Sem precisar se aposentar, celebridades cobram para defender reforma da Previdência

Governo Bolsonaro gastou R$ 40 milhões para que celebridades milionárias apoiassem a proposta

O governo também liberou R$ 4,3 bilhões em emendas parlamentares desde março / Fotomontagem: Reprodução

Brasil de Fato

Sem precisar se aposentar, celebridades cobram para defender reforma da Previdência

por Cris Rodrigues, do Brasil de Fato | São Paulo (SP)

A reforma da Previdência proposta pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) tramita na Câmara dos Deputados desde 20 de fevereiro de 2019. Nesse primeiro semestre, contou com a ajuda de um time de celebridades, em uma campanha publicitária milionária para tentar convencer a população de que era preciso mexer em sua aposentadoria.

O argumento principal de Bolsonaro e de seu ministro da Economia, Paulo Guedes, para a necessidade de uma reforma é financeiro: o país não teria como pagar aposentadoria para todos os brasileiros que dela necessitam. Diante disso, causa estranheza o fato de o governo ter investido tanto dinheiro para aprovar a reforma que tem como objetivo, justamente, economizar dinheiro.

Apenas a campanha publicitária, que incluiu o merchandising dos artistas, custou R$ 40 milhões. Mas esse não foi o único investimento: o governo liberou R$ 4,3 bilhões em emendas parlamentares desde março. Embora Bolsonaro negue o toma lá dá cá, R$ 1,1 bilhão desses recursos foram liberados um dia antes da votação da reforma em primeiro turno na Câmara.

Para se ter uma ideia, esses R$ 4,3 bilhões pagariam aposentadoria de um salário mínimo para 18 mil pessoas durante 20 anos.

A escolha das celebridades para falar sobre Previdência também foi inusitada, já que se trata de apresentadores milionários, que não serão atingidos pela reforma. Com renda mensal média estimada em R$ 1,37 milhão – sem considerar o lucro das empresas próprias, outras propagandas e comissões –, os comunicadores que a agência de propaganda Artplan contratou estão numa faixa salarial que é 50 vezes maior que a média da população 1% mais rica do país, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia também:  Governo Bolsonaro se organiza para eleger Arthur Lira

Um dos contratados é Ratinho, que tem renda mensal de R$ 3 milhões, um valor que um trabalhador ganhando um salário mínimo levaria 250 anos para obter. Apesar da alta renda, Ratinho deve R$ 76 milhões em impostos para a União.

Outros nomes confirmados são Rodrigo Faro (R$ 3 milhões), Datena (R$ 1 milhão), Ana Hickmann (R$ 700 mil), Luciana Gimenez (R$ 500 mil) e Renata Alves (R$ 100 mil).

Edição: Luiz Felipe Albuquerque

Ouça o áudio:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

7 comentários

  1. E os que fazem a fama dessas celebridades terceiro-mundistas não conseguem sequer um salário decente…
    ter prestígio que aumenta com a desgraça do povo, só no Brasil mesmo

    como no futebol, fico imaginando o que deve ter de dinheiro sujo pela TV

  2. Não sou espírita, mas rezo todos os dias para Fidel Castro reencarnar aqui na república dos bananas e começar a usar o paredão, como nos primeiros tempos pós revolução em Cuba.
    Ou dá o fora ou vai pro paredão.
    Quem seria o Ratinho nos EUA ou na Europa? Um palhaço de circo.
    Quem seria o Datena nos EUA ou na Europa? Um reporterzinho de porta de delegacia e necrotério.
    Quem seria Ana Hickman nos EUA ou Europa? Uma dançarina de boate.
    Quem seria Milton Neves nos EUA ou Europa? O mesmo que aqui: um cocô.

    11
  3. Como diria Millor, aqui o rato põe a culpa no queijo…….

    Brancos de classe média escrevem livros afirmando que não há racismo no país……
    Os maiores sonegadores da república são os que mais reclamam dos impostos……
    Os patrões legislam leis trabalhistas afirmando que sabem o que é “melhor” para a classe trabalhadora…….
    “Artistas” meia-boca ganham milhões para convencer o trabalhador mais pobre que morrer trabalhando sem se aposentar lhe será vantajoso…….
    Tudo isso enquanto o povo briga por futebol e fiscaliza o cú alheio…………
    Somos um país patético……
    Pensando bem, não é tão absurdo os congressistas e o governo que temos, é a cara de boa parte desse país……e definitivamente é a cara da horrorosa midia…….

    11
    1
  4. Gozado eh que poucos dias atraz EU vi um clip do Fantastico no YouTube e subitamente descobri que a rede golpe NUNCA teve um canal que preta la, e nem liberty videos “officiais” por la tampouco.

    Subitamente, e da note pro dia, a rede golpe se sentiu “inportante” o bastante pra se aflorar como “celebridade” ou “infruenciadora”. Sem, no entanto, notar o papel vergonhoso que estava faz…

    Uh… qual era o assunto mesmo?!?! Eh que como celebridade e influenciador, EU nao tenho MICROSCOPIO com poder suficiente pra descobrir quem OS paulistas de merda pensam que sao..,

  5. As “celebridades” brasileiras NAO NOTAM que nao sao influenciadores????? Que nao tem e nunca terao reconhecimento international alem de zero???????? Algum deles notou que unico reconhecido por brasileiros de outros paises, Ratinho, so eh lembrado em contexto de humiliacao de pobres, pretos, e indefesos?????

  6. Caro Nassif, seria importante esclarecer que os famosos citados no artigo que critica a publicidade enganosa sobre a Previdência não são celebridades! Uma pessoa célebre é completamente diferente de pessoas como Ratinho, Faustão, Datena e outros citados! Pessoa celebre é diferente de pessoa famosa! Um famoso pode ser o Neymar, o Faustão, Datena, Bolsonaro, Beira-Mar, Queiróz, Moro, Barroso, Fux, o Japonês da Federal, Trump, todos são exemplos de famosos! Celebridade geralmente é famoso, porém famoso maioria das vezes não é uma celebridade! No conceito do Faustão e do Ratinho Alexandre Frota é uma celebridade!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome