Trump critica maneira como Bolsonaro enfrentou pandemia no Brasil

No Brasil, o mau exemplo veio do governo federal, cujo mandatário é Jair Bolsonaro, amigo de Trump, que não acatou nenhuma medida de isolamento social e deixou os governos regionais se virarem.

Jornal GGN – O Brasil foi citado por Donald Trump nesta sexta, dia 5. Mas, longe de elogiar, Trump usou o Brasil como mau exemplo na condução da pandemia do coronavírus, que seguiu o exemplo da Suécia. A Suécia, como se sabe, não impôs quarentena ou isolamento no país, confiando em medidas voluntárias da população na contenção do vírus. No Brasil, o mau exemplo veio do governo federal, cujo mandatário é Jair Bolsonaro, amigo de Trump, que não acatou nenhuma medida de isolamento social e deixou os governos regionais se virarem.

‘Se você olhar para o Brasil, eles estão passando por dificuldades. A propósito, eles estão seguindo o exemplo da Suécia. A Suécia está passando por um momento terrível. Se tivéssemos feito isso, teríamos perdido 1 milhão, 1 milhão e meio, talvez até 2 milhões ou mais de vidas’, disse Trump, e isso pode ser visto no vídeo abaixo. Trump também afirmou que já é hora de acelerar a reabertura.

O exemplo seguido pelo Brasil, a Suécia, é o país nórdico com o maior número de ocorrências nesta pandemia. O próprio governo sueco admitiu que deveria ter adotado medidas mais rígidas de isolamento social para conter o surto epidêmico.

Na entrevista, Trump elogiou a estratégia adotada por seu governo contra o coronavírus e que agora o certo é mudar o foco, proteger os grupos de risco, e ir providenciando uma reabertura da economia. Os EUA carregam mais de 108 mil mortos e 1,9 milhão de infecções.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Moro diz que Aras não tem "nada de concreto" contra a Lava Jato em Curitiba

3 comentários

  1. É a dupla Arrelia e Pimentinha, logicamente sem a graça deles,somente palhaços.
    O cabelo amarelo dos falcões do norte é o palhaço mor.Vamos lembrar que esse sujeito, tal qual o nosso sujeito, disse que a pandemia não atingiria sua grande nação. ATINGIU! Aí começou a culpar os governadores por promoverem o isolamento e tal qual aqui,fez de tudo para boicotar. Os casos e as mortes explodiram, aí culpou a China.
    Agora,com mais de 110 mil mortes nas costas,o palhaço mor vem com esse discurso imbecil de que poderiam ser até 2,5 milhões de mortos, tentando minimizar o número de mortos que,é bom que diga,é maior que o de muitas guerras onde esses terroristas mundiais estiveram presentes.
    Usar o exemplo do Brasil, sequer poder ser comparado já que ainda estamos muito atrás nesse macabro placar,somente pode ser entendido devido ao sabugismo do sujeito que ocupa a presidência da República que,no lugar de representar e defender o país, prefere servir de escada para tentar ajudar na reeleição deste mal que o mundo não merece.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome