fbpx
sábado, janeiro 25, 2020
  • Carregando...
    Início Opinião

    Opinião

    A fila no INSS e a ocupação militar, por André ZS

    Chamar 7 mil militares para trabalhar no INSS é a solução? E os mais de 12 mil servidores que se aposentaram nos últimos 3 anos? Não seria vantagem pagar 30% a mais a eles?

    Enquanto te enganam com pauta anticorrupção, o país é desmontado, por Romyna Lanza

    Enquanto se defende a pauta anticorrupção, a educação e a saúde são sucateadas, sem que se atente para as consequências reais de tudo isso.

    Celso Furtado errou de época, mas acertou no propósito, por Rogério Maestri

    Porém, por que a hipótese de Pastorização da Economia Brasileira é atualmente viável? A explicação é simples, porque hoje em dia convêm!

    Grande imprensa, uma neutralidade de um lado só, por Michel Chebel Labaki

    Creio que a seguinte frase popular nunca foi tão verdadeira para a imprensa: “Uma coisa é ter jogo de cintura, outra coisa é não ter espinha dorsal”.

    Já basta!, por Celio Turino

    Que vergonha um povo que não tem coragem de se levantar em protesto! Os sindicatos precisam marcar protesto diário nas portas de todas as Agências do INSS.

    Vitimismo e saudosismo são fórmulas estéreis, é preciso avançar, por Gilberto Maringoni

    Ou voltamos a nos solidarizar com as dores e problemas reais das pessoas, ou seguiremos sem ter o que propor ao país.

    A pauta não é o ‘imprecionante’, mas a inadequação do ministro, por Luis Felipe...

    Eu ficaria muito surpreso se realmente houvesse um ardil por trás dos erros do ministro da Educassão. Acho que essa leitura se baseia em duas ilusões.

    Viva Fernando Brant!, por Aquiles Rique Reis

    Sinto-me honrado por ajuntar-me aos colegas e a Robertinho Brant, que conceberam e participaram do CD Fernando Brant – O Vendedor de Sonhos, uma linda e, acima de tudo, sincera homenagem

    Trago más notícias e uma luz no fim do túnel, por Patrícia Valim

    Precisamos falar urgentemente de segurança pública e propor políticas para combater a perversidade do cruzamento de dois outros fenômenos ligados ao genocídio da população negra: racialização e feminização da pobreza

    O Brexit real, por Gustavo Conde

    A imprensa britânica trata a duquesa com imenso desprezo. É a correlação precisa do modo como a imprensa brasileira trata os negros, os índios, Lula e o PT, por exemplo.

    Pouco há de compreensão da vida para um país que vive de alegrias momentâneas,...

    A assunção do atual (des)governo no Brasil só veio tornar mais agudo nosso dramático pesadelo.

    Pérolas do Terraplanismo Econômico e Jornalístico, por Frederico Firmo

    Depois de entrar no palco planificado da nova política, os terraplanistas acham que tudo que fazem é o novo.

    Por que Trump emula o ISIS ao ameaçar destruir sítios históricos do Irã?, por...

    Destruir o passado árabe e persa, bem como o de outros povos desta sofrida região, tem como objetivo criar uma situação de "narrativa única".

    Um quadro de uma possível escalada até uma guerra mundial, por Rogério Maestri

    A primeira guerra mundial foi causada pelo bloqueio econômico que sofriam os estados centrais, Alemanha e Hungria, entrando a Turquia de gaiato neste problema.

    A mentira da “preservação sexual” da ministra Damares, por Debora Diniz e Giselle Carino

    Há correlação entre defesa da abstinência e o aumento da gravidez na adolescência e da maternidade precoce, apontam estudos

    Bolsonaro x jornalistas: bem-feito para os coleguinhas que não se dão ao respeito, por...

    Se o presidente da Republica não se dá ao respeito, cabe a nós, profissionais, às empresas e às suas entidades representativas zelar pela dignidade da nossa profissão

    A batalha: o velho inquisitivismo não quer morrer — mas o novo nascerá, por...

    Distinguir decretar e converter é um mero jogo de linguagem, pelo qual se busca esconder o velho inquisitivismo, que teima em sobreviver

    O fascismo é um surto psicótico político, literalmente, por Wilton Moreira

    Fascistas criam uma realidade paralela com lógica própria, imune a argumentos racionais baseados em fatos.

    Dos neonazismos do século XXI, por Eduardo Ramos

    O neonazismo como DOENÇA SOCIAL presente no dia a dia da nação.

    País em transe, por Aracy Balbani

    É imprevisível quando e como terminaria um suposto torpor nacional. Seria desejável que isso ocorresse de forma pacífica e fraterna, e antes que nossa gente e nossa terra sofressem novas tragédias de consequências irreversíveis.

    Mais comentados

    Últimas notícias