTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 400%) SOMOS SURREAIS. A Indústria do Atraso e da Miséria. Pobre país rico. Asa penas não Nos fazem falta realmente. Mas de muito fácil explicação.

  2. Bolsonaro acerta mais uma e expõe a Indústria da Miséria do AntiCapitalismo de Estado produzido e financiado pelo Estado Brasileiro, nas figuras de Governadores, Prefeitos, Velha Política que defendem e sustentam Monopólios e Oligopólios Cancerígenos (basicamente estrangeiros) dentro da Economia Nacional. Dória, Witzel e tantos outros novamente mostrando a ‘cara de pau’ da Política Nacional na manutenção de Feudos e IMPOSTOS escorchantes. Pobreza, Atraso, Miséria é Política de Estado nestes trágicos 90 anos, replicados em 4 décadas de farsante Redemocracia. PETRÓLEO a 100 DÓLARES O BARRIL. GASOLINA EM SP a 4,50 REAIS O LITRO EM MÉDIA. Aumentos diários com acompanhamento de Petrobrás, não importando se 0, 2 ou 1, 4%. Aumentos automáticos. PETRÓLEO DESPENCA A MENOS de 20 DÓLARES. DIMINUIÇÃO NA PETROBRÁS EM MAIS DE 52% (CINQUENTA E DOIS POR CENTO). Onde está a GASOLINA a 2 REAIS NAS BOMBAS?!!!! Quem está levando este Dinheiro e Lucros Astronômicos? Esta semana em FSP, GASOLINA num Recorde Histórico de diminuição de valores em 15 anos é vendida na Petrobrás a 99 centavos (R$ 0,99 / l). Agora vem mais 8% de redução. Como é possível de 99 CENTAVOS NA Produção da Petrobrás, com Distribuição de MultiNacionais Estrangeiras (Shell, Texaco, Esso, Exxon ,…) e Venda nos Postos, esta GASOLINA poder chegar a R$ 4,09 (QUATROCENTOS POR CENTO DE AUMENTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 400%) SOMOS SURREAIS. A Indústria do Atraso e da Miséria. Pobre país rico. As penas não Nos fazem falta realmente. Mas de muito fácil explicação.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome