PSB e PSD devem anunciar fusão e lançar Afif à Prefeitura de São Paulo

Jornal GGN – O namoro entre PSB e PSD pode render ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), mais um concorrente na disputa eleitoral de 2016. Nos próximos dias, as legendas comandas nacionalmente por Gilberto Kassasb e Carlos Siqueira devem anunciar a tão estudada fusão, com o objetivo de lançar o ex-ministro Guilherme Afif Domingos como postulante ao Paço paulistano.

O flerte entre PSB e PSD se arrasta há anos, mas a fusão sempre foi colocada num plano inferior aos interesses de cada legenda por conta das eleições. Em 2012, havia a expectativa de que a fusão pudesse acabar com a hegemonia do PT e PMDB no Congresso. Mas o projeto foi abandonado porque o PSB tinha a pretensão de lançar Eduardo Campos à Presidência da República. Por algum tempo, o PSD também estudou a fusão com o PMDB.

Em 2014, começou a ganhar espaço a possibilidade de o PSB fundir com o PPS de Roberto Freire, com forte articulação, em São Paulo, do presidente pessebista, Márcio França, vice de Geraldo Alckmin (PSDB). Mas a ideia foi abandonada de última hora, após intervenção do PSB de Pernambuco.

França tinha o interesse em manter o PSB no arco de alianças do governador tucano. A fidelidade é tamanha que, na disputa de 2014, o vice conseguiu fazer com que o partido abrisse mão de lançar uma candidatura própria ao governo do Estado, mesmo com a chapa presidencial sendo encabeçada por Marina Silva (Rede) – que defendia uma “nova política” que não casava com os mais de 20 anos de PSDB em São Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora