fbpx
Início Opinião

Opinião

#ELENÃO# é o único genocida, por Marcelo Auler 

Todo este desgoverno vem sendo assistido por seis ministros do Supremo Tribunal Federal e centenas de congressistas de suas casas, onde gozam o “recesso” de final de ano.

Oxigênio, combustível da vida, por Francisco Celso Calmon

A Venezuela de Maduro, de Chavez, bolivariana, ofereceu oxigênio para salvar nossos irmãos amazonenses, e oxalá esses energúmenos do governo entendam que o combustível não tem ideologia, bem como a vacina, seja qual for.

Bolsonaro, o agente do caos, por Henrique Matthiesen

Pois, a torpeza de seu comportamento é fruto do seu grande objetivo, ou seja, golpear o Estado Brasileiro.

Manaus: O Horror dos Horrores de um Brasil Destruído, por Arnobio Rocha

Há 11 meses o país sofre duas desgraças: O Vírus e o Verme.

A criação de uma guarda pretoriana no Brasil para definir quem serão os presidentes...

A proposta feita pelo Capitão Augusto é muito mais importante do que se pensa, pois na realidade cria uma verdadeira Guarda Pretoriana, que pode inclusive fazer frente ao próprio exército

Brasil, um país torturado por seu Sistema de inJustiça, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O deus-mercado, que também conhecido pelo nome de deus-dinheiro e deus-finanças, é um insaciável devorador de cadáveres.

Dois documentários que ajudam a entender o drama brasileiro, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Em algum momento as empresas de comunicação começarão a colher o resultado da quebradeira plantada em virtude do apoio incondicional ao suicídio econômico conduzido por Paulo Guedes.

Shumpeter e a destruição destrutiva tupiniquim, por Fábio de Oliveira Ribeiro

A Lava Jato destruiu totalmente nossa indústria naval e de construção civil. O espaço deixado foi preenchido por empresas internacionais concorrentes das brasileiras. 

Guga Chacra e Demétrio Magnoli: a decadência do império, por Gustavo Conde

A decadência estética da Globo é irreversível. O “padrão Globo de qualidade” (conceito discutível) fez a curva e virou um pastiche.

A estreia de Guilherme Boulos na Folha, por Gustavo Conde

Sua estreia como colunista no jornal Folha de S. Paulo permite um olhar mais acurado sobre essas sutilezas subscritas na arte da emulação.

A saída da Ford tem um nome: Relocalização na direção da matriz, por Rogério...

O que estou dizendo com tudo isso é que a Ford é a primeira montadora a sair do Brasil, talvez as últimas sejam as coreanas

Frederico II comandou exércitos e ele sabia das coisas…, por Fábio de Oliveira Ribeiro

A julgar pelo desempenho de Jair Bolsonaro como oficial militar subalterno, como deputado federal e como presidente devemos admitir que os exércitos continuam recrutando seus membros no rebotalho da sociedade.

O jornalismo profissional da Folha de S. Paulo, por Gustavo Conde

Hoje, o jornal Folha de S. Paulo destaca uma pesquisa ainda não publicada (portanto não chancelada por um corpo editorial científico) a respeito de como o “jornalismo profissional” eleva a probabilidade de um leitor “não se deixar levar por fake news”.

O neoliberalismo jurídico inglês quer matar suspeitos sem o devido processo legal?, por Fábio...

Boris Johnson representa a preservação dos “negócios como de costume”, que rejeitam quaisquer políticas que comprometam os lucros em virtude do reconhecimento da catástrofe climática e ambiental causada pelo capitalismo.

Acordem, isso tudo não é uma série de terror nem somos figurantes, por Rogério...

Dentro de toda essa analogia com uma sociedade diatópica esquecemos o básico, não somos figurantes, como numa paródia da série Jornada nas Estrelas

Um golpe anunciado, por Francisco Celso Calmon

Ocorre que o mau exemplo será seguido se as forças democráticas do Brasil não se anteciparem e desarmarem a bomba-relógio do bolsonarismo.

A Razão da Necropolítica: 90% de nós somos dispensáveis, por Rogério Maestri

Mas o título do artigo traz uma surpresa aqueles que ainda não entraram na lista de pobres e miseráveis no nosso país. Vocês não entraram, mas certamente a maioria de seus filhos e netos entrarão. 

Uma pandemia, diversos mundos, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Os norte-americanos acreditam que são super-heróis, mas não parecem muito dispostos a jogar "roleta russa" ou "roleta brasileira 2021". Eles têm muito medo de morrer. Nisso eles são semelhantes aos ingleses. 

A Europa em 2021, por Boaventura Sousa Santos

Portugal tem boas condições para ser o timoneiro da UE neste período. Mas será lamentável se não aproveitar esta posição invejável para se libertar da chantagem dos países frugais e para cumprir plenamente a Leis de Bases da Saúde, dando ao SNS a centralidade que ele merece

Impeachment não cai do céu, por Homero Fonseca

É impossível destituir o presidente sem criar condições políticas para isso. E entrar com pedidos oficiais, esbravejar na internet e repetir slogan não é suficiente.

Mais comentados

Últimas notícias