fbpx
terça-feira, julho 16, 2019
  • Carregando...
    Início Opinião

    Opinião

    O passado nos condena, por Izaías Almada

    Gostamos de fingir por aqui períodos progressistas, experiências sociais mais humanistas, mas acabamos invariavelmente a bater na tecla do conservadorismo, do passadismo, mesmo que isso possa vir fantasiado com a máscara da modernidade.

    Os efeitos econômicos do trabalho infantil, por Monica de Bolle

    "Trabalho infantil é assunto sério demais para ser tratado de forma tão torpe por aqueles que se julgam representativos de algo que não são", explica a economista Monica de Bolle sobre o tema abordado nas redes sociais

    O neorreacionarismo e como o combater, por Rui Tavares

    A triste realidade é que a elite portuguesa — na academia, na imprensa e na política — não quis até agora fazer o esforço de dar espaço às minorias

    Nova Previdência desestimula a contribuição, por José Luis Oreiro e Márcio Carvalho

    Os autores deste artigo acreditam que é necessária uma reforma da previdência, mas que no desenho dessa reforma sejam introduzidos mecanismos que incentivem a contribuição previdenciária

    Provas reais, por Janio de Freitas

    Quando Bolsonaro deu ordem de que ele investigasse todos os partidos, esta ordem seguiu-se ao recebimento de cópia, entregue por Moro, da investigação sobre os ‘laranjas’ do PSL.

    Brincando de deuses, enquanto cometiam crimes, por Eduardo Ramos

    Aqui, provavelmente nada acontecerá e boa parte dos ignaros fanáticos que os apoiam ainda aplaudirão, porque se trata do governo Maduro, que detestam.

    Veja Chama de Irregularidades. Eu chamo de Crimes, por José Rocha

    Glenn Greenwald, de forma corajosa, desnudou a república. Trouxe à tona toda a podridão, o pior que se podia esperar. Mas a pergunta é quem punirá os culpados?

    No Brasil, “negar veementemente” denota confissão de culpa, por Frederico Rochaferreira

    Invariavelmente, todos os delatados sempre “negam veementemente” a imputação do delator, até o momento de também fazerem alguma barganha com a Justiça.

    Justiça com as Próprias Mãos – Ou, o Candidato a Ditador Sanguinário, por Arnobio...

    O retrocesso econômico, a confusão política e a desagregação social, é terreno fértil para um déspota que se anuncia, o candidato é ele, e sua trupe de puxa-sacos submissos.

    É preciso continuar caminhando, por Ricardo Cappelli

    Se não houver nenhum milagre, só Lula é capaz de tirar Lula da cadeia. O ex-presidente tem papel central na construção de uma saída para o país.

    #Vazajato: O Procusto de Curitiba, por Arnobio Rocha

    Procusto, segundo Junito de Sousa Brandão, “simboliza a banalização, a redução da alma a certa medida convencional”. Trata-se, no fundo, como asseveram com propriedade Chevalier e Gheerbrant, da perversão do ideal em conformismo.

    Um fantasma de Jânio Quadros assombra o plenário do STF, por Fábio de Oliveira...

    Num Estado de Direito, a Justiça somente pode ser obtida mediante o respeito às regras processuais. A Vingança não pode ser considerado um método legítimo de resolver as disputas intersubjetivas.

    ‘Belivaldo, você é mentiroso’. A Tragédia de uma Nação, por José Rocha

    Essas foram as últimas palavras do empresário Sadi Gitz, da cerâmica Escurial em Sergipe, que se matou com um tiro na boca na cerimônia de abertura de um seminário sobre o mercado de gás

    A fuga do STF, por Assis Ribeiro

    A narrativa brasileira de se encontrar o grande vilão para os desmandos da corrupção tem se mostrado tão falsa quanto a história dos italianos Sacco e Vanzetti cujo julgamento tentou ser um marco para conter a turba que procurava um culpado para o caos americano.

    Nova montagem de “Roda Viva” amplia crítica política, por Luiz Roberto Serrano

    Criada durante o regime militar, peça de Chico Buarque ganha nova versão de José Celso Martinez Corrêa

    Resident Evil e a nova justiça criminal brasileira, por Fábio de Oliveira Ribeiro

    Os zumbis não têm racionalidade. A pena que eles impõe aos humanos não depende de qualquer procedimento. Os candidatos à serem infectados e/ou devorados não podem esperar um julgamento justo e isento.

    Governo Bolsonaro: Virando o Fio, por Arnobio Rocha

    O país se fragmenta, nenhuma reação da economia, a política rebaixada e sociedade civil desarticulada, tudo isso leva o Brasil ao abismo, uma ruptura mais profunda, se põe no horizonte, pois não há vácuo, nem solução negociada

    Sobre ratos e homens, por Izaías Almada

    Ao adiar o julgamento da suspeição e imparcialidade de Sérgio Moro, após negar um habeas corpus ao ex-presidente Lula, o STF deu mais um tiro no pé.

    Manoel, o traficante maneiro, por Lucia Helena Issa

    Os subordinados ao General Heleno, aquele que dava murros na mesa quando falava sobre Lula, foram estranhamente "incompetentes", a ponto de não revistarem a mala de Manoel, o traficante maneiro.

    Barbárie e perplexidade: Escândalos que não chocam mais ninguém. Por quê?, por Arnobio Rocha

    O Brasil elegeu uma farsa, a campanha das fakenews massivas, comprovadas, e está pagando caríssimo, dia a dia, o preço da irracionalidade.

    Mais comentados

    Últimas notícias