A desconstrução do choque de gestão mineiro

Nas eleições norte-americanas de 1877, o magnata William Henry Smith, um dos principais acionistas da Western Telegraph (o monopólio estatal de telégrafo sem fio) e da Associated Press (única agência de notícias do país) aliou-se ao New York Times para promover a candidatura de Rutherford Hayes à presidência da República.

A estratégia adotada foi a de enaltecer cada espirro de Hayes e desconstruir cada declaração do adversário.

***

Esse modelo de atuação política da mídia atravessou o século 20.

Hoje em dia tem-se uma Lei de Acesso à informação que, universalizada, permitirá construir indicadores de desempenho de cada governante. Mas, por enquanto, dados, especialmente estaduais, ficam em uma caixa preta que só é aberta quando assume um novo governador.

***

É o caso do modelo de gestão de Minas Gerais, pelo PSDB.

Seu início foi promissor, resolvendo a questão do déficit fiscal de Minas, implementando ferramentas de gestão do setor privado, definindo planos de ação detalhados.

Depois, gradativamente foi perdendo vitalidade especialmente depois que o ex-governador Aécio Neves submeteu o sucessor, Antônio Anastasia, a um conjunto de acordos políticos que na prática desmontaram a gestão do estado.

***

Esta semana o novo governador, Fernando Pimentel, divulgou no site Diagnóstico MG (http://migre.me/pn72E) os resultados da apuração feita sobre o trabalho do seu antecessor.

Um dos argumentos para a construção da Cidade Administração era o da redução dos custos de aluguéis. De 2010 a 2014, os gastos com alugueis saltaram de R$ 13 milhões para R$ 65 milhões.

***

Na área da Inovação, por lei estadual o estado investe 1% do ICMS na Fapemig (Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais). Em 31 de dezembro passado, estavam retidos, sem uso, cerca de R$ 580 milhões, o equivalente a um ano e meio de seu orçamento. Mesmo abrigando algumas das melhores universidades federais, o estado obteve apenas 7% dos repasses do Ministério de Ciência e Tecnologia, contra 27% de São Paulo e 19% do Rio de Janeiro.

***

Na saúde, segundo a Secretaria estadual o rombo é de R$ 1,5 bilhão. Dos 12 hospitais regionais, apenas o de Uberlândia ficou pronto. Outros três não saíram do papel e oito estão com as obras paradas.

De janeiro de 2006 a janeiro de 2015 houve redução de quase 5 mil leitos nos hospitais que atendem à rede SUS, o correspondente a 13% dos leitos.

***

Andou-se para trás mesmo em programas que não dependiam de recursos estaduais.

Até fins de 2014, apenas 25% dos municípios mineiros tinham acesso ao SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) fornecido pelo Ministério da Saúde . Minas tornou-se o terceiro estado do país com menor cobertura de ambulâncias. Segundo o site, bastaram três meses, para esse percentual saltar para 55%.

O mesmo ocorreu com a oferta de remédios na rede pública. Em janeiro faltavam 165 tipos diferentes de medicamentos, 77 dos quais eram de grupos de alto risco.

O belíssimo trabalho inicial da Secretaria foi desmontado, depois que acordos políticos de Aécio entregaram o comando a aliados políticos.

***

Muitos dos vícios apontados na área federal reproduziram-se de forma muito mais intensa em Minas. A diferença de imagem reside unicamente na oligopolização da mídia e na forma enviesada da cobertura.

161 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Flaviano

- 2015-04-14 23:48:34

Estátua satânica

E a tricheirinha vagabunda caiu na cabeça de quem? Ah, não caiu.

Vamos imitar o EI e destruir a estátua satânica para demonstrar nossa civilidade.

Murilo Costa

- 2015-04-11 19:22:01

Dívida pública de MG

Caro Nassif,

Em relação ao  propalado choque de gestão de Aécio Neves, como é possível afirmar que "Seu início foi promissor, resolvendo a questão do déficit fiscal de Minas", se a dívida pública cresceu vigorosa e persistentemente entre 2002 (R$ 34 bi) e 2014 (R$ 88 bi)?

JFO

- 2015-04-09 17:49:51

Ele é leitor do jornal Estado de Minas
Praticamente toda a imprensa mineira colocou a reportagem sobre estes desmandos como se fosse inércia do Pimentel em resolver tudo nos três meses de governo. Triste ler matérias cheias de análises pessoais contra a auditoria do governo, tipo: "utilizando as mesmas palavras da campanha", "praticamente, ainda em campanha", entre outras. E com quadro de destaque para o PSDB responder com um "essa auditoria é o maior fiasco do governo Pimentel!"

Malú

- 2015-04-09 17:20:23

Lenita, eles são pagos para

Lenita, eles são pagos para isso, para atazanar a vida da gente, respondem qualquer bobagem que lhes vêm à cabeça pois devem ganhar por metro de besteiras que escrevem.

Marcos Giraldi

- 2015-04-09 16:54:39

Um adendo...

Digite 'Secretaria de Segurança Pública São Paulo erro número de assaltos a banco' no Google.

Foi em janeiro de 2007 e meus números (admitadamente chutados) estão bem errados (os números e a diferença entre ambos possuem dois dígitos).

Marcelo Henrique M. Valadares

- 2015-04-09 14:14:13

Pimente

Não procure saber as coisas sobre o Aécio em Minas. Em Minas nada se publica contra o Aécio e o PSDB. 

Pimentel encerrou seu mandato de prefeito em Belo Horizonte com índices de aprovação superiores a 90%. Sua gestão foi marcada por grandes investimentos nas áreas urbana e social. As obras realizadas em seu mandato mudaram o traçado de Belo Horizonte e proporcionaram avanços na qualidade de vida da população. Melhorias no trânsito, urbanização de vilas e favelas, construção de moradias, manutenção de serviços essenciais nos bairros, repaginação da área central da cidade, além de um planejamento de atuação nas áreas de risco geológico, foram ações relevantes no âmbito das políticas urbanas. Entre os destaques estão o "Vila Viva", considerado o maior programa de urbanização de vilas e favelas do país, a duplicação da avenida Antônio Carlos, a conclusão do Complexo da Lagoinha e a revitalização do centro de Belo Horizonte. Outro feito importante em sua gestão foi a inauguração da milésima obra do programa "Orçamento participativo". 

Edi Passos

- 2015-04-09 13:55:29

Não se preocupe,

isso a Globo, a Veja e os jornalões já irão fazer, de forma que os eleítores do Boy do Leblon-MG continuarão a crer na sua (dele) "competência administrativa"...

francisco sobral

- 2015-04-09 13:50:12

é o que eu digo, plantou-se

é o que eu digo, plantou-se no Brasil uma idéia de que existe um partido ou grupo ruim e outro que é a salvação. Muitos só estão vendo o lado ruim do grupo governista tido como ruim. AS pessoas estão indo à rua por conveciência, por falta de opção, por ter votado na direita, mas se realmente fosse para a rua com pensamento crítico, pediria coisas diferentes, pedria reforma política de verdade e não fora Dilma, pediria fim da corrupção geral e não ficaria vendo apenas os descalabros do PT. Mas muitos decidiram espiar por vezes sua própria desgraça num único Cristo. Imagina a cena: o povo está indeciso e lá no meio alguém começa a gritar crucifica-o cada vez com mais força.....se vc é fraco começa a gritar tb sem analisar se ele merece ou não ou pior queme stá gritando e instigando e que moral tem pra isso?....já vimos esta cena.

francisco sobral

- 2015-04-09 13:50:08

é o que eu digo, plantou-se

é o que eu digo, plantou-se no Brasil uma idéia de que existe um partido ou grupo ruim e outro que é a salvação. Muitos só estão vendo o lado ruim do grupo governista tido como ruim. AS pessoas estão indo à rua por conveciência, por falta de opção, por ter votado na direita, mas se realmente fosse para a rua com pensamento crítico, pediria coisas diferentes, pedria reforma política de verdade e não fora Dilma, pediria fim da corrupção geral e não ficaria vendo apenas os descalabros do PT. Mas muitos decidiram espiar por vezes sua própria desgraça num único Cristo. Imagina a cena: o povo está indeciso e lá no meio alguém começa a gritar crucifica-o cada vez com mais força.....se vc é fraco começa a gritar tb sem analisar se ele merece ou não ou pior queme stá gritando e instigando e que moral tem pra isso?....já vimos esta cena.

janes salete

- 2015-04-09 13:17:39

A única coisa que fica clara

A única coisa que fica clara nos comentários contra o PT, é o desconhecimento, o analfabetismo político que predomina nesses seres teleguiados. A ignorância sobre o próprio país é quase coisa de louco, irracional. O ódio que a mídia propineira e corrupta tem incutido, através de vômito diário,  nesses senhores e senhoras, é algo não humano. É bestial. Defender os interesses da imprensa oligárquica, sonegadora e antipaís, é de envergonhar qualquer cidadão que tenha  conhecimento sobre o próprio país. Esses analfas políticos teleguiados, não raciocinam, odeiam e só. Coisa de louco irracional. .

LACosta

- 2015-04-09 12:24:03

Por onde anda o Chico Pedro?

Entonces aproveita Rodrigo e me responda uma só pergunta que fiz ao grande Chico Pedro:

Qual foi a obra de Aécio + Anastasia para o Estado de Minas Gerais? Quero só uma rodrigo, eu disse UMA.

Luís Henrique Donadio

- 2015-04-09 11:57:37

Peça ao Rollemberg. Mas acho

Peça ao Rollemberg.

Mas acho que não sai nada daí.

O Agnelo errou, e errou feio, mas o erro dele foi na direção oposta dos erros do Anastasia.

Anastasia pendurou o estado na casa de penhores, gastando o que não podia, para manter uma aparência de estabilidade - e entregou ao sucessor um estado falido.

Agnelo, para não gastar o que não podia e não pendurar o Distrito Federal na casa de penhores, economizou nos serviços públicos, sacaneando a população (e detonando suas próprias possibilidades de reeleição).

São coisas muito diferentes.

marcio100

- 2015-04-09 11:38:43

É verdade

Melhor não sair na front page do ig e manter todos os jumentos presos la dentro

Ulisses s

- 2015-04-09 10:37:07

É perda de tempo responder a este vagabundo

Ele joga a pedra e sai correndo que nem moleque. 

Ulisses s

- 2015-04-09 10:35:16

Foi o incompetente Petista Haddad

Que detonou mais uma corrupção do PSDB na prefeitura de SP. Roubalheira por baixo de 500 milhões. Vai ser incompetente assim. Vocês morrem de ódio.

Ulisses s

- 2015-04-09 08:23:51

Tenho uma resposta

Olhe quanto está a reservas cambiais do Brasil. E lembre qual era as reservas cambiais do PSDB do FHC. 

Ana Iag

- 2015-04-09 07:10:47

Não me esqueço das diversas

Não me esqueço das diversas matérias que o Nassif publicava elogiando a gestão tucana e, principalmente, a capacidade e inteligência de Anastasia em gerir MG. Cada post continha discussões acalouradas daqueles que moram em Minas ,em contraposição ao Nassif que é mineiro , mas mora em SP.  Era notório que, o que Nassif dizia era diferente do que vivíamos em MG. Nassif, não quero criticá-lo mas que sirva de lição para todos. Por mais que sejamos especialistas e possamos ter a pretensão de conhecer um Estado e as políticas executadas, sejamos mais cautelosos as análises.  Termino com um provérbio bem sugestivo. POR FORA BELA VIOLA, POR DENTRO PÃO BOLORENTO.

Marcos Giraldi

- 2015-04-09 05:38:43

E você, tá ganhando quanto?

Você está esquecendo de um detalhe 'técnico' irrelevante,

Os dados apontados pelo Nassif, e que estão no site do link que aparece na matéria são...

OFICIAIS.

Isto é, não é um politíco ou um partido ou uma associação qualquer que está informando a quem quiser ouvir ou ler os tais números.

É só o Governo do ESTADO DE MINAS GERAIS!

Percebe o tamanho da diferença do que você disse que os números são para o que os números de fato são?

Um exemplo tucano: Há uns dez anos ou mais o Secretário de Segurança do Estado de São Paulo veio a público e disse: 'A ciminalidade caiu, aqui estão os números...' e citou porcentagens atrás de porcentagens.

Admito que não me lembro exatamente das porcentagens por isso advirto que estou 'chutando'. Em dado momento ele disse; 'E os assaltos a banco caíram 2%'.

E foi aí que o caldo entornou... 

Porque a Fderação dos Bancos, no dia seguinte ou no máximo dois dias depois, veio a público e disse: 'Os números do Governo do Estado de São Paulo, divulgados por seu Secretário de Segurança, estão errados, a prova é que de acordo com um levantamento interno podemos dizer que os assaltos a banco subiram 3%. Foi o maior auê!

Uma semana depois lá estava o Secretário de Segurança de novo para admitir um 'erro no processamento dos dados' e que, 'na verdade', os assaltos a banco haviam subido... 4%! E não era o único número que teve que ser revisto dessa forma...

Um amigo meu (tucano) usa o caso até hoje para ilustrar (segundo ele) a transparência do governo tucano no estado.

Porque, de fato, se o Governo do ESTADO DE MINAS GERAIS diz que é assim que é, e fornece os  números (NESTE CASO) para que possam ser averiguados por terceiros interessados, e você não acredita no que o Governo do ESTADO DE MINAS GERAIS está dizendo... cheque os números.

E conte pra todo mundo os erros que você encontrar, garanto que vai ter quem lhe ouça!

Só não veha fazendo arremedo de acusação difamatória;

PS: 'Não teve repercussão nenhuma' diz mais sobre de onde VOCÊ tira suas informações sobre os fatos que afetam a SUA vida do que outra coisa.

Eliane Ribeiro

- 2015-04-09 02:58:25

tudo bem Dorival,talvez eu

tudo bem Dorival,talvez eu tenha entendido errado,mais seus comentarios sairam meio estranho.

de qualquer forma mais AMOR menos ODIO.

Nira

- 2015-04-09 02:05:53

A sugestão é boa, mas se nós

A sugestão é boa, mas se nós formos procurar os pareceres dos técnicos dos TCEs e do TCU, nunca mais conseguiremos dormir. Sei bem como os conselheiros ignoram alguns pareceres. Mas, se pensarmos bem, talvez eles estivessem apenas se antecipando à nova moda : nada de impedir o "progresso " atrapalhando obras públicas porque há um desvio aqui, uma medição errada ali...

Afinal, importante é preservar os empregos dos trabalhadores, certo ?

lenita

- 2015-04-09 01:08:06

Daniel

Dê, por favor, uma olhadinha no meu comentário , logo acima.

yacov

- 2015-04-09 01:04:19

Se todas as mães são santas,

Se todas as mães são santas, porque é que o mundo tem tantos canalhas !?!? (um velho sábio chinês)

 

"O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES - O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS"

lenita

- 2015-04-09 01:04:06

Malú

Sabe que as vezes até tiro o chapéu p/ a oposição. Não brincam em serviço, respondem a tudo e a todos na hora. Há algumas falhas, como uma reportagem que vi hoje s/ uma quantidade imensa de medicamentos vencidos há bstante tempo, e encontrados num galpão em MG. O ex secretário da Saúde teve o desplante de dizer quea reportagem tinha um viés político. Pode? Melhor seria não ter atendido ao reporter, não é?

Foi na Record a reportagem.

Eliane Ribeiro

- 2015-04-09 00:13:55

Não te disseram também que

Não te disseram também que foi o Haddad que desbaratou a mafia do ISS ,deixada pelo serra e seu vice kassab!

e por favor não me venha com mediocridades tipo o kassab é ministro da Dilma.

Voltando a Zelote e esse é seu unico posicionamento,apenas a empresas que vocês conseguem fazer uma ginastica que te disseram que leve ao PT! e a outras bandidas envolvidas? já cobrou do titio aecio a coleta de assinaturas para uma CPI?

Mgp

- 2015-04-09 00:11:02

Me dei o trabalho de ler todo

Me dei o trabalho de ler todo seu texto. Você fez um apanhado e mistura alhos com bugalhos. Não vou perder meu tempo (que gastei lendo seu texto) para responder tudo. Mas, no final do texto, dizer que vai ler o "O Tempo" e ouvia a Itatiaia, que são independentes... Pelo amor de Deus, a Itatiaia é o que há de mais podre em termos de notícia. Devia mudar o "slogan" para a "a rádio mais comprada de Minas"!!! 

rodrigo Oliveira

- 2015-04-09 00:03:50

é para rir desse nassif
Nassif por favor se informe sobre minas antes de publicar este tal de pimentel foi prefeito de bh por 4anos anos de ócio onde ele nao fez nada além como todo bom petista aumentar o iptu. Se reelegeu fazendo uma trincheirinha vagabunda onde o que mais chamou atenção foi uma estátua satanica que ele colocou la dentro como ministro virou as costas para minas e nunca fez nada para o estado. Agora nassif você ta ganhando quanto para publicar isso aí pois aqui em minas isto nao teve repercussão nenhuma. Como dou crédito a um governo que assume dizendo que nao tem dinheiro para pagar o funcionalismo e quando e ameaçado em responder na justiça o dinheiro aparece?

Lucinei

- 2015-04-09 00:02:56

Eh, Guilherme......E esse

Eh, Guilherme...

...E esse "mato cresceu" a olhos vistos e dexaram "correr solto"...

Agora estão os "politizados" a marcharem, no domingão de sol, ao lado de golpistas, fascistas e sociopatas, até, que recusam resultado de eleições, clamam por golpe militar, paraguaio ou hondurenho (mandaram "cartinhha" pro Obama e tudomais) pra depois tomarem umas e outras e almoçarem no restaurante da moda...

Chique! Muito chique!

MarFig

- 2015-04-08 23:29:57

E o doleiro Youssef. Tem

E o doleiro Youssef. Tem credibilidade ou não. Já sei, tem quando denuncia os "petralhas", não tem quando diz que o Aócio recebia mensalão de Furnas. 

MarFig

- 2015-04-08 23:24:42

Por mim todos os governantes

Por mim todos os governantes que assumissem os governos deveriam fazer isso. Governadores, Prefeitos e até a Presidência da República. 

MarFig

- 2015-04-08 23:15:30

Eu não sei em qual mídia você

Eu não sei em qual mídia você confia, mas já vou avisando que praticamente todas elas recebem dinheiro de publicidade estatal e não é essa mixaria que o Nassif ganha não.

José Carlos Brandes

- 2015-04-08 23:14:55

Esqueceram de mim

Se eu fosse o Pimentel eu levava um companheiro que dava jeito em tudo isso aí.

Dorival 247

- 2015-04-08 23:14:34

OBS: o texto de Nassif NÃO é o entre parênteses

OBS: o texto de Nassif NÃO é o entre parênteses, é o postado aqui no blog, o que gerou os posts. Peço-lhe desculpa pela confusão.

Jair Fonseca

- 2015-04-08 23:13:26

Caixa, Banco do Brasil,

Caixa, Banco do Brasil, Petrobrás, etc, gastam muito mais na grande mídia. Infelizmente, deveriam patrocinar muito mais as redes alternativas de comunicação.

Dorival 247

- 2015-04-08 23:12:32

Retificando - o texto de Nassif não é o entre parênteses

O texto de Nassif é o que está postado neste blog e que gerou a minha colocação. NÃO É O QUE ESTÁ ENTRE PARÊNTESES em meu texto. Peço-lhes desculpas pelo engano.

Malú

- 2015-04-08 23:10:45

Lenita, notou que o Aécio

Lenita, notou que o Aécio liberou toda sua coleção de troll para defender aqui neste post o indefensável?

Dorival 247

- 2015-04-08 23:08:55

Nada foi atribuído a Nassif

Cara Dona Eliane Ribeiro,

Leia com mais calma, pois nada foi atribuído a Nassif, grande jornalista contemporâneo, que admiro e por isso frequento o blog. Gosto muito do blog.

Lucinei

- 2015-04-08 23:08:09

Daniel Klein,com todo

Daniel Klein,

com todo respeito, pelo menos uma "afirmação falseável" salta aos olhos para um contra argumento imediato: por que supor que a populção da região metropolitana é por definição "mais bem informada"? isso não é demonstrável em nenhuma região metropolitana; nem do Rio, nem de BH, por onde já circulei, nem de qualquer outra região metropolitana.

O fato de o alto emprego nessas áreas ter pesado pela "continuidade" talvez seja muito mais relevante. E aí se perguntar para os bem ou mal informados ou desinformados qual foi a contribuição das várias esferas de governo a coisa se complica muito.

Só pra dar um exemplo (que me ocorreu imediatamente): a obra do VLT, uma obra viária, que caiu e morreu gente, diga-se; tocada pela Prefitura, salvo engano; e com recursos da União: foi logo logo taxada de "obra da Copa".

Dorival 247

- 2015-04-08 23:05:43

O ódio seu de cada dia

Amiga, não entendi muito bem seu comentário, pareceu-me que seus dedos estavam com ódio ao teclar. Assista ou ouça às inserções do PT (para mim o melhor partido do Brasil, não misture-o com alguns políticos petistas) contra o ódio da direita.

Dorival 247

- 2015-04-08 23:01:06

Faltou você posicionar-se sobre.....

Meu caro Gilson.Raslan

Tucano não sou. O PT está pagando pela más escolhas e imposições de Lula: Dilma apanhando por não ter força política e por não ser política, infelizmente, e Haddad do alto da sua arrogãncia tipicamente paulistana (tucana?) indo pelo mesmo caminho, sem correção de rota. Infelizmente, não para ele, mas para o partido (o PT).

Comenta-se que Haddad tem promovido um choque de gestão baseado no do Aécio, está acontecendo, parece. E através das mãos de um afilhado do Gerdau. O tal secretário tá cuidando do galinheiro enquanto o titio lobão aprontou, conforme informa a Polícia Federal.

Em relação a isto, faltou você posicionar-se, se não lhe for um incômodo.

 

MarFig

- 2015-04-08 22:58:44

Putz. Ques fontes hein? Esse

Putz. Ques fontes hein? Esse aí deve acreditar no perito dos EUA contratado pelo psdb por 200 milhões pra dizer que a lista de Furnas é falsa. Ele prefere acreditar nisso do que na perícia feita pela PF e no delator Nilton Monteiro. Ele também não acredita no Youssef quando ele diz que o Aócio recebia mensalão em Furnas mas acredita no mesmo cara quando ele delata "petralhas".

Dorival 247

- 2015-04-08 22:45:21

Faltou você posicionar-se...

Meu caro Gão,

As fontes tucanas são desqualificáveis, concordo. Mas disseram-me que Haddad tem promovido um choque de gestão baseado no do Aécio, está acontecendo, parece. E através das mãos de um afilhado do Gerdau. O tal secretário tá cuidando do galinheiro enquanto o titio lobão aprontou, conforme informa a Polícia Federal. Em relação a isto, faltou você posicionar-se, se não lhe for um incômodo, é claro.

Josue Calixto Adão

- 2015-04-08 22:41:51

A culpa não é minha, eu nunca votei no Aécio !!!

Retirado lá do Blog da Cidadania:

http://www.blogdacidadania.com.br/2015/04/rogerio-correia-aecio-pos-um-pau-mandado-para-responder-meu-desafio/comment-page-1/#comment-1656028

-------------------------------------------------

Desconstruindo o “Mito”

Eis aqui uma coletânea de frases do playboy carioca: http://www.recadox.com.br/frases/aecio-neves/3

O discurso: “O que buscamos são alternativas para os desafios do nosso tempo, reunindo a preocupação ambiental”

A prática: http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2014/06/mp-denuncia-secretario-estadual-de-meio-ambiente-da-gestao-anastasia.html

O discurso: “O sal de nosso batismo, como povo, teve o sabor da liberdade. Não fomos educados para a dócil aceitação do despotismo, mas, sim, instruídos pelas vicissitudes a encontrar a paz no diálogo entre iguais.”

A prática: https://vimeo.com/86113673

O discurso: “Os projetos corretos, bem planejados, serão, todos eles, mantidos e talvez até com um nível de eficiência maior, porque teremos sempre, como tivemos historicamente, o cuidado de não partidarizar excessivamente a máquina pública.”

A prática: https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=w_wnqzwQDsI

O discurso: “A raiz dos grandes problemas brasileiros é a crescente e absurda concentração de receitas tributárias nas mãos da União”

A prática: http://noticias.r7.com/eleicoes-2014/minas-gerais/justica-mantem-minas-como-reu-em-acao-de-uso-indevido-de-r-3-bi-na-gestao-aecio-29072014

O discurso: “É recompensador andar por Minas Gerais e receber o reconhecimento, o abraço afetuoso e o olhar de confiança dos mineiros. Temos lutas enormes a enfrentar, mas vemos uma Minas diferente daquela de 2003.”

A prática: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/10/como-explicar-derrota-de-aecio-neves-em-minas-gerais.html

O discurso: “Devemos ressaltar a necessidade de uma reforma do Estado, fazer diferente do governo atual, que tem inchado a máquina”

A prática: http://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2014/07/aecio-e-campos-criticam-dilma-mas-elevam-gastos-publicos-em-mg-e-pe-7762.html

O discurso: “A integração das ações, da inteligência, das diligências da Polícia Civil e da Polícia Militar é o caminho mais curto para nós enfrentarmos com êxito o problema da segurança e da criminalidade.”

A prática: http://www.otempo.com.br/cidades/homic%C3%ADdios-crescem-80-e-minas-lidera-ranking-regional-1.683102

O discurso: “Defendo que as coisas sejam naturais. Não acredito em imposições, em alianças forçadas que vem de cima para baixo, pois elas não se traduzem em votos, em apoio da militância e das pessoas, portanto, o que está ocorrendo em nosso campo são alianças naturais.”

A prática: http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/Por-que-Aecio-perdeu-em-casa-/4/32128

O discurso: “Vou estar de mangas arregaçadas, caminhando por toda Minas Gerais para que nós possamos continuar avançando, impedindo que qualquer retrocesso tome conta do nosso Estado.”

A prática: http://www.conversaafiada.com.br/politica/2014/07/03/tiririca-e-melhor-que-o-aecio/

O discurso: “A Cidade Administrativa é uma obra que resume o princípio que norteou minha gestão: conferir eficiência e qualidade à administração pública e, ao mesmo tempo, fazer com que ela seja indutora de desenvolvimento econômico e social”

A prática: http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/cidade-administrativa-consome-r-120-milh%C3%B5es-por-ano-1.1020666

O discurso: Minas é minha causa, minha casa, meu chão. Minas é minha pátria.”

A prática: http://www.pt.org.br/aecio-gasta-mais-com-viagens-ao-rio-do-que-para-minas-estado-que-o-elegeu/

A criação do Mito em 2004: http://veja.abril.com.br/280404/p_052.html

A revelação da fraude em 2015: http://www.diagnostico.mg.gov.br/

Para acompanhar as verdades ocultas pela velha mídia sobre o playboy carioca visite:

https://aecionevescensurado.wordpress.com

http://aecionevesnao.blogspot.com.br/

Eduardo CPQs

- 2015-04-08 22:34:48

EPA!

Olá, Luna,

ainda não li comentário algum, por isso posso estar repetindo: Western Telegraph (o monopólio estatal de telégrafo sem fio), podia ser monopólio, mas não era estatal, nem nunca foi!

Com um abraço.

 

 

Rodrigo S

- 2015-04-08 22:22:33

Tem que dividir

Pelo menos, o mérito das notas dos alunos com os próprios, além dos professores. Aliás, o Estado de São Paulo já mostrou que as notas mineiras já eram melhores antes mesmo do Aécio assumir.

Quanto ao "desenvolvimento" da Região Norte, acho que tudo não passa de especulação imobiliária. Aliás, muita gente que tinha terrenos por ali se deu muito bem... alguma aposta de quem seria?

Você fala da economia do governo estadual com aluguéis. Não cita números. Mas posso te dizer que houve um gasto adicional enorme, tanto de particulares quanto do setor público, para atender às necessidades de transporte geradas pela construção do Centro Administrativo.

Se a construção de Brasília ainda hoje é considerada polêmica, este Centro não atende nenhuma justificativa que levou Juscelino a construíl-la: a população da capital mineira não está se expandindo como a do Brasil nos anos 50, nem há a necessidade de integrar o território. Aliás, se fosse pra desenvolver alguma região atrasada, por que não mudar a capital para o Vale do Jequitinhonha então?

Lucinei

- 2015-04-08 22:21:20

A CBF foi a primeira coisa a

A CBD foi a primeira coisa a ser privatizada quando passaram a grassar essas ideologias, cidadão. Veja o que acontece nas várias modalidades esportivas; para além do futebol, inclusive.

Você realmente acha que não existe propinagem no setor privado? Você realmente acha que o "mercado é virtuoso" enquanto o Estado é, por definição, corrupto? Releia o artigo do Ricardo Semler (não é sem ler, não).

A propinagem É a lei do mercado. A superfatura É a Lei do mercado. É o Lucro Brasil.

E tudo é repassado para o consumidor...

Por isso é nescesário que se combata a corrupção como qualquer outro crime do código penal; dia a dia; com prevenção e repressão. E não ficar olhando pra "cara", se é de situação ou oposição.

E é no setor público que a vigilância é maior.

O resto é demagogia e ideologia antissocial.

guilherme souto

- 2015-04-08 22:14:21

Nós é muita gente, Ana, os

Nós é muita gente, Ana, os eleitores do Aécio, como você deve estar vendo, não colocam esses dados na cabeça nem sob intervenção divina, para eles, é tudo conversa fiada.

Tenho visto alguns debates dos deputados estaduais daqui. Outro dia o João Leite estava na tribuna, revirando os olhos, com paramentos de bispo de igreja e como estivesse recebendo espírito, defendendo que a lista de furnas é criação do colega Rogério Correa. Logo ele, hein? Um dos deputados mais prejudicados pelo senador, na sua corrida pela cabeça de chapa dentro do psdb.

Haja filó!...

Eliane Ribeiro

- 2015-04-08 22:01:47

Cara voces,não tem vergonha

Cara voces,não tem vergonha acha que aqui é igual os blogs de pisicopatas que voces frequenta.

As pessoas aqui passaram pela fila do cerebro.Vem postar um lixo apocrifo destes,e atribuindo ao Nassif!

Aposto que esse lixo foi confecciona ontem. para manter presos os anencefalos,pois ninguem é tão burro assim que não questione a falta de indignação do PSDB,quanto a bandidagem da Zelote.e que não possa ligar 2 pontinhos que é derrota do aecio em Minas e farsa desmascarada pelos numeros!

Jose mestre Carpina

- 2015-04-08 21:57:42

Ainda faltam dois " top five " a serem levantados...

1- o real motivo do trabalho sem remuneração da irmãzinha....e

2- os imbróglios  dos aécioportos...

fazendo isto,  é caixão e  vela preta nas pretensões do playboy das Ipanemas..

Eliane Ribeiro

- 2015-04-08 21:54:23

Gilson voce leu o texto desse

Gilson voce leu o texto desse Dorival!

isso que ele escreveu é lixo apócrifo.....ele atribui tamanha barbaridade ao Nassif e mete a Gerdau no meio,devido a zelote.

Jose mestre Carpina

- 2015-04-08 21:52:32

Mande a auditoria que o LN publica...

Publicar o quê  se o sucessor do AQ  nem a isto se dispôs  a  fazer.....

Gão

- 2015-04-08 21:43:49

Só rindo mesmo,desculpa tucana preferida é qrer se igualar ao PT

 procurando pela "notícia" na web acha-se duas fontes: psdb.org.br e queremosaecioneves.com

Pisquila Wine

- 2015-04-08 21:29:54

Pergunte isso também às

Pergunte isso também às Organizações (??) Globo. Ficaram 20 anos mamando nas tetas da ditadura e "foram isentos"...

Moita

- 2015-04-08 21:20:36

Você apenas nos informa que a

Você apenas nos informa que a notícia está na "web".

 

Assim, sem saber quem a publicou, não temos como avaliar se o que está escrito corresponde à verdade e às intenções de Haddad.

 

Note que a afirmação: " Esta pode ser a primeira vez que um governo petista não seja movido pelo rancor do embate eleitoral ou por interesses partidários, mas sim por métodos modernos, transparentes e eficientes de administração pública, como é o Choque de Gestão criado por Aécio Neves."  é apenas uma opinião, dada por um autor até aqui anônimo. Não existem indícios concretos de que sejam verdade nem a primeira nem a seguna partes. Parece apenas opinião, ou pior, propaganda.

 

 

Gilson.Raslan

- 2015-04-08 21:10:07

Dorival 247, nem Haddad nem

Dorival 247, nem Haddad nem Pimentel estão errados. O que ocorreu é que o PIG fez do Aécio Neves o maior administrador do mundo. Diante desta falácia,  o Haddad mandou seu Secretário a Minas para ver de perto o que o PIG falava sobre Minas. Como não encontrou nada que pudesse ser aproveitado no CHOQUE DE INDIGESTÃO TUCANO, o Secretário voltou para São Paulo de mãos vazias.

O mal de vocês tucanos é ver a sombra de um anão projetada pelos holofotes do PIG como um gigante e não olharem de onde vem a luz.

Roberto Aracaju

- 2015-04-08 21:08:15

Esse ai quer recontar a história

Não existe nós e eles? Tá maluco. É claro que existe patrões e empregados. Psdemb e PT. Vê se eu vou fazer conchavo com essa direita corrupta do psdemb que só sabe destruir os estados que governam: Sampa, Minas e Paraná, só pra cira alguns. Eu, heim cara pálida. Me inclua fora dessa!

João Maria Fernandes de Sousa

- 2015-04-08 21:06:33

id el ma

Já ouviu falar numa coisa chamada Portal da Transparência, ele existe, vai lá e trás os números dessa caixa preta petista.

Petrobrás quebrada? Não me avisaram ainda, devo estar na Bacia de Campos no dia 22/04 pra mais uma jornada de 14 dias, a Bacia vai muito bem viu... e o Pré-Sal, de onde a Globo dizia que não sairia petróleo nenhum, está... como diz a moçada com menos de 30... bombando, e vai chegar logo logo na marca de 1 milhão de barris por dia produzidos.

neotarantini

- 2015-04-08 20:43:54

boçal.

vá se informar seu onagro...

Dorival 247

- 2015-04-08 20:27:30

É o mesmo choque que Haddad promove em SP, apoiado por Gerdau

Mas esse Choque de Gestão serviu de modelo para Haddad em São Paulo.

Leiam essa notícia, que está na web:

"Agora, quando completa 10 anos de sucesso, o Choque de Gestão [de Aécio] será modelo também para a maior prefeitura do país e hoje, do PT. O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, determinou que o seu secretário de Finanças, Marcos Cruz, fosse a Belo Horizonte se reuniu com a secretária de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais, Renata Vilhena. O objetivo: conhecer de perto as bases do Choque de Gestão.

A ação de Haddad, muito mais do que exaltar uma iniciativa do PSDB, tem outro grande simbolismo: ele tem tudo para fazer uma administração diferente do que o PT faz no governo federal e ao longo de suas história. Esta pode ser a primeira vez que um governo petista não seja movido pelo rancor do embate eleitoral ou por interesses partidários, mas sim por métodos modernos, transparentes e eficientes de administração pública, como é o Choque de Gestão criado por Aécio Neves."

ENTÃO:

Se o Choque foi bom, Pimentel está errado e Haddad certo?
Se não, Pimentel acerta e Haddad erra?

Como o texto é de autoria do próprio Nassif, seria interessante que ele respondesse às indagações acima. Defenderá Pimentel ou Haddad?

E mais, esse Marcos Cruz foi colocado para cuidar dos IMPOSTOS e taxas paulistanos pelo GERDAU. O mesmo GERDAU que está todo enrolado na Operação Zelotes, altamente suspeito de ter pago irrisórios 50 milhões de propina para cancelar uma dívida de IMPOSTOS de 4 Bilhões.

De que lado está Haddad? E Nassif?

Mas este texto corre imenso risco de ser censurado pela mídia...

luiz fazza antonio

- 2015-04-08 19:15:47

Proteção escancarada do jornal Estado de Minas aos tucanos

Ouso afirmar que em nenhum outro estado brasileiro tenha ocorrido proteção tão escancarada de um chamado órgão de imprensa em relação a um período de governo estadual.

Sou assinante do jornal Estado de Minas desde 1998, portanto em período antecedente à tomada do poder estadual pelo PSDB, quando ainda governava o estado o ex-Presidente Itamar Franco, e durante os 12 anos de governo tucano este órgão de imprensa teve uma cínica posição de não fazer qualquer crítica ao ocupante do palácio da Praça da Liberdade, fosse ele o (sempre ausente) Aécio, o Anastasia ou o Alberto Pinto Coelho.

Falta apenas lançar luzes sobre o quarto A do quarteto, a sempre presente Andréia Neves, simplesmente responsável pelo controle das verbas publicitárias oficiais mineiras entre a posse de Aécio em Jan 2002 e o térmiono do mandato de Alberto Pinto Coelho em Dez 2014, aliás, uma autêntica "caixa preta" que deveria merecer um pente fino por parte do Governador Pimentel.

Demarchi

- 2015-04-08 19:13:21

Matéria de Outubro de 2014 já desconstruía o Choque de Gestão -

Economista explica como governo maquiou os números para esconder falência

  http://www.brasildefato.com.br/node/30063

06/10/2014

Thaíne Belissa,

Belo Horizonte (MG)

Uma dívida de quase R$ 80 bilhões e uma coleção de déficits históricos. Quem mora em Minas Gerais e está acostumado a ler apenas boas notícias sobre o governo estadual nem pode imaginar que esses números negativos são de seu Estado. Mas uma análise detalhada dos dados da Secretaria da Fazenda feita pelo doutor em economia e professor da Escola de Governo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais Fabrício Augusto de Oliveira aponta que, ao contrário do que dizem as propagandas sobre o Choque de Gestão, Minas Gerais está em maus lençóis em sua situação financeira.

O economista, que também foi professor da UFMG e da Fundação João Pinheiro, estudou a dívida mineira e escreveu diversos artigos sobre o assunto, além do livro “Dívida Pública do Estado de Minas Gerais: A Renegociação Necessária”. Para ele, o que acontece é um exemplo da prática da Contabilidade Criativa, técnica usada por empresas públicas e privadas, desde 1970, para mascarar números não favoráveis.

“Os governos começaram a usá-la principalmente depois da Lei de Responsabilidade Fiscal para não sofrerem punições. Eles fazem isso escondendo gastos, jogando despesas em outras rubricas, lançando no orçamento receitas não recorrentes, ou seja, que não vão ocorrer todo ano”, diz. Em Minas Gerais, ele afirma que a prática acontece desde 2003, no início da gestão de Aécio Neves. De acordo com o economista, o governo adotou o conceito de resultado orçamentário em suas contas, o que permitiu a maquiagem dos números.

“Na avaliação de finança pública esse conceito não tem significado e foi usado só para vender boa imagem. A questão é que ele inclui na conta a contratação de crédito, o que não é receita, mas um recurso para o pagamento de uma dívida. Além disso, ele não inclui os juros e amortização da dívida com a União”, explica. Segundo o professor, o conceito adequado para a avaliação das contas no Estado é o de resultado nominal, que inclui os juros da dívida pública. 

Peça de marketing

O economista afirma que, apesar de o governo ter divulgado que estava resolvendo o problema da dívida, a verdade é que o estado nunca deixou de ser deficitário e o Choque de Gestão foi muito mais uma peça de marketing do que uma estratégia eficiente. “Em Minas Gerais todo mundo tem medo de falar, seja imprensa ou consultores. Parece que estamos no paraíso, mas isso é uma ilusão. O governo fala muito em saúde e em educação, mas sempre foi devedor dessas áreas”, frisa.

Baseado em dados da Secretaria da Fazenda do Estado de Minas Gerais, o economista destaca que, no ano passado, o Estado teve déficits em todos os conceitos: orçamentário, nominal e primário. Ele chama a atenção para o déficit primário, de R$86 milhões, que não acontecia desde 1999. De acordo com o professor, esse número é preocupante, pois significa que o governo não está sendo capaz nem de pagar seus gastos básicos.

“Além de não dispor de recursos para pagar um centavo dos encargos da dívida, o governo ainda se vê obrigado a recorrer a novos empréstimos para honrar suas despesas primárias”, afirma. Ele também destaca o déficit nominal, de R$8,9 bilhões, que compromete 20% da receita líquida do Estado. Diante desse desequilíbrio orçamentário, a dívida consolidada líquida só aumenta, tendo saltado de R$70,4 bilhões em 2012 para R$79,7 bilhões no ano passado.

Ataque ao Funpemg

O economista afirma que a situação financeira do Estado ficou tão crítica que ele acabou sem caixa e precisou lançar um pacote de ajuste fiscal, em agosto de 2013. Mas, segundo o professor, como as pequenas intervenções não resolveram o problema imediato do governo, ele arriscou uma manobra maior, extinguindo o Fundo de Previdência do Estado de Minas Gerais (Funpemg) e lançando mão dos quase R$4 bilhões arrecadados pelos servidores.

Aprovadas em tempo recorde e de maneira eticamente condenável, as Leis Complementares 128 e 131, de 2013, não só garantiram o fim do Funpemg, como a transferência de todo seu dinheiro para o Fundo Financeiro da Previdência (Funfip). Para o diretor jurídico do Sindicato dos Servidores da Justiça de 2ª Instância de Minas Gerais (Sinjus-MG), Wagner de Jesus Ferreira, a manobra foi uma atitude desesperada do governo para cobrir seu rombo financeiro. 

“Diferente do Funpemg, no Fumpip não há representantes dos trabalhados e tudo fica no controle do Estado. Na prática, o governo se apropriou dos recursos do fundo, levando tudo para cobrir os déficits de seu caixa”, afirma. Ele explica que, justamente por não ter controle, o Funpip foi alvo de desvios históricos, chegando a uma dívida de R$10 bilhões. Agora, os servidores temem que o ataque à previdência prossiga, ameaçando suas aposentadorias.

http://www.brasildefato.com.br/node/30063

marcio100

- 2015-04-08 19:07:37

Em nome da isenção

Nassif, publique tambem os dados com a resposta ponto-a-ponto do PSDB em relação a essa auditoria.

Tenho certeza que voce fará isso, correto Nassif?

marcio100

- 2015-04-08 19:07:36

Em nome da isenção

Nassif, publique tambem os dados com a resposta ponto-a-ponto do PSDB em relação a essa auditoria.

Tenho certeza que voce fará isso, correto Nassif?

lenita

- 2015-04-08 18:55:16

Renato

vc é mineiro ? Se for, deve se lembrar; se não for, deveria estar sabendo: durante o Governo do FHC , minas inteira se mandou p/ Estados Unidos e  Europa. E não eram "cabeças" não, mas pessoas simples em sua grande maioria de orígem rural, pois nem para esta mão de obra barata  havia emprego. E lá foram eles lavar banheiros, mundo afora. Que bom que agora temos cabeças, infelizmente , para exportar. Grande mudança, não é?

Joao Bosco Prudente

- 2015-04-08 18:47:51

Aécio e seu avião

Aécio e seu avião https://www.facebook.com/video.php?v=364515890402841&pnref=story

Flavio Pepe Calabrez

- 2015-04-08 18:39:34

A desconstrução do choque de gestão mineiro.

   Estes fatos só provam como estamos mal de políticos.

   Quase nenhum,dos governos estaduais ao federal,de todos os partidos,tem muitas falhas de gestão.

   Por outro lado também estamos mal de imprensa,pois a maioria dos jornalistas entrou na onda do ".nós ou eles".

   Existe a imprensa golpista e a imprensa chapa branca e pelega,como é o caso do sr Nassif,um jornalista que só enaltece o PT,mesmo nos piores erros do partido.

   Volto a dizer que não existe nós ou eles,existe o Brasil e os brasileiros.

   Desvios devem ser punidos dentro da lei,doa a quem doer,seja PT,PSDB ou qualquer outro partido,e mal governante não deve ser reeleito.

   Nenhum partido comanda um pais,a não ser em ditaduras.

   O que os partidos ganham nas urnas é o direito de governar e expor seus projetos para o país,que nunca são perfeitos,pois são elaborados por seres humanos,por isso mesmo sujeitos a falhas.

   A alternância de poder é um pressuposto da democracia e idéias envelhecem (Marx,por exemplo,é do século 19).

   Idéias e opiniões contrárias não são críticas pessoais,são expressão de opinião.

   Ningém é dono da verdade e ningém é à prova de falhas.

lenita

- 2015-04-08 18:35:52

Engraçadíssimo

Eu tb morro de rir, pois quando se fala em inclusão social, todos os tucanos, inclusive um tucano Mor que é o gilmar dantas, ops mendes (um ministro do STF a serviço do psdb ) chama os petistas de COMUNISTAS, BOLIVARIANOS, etc. É que eles se acham a creme de la creme do país e não querem jamais a melhoria daqueles que sempre foram renegados, os descendentes da senzala. Não é de rachar o bico de tanto rir.

E quando os tucanos falam em estado mínimo, o que desejam realmente é lucrar com a venda de nossas grandes empresas e embolsar o lucro. Ou o sr. acha realmente que a Vale foi vendida por 2 e poucos bilhões ? Sta. inocência !!

lenita

- 2015-04-08 18:23:02

O Geron tb não sabe da crise

O Geron tb não sabe da crise internacional? Ou sabe e esconde, como adoram fazer?

lenita

- 2015-04-08 18:18:17

Marx

Vc não entendeu que o estado está com rombo imenso, ou nem leu o artigo ? Com qual dinheiro se contrataria uma empresa de RENOME ? Ah! esqueci a CREDIBILIDADE do PSDB em sua mídia comprada, que o PT não tem.

marcio100

- 2015-04-08 18:07:41

Otima iniciativa de Fernando Pimentel

Fernando Pimentel iniciou o governo em MG com um ato politico de desconstrução da plataforma do PSDB visando claramente 2018. Isso é ótimo por vários motivos:

1. coloca luz e traz a tona dados sobre a realidade do estado

2. ele delimita claramente o que deveria ter sido feito mas não foi ... por exemplo: numeros de hospitais, samu, escolas etc. Assim a população sabe o que deveria ter sido feito e não foi

3. ele se lança a sucessão presidencial em 2018 ou 2022 se, claro, até lá ainda existir o PT

O bom disso tudo é, além de quebrar o mito tucano, é deixar claro as novas metas que Pimentel terá que perseguir no estado. Se, ao final do seu governo, o numero de escolas, SAMU, hospitais não for o que ele julga que deveria ter sido feito a população poderá esfregar na cara dele o proprio documento que ele se apressou em apresentar. TOMARA que ele consiga por tudo em ordem. TOMARA que o mito tucano seja mesmo um mito e que ele consiga arrumar a casa. Quem viver verá.

Aproveito tambem e faço um apelo ao isento Nassif.... coloca aqui a visão do PSDB.... parece que eles responderam ponto a ponto o que foi relatado pelo PT.

Nassif, vc é um cara bom, isento, um exemplo para a midia no pais. Por favor, coloque a replica aqui para os seus seguidores.

Forte abraço!

 

 

 

marcio100

- 2015-04-08 18:07:39

Otima iniciativa de Fernando Pimentel

Fernando Pimentel iniciou o governo em MG com um ato politico de desconstrução da plataforma do PSDB visando claramente 2018. Isso é ótimo por vários motivos:

1. coloca luz e traz a tona dados sobre a realidade do estado

2. ele delimita claramente o que deveria ter sido feito mas não foi ... por exemplo: numeros de hospitais, samu, escolas etc. Assim a população sabe o que deveria ter sido feito e não foi

3. ele se lança a sucessão presidencial em 2018 ou 2022 se, claro, até lá ainda existir o PT

O bom disso tudo é, além de quebrar o mito tucano, é deixar claro as novas metas que Pimentel terá que perseguir no estado. Se, ao final do seu governo, o numero de escolas, SAMU, hospitais não for o que ele julga que deveria ter sido feito a população poderá esfregar na cara dele o proprio documento que ele se apressou em apresentar. TOMARA que ele consiga por tudo em ordem. TOMARA que o mito tucano seja mesmo um mito e que ele consiga arrumar a casa. Quem viver verá.

Aproveito tambem e faço um apelo ao isento Nassif.... coloca aqui a visão do PSDB.... parece que eles responderam ponto a ponto o que foi relatado pelo PT.

Nassif, vc é um cara bom, isento, um exemplo para a midia no pais. Por favor, coloque a replica aqui para os seus seguidores.

Forte abraço!

 

 

 

gilmar jose

- 2015-04-08 17:39:04

Fico aqui pensando com meus

Se vc vai falar do Paraná pelo menos viva aqui julgue quem vc conhece, o Richa não nenhuma flor que se cheire mas é muito melhor que um Requião que acha que o estado é sua fazenda, guarda seus 180 cavalos de raça nas bais da Policia Militar que fica com o custo, deu o porto par o imbecil do seu irmão tocar e o porto quebrou, deu educação para o outro e chegou o tal do 'nóis vai, nóis vem', só falta agora vc dizer que o PT deve governar nosso estado

gilmar jose

- 2015-04-08 17:38:01

Fico aqui pensando com meus

Se vc vai falar do Paraná pelo menos viva aqui julgue quem vc conhece, o Richa não nenhuma flor que se cheire mas é muito melhor que um Requião que acha que o estado é sua fazenda, guarda seus 180 cavalos de raça nas bais da Policia Militar que fica com o custo, deu o porto par o imbecil do seu irmão tocar e o porto quebrou, deu educação para o outro e chegou o tal do 'nóis vai, nóis vem', só falta agora vc dizer que o PT deve governar nosso estado

gilmar jose

- 2015-04-08 17:37:59

Fico aqui pensando com meus

Se vc vai falar do Paraná pelo menos viva aqui julgue quem vc conhece, o Richa não nenhuma flor que se cheire mas é muito melhor que um Requião que acha que o estado é sua fazenda, guarda seus 180 cavalos de raça nas bais da Policia Militar que fica com o custo, deu o porto par o imbecil do seu irmão tocar e o porto quebrou, deu educação para o outro e chegou o tal do 'nóis vai, nóis vem', só falta agora vc dizer que o PT deve governar nosso estado

ZÉ DA PRAIA|

- 2015-04-08 17:36:19

O SR ESTA BEM DESINFORMADO,

O SR ESTA BEM DESINFORMADO, ATÉ 6 ANOS ATRAS  NOSSO ESTADO FOI  DES governado PELO ATUAL SENADOR  PELO pmbd roberto requião e sua pturma, ONDE O PSDB ESTAVA A MAIS TEMPO ERA NA PREF DA CAPITAL ORA NAS MÃOS DO PULA PULA DE partido apoiado pela pturma gustavo fruet

Daniel Klein

- 2015-04-08 17:16:49

tá respondendo à pessoa certa?

Eu fiz várias afirmações falseáveis, se discorda delas por que não as refutou? O que você fala não tem nada a ver com o que falei. Você está falando é comigo mesmo ou errou o local da resposta?

Wilson Castillo Llave

- 2015-04-08 17:05:02

Patrocinio

Nada contra vc. Luis Nassif, mas com patrocionios da Caixa e do Sebrae acho que fica díficil ser isento não??

Maurilio

- 2015-04-08 16:58:22

Esse é pior que São Tomé!!!

Vai morrer acreditando nessa figura do choque de (indi)gestão, “ a RENOVAÇÃO” personagem criado pela globo(mais uma vez querendo eleger o seu candidato), assim como aquele “caçador de maracujás”, mas tem também o “batman do stf”, outro oportunista e aproveitador e ainda esse funcionário deles que nas horas vagas, diz ser juiz no Paraná. Assim como outras figuras do psdb, todas envolvidas em corrupção, mas protegidas e blindadas por amiguinhos do judiciário. Todos esses “HONESTÍSSIMOS”!!! Nesse partido só tem SANTO!

Gilberto Neves

- 2015-04-08 16:46:40

Nassif, tenho acompanhado a
Nassif, tenho acompanhado a situação política do meu estado por muito tempo, achei a divulgação do portal Diagnóstico MG uma grande jogada política do Governador Pimentel ao desconstruir o marketing de Aécio, mas tecnicamente não há novidades no que foi apresentado, e a culpa não é necessariamente do Tucano. MG é um estado quebrado há décadas, desde que a turma de outro Neves andou pelas bandas do Palácio da Liberdade que a politicagem foi tomando os quadros do estado, um fenômeno nacional.Políticos do calibre de Newton Cardoso, Helio Garcia e Eduardo Azeredo só colaboraram para que nada fosse adiante, mesmo o respeitado Itamar já governou um estado na penumbra, era constrangedora sua falta de paciência com Azeredo na cerimônia de posse de 99, e sua administração acabou marcada pelo patético episódio da invasão de Furnas... Aécio não tinha como criticar seu antecessor, que o apoiou contra Newtão, e foi seguir com as armas que tinha. Seu choque de gestão tinha bons pontos mas nada que tirasse Minas do buraco, até porque apenas passaria o dinheiro economizado para a manutenção dos parasitas públicos tradicionais.Os investimentos foram todos bancados em empréstimos com bancos públicos e internacionais. Com a derrocada da economia brasileira começou a ficar pesado manter essa linha de crédito, a politicagem que já era grande aumentou muito para garantir o projeto Brasilia 2014 e com o jogo perdido, em um clara demonstração de desamor pela administração pública, o grupo que sai deixou a casa sem convênio algum para garantir seus gigantes compromissos. Politicamente Pimentel fez o que deveria fazer, colocou facilmente a culpa nas costas do grupo derrotado que não tem como explicar. Mas seu futuro será igual do antecessor: Vai aplicar um choque de gestão a sua moda, dando um nome mais popular e entendível, vai alocar os recursos desse choque na manutenção da máquina parasitária e os novos investimentos virão dos mesmos lugares: bancos públicos e parcerias PP. No último debate da TV Globo ele criticou o ICMS de Minas, um dos mais altos do país, mas tenho impressão de que não irá baixar seu imposto dos ovos de ouro... Nassif, Minas é o retrato da maioria dos estados do país, todos vão discutir isso politicamente mas a recuperação da capacidade de investir do Estado só virá com a reforma do Estado Brasileiro e o fim da rapinagem política nos órgãos e empresas públicas, independente do nome bonito que seja dado por um marqueteiro qualquer a um programa de corte de gastos superficiais. Quanto a mídia, bastou um dia para que o Estado de Minas fosse domesticado. Rei morto, Rei posto. Melhor ler "O Tempo" e ouvir a rádio Itatiaia, muita mais independentes e com matérias críticas mesmo durante os "anos de chumbo" do Aécio.

MarFig

- 2015-04-08 16:39:24

Onde estão os números?  

Onde estão os números?  

MarFig

- 2015-04-08 16:32:33

Oneide,  Eu não queria te

Oneide, 

Eu não queria te magoar mais porém isso aí que você leu não inclui as diversas denúncias de corrupção da duplinha anestesiada. Só pra lembrar ainda falta investigar o aeroporto do titio, o mensalão de Furnas, o superfaturamento nas obras do Mineirão, os gastos com publicidade na rádio arco iris, o desvio do dinheiro da Saúde, o helicóptero com cocaína do amiguinho, é o que consigo lembrar por agora.

sergio m pinto

- 2015-04-08 16:20:24

Não seria o caso, ao invés de

Não seria o caso, ao invés de ficar falando, de provar? Pelo que sei, a mídia nativa está, pelo menos desde 2003, tentando achar alguma coisa e, até agora, só conseguiram por meio do "domínio do fato".

Spok da Silva

- 2015-04-08 15:56:58

O Brasil tem 376 bilhões em

O Brasil tem 376 bilhões em caixa. Aécio e os tucanos deixaram um rombo de 7 bilhões em Minas. Então, quem quebrou o quê? Um estado que não prioriza nem o SAMU, uma das principais ações de saúde já criadas no país, merece o repúdio da população. 

JC Tavares

- 2015-04-08 15:54:07

Mais uma vez perfeita a sua

Mais uma vez perfeita a sua conclusão, Nassif. Os erros e falhas tucanas nunca aparecem, graças ao seu patrono, a "grande imprensa", que é tucana de carteirinha, com o símbolo invisível, um bico enorme e colorido.

sergio m pinto

- 2015-04-08 15:53:19

Vê-se que você anda se

Vê-se que você anda se informando em mídias erradas. Nelas não saem, por exemplo, a construção da ferrovia que permitirá o acesso ao Pacífico.

sergio m pinto

- 2015-04-08 15:51:05

Discordo de você. Araraquara

Discordo de você. Araraquara é uma cidade média. Talvez Rifaina ou algo equivalente.

jc.pompeu

- 2015-04-08 15:46:29

"A desconstrução do choque de

"A desconstrução do choque de gestão mineiro"

vida complicada...

políticos e governantes e gestores da coisa pública dão um duro danado! pra dar um choque de gestão cidadã em nome da população, no caso, da boa e brava gente mineira...

e, aí vem um povo jornalista de opinião formada em tudo pré-concebida em números intrigantes & querelas paroquiais e, numa só penada pelos ares! pra todo lado... detona a desconstrução espetacular do tudo pronto acabado inaugurado... detona legal! sem dó nem piedade...

em cinco minutos de leitura enviesada destruiu-se terra desolada tudo aquilo que levara 12 árduos trabalhos de hércules das geraes para realizar e construir o estado obra de arte em prol do povo mineiro... e do brasil.

desanima... dá vontade de não ler nunca mais notícia e jornal de papel e ler nada de nada... só ler poesia & pulp fiction.

Lucca

- 2015-04-08 15:43:19

Muito boa a análise. Gostaria

Muito boa a análise. Gostaria de ver uma divulgação similar da administração do Agnelo Queiroz no Distrito Federal.

hc.coelho

- 2015-04-08 15:39:04

Leitor do e.m.

100% da imprensa mineira adorava o aécio e escondia tudo que ele fazia errado. Vivia no Rio na praia e flanando. A imprensa mineira só não é pig porque não passou da posição de humilde vassala do pig.

Dou um exemplo: na reforma do estadio do independencia, de custo inacreditável, ele errou tanto que o futebol mineiro ficou dois anos sem campo. O Montijo nunca jogou no Mineirão e talvez uma ou duas no independencia. E a imprensa de minas atacando os atrasos da copa de maneira violenta, atrasos que não se verificaram. E é claro nunca cobrou do aécio os inaceitávesi atrasos. Esclarecendo, o independencia devia ser reformado antes do fechamento do mineirão. Acabamos perdendo os dois por dois anos. Não vou nem falar da segurança pública que conseguiram piorar muito.

Com o apoio total e bandido da imprensa mineira, escondendo tudo, o que o aécio teve foi proporcionalmente uma incrível derrota. Merecida.

Marx

- 2015-04-08 15:37:26

Como o PT não tem nenhuma

Como o PT não tem nenhuma credibilidade acreditar nesse documento é tarefa ardua. Se relamente houvesse boa fé por parte desse novo governo de Minas contratariam uma empresa de renome para fazer uma audutoria nas contas do governo do PSDB. 

Gil Teixeira

- 2015-04-08 15:35:51

Já abriram

A caixa preta, a laranja, até a invisível abriram...

e o PT tá lá!

como disseum certo futebolista

vão ter que engolir...

engraçado ele tem fixação com o 13.

 

Jair Fonseca

- 2015-04-08 15:30:21

Foram os atuais governantes

Foram os atuais governantes de Minas. Por que os tucanos perderam a eleição depois de um tempão em Minas, lembra?

Alciele

- 2015-04-08 15:26:47

Uma recomendação para você,

Uma recomendação para você, procure vários pareceres da área técnica do TCE-MG ao longo dos anos do "Choque de Gestão", mas da área técnica mesmo e não dos acordãos do plenário, que é 100% político, está tudo lá; muito do que o Pimentel divulgou foi com base nesta papelada que foi gerada por técnicos, e eram devidamente "relegadas e/ou ignoradas" por conselheiros "isentos e meritocraticos", não é não!?!?

 

hc.coelho

- 2015-04-08 15:26:41

Acho que vou desistir do Nassif

Nassif, o que há?

Esta frase "Muitos dos vícios apontados na área federal reproduziram-se de forma muito mais intensa em Minas. A diferença de imagem reside unicamente na oligopolização da mídia e na forma enviesada da cobertura."

foi desrespeitosa com o governo federal que está cem anos na frente.

Sua birra com o Mantega é desmesurada, para não dizer outra coisa. Comparar aécio com Dilma. Só um detalhe, só um: a Dilma trabalhando 24 horas por dia e o aécio na praia e delegando para qualquer um. Você cantou aqui loas ao anastasia quando ele não merecia. A segurança em minas PIOROU muito com ele, que foi também secretário de segurança do aécio, por exemplo.

Você foi incorporado ao pig? Anda lendo o incrível e baixo e. m.. Parece. 

Eliane Ribeiro

- 2015-04-08 15:20:20

Nunca se ganhou uma eleição

Nunca se ganhou uma eleição no Brasil ou no mundo falando bem do adversário.

Esse é o novo "mito"da imprensa bandida ,para trouxas sairem repetindo: que a campanha do PT foi agressiva.o PT sofreu 12 anos com calunias baixarias nas capas do jornais,filho do Lula dono ,de fazendas, envolvido com as Farc....campanha de 2010 planfetos com abortos de 9 meses,ficha falsa da Dilma,terrorista....

Com direito até edição de debates e bolinhas de papel transformadas em "aerolitos".Cansa essa miséria intelectual.entenda voces foram DERROTADOS!

Vamos partir para anlisar todos os problemas que envolve a administração publica em todas as esferas e estados do País!.só assim vamos corrigir erros e fiscalizar as gestões publicas independente de partidos.

Flavio Martins e Nascimento

- 2015-04-08 15:12:08

É só Nassif sair na front

É só Nassif sair na front page do ig que se abre a porteira!! Paciência, gente!!

MPINTELIGENTE

- 2015-04-08 14:48:42

NÃO VAMOS AQUI PROCURAR CULPADOS

#MPI   #PILAR5  
Este resultado é suspeito, devido o fato de que o trabalho de elaboração deste relatório não teve o acompanhamento do ministério publico órgão que representa a opinião publica. R$ 7,22 bilhões é muito dinheiro, se é de fato este valor porque o governador Pimentel não que formalizar a acusação da administração passada? Quando ele diz NÃO VAMOS AQUI PROCURAR CULPADOS. Isto é um tanto estranho. Nós do MPI não vamos aceitar de forma alguma este resultado sem a presença do ministério publico. Vamos entrar com a campanha pra quem votou ou não “Eu quero meu voto de volta”. Servidor com este comportamento não queremos Uma administração por mais ruim que for, mesmo querendo não consegue dar este prejuízo. R$ 7.22 bilhões é muito mais muito dinheiro mesmo. Os padres, pastores, lideres de torcidas, devem chamar a atenção de seus ouvintes, também repórteres de radio e TV, revista, jornais etc. 

Jorge Leite Pinto

- 2015-04-08 14:48:29

Estão todas em andamento.

Estão todas em andamento. Algumas delas já em fase bem adiantada. Procure se informar.

Mas pelo seu (baixo) nível de informação, você não encontra notícias delas pelo PIG, não é?

Ou és troll ou errou de blog...

Pedro Penido dos Anjos

- 2015-04-08 14:39:05

Minas 247'O choque de gestão

Minas 247

'O choque de gestão tomou bomba em Minas Gerais'

:

Em entrevista a Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, deputado estadual Rogério Correia (PT), a principal liderança do PT mineiro, diz que, além de ser derrotado nas urnas, 'o choque de gestão de Aécio Neves tomou bomba' também nos dados [divulgados pelo governador Fernando Pimentel]; 'O que nós encontramos foi catastrófico. Essa história desse “choque de gestão” portanto, não concedeu a Minas Gerais a condição tão propalado déficit zero. Muito pelo contrário: nós tivemos um déficit, ano retrasado, em torno de um bilhão, ano passado em torno de dois bilhões e este ano, se eles estivessem no poder, iríamos para um déficit de orçamento de mais de sete bilhões. Ao desmascarar esse déficit, o governador Pimentel jogou por terra, também, toda a propaganda aecista', disse 

8 de Abril de 2015 às 06:57

 

 

Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania

Nesta terça-feira (7/4), jornais de alcance nacional divulgaram diagnóstico que o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, divulgou no dia anterior sobre a situação que encontrou. Segundo Pimentel, “faltou gestão” aos governos tucanos que o antecederam.

Confira, abaixo, matéria do jornal Folha de São Paulo

 

O jornal foi econômico no relato do que Pimentel encontrou. Acessando o site do PT mineiro Minas Sem Censura, descobre-se que o problema é muito maior. Confira, abaixo, trechos do estudo divulgado por esse site.

Dentre os dados alarmantes apresentados, estão as 500 obras paralisadas em Minas Gerais. Cerca de 806 convênios assinados no governo PSDB com cidades do interior foram cancelados após a derrota nas eleições. Dos R$ 76,7 milhões prometidos, apenas R$ 9 milhões foram repassados. Essa prática traz problemas para as finanças do Estado e dos municípios, que iniciaram obras e precisaram paralisá-las.

Foi divulgado também que a Cidade Administrativa, obra faraônica do ex-governador Aécio Neves (PSDB), implica gasto de R$120 milhões por ano e não há nenhum registro que mostre economia de despesas, uma das principais promessas.

Também preocupam os números da Segurança Pública, da Educação e da Saúde. De cerca de 11 mil viaturas do Estado, mais de quatro mil estão quebradas. O sistema prisional está abarrotado: 66 mil detentos ocupam 32 mil vagas. O índice de homicídio também aumentou de 2002 até 2012, passando de 2.977 para 4.535. Das 3.600 escolas, apenas 26% delas estão em boas condições e 45% não possuem refeitório. Na Saúde, os leitos do SUS diminuíram de 37.592 para cerca de 32 mil.

De acordo com o governo de Minas, ainda há um montante maior de contratos e serviços prestados, mas com os empenhos cancelados, de 2013 para trás. A dívida total chega, então, a R$ 1,1 bilhão. Tais manobras de despesas permitiram que a gestão tucana escapasse de ser enquadrada na Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê que só se pode gastar o que tem previsto no orçamento.

Diante disso, e da acusação do PSDB de que o governador Pimentel estaria tentando “desviar a atenção” da atual gestão de Minas, o Blog foi ouvir o deputado estadual Rogério Correia (PT), a principal liderança do PT mineiro, para saber como ele responde à acusação tucana. Leia, abaixo, a entrevista.

*
Blog da Cidadania – Hoje os jornais – inclusive os de SP – noticiaram, ainda que discretamente, declarações fortes do governador Fernando Pimentel sobre a situação encontrada por ele em MG. Falou em falta de gestão dos antecessores tucanos. O PSDB emitiu nota acusando o governador de tentar “desviar” a atenção dos escândalos do PT e da “inépcia” do novo governo. Como responde a isso?

Rogério Correia – O choque de gestão tomou bomba. Primeiro, nas urnas, onde a população mineira derrotou o candidato tucano em primeiro e segundo turnos – aliás, Aécio perdeu em Minas – e, também, para o governo do Estado. E, agora, tomou bomba também nos dados [sobre seu governo, divulgados pelo governador Fernando Pimentel].

Quando o governo Pimentel fez uma auditoria para saber a situação de Minas, o que nós encontramos foi catastrófico. O “choque de gestão” era apenas uma fantasia, uma peça publicitária de mau gosto feita sob a autoridade monetária da irmã do senador Aécio Neves, aquela que é dona da rádio Arco Íris, que recebia tantos recursos públicos e disponibilizou, em 12 anos de governos tucanos, o equivalente à construção de duas Cidades administrativas, que, aliás, é uma obra de caráter duvidoso, do ponto de vista de utilidade.

Essa história desse “choque de gestão” portanto, não concedeu a Minas Gerais a condição tão propalado déficit zero. Muito pelo contrário: nós tivemos um déficit, ano retrasado, em torno de um bilhão, ano passado em torno de dois bilhões e este ano, se eles estivessem no poder, iríamos para um déficit de orçamento de mais de sete bilhões. Ao desmascarar esse déficit, o governador Pimentel jogou por terra, também, toda a propaganda aecista.

Aliás, esse naufrágio do tal “choque de gestão” dos tucanos é algo que também tem acontecido no Paraná. Por isso, o governador Pimentel tem toda razão.

Hoje (terça-feira, 7/4), na Assembleia Legislativa, nosso bloco, do governo, mas um bloco independente, decidimos solicitar à mesa da Assembleia Legislativa a formação de uma comissão especial que possa aprofundar a investigação dessa herança maldita deixada pelos governos tucanos e do estado que o governo de Minas Gerais foi encontrado e buscar saídas da crise que foi herdada por nós após 12 anos de governos tucanos.

Blog da Cidadania – Recentemente, deputados petistas levaram ao procurador-geral da República uma série de denúncias envolvendo o ex-governador e ex-candidato a presidente pelo PSDB Aécio Neves. Isso já é produto do trabalho do controlador-geral Mário Vinícius Spinelli ou o que foi denunciado foram fatos antigos?

Rogério Correia – Não, esse caso não é do Spinelli, isso já é uma denúncia antiga, que eu mesmo trabalho nela, junto com o grupo Minas Sem Censura, há muito tempo.

Furnas foi um caixa 2 tucano de grande volume que foi feito, como o [doleiro Alberto] Yousseff acabou de revelar, que era “meiada” entre o PP, do [deputado José] Janene e o PSDB do Aécio. Yousseff, agora, revelou que havia [propina] de 120 mil dólares que ia para o PSDB, segundo ele ouviu do próprio Aécio Neves e da irmã do senador, que é a Andrea Neves.

Essa denúncia é antiga, aqui. Nós já conhecíamos através da lista de Furnas. Essa lista foi periciada pela Polícia Federal. E os tucanos, como sempre, ficam com aquele bico grande gritando muito, sempre querendo desmentir as coisas e desqualificar quem denuncia. Mas a lista é autêntica e isso foi provado pela própria Polícia Federal. E também tínhamos essa denúncia feita através da doutora Andreia Baião, procuradora do Rio de Janeiro que denunciou o Dimas Toledo, que é quem detinha a diretoria [de Furnas] que agraciava Aécio Neves para formação de caixa 2 com as empresas relacionadas.

Uma delas era a tal de Bauruense, que é a empresa que Yousseff diz que entregava o dinheiro para Aécio Neves. Só não será aberto inquérito se o [procurador-geral da República] doutor [Rodrigo] Janot tiver bico de tucano; se ele não tiver bico de tucano, vai abrir o inquérito.

Blog da Cidadania – Dentre as linhas de investigação sobre corrupção em governos anteriores ao do governador Pimentel, qual lhe parece a mais promissora?

Rogério Correia – Além de Furnas, que foi um escândalo enorme de caixa 2, nós tivemos superfaturamento na obra do Mineirão, projetos de arquitetura e engenharia que foram feitos sem licitação e sequer foram utilizados, servindo apenas para que a empresa hoje controladora do Mineirão ganhasse a licitação, essa tal de Minas Arenas.

Nós temos o caso da MG-050, que é uma rodovia que foi, também parceria público-privada – aqui eles não faziam nem privatização, era doação mesmo. Doaram para uma outra empresa amiga do Aécio que sequer duplicou a rodovia e cobra um pedágio altíssimo.

Nós temos esse presídio, que também tem uma série de denúncias contra ele; tem a rádio Arco Íris… Aqui em Minas teve até helicóptero cheio de cocaína. Nem o piloto ficou preso. Então aqui, na era Aécio, teve de tudo. Imagina um helicóptero com 445 quilos de cocaína, onde o helicóptero é devolvido aos donos, o piloto foi solto e não há procedimento investigativo algum.

Esse era o quadro que Minas Gerais tinha na época de Aécio Neves e do seu sucessor: uma censura absoluta e uma impunidade aos amigos do rei.

Blog da Cidadania – Recentemente, o senhor desafiou o senador Aécio Neves para um debate sobre corrupção e sobre a gestão dele e do ex-governador Antonio Anastasia. Houve alguma resposta? Se não, por que o senhor acha que não houve resposta? Se sim, quando haverá esse debate?

Rogério Correia – Ah, não houve resposta. Aécio pôs um pau-mandado para responder meu desafio. Finge que o assunto no existe e ainda tenta nos ameaçar. Mas eu não tenho medo de cara feia de Aécio Neves, não.

Aécio Neves tentou cassar meu mandato. Eu fiquei três, quase quatro anos sob investigação do Ministério Público a pedido do PSDB, sugerindo que eu teria forjado a lista de Furnas. Olharam minhas contas todas na Assembleia Legislativa e, ao final, viu-se que não havia absolutamente nada. A promotora mandou arquivar o processo e disse que eu não poderia ter inventado a lista de Furnas se a própria PF disse que ela é verdadeira.

Esse é o modus operandi desse banditismo que ainda existe em Minas, por parte do PSDB.

Blog da Cidadania – O PSDB acusou a gestão do governador Pimentel de “inépcia” após três meses desde a posse. A comunicação do governo está tratando de explicar corretamente à população o quadro que encontrou e que ainda são apenas 3 meses de governo?

Rogério Correia – Essa iniciativa de colocar no site Minas Sem Censura o diagnóstico do que encontramos em Minas foi muito importante, porque precisamos mostrar como vamos evoluir de uma situação de calamidade. Pimentel diz, com muita razão, que nós não tínhamos gestão em Minas; vamos ter que recuperar o Estado.

Blog da Cidadania – Que prioridade terá a comunicação no governo Pimentel? O PT mineiro aprendeu algo com os erros de comunicação do governo federal?

Rogério Correia – Espero que tenha aprendido. O governo federal é que parece que não aprendeu até hoje. Vamos ver se a gente, aqui, melhora.

Nós temos uma imprensa aqui, em Minas, que tem as mesmas características da imprensa conservadora nacional. Notadamente o jornal O Estado de Minas.

É impressionante. Nós fizemos esse diagnóstico todo [da situação de Minas Gerais] e, se você abrir o Estado de Minas, o que se lê é contra o Pimentel, que está fazendo o diagnóstico. Imagine. Se você tem um jornal desse tipo, já dá para saber o que vamos enfrentar. Nós sabemos com o que estamos lidando e saberemos como agir.

   

C

Pedro Penido dos Anjos

- 2015-04-08 14:39:01

Minas 247'O choque de gestão

Minas 247

'O choque de gestão tomou bomba em Minas Gerais'

:

Em entrevista a Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, deputado estadual Rogério Correia (PT), a principal liderança do PT mineiro, diz que, além de ser derrotado nas urnas, 'o choque de gestão de Aécio Neves tomou bomba' também nos dados [divulgados pelo governador Fernando Pimentel]; 'O que nós encontramos foi catastrófico. Essa história desse “choque de gestão” portanto, não concedeu a Minas Gerais a condição tão propalado déficit zero. Muito pelo contrário: nós tivemos um déficit, ano retrasado, em torno de um bilhão, ano passado em torno de dois bilhões e este ano, se eles estivessem no poder, iríamos para um déficit de orçamento de mais de sete bilhões. Ao desmascarar esse déficit, o governador Pimentel jogou por terra, também, toda a propaganda aecista', disse 

8 de Abril de 2015 às 06:57

 

 

Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania

Nesta terça-feira (7/4), jornais de alcance nacional divulgaram diagnóstico que o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, divulgou no dia anterior sobre a situação que encontrou. Segundo Pimentel, “faltou gestão” aos governos tucanos que o antecederam.

Confira, abaixo, matéria do jornal Folha de São Paulo

 

O jornal foi econômico no relato do que Pimentel encontrou. Acessando o site do PT mineiro Minas Sem Censura, descobre-se que o problema é muito maior. Confira, abaixo, trechos do estudo divulgado por esse site.

Dentre os dados alarmantes apresentados, estão as 500 obras paralisadas em Minas Gerais. Cerca de 806 convênios assinados no governo PSDB com cidades do interior foram cancelados após a derrota nas eleições. Dos R$ 76,7 milhões prometidos, apenas R$ 9 milhões foram repassados. Essa prática traz problemas para as finanças do Estado e dos municípios, que iniciaram obras e precisaram paralisá-las.

Foi divulgado também que a Cidade Administrativa, obra faraônica do ex-governador Aécio Neves (PSDB), implica gasto de R$120 milhões por ano e não há nenhum registro que mostre economia de despesas, uma das principais promessas.

Também preocupam os números da Segurança Pública, da Educação e da Saúde. De cerca de 11 mil viaturas do Estado, mais de quatro mil estão quebradas. O sistema prisional está abarrotado: 66 mil detentos ocupam 32 mil vagas. O índice de homicídio também aumentou de 2002 até 2012, passando de 2.977 para 4.535. Das 3.600 escolas, apenas 26% delas estão em boas condições e 45% não possuem refeitório. Na Saúde, os leitos do SUS diminuíram de 37.592 para cerca de 32 mil.

De acordo com o governo de Minas, ainda há um montante maior de contratos e serviços prestados, mas com os empenhos cancelados, de 2013 para trás. A dívida total chega, então, a R$ 1,1 bilhão. Tais manobras de despesas permitiram que a gestão tucana escapasse de ser enquadrada na Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê que só se pode gastar o que tem previsto no orçamento.

Diante disso, e da acusação do PSDB de que o governador Pimentel estaria tentando “desviar a atenção” da atual gestão de Minas, o Blog foi ouvir o deputado estadual Rogério Correia (PT), a principal liderança do PT mineiro, para saber como ele responde à acusação tucana. Leia, abaixo, a entrevista.

*
Blog da Cidadania – Hoje os jornais – inclusive os de SP – noticiaram, ainda que discretamente, declarações fortes do governador Fernando Pimentel sobre a situação encontrada por ele em MG. Falou em falta de gestão dos antecessores tucanos. O PSDB emitiu nota acusando o governador de tentar “desviar” a atenção dos escândalos do PT e da “inépcia” do novo governo. Como responde a isso?

Rogério Correia – O choque de gestão tomou bomba. Primeiro, nas urnas, onde a população mineira derrotou o candidato tucano em primeiro e segundo turnos – aliás, Aécio perdeu em Minas – e, também, para o governo do Estado. E, agora, tomou bomba também nos dados [sobre seu governo, divulgados pelo governador Fernando Pimentel].

Quando o governo Pimentel fez uma auditoria para saber a situação de Minas, o que nós encontramos foi catastrófico. O “choque de gestão” era apenas uma fantasia, uma peça publicitária de mau gosto feita sob a autoridade monetária da irmã do senador Aécio Neves, aquela que é dona da rádio Arco Íris, que recebia tantos recursos públicos e disponibilizou, em 12 anos de governos tucanos, o equivalente à construção de duas Cidades administrativas, que, aliás, é uma obra de caráter duvidoso, do ponto de vista de utilidade.

Essa história desse “choque de gestão” portanto, não concedeu a Minas Gerais a condição tão propalado déficit zero. Muito pelo contrário: nós tivemos um déficit, ano retrasado, em torno de um bilhão, ano passado em torno de dois bilhões e este ano, se eles estivessem no poder, iríamos para um déficit de orçamento de mais de sete bilhões. Ao desmascarar esse déficit, o governador Pimentel jogou por terra, também, toda a propaganda aecista.

Aliás, esse naufrágio do tal “choque de gestão” dos tucanos é algo que também tem acontecido no Paraná. Por isso, o governador Pimentel tem toda razão.

Hoje (terça-feira, 7/4), na Assembleia Legislativa, nosso bloco, do governo, mas um bloco independente, decidimos solicitar à mesa da Assembleia Legislativa a formação de uma comissão especial que possa aprofundar a investigação dessa herança maldita deixada pelos governos tucanos e do estado que o governo de Minas Gerais foi encontrado e buscar saídas da crise que foi herdada por nós após 12 anos de governos tucanos.

Blog da Cidadania – Recentemente, deputados petistas levaram ao procurador-geral da República uma série de denúncias envolvendo o ex-governador e ex-candidato a presidente pelo PSDB Aécio Neves. Isso já é produto do trabalho do controlador-geral Mário Vinícius Spinelli ou o que foi denunciado foram fatos antigos?

Rogério Correia – Não, esse caso não é do Spinelli, isso já é uma denúncia antiga, que eu mesmo trabalho nela, junto com o grupo Minas Sem Censura, há muito tempo.

Furnas foi um caixa 2 tucano de grande volume que foi feito, como o [doleiro Alberto] Yousseff acabou de revelar, que era “meiada” entre o PP, do [deputado José] Janene e o PSDB do Aécio. Yousseff, agora, revelou que havia [propina] de 120 mil dólares que ia para o PSDB, segundo ele ouviu do próprio Aécio Neves e da irmã do senador, que é a Andrea Neves.

Essa denúncia é antiga, aqui. Nós já conhecíamos através da lista de Furnas. Essa lista foi periciada pela Polícia Federal. E os tucanos, como sempre, ficam com aquele bico grande gritando muito, sempre querendo desmentir as coisas e desqualificar quem denuncia. Mas a lista é autêntica e isso foi provado pela própria Polícia Federal. E também tínhamos essa denúncia feita através da doutora Andreia Baião, procuradora do Rio de Janeiro que denunciou o Dimas Toledo, que é quem detinha a diretoria [de Furnas] que agraciava Aécio Neves para formação de caixa 2 com as empresas relacionadas.

Uma delas era a tal de Bauruense, que é a empresa que Yousseff diz que entregava o dinheiro para Aécio Neves. Só não será aberto inquérito se o [procurador-geral da República] doutor [Rodrigo] Janot tiver bico de tucano; se ele não tiver bico de tucano, vai abrir o inquérito.

Blog da Cidadania – Dentre as linhas de investigação sobre corrupção em governos anteriores ao do governador Pimentel, qual lhe parece a mais promissora?

Rogério Correia – Além de Furnas, que foi um escândalo enorme de caixa 2, nós tivemos superfaturamento na obra do Mineirão, projetos de arquitetura e engenharia que foram feitos sem licitação e sequer foram utilizados, servindo apenas para que a empresa hoje controladora do Mineirão ganhasse a licitação, essa tal de Minas Arenas.

Nós temos o caso da MG-050, que é uma rodovia que foi, também parceria público-privada – aqui eles não faziam nem privatização, era doação mesmo. Doaram para uma outra empresa amiga do Aécio que sequer duplicou a rodovia e cobra um pedágio altíssimo.

Nós temos esse presídio, que também tem uma série de denúncias contra ele; tem a rádio Arco Íris… Aqui em Minas teve até helicóptero cheio de cocaína. Nem o piloto ficou preso. Então aqui, na era Aécio, teve de tudo. Imagina um helicóptero com 445 quilos de cocaína, onde o helicóptero é devolvido aos donos, o piloto foi solto e não há procedimento investigativo algum.

Esse era o quadro que Minas Gerais tinha na época de Aécio Neves e do seu sucessor: uma censura absoluta e uma impunidade aos amigos do rei.

Blog da Cidadania – Recentemente, o senhor desafiou o senador Aécio Neves para um debate sobre corrupção e sobre a gestão dele e do ex-governador Antonio Anastasia. Houve alguma resposta? Se não, por que o senhor acha que não houve resposta? Se sim, quando haverá esse debate?

Rogério Correia – Ah, não houve resposta. Aécio pôs um pau-mandado para responder meu desafio. Finge que o assunto no existe e ainda tenta nos ameaçar. Mas eu não tenho medo de cara feia de Aécio Neves, não.

Aécio Neves tentou cassar meu mandato. Eu fiquei três, quase quatro anos sob investigação do Ministério Público a pedido do PSDB, sugerindo que eu teria forjado a lista de Furnas. Olharam minhas contas todas na Assembleia Legislativa e, ao final, viu-se que não havia absolutamente nada. A promotora mandou arquivar o processo e disse que eu não poderia ter inventado a lista de Furnas se a própria PF disse que ela é verdadeira.

Esse é o modus operandi desse banditismo que ainda existe em Minas, por parte do PSDB.

Blog da Cidadania – O PSDB acusou a gestão do governador Pimentel de “inépcia” após três meses desde a posse. A comunicação do governo está tratando de explicar corretamente à população o quadro que encontrou e que ainda são apenas 3 meses de governo?

Rogério Correia – Essa iniciativa de colocar no site Minas Sem Censura o diagnóstico do que encontramos em Minas foi muito importante, porque precisamos mostrar como vamos evoluir de uma situação de calamidade. Pimentel diz, com muita razão, que nós não tínhamos gestão em Minas; vamos ter que recuperar o Estado.

Blog da Cidadania – Que prioridade terá a comunicação no governo Pimentel? O PT mineiro aprendeu algo com os erros de comunicação do governo federal?

Rogério Correia – Espero que tenha aprendido. O governo federal é que parece que não aprendeu até hoje. Vamos ver se a gente, aqui, melhora.

Nós temos uma imprensa aqui, em Minas, que tem as mesmas características da imprensa conservadora nacional. Notadamente o jornal O Estado de Minas.

É impressionante. Nós fizemos esse diagnóstico todo [da situação de Minas Gerais] e, se você abrir o Estado de Minas, o que se lê é contra o Pimentel, que está fazendo o diagnóstico. Imagine. Se você tem um jornal desse tipo, já dá para saber o que vamos enfrentar. Nós sabemos com o que estamos lidando e saberemos como agir.

   

C

Sérgio Rodrigues

- 2015-04-08 14:37:52

Oh louco...

Um sujeito que acredita, conforme faz crer o PIG, que o PT introduziu o roubo e quebrou a Petrobras, acredita em tudo, até em duendes, gnomos, fada madrinha, anjo da guarda, bicho papão, etc....Durma-se!...

Paulo Paiva

- 2015-04-08 14:36:47

Melhores cabeças indo embora?

"Nossas melhores cabeças estão indo embora"? Para onde? Desde quando empresários mequetrefse que vão para Miami são considedados como "melhores cabeças"?  Se fala sobre cientistas ou outros profissionais, cadê os números?  Desde quando ela foi maior ou menor que no passado?

 

Marcos K

- 2015-04-08 14:33:58

Pois então devo entender que

Pois então devo entender que quem merece credibilidade é a Globo e a Veja? Ah, tá....................

Paulo Paiva

- 2015-04-08 14:32:06

Quebrou a Petrobrás?

Você viu o valor da Petrobrás no mercado hoje? E das ações dela esta semana? 

Para de ler o Estado de Minas e vai ler um jornal sério....

Arthemisia

- 2015-04-08 14:21:38

E o que você sugere para

E o que você sugere para tirar o Estado? Vamos voltar às tribos ou você já tem uma proposta de entregar o Brasil para outro país? Fala sério; quer resolver problemas, enfrenta os problemas. Primeiro, pare com essas afirmações generalistas; quais trinta anos são esses de social democracia nesse país? Quais são as melhores cabeças que estão indo embora? Estamos para trás em quê, exatamente? Não sei sua história, mas eu vivi num país muito diferente trinta anos atrás. 

Pense bem: você está mesmo disposto a ir para as ruas com as piores cabeças? É isso que vai mudar o país? Essas pessoam querem qual país?

ricardo de barueri

- 2015-04-08 14:21:27

Nassif , o Lula tinha que 

Nassif , o Lula tinha que  ter feito o mesmo quando entrou , mas amarelou .

Marly

- 2015-04-08 14:18:48

Parabéns, Maria Benedita!

Seja bem-vinda ao espaço!

Jair Fonseca

- 2015-04-08 14:18:27

Vídeos de entrevista com o

Vídeos de entrevista com o secretário Helvécio Magalhães a O Tempo, sobre o que se descobriu sobre o tal "choque de gestão" tucana, ou seja a falência encoberta da Minas tucana, e principalmente sobre o que se deve fazer agora, num quadro tão difícil. Por exemplo, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves há contratos "exóticos" como 3.000 reais para se trocar uma mesa, e 75% da água (tratada) pra ar condicionado... Num lugar onde bate muito sol, o ano inteiro.

[video:https://www.youtube.com/watch?v=Nu6d5anTrlY]

[video:https://www.youtube.com/watch?v=JqilY0lnsHM]

[video:https://www.youtube.com/watch?v=z6nD1ZRWhUc]

 

Marly

- 2015-04-08 14:13:14

Ai.ai, ai ...

A água da lama do Cantareira  está destruindo neurônios, como comentou há dias um nobre colega!  E, possivelmente, ocasionando cegueira...  

LuisR

- 2015-04-08 14:11:41

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL

Sempre estou lendo que os atuais dirigentes reclaman de desmandos anteriores, mesmo que sejam os mesmos, no entando NUNCA LI QUE ALGUM IRRESPONSÁVEL FOI PROCESSADO COM BASE NA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL.

Então acho que estas reclamações são infundadas e os dados apresentados são falsos.

Eder Vandir Felber

- 2015-04-08 13:59:50

Para rebater essa noticia

Basta dizer que quem produziu esse parecer foi o PT. Credibilidade ZERO!

Jose Mayo

- 2015-04-08 13:59:49

Outro...

Esse é outro que "não sabia". Tá na moda...

Arthemisia

- 2015-04-08 13:56:12

Como se ainda tivesse algo

Como se ainda tivesse algo que não tenha sido falado sobre os governo do PT. Tá magoada porque caiu o véu do seu ídolo? Fica triste não, pois isso é a chamada liberdade de imprensa, aquela coisa que MG não podia ter até um dia desses, mas que vocês foram para as ruas dia 15/03 para defender. Ou ela só serve se for para abrir as caixas do PT? E olhe que ainda voltaremos ao helicóptero e aos aeroportos de titio.

 

Jair Fonseca

- 2015-04-08 13:55:11

Tá mais pra indigestão.

Tá mais pra indigestão.

Ronney de Souza Nogueira

- 2015-04-08 13:53:07

Aécio N3v3R

Simplesmente o povo de Minas Gerais sabe o quão perigoso para o Brasil, seria eleger um mineiro que não mais é mineiro, ou nunca foi mineiro de fato, sei lá...essa questão é tão confusa quanto as maracutais do senador CARIOCA Aécio Never!

joão adalberto

- 2015-04-08 13:51:15

Troll

 

"A estratégia adotada foi a de enaltecer cada espirro ..."

ESTADÃO:

"O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), usou nesta segunda-feira, 6, dados de uma auditoria sobre administrações anteriores para questionar o chamado choque de gestão, principal bandeira do senador tucano Aécio Neves (MG) durante seus dois mandatos à frente do Executivo mineiro. O grupo político de Aécio comandou Minas de 2003 até o ano passado."

 

Jair Fonseca

- 2015-04-08 13:48:46

Discunversa não, sô...

Discunversa não, sô...

Daniel Klein

- 2015-04-08 13:42:17

Mostrar só o negativo não é justo

Votei no Pimentel, que foi um bom prefeito de BH, e seu concorrente Pimenta da Veiga é pra lá de ruim. Apoiar o Pimenta foi um erro terrível do Aécio, erro que na verdade lhe custou a derrota para Dilma. Durante toda a campanha, Pimentel negou-se a falar mal do Aécio, apesar da insitência do Lula e da Dilma. É amigo e admirador confesso do Aécio, assim como também já se declararam Lula e Dilma. Espero que Pimentel faça um bom governo. Acho também que Pimente está certo ao fazer um diagnóstico da situação do Estado e exibi-lo publicamente. Mas, como sempre fazem os políticos ao substituírem outro de partido adversário, Pimentel só mostrou o que havia de errado, e coisa errada é o que não falta na administração pública brasileira. 

MG tem, pelos dados do governo federal, o melhor ensino público básico do Brasil. Há casos em que a situação é até humilhante para os concorrrentes. O estado foi 2m 2014, pela sétima vez consecutiva, o campeão nacional das Olímpíadas Nacionais de Matemática das Escolas Públicas. Ganhou, nos últimos tempos, a mais extensa malha de estradas estaduais asfaltadas do país, desbancando até mesmo SP. 223 dos municípios mineiros ganharam acesso por asfalto. O saneamento básico de Minas é um dos melhores do Brasil, e BH é a capital mais bem servida nesse item. Isso é muito, considerando-se que Minas não é um estado rico e tem enormes diferenças regionais. Pela primeira vez na história, o Estado deu atenção ao saneamento do norte de Minas, que é área da Sudene.

A decisão de contruir a Cidade Admninstrativa foi corretíssima. Foi um passo fundamental para a expansão da região norte, mais plana e também mais pobre, e aliviar a região sul, a mais rica, que crescia verticalmente por estar limitada por montanhas. Hoje a região norte é a que se desenvolve mais rapidamente em BH. Ao falar sobre aluguéis pagos pelo Estado, porque iniciar a descrição a partir de 2011? Por que não em 2009? Quanto o Estado pagava de aluguéis em 2009? A projeção, ao se iniciar a CA, era de que a economia em aluguéis seria de R$90 milhões/ano, em dinheiro da época.

Na região metropolitana de BH, que tem 5,5 milhões de habitantes, Aécio teve 65% dos votos válidos. Isso mostra que a população da metrópole, a mais bem informada, aprova os governos de Aécio e Anastasia, que aliás saíram do goveno com altíssima aprovação da população. 

Marco da Fé

- 2015-04-08 13:26:44

Fernandos?? Hadad

Aqui é chamado de Fernando Maldade.... e incompetente mesmo.

CB

- 2015-04-08 13:25:29

Fico aqui pensando com meus

Fico aqui pensando com meus botões: O que será que vira à tona quando um dia, finalmente, os tucanos forem desempoleirados dos estados do Tukanistão (antigo estado de São Paulo) e Tukanistão do Sul (antigo estado do Paraná) por algum governo disposto a realizar uma auditoria nos moldes desta que foi feita no antigo estado do Tukanistão do Norte (MG)?

Juliano Santos

- 2015-04-08 13:25:25

Dificil dar crédito para

Dificil dar crédito para tucano, né, Nassif? Depois do Serra, agora mais essa decepção. Mas eu acho sua postura louvável. Mostra que voce realmente procura a isenção.

Mas a verdade é que se o Lula fizesse isso que o Pimentel está fazendo, os tucanos não chegariam ao segundo turno em nenhuma eleição, e pior ficariam atrás do Levy Fidélis. Sem o pig, o PSDB não administraria nem clube de várzea de Araraquara.

Marcio Aurélio Cruzeiro

- 2015-04-08 13:24:32

Como sempre, lá estavam tds.

Como sempre, lá estavam tds. da Mídia Nativa a colocar seus MIcrofones á serviço dos Tucanos.......é ou não um conluio ????

 

Gerom

- 2015-04-08 13:23:00

Desconstrução e construção...
Ainda bem, que a Dilma na última eleição não uso esse expediente de "descontruir" as falas dos adversários, né? Aproveitando... falemos de construção... Alguém sabe dizer como vão "aquelas" obras que iriam contribuir para o crescimento vigoroso do PIB? Não se lembra mais? Os tais PAC1, PAC2, transposição do Rio São Francisco... Aquelas que iriam gerar muitos empregos... crescimento vigoroso... efeitos economicos internacionais seriam uma marolinha... Não precisa explicar. Só queria... mesmo... entender.

cesar doni

- 2015-04-08 13:20:24

Choque Para Todos

Muito boa a noticia!!! Parabéns Pimentel...Que aliás ja foi e é muito amigo do Aécio e de toda a turma mineira.

Não foi este senhor Pimentel que ficou milionário fazendo CONSULTORIAS??? BOM CONSULTOR E COM CERTEZA SERÁ UM EXCELENTE GESTOR...kkkk

E a turma do PT  e dos pelegos da UNE...porque não  foram pras  ruas de BH protestar ontem????

Sei...alguns estão tão ricos que já se esqueceram que foram pobres e outros com tanta vergonha que jamais falariam que foram um dia do PT.

Imagine se abrirem todas as caixas pretas deste governo.... A sim tomaríamos um CHOQUE!!!!

Acordem....Vão à feira...à farmacia..ao supermercado...pagar conta de LUZ....

Pobre brasileiros rindo como Hienas....de Minas Gerais...

Acordem....o Brasil é imenso e tem um Milhão de estatais como a Petrobrás...

Todos a rua dia 12.04....Vamos acordar!!!!

Juliano Santos

- 2015-04-08 13:20:11

Deixa de ser ridículo, Oneide

Deixa de ser ridículo, Oneide (ex-Aliança) e pare de dar cinco estrelas para si mesmo. Isso é muito patético. E nem adianta pois já está devidamente rebaixado.

Agora responda rápido. Qual estado é pior administrado, Minas, São Paulo ou Paraná? Alguns subsídios para sua resposta, já que tens dificuldades em processar informações:

Paraná e São Paulo tem dezenas de milhares de professores protestando quase todo dias nas ruas. E sem estímulo da mídia, ao contrário dos atos coxinhas. São Paulo está na seca, e no Paraná, o governador não sabe se seu primo é seu primo ou não. Além de não saber que seu estado faz parte do Brasil, pois ostenta uma bandeira americana em seu escritório.

E Minas é isso aí que o Pimentel está mostrando. Dificil a resposta, né?

Luiz Gonzaga da Silva

- 2015-04-08 13:09:48

"Depois, gradativamente foi

"Depois, gradativamente foi perdendo vitalidade especialmente depois que o ex-governador Aécio Neves..."

...começou a mostrar sua verdadeira face pessoal e política. Aécio Neves só perde no quesito hipocrisia para FHC.

No pessoal, como todos sabemos, gosta mais de se divertir do que trabalhar. Como a noite belohorizontina não parece tão trepidante quanto a do Rio, vivia mais aqui no balneário do que em sua terra natal. Aliás, ao que tudo indica, se mudou definitivamente para a Vieira Souto. Todas as aparições do senador na mídia, ora está em Brasília ou na orla marítima carioca. Minas nunca mais. Deve estar chatiado pela derrota imposta por seus coestaduanos.

No político faz as mesmas coisas que critica em seus opositores. Obras faraônicas desnecessárias, envolvimento em falcatruas em diretorias de estatais aparelhadas por seu partido e, como agora se comprova, gestão temerária e inconpetente do dinheiro público.

A centenária sabedoria mineira nos livrou de ter na presidência mais um conterrâneo no cargo máximo da República. Perceberam, apesar da muralha de proteção midiática, que seu senador era uma farsa. Minas que já teve na história seis presidentes, teria o sétimo. Felizmente, o eleitorado mineiro não só o derrotou como sinalizou para o Brasil o risco de elegê-lo. O país agradece a sapiência dos mineiros.

DanielQuireza

- 2015-04-08 13:03:13

Agora entendi porque mesmo

Agora entendi porque mesmo saindo do Govenro com 90% de aprovação ele tomou um balaio em MG.

LACosta

- 2015-04-08 13:02:12

Decifra-me ou te devoro

Como todo político mineiro o Pimentel e equipe não vão nominar ninguém. Provavelmente deixará isso para o tal de Ministério Público, que além de tucano é da classe dominante (no caso de MG não confundam uma coisa com outra), e a imprensa, que é “coisa” que nunca tivemos em Minas e muito menos temos agora. Duvido –o –dó  que nominem os “Osvaldinhos” da CODEMIG ou o poderoso Danilo, o de Castro, e com certeza um dos artífices da derrota do senador do Leblon. Vejam que ele foi artífice da derrota do senador em MG, e não, necessariamente, da vitoria do Pimentel. Em MG onça abandona cria, quem finge que tá indo tá voltando e quem diz que está indo, com certeza, não tem a mínima intenção de sair do lugar...  

oneide

- 2015-04-08 12:57:11

Um país estranho. Os estados

Um país estranho.

Os estados estão falidos, mas o governo federal diz que o país nunca esteve tão bem como agora.

Aqui mesmo neste espaço, tenho a impressão que o país esta no seu melhor momento.

Não sei como é a situação do estado de Minas Gerais, posso falar sobre o estado do Rio Grande do Sul e do governo de Tarso Genro.

Não vou encher o saco de ninguém com as falcatrua do Tarso, só saibam que Ivo Sartori não tem como pagar o salário do funcionalismo estadual dai temos a medida de como foi a administração de Tarso Genro.

 

 

Francisco Miranda

- 2015-04-08 12:49:42

CHOQUE DE GESTÃO

Bom dia a todos.

Sou mineiro da gema. Infelizmente hoje política significa malandragem, mostrar coisas que a pessoa não é.

Não sou de partido nenhum e também nem voto mais. Votar em quem ??

O PT é um dos maior cancer da política brasileira. A falta de respeito é total, tanto no âmbito municipal, estadual e federal.

Quem é tem moral para falar de alguém ??

Marly

- 2015-04-08 12:39:44

Em tempo...

Motivo de orgulho na atual política brasileira. Poucas vezes temos essa oportunidade. Dois Fernandos, que nos enchem de admiração por suas atitudes, vontade política, inteligência e honestidade:   PIMENTEL e HADDAD!  

Elaine MIranda

- 2015-04-08 12:34:58

choque de gestão

Émuito interessante criticar e comentar algo que foi realizado ou tentado realizar no governo de Minas Gerais.

Não estou tentando justificar, não sou ´política, mas acompanho as atuações do governo mineiro, pois alí estão recursos que saem do meu bolso. Entretanto, todos se esquecem que Minas foi governada durante este período, praticamente sem recursos federais, devido as discordâncias político-partidárias.

Todos os tipos de projetos que requeriam investimentos federais, nas mais diversas áreas, tanto saúde, infra-estrutura rodoviária, etc. que eram enviados para aprovação, nunca foram deferidos.  Haja visto a nossa tão perigosa BR 262 e recentemente, já no governo do Pimentel, a negação de recursos para o metrô em BH. Tão necesário. 

Mesmo para a Copa 2014, foi necessário recorrer a empréstimos externos, motivo do aumento da dívida.

O projeto Choque de Gestão foi inovador, mas para que desse certo, várias atividades e comprometimentos e responsabilidades eram necessários. Inclusive da própria população através da prática da cidadania.

Espero, sinceramente, que após crticas tão severas ao ttipo de governança anterior, que o atual pare de reclamar e apontar falhas e arregasse as mangas e TRABALHE. Afinal, agora os governos federal e estadual são do mesmo partido político e não devem mais ocorrer negativas de investimentos em Minas.

  

Andre Luiz RRR

- 2015-04-08 12:33:51

Foi o que eu pensei! Imaginem

Foi o que eu pensei!

Imaginem se um dia abrirem a caixa preta do governo de São Paulo....

Será que a mídia vai mostrar que até um amador faria uma "gestão" melhor que a dobradinha Serra/Alckmin ?

Marly

- 2015-04-08 12:32:12

Caladinhos os mineiros...

Congratulo-me  com os mineiros. Caladinhos e, mostrando que não são mal informados, nem ignorantes políticos, elegeram um excelente governador. Não à toa, na sua maioria, elegeram Dilma, derrotando Aécio.  Parabéns Minas Gerais!  Motivo de inveja de cariocas, paulistas e paranaenses!   

Sandra Cristina

- 2015-04-08 12:32:04

Choque de Gestão

A idéia do choque de gestão não é de todo má. O problema é que se copia demais no Brasil coisas do exterior sem uma autocrítica, sem contextualizar em nossa economia,  história e cultura! Daí as coisas não darem o resultado almejado. Isso acontece muito nas gestões tucanas, essa gente (termo muito usado pelos tucanos para depreciar a esquerda) acostumada a reverenciar o que vem de fora e a menosprezar o potencial do Brasil e de seu povo! São vassalos de tudo que vem de países considerados por eles "avançados", e por aqui praticam a incompetência e o patrimonialismo, numa roupagem de modernidade e inovação. Isso tudo porque estão longe do povo, têm alergia dos problemas sociais, queriam ter nascido em outro país, ou queriam que o Brasil fosse transportado para outro lugar, bem longe "dessa gente"..

charles mendes

- 2015-04-08 12:29:24

Cofres do PT

Se em Minas esta assim, imagina a hora que abrirem as viceras do Planalto, Pois a grana que estão falando que foi para o PT não e pouca, talves dai podemos falar da falta de investimento em Saúde, educação etc... 

Lucinei

- 2015-04-08 12:28:58

Perfeito. Tudo marquetagem e

Perfeito.

Tudo marquetagem e "projeto de poder". Tudo que acusam nos adversários.

E o Nassif relutando pra deglutir essa de "principios da gestão privada"...

Renato Ferreira Lima

- 2015-04-08 12:28:08

A pergunta final é: estamos

A pergunta final é: estamos avançando ou andando para trás?

A resposta: estamos andando para trás. Não há um único indicador nas áreas que realmente interessam (inovação tecnológica, ensino, ambiente de negócios, infra esrutura) que tenhamos avançado.

30 anos de social democracia e os caras, mal e mal, conseguiram estabilizar a inflação por 8 anos.

Isso aqui está ficando cada vez pior, porque antes, ao menos, tínhamos auto crítica. Hoje, a questão é apenas saber se o meu rouba mais ou menos que o seu e ficar feliz com isso.

Nossas melhores cabeças estão indo embora. Está difícil de aguentar - não a economia, que isso é conjuntural, mas as pessoas. Estamos muito mais tacanhos e eu que achava que isso era difícil...

Dia 12 estarei na rua para protestar contra a social democracia brasileira e contra o Estado. 

Renato Ferreira Lima

- 2015-04-08 12:21:29

O mais engraçado...

... é que quando se fala em privatização e Estado Mínimo, a turma aqui reage como freirinhas a quem tivesse sido dito um palavrão.

É um nonsense total: no Brasil, o Estado é corrupto, ineficiente, corporativista mas a saída para essa turma é... mais Estado! Mais do mesmo!

Síndrome de Estocolmo? Ou inveja de quem gostaria de estar mamando também? Pânico de perder o cartório?

É como a CBF, que depois de levar de 7x1 convoca... o Dunga e aponta o Marco Polo Del Nero como o próximo homem forte do futebol! O Estado brasileiro é uma enorme CBF. E nós, os estorquidos contribuintes, a torcida que paga 50.00 pra sentar no cimento... Dia 12, estarei na rua - e sem sanduíche de mortadela.

Marco Galo

- 2015-04-08 12:19:32

Nassif, será que isso vai

Nassif, será que isso vai virar notícia no Jornal Nacional, serpa que a hipócrita e cretina da Raquel Shererazade ( SBT ) vai fazer suas críticas contundentes, será que vai ser capa da Veja, Exame, Época ??????????????????

 

Dou um milhão de libras esterlinas ( porque dólar é para pobre ) se isso virar notícia principal em todos estes meios de comunicação!!!!

 

Será que a galera das passeatas de Domingo vai levar cartazes denegrindo Aécio e o chamando de corrupto, vagabundo, salafrário ?????

É muito provável que os hipócritas e alienados de plantão comecem já a divulgar nas redes sociais que isso é coisa montada pelo PT, que é mentira, que o PT foi quem criou estes males em três meses de governo, etc, etc, etc...

 

Tem desonestos no PT, PMDB, PSOL, PSB, PV, PP, PDT, PTB, mas também tem no DEM e no PSDB, viu cabecinhas de vento ( pra não dizer outra coisa )  !!

 

PS. Sou totalmente a favor das manifestações desde que sejam reinvindicações inteligentes, como a Reforma Política, Fim do financiamento privado das campanhas, por melhor saúde, segurança e educação e que absolutamente todos os políticos sejam cobrados e que não venham com a insanidade mental querer a volta da ditadura militar no Brasil . 

Flavio Martinho

- 2015-04-08 12:15:44

Em Minas e no Paraná. Quanto

Em Minas e no Paraná. Quanto a Alagoas nem é bom falar.

robson_lopes

- 2015-04-08 12:14:49

Apesar disso tudo,

Apesar disso tudo, representantes do antigo governo tiveram um espaço bem grande na Globo para rebater o relatório, e o fizeram não com números ou provas, mas apenas com o que tem de melhor, retórica.

Gil Teixeira

- 2015-04-08 12:14:14

Isso me lembra

a letra da música Cartomante de Ivan Lins na sua estrofe final:

Cai o rei de Espadas
Cai o rei de Ouros
Cai o rei de Paus
Cai, não fica nada.

 

Primeiro o Paraná,

depois Minas.

Estou louco pra ver São Paulo completando a estrofe!

idelma

- 2015-04-08 12:09:18

Imaginem! Quando abrirem a

Imaginem! Quando abrirem a caixa preta do PT? Sem abrir já sabemos que o mesmo quebrou a Petrobras. 

Fábio de Oliveira Ribeiro

- 2015-04-08 12:09:16

Câmeras ocultas do PT

Câmeras ocultas do PT surpreendem políticos do PSDB fazendo aquilo que eles sabem fazer melhor:

https://www.facebook.com/video.php?v=215542888549118

Cuidado, cenas fortes!

Roberto Monteiro

- 2015-04-08 12:07:45

É como diz o velho ditado:

Quem te conhece, não te compra.

Agnaldo Oliveira

- 2015-04-08 12:00:29

PENA QUE MILHÕES ACREDITAM

É uma pena que milhões, quase a metade da população brasileira acredita na propaganda de Aécio Neves e seus asseclas. A historia devia ensinar às pessoas como um todo que acreditar nas propostas dos governantes, sejam elas quais forem, sejam eles quem forem, é pura ilusão uma grande decepção. A verdade é que nenhum governante por mais bem intencionado que seja está livre da corrupção, seja ela praticada por ele próprio ou por seus aliados e comandados - isso é fato. Passados séculos de governança humana, milenios na verdade, e as pessoas ainda não aprenderam que o governo humano é uma historia de fracassos e derrotas, todos eles - império egípcio, assírio, babilonico, medo-persa, grego, romano e por últimos os governos atuais, nenhum deles mostrou-se ou mostra-se adequado.

Mas infelizmente, apesar da sobrepujante evidencia, as pessoas continuam defendendo suas bandeiras, seus partidos, aclamando uma sigla e rotulado a outra. Motivadas pela propaganda e interesses particulares da minoria governante que os controla com mentiras e falsas promessas e da mídia que igualmente os manipula. O caso de Minas e Aecio é mais um exemplo de tudo isso, pena que as pessoas assim como marionetes, continuam acreditando!

 

 

Um mineiro angustiado

- 2015-04-08 11:49:35

Olha, muito me admira

Olha, muito me admira confiarmos tanto na mídia, mesmo com tantas provas que ela já deu de não ser confiável por estar a serviço do poder, ou de quem está no poder. No caso do nosso digníssimo ex-governador (de quem eu não quero nem citar o nome de tanta vergonha que tenho de ter sido governado por ele durante 8 anos), como não desconfiar de uma situação em que, em nenhum momento,  não se via nem se ouvia falar mal (sequer um comentário malicioso) em nenhum veículo da imprensa durante todo o ser governo? Na verdade, parece que gostamos de ser enganados... Da mesma forma, atualmente, para que tanto alarde quando descobrimos a cada dia um novo escândalo de corrupção (PETROBRÁS, RECEITA FEDERAL, ETC)? Tudo isso acontece debaixo dos nossos narizes e o que acontece é que estamos bem conformados com toda essa situação. No caso de Minas, os professores (através de seus corajosos e emocionantes movimentos de greve) e profissionais da saúde nos avisaram insistentemente que a situação era crítica. No entanto, o então governador ou seus prepostos vinham à telinha da TV dizer que os salários dos professores estavam acima do piso nacional, e o pior, todos preferiram acreditar nas palavras do digníssimo, afinal, ele estava colocando (des)ordem no estado através do CHOQUE DE (IN)GESTÃO. Quanto à mídia? Como somos ingênuos em crer que estão, em algum momento, a serviço da sociedade!!!

Na minha opinião, esse sistema de democracia (totalmente) representativa está falido. O que devemos é colocar em prática a democracia cada vez mais PARTICIPATIVA, valorizando os conselhos de gestão locais, os orçamentos participativos e todas as outras alternativas de gestão participativa que tenha como objetivo colocar  o povo cada vez mais próximo do poder e das tomadas de decisão. Não dá mais para esperar um (anti)herói cair dos céus e dizer que vai dar um jeito (milagroso) em tudo. Não nos deixemos ser enganados nem por falsas promessas nem por essa mídia interesseira!!!

Maria Benedita Bandeira Santos

- 2015-04-08 11:44:49

O choque de Gestão de Aécio

Não sou mineira e não acompanhei o Governo do Aécio em Minas, mas me parece que o resultado da eleição para Presidente diz muito dqa avaliação que os mineiros fizeram do seu ex-Governador.

Infelizmente a grande media, talvez por interesses próprios, não divulgou nem antes das eleições presidenciais nem agora os dados que aqui aparecem.

Não deixo de enxergar os erros da Presidente Dilma, mas acredito, e por isto votei nela, que seria o mais indicado para o Brasil ainda que não o preferido da turma do andar de cima.

Gostei tanto da matéria que me habilitei a palpitar sobre seu conteúdo. 

reinaldo naldo

- 2015-04-08 11:43:14

é verdade

isso é verdade, mas a situação no governo federal é a mesma, gestão pífia, sendo que o governo federal arrecada muito mais, PT X PSDB, a polarização maldita que acaba com o brasil...

Arthemisia

- 2015-04-08 11:33:53

Como eu comentei muitas vezes

Como eu comentei muitas vezes no blog, aqui em Pernambuco se deu igual. Nassif também costumava elogiar a gestão Eduardo Campos, uma verdadeira lenda. O mais engraçado é que o atual governador, eleito com os votos das viúvas de Eduardo descobriu, ao assumir, um rombo de mais de 9 bilhões nas contas. A graça está no fato de que o governador foi o secretário da fazenda de Eduardo, mas isso a imprensa daqui faz questão de esquecer.

ronaldo luiz

- 2015-04-08 11:30:34

Choque DIGESTÃO !!!!!!KKKKKK

Choque DIGESTÃO !!!!!!KKKKKK

djalma santos

- 2015-04-08 11:27:37

Imagina a hora em que abrirem

Imagina a hora em que abrirem a caixa preta do cheque de gestão paulista.

É função do governador Pimental expor as víceras e mostrar para o povo mineiro e brasileiro o choque de gestão Aécio/Anastasia.

Thomas Schmitt

- 2015-04-08 11:26:27

Eficiência
Goestei da.analise técnica das contas. Nossos políticos não estão acostumados a discutir neste sentido. Não vi cometários sobre melhoria ou piora em indicadores de educação e saúde neste período. A pergunta final é sobre o endividamento do estado, se aumentou ou diminuiu.

MarFig

- 2015-04-08 11:08:16

Acho que nem o início foi

Acho que nem o início foi promissor, o que fazia parecer promissor era o marketing do govermo, nisso ele era bom. Muitos mineiros foram ludibriados com a linha verde e a cidade administrativa.

A linha verde que era pra ser a ligação entre o centro e o aeroporto de Confins, sem semáforos, sem interrupções, com tempo de percurso de 30 minutos, hoje é um verdadeiro caos, com vários semáforos, alagamentos constantes, e, com muita sorte, fora do horário de pico, demoramos 1 hora pelo menos para chegar ao aeroporto.

Já a cidade administrativa que na verdade são dois prédios gigantescos, verdadeiros elefantes brancos, totalmente mal localizados, que custaram na época 1.2 bilhões, foi a coisa mais idiota que esse Aócio fez, pior que os aeroportos famIliares. Esse dinheiro poderia ser investido em coisas muito mais urgentes (hospitais, escolas, reservatórios de água, etc) e os funcionários poderiam ser redistribuídos nas dezenas de imóveis que o governo já tinha, principalmente no centro da cidade. 

Agora que a caixa preta foi aberta podemos ter certeza do que já desconfiávamos. E ainda queriam (e querem) que esse preguiçoso incompetente fosse Presidente. A Dilma está dando suas cagadas, mas pelo menos trabalha e ainda tem a mídia na sua cola dia e noite. Já o outro fez uma cagada atrás da outra sem nunca ser incomodado pela mídia local, sempre passando a mão na sua cabeça.

 

mz

- 2015-04-08 10:47:37

"Andou-se para trás mesmo em

"Andou-se para trás mesmo em programas que não dependiam de recursos estaduais."

É a política com "p" minúsculo. Impor sacrifícios à população para prejudicar a imagem do governo federal. 

Sta Catarina

- 2015-04-08 10:35:01

Aécio

Aécio,

Tu já está pagando e vai pagar ainda muito mais por tudo de ruim que tu fez pelo povo mineiro e faz agora pelo povo brasileiro. Se não for aqui, será em outro lugar.

Seu irresponsável, corrupto e vadio.

Gardenal

- 2015-04-08 10:22:27

A montanha pariu um rato. É

A montanha pariu um rato. É essa conclusão que se pode chegar com a divulgação dessa "auditoria" capitaneada pelo "Sherife" que o Pimentel importou de São Paulo - onde desbaratou quadrilhas que infestavam a Prefeitura, mas que, aqui em Minas, nem tangenciou assuntos que EFETIVAMENTE atingiriam as administrações, ou melhor, a administração anterior, que teve à frente o atual senador Aécio Neves (como sabemos, Anastazia e Pinto Coelho eram apenas despachantes de luxo). 

Aqueles deputados que, até noventa dias atrás, eram "oposição" e formaram o "Bloco Minas Sem Censura" ,além de frustrados pelos resultados apresentados pela auditagem, devem estar com uma tremenda dificuldade para explicar as dezenas de CPIs que propuseram e que tiveram, segundo a auditoria, suas tramitações corretamente bloqueadas pela bancada aecista.

Entre outras  dezenas de denúncias que viraram fumaça, e apelando apenas à memória mais imediata, citamos: 

- O superfaturamento em todo o projeto da Aóciolandia, também conhecida como Cidade Administrativa

- O desperdício de verba na construção de aeroportos "famigliares"

- A contratação, repetidas vezes e sem licitação, de empresas dos Perrelas (aqueles do popóptero)

- A escandalosa  privatização - "doação remunerada"- com promessa de cobertura em caso de déficit de receita,  de     arenas esportivas (Mineirão e Independência) .

- Superfaturamento nas obras da Linha Verde (Estradinha verde, PRÉ EXISTENTE. à qual não se acescentou um            mísero metro)..

- A galática verba publicitária destinada a impor, consensualmente diga-se, a censura econômica à mídia provinciana     

- O caso do roubo da verba do FUNPEMG. 

- A formação de Caixa dois através de desvios de verbas da FIEMG, via IMDC. 

- Irregularidades na aplicação de verbas públicas em OCISPs (Inhotim, Estrada Real, etc, etc, etc.)

- Etc, etc, etc.....

Caso o assunto não evolua para novas investigações e denúncias sugiro ao Governador Pimentel, ou a bancada do Minas Sem Censura, que instituam uma espécie de "Gente Que Faz a Diferença" (sabor pão de queijo) e concedam ao "amigo" Aócio a primazia de recebê-lo. 

"Ou locupletemo-nos todos."

 

 

 

 

Ana Salvador

- 2015-04-08 10:19:10

O tal XOKE na verdade era

O tal XOKE na verdade era vendido pela midia como  algo inovador para o estado, mas aquí nós sabiamos

que era pura enganação.  

Álvaro Noites

- 2015-04-08 09:53:58

E pensar que eu, a uns 10
E pensar que eu, a uns 10 anos atrás, tinha como destino do país um dia Aécio ser presidente. Um dia fui ludibriado pela mídia também. As eleições sobretudo mostraram que Aécio é um nada.

ejcs

- 2015-04-08 09:46:00

O FATO é que não prestava

O FATO é que não prestava desde o início, e desde o início já se podia prever no que daria. O FATO é que o tal XOKE de JESTÃO é uma grande bobagem, conversa pra enganar trouxa. O FATO é que não havia indicador nenhum e mesmo se tivesse não seriam mostrados pq não era esse o interesse. Indicadores servem pra controlar metas, coisa que nunca foi de interesse nesse XOKE DE JESTÃO. E mesmo que houvesse interesse, METAS tem finalidade de controlar resultados e alcançar um OBJETIVO, e o único objetivo dessa turma é entregar o que não é deles à quem os sustenta e se manter no poder à custa da mídia. Resultado que é bom não tem, o único resultado que conseguem é a falência. 

Jose Mayo

- 2015-04-08 09:30:32

E, talvez por isso,

Aécio perdeu em Minas, sem alarde e sem desculpas!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador