As denúncias e o caso Gabriel Chalita

Em todo modelo democrático, há a influência de grupos econômicos na política. Seja nos Estados Unidos ou no Brasil, cada partido político monta alianças com grandes grupos que irão financiar suas campanhas e ter direito ao butim.

São partes interessadas todos os grupos que dependem de demandas do Estado de empreiteiras a grupos de mídia -, que dependem da regulação pública – empresas de telecomunicações -, no caso dos EUA empresas ligadas ao complexo industrial-militar.

A diferença do Brasil é o grau de promiscuidade da política com os negócios, que chegou a tal ponto que criou uma cadeia improdutiva da corrupção, na qual todos se beneficiam.

O partido que está no poder seja o federal ou nos estados beneficia-se e aos seus, enquanto situação. Do outro lado, o principal partido de oposição se beneficia do discurso da denúncia especialmente se não tem bandeiras para colocar no lugar.

Ponto central nesses jogos são os grupos de mídia. São eles que dão repercussão a denúncias. Quando isentos, são grandes fiscais da cidadania. Quando parciais, tornam-se cúmplices de jogadas do pior nível.

***

O jogo é simples. Aparece uma testemunha qualquer, com idoneidade ou não, e faz uma acusação verbal contra o alvo a ser destruído. Pouco importa se a acusação tem fundamento ou não. Aceitam-se até acusações em off, sem a menor garantia de que exista ou não um acusador.

O passo seguinte é conseguir um procurador que transforme a manchete em inquérito. Depois, há a investigação de praxe, que fornecerá mais materiais para denúncias, em um processo de retroalimentaçao.

No final, pouco importa se nada foi apurado, se a pessoa era inocente, se as denúncias eram falsas. O estardalhaço foi suficiente para liquidar com sua vida ou carreira política. E nada ocorrerá com os que participaram da trama – de procuradores e veículos de mídia.

***

Um exemplo notório desse jogo é o que ocorreu com o ex-deputado Gabriel Chalita.

Secretário da Educação de Geraldo Alckmin, acumulou um bom cacife eleitoral.

José Serra cercou seu espaço no PSDB e Chalita se viu obrigado a mudar de partido. Foi para o PMDB, candidatou-se a prefeito de São Paulo e obteve 13% dos votos. Seria um candidato competitivo ao governo do estado de São Paulo.

***

De repente, aparece um ex-assessor com uma denúncia amplamente repercutida pela revista Veja que sempre atuou como braço armado de Serra.

Na sequencia, o então Procurador Geral da República Roberto Gurgel enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedido de abertura de inquérito contra ele. Em São Paulo, foram abertos 11 inquéritos pelo Ministério Público Estadual.

Os jornais de São Paulo foram inundados de declarações dos promotores estaduais, divulgando documentos, fotos, e-mails do ex-assessor, mesmo antes de apurar sua consistência e veracidade.

***

A maior parte das denúncias foi arquivada, por falta de provas. Restaram alguns episódios menores, de âmbito administrativo. Mas a carreira política de Chalita estava liquidada; sua vida pessoal, devassada. O que aconteceu com os veículos que divulgaram as falsas denúncias?

Nada. No precário modelo jurídico brasileiro, eles têm liberdade para matar.

 

70 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

lenita

- 2014-10-21 22:07:23

Eta pobreza! Esses são os

Eta pobreza! Esses são os anti comunistas, ou melhor os anti petistas. Faltou somente um rsrs.

Raul Abreu Leite

- 2014-10-15 19:55:23

assim como isenção de seu comentário hehehe

ué se você diz no sentido de "se dizer ser isenta", não precisa ir tão longe, no Brasil a mídia inteirinha é isenta hahahaha

AlvaroTadeu

- 2014-10-15 09:37:28

O discurso do boçal.

Chora, bobão, nos próximos quatro anos, se não houver emprego público, não vai haver emprego para ninguém, nem para você, mesmo que seja algum aspone, haverá mais candidatos do que cargos. E se você for apenas um canalha com uma lojinha num bairro periférico, também não haverá clientes par você. E aí, vai chorar na cama que é lugar quente.

pois é

- 2014-10-15 06:56:59

A 'mídia isenta' é um mundo

A 'mídia isenta' é um mundo ideal que está anos luz de ser alcançada.]   Se for em  Cuba, Venezuela, Correia do Norte e até agpora na Argentina, vais encontrar

José Antônio Vasconcelos

- 2014-10-15 01:09:46

Precisa de bula?

Pensei que o cartaz fosse auto explicativo.

Superestimei o conhecimento histórico dos leitores do blog.

Para quem não entendeu a motivação, ou achou que era apologia do nazismo, aqui vai a explicação:

O tema do combate à corrupção é muito antigo e tem sido usado, históricamente, como ferramenta para estuprar as instituições.

Foi lá na Alemanha de Weimar, já foi aqui no Brasil e parece estar se repetindo, aqui, mais uma vez.

Quando aprenderemos?

Irene

- 2014-10-14 23:14:52

 Muito interessante! Tem mais

 Muito interessante! Tem mais libelo no Brasil de hoje do que na Europa do Século XIX.

Itajaci

- 2014-10-14 21:49:31

Conjuntura medonha

Concordo com Maria Silva e na minha modesta opinião quem tentar mudar esse nojo que é a política no país do neoliberalismo será morto. Aqui em Alagoas mesmo quem foi eleito para legislar foram pessoas ligadas ao que há de pior e atrasado, então vejo que pioramos muito os parlamentos e quem fez a cabeça das pessoas para votar nesses tipos foi a imprensa pq ela não tem compromisso ético e com educação, os donos dos jornais, rádios,  TVs e revistas quem são? Sarney, Edir Macedo, Malafaya, Collor... é só ler, pesquisar e saberemos quem está ´por trás do controle.

    

Wsobrinho

- 2014-10-14 20:44:16

Como passou pelo Sarney, Itamar/FHC, FHC e Lula????

Publicado em 14/10/2014

Titio Dornelles sabe tudo sobre a Petrobras

Por que o Juiz Moro não vaza o que sabe sobre quem nomeou Aécio vice-presidente da Caixa?

 

 

COMPARTILHE 

 

Testemunho do primo de Aécio à CPI da Petrobras poderia ser contribuição importante, não fosse incômoda

 

 

 

O Conversa Afiada reproduz da Rede Brasil Atual:

 

 

DORNELLES, O HOMEM-BOMBA DA CPI DA PETROBRAS QUE CONSTRANGE AÉCIO

 


Senador e primo do candidato tucano presidiu o PP, responsável por Paulo Roberto Costa, o investigado, chegar aonde chegou na Petrobras. Um depoimento seu poderia ajudar a entender a engrenagem do esquema


Em depoimento na Justiça Federal do Paraná, o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa, disse que foi indicado pelo PP (Partido Progressista) para a diretoria de Abastecimento da empresa. Proibido pelo juiz Sérgio Moro de citar nomes de parlamentares ou autoridades que detivessem foro privilegiado, Costa citou apenas o nome de José Janene, ex-deputado, morto em 2010.


No entanto, Costa fez questão de afirmar que só conheceu Janene em 2004. É obvio que já conhecia outros membros do PP bem antes disso, afinal não se imagina que um esquema de corrupção clandestino recrute profissionais através de anúncios de empregos nos classificados de jornais ou internet do tipo “Procura-se diretor corrupto. Exige-se, além da capacidade técnica, intermediar propinas junto a empreiteiras. Remuneração: participação no rateio das propinas”.


Um dos principais líderes do PP em 2004 era o senador Francisco Dornelles (RJ), que tornou-se presidente do partido a partir de 2007, ficando até 2013. Segundo o depoimento de Paulo Roberto, foi a partir de 2007 que passou a ter mais obras em refinarias, sua área de atuação e que o esquema teria produzido mais movimentação financeira.


Não vamos aplicar a deturpação da teoria do domínio do fato para criminalizar o senador Dornelles apenas por ele ser presidente do partido. Mas no mínimo ele foi uma testemunha privilegiada de boa parte do que se passou neste período, nas conversas e reuniões partidárias.


Como senador e homem público, deve seu testemunho à CPI da Petrobras para explicar como foi o processo de aproximação de Paulo Roberto Costa com o PP, e descrever como se dava a relação do ex-diretor com o partido no período em que foi presidente da agremiação.


Mas há problemas políticos no caminho, típicos da disputa eleitoral, para este depoimento acontecer.


O senador Dornelles é também primo do candidato a presidente da República pelo PSDB, Aécio Neves, para quem faz campanha no Rio de Janeiro, onde é também candidato a vice-governador de Luiz Fernando Pezão (PMDB), a disputar o segundo turno. Aliás, o próprio Dornelles assinou a nomeação do então jovem recém-formado Aécio Neves diretor da Caixa Econômica Federal quando foi Ministro da Fazenda de José Sarney em 1985, o que torna mais conturbado seu necessário testemunho em uma CPI em meio ao processo eleitoral.


Infelizmente, o juiz  Sérgio Moro se contentou com a resposta, bem orientado por advogados da defesa, que incrimina apenas o ex-deputado morto e a citação da sigla partidária, sem perguntar como ocorreu o processo anterior de aproximação de Paulo Roberto com o PP, que desvendaria para o cidadão brasileiro como nascem esses esquemas de corrupção que cooptaram um engenheiro de carreira e concursado.


O depoente, por instrução do juiz para não anular o depoimento, não poderia citar nomes de pessoas com foro privilegiado, referindo-se a eles como “agentes políticos”, mas precisava detalhar como se deu sua própria atuação desde o começo, como foi a aproximação de um técnico de carreira concursado com agentes políticos do PP para cometer atos ilícitos e obter vantagens indevidas.


Em nome da transparência e do interesse público, se a Justiça Federal do Paraná deixou esta lacuna, a CPI precisa preenchê-la. Além da punição criminal de envolvidos, função de CPI é também aprimorar as instituições levando à criação de leis, normas e sistemas que evitem que tais esquemas se repitam. Conhecer a gênese e o funcionamento da engrenagem dos crimes de corrupção é tão importante como punir os responsáveis pelos ilícitos já praticados.


Outro ingrediente explosivo para o ambiente eleitoral é que Paulo Roberto Costa foi diretor da Gaspetro, subsidiária da Petrobras. Segundo seu próprio depoimento, as indicações para diretorias eram políticas desde que ele ingressou na Petrobras, em todos os governos, mas o juiz Moro também não fez perguntas sobre essas nomeações anteriores durante o depoimento. Naquele período, a Gaspetro realizou grandes obras com empreiteiras, como o gasoduto Brasil-Bolívia, e havia parcerias para construir termoelétricas a gás. O PP apoiou também o governo de FHC e indicou pessoas para cargos, inclusive o próprio Dornelles foi ministro do Desenvolvimento (1996-1998), e depois do Trabalho (1999-2002).


Outra solução para o cidadão ter conhecimento com transparência de como se deu a aproximação de Paulo Roberto Costa com o PP seria o próprio juiz  Sérgio Moro fazer outro depoimento aberto ao conhecimento público com perguntas que tragam respostas a essas lacunas. Senão, o depoimento já tomado, e explorado eleitoralmente, com versões ao gosto de marqueteiros, e de editorialistas com suas visões subjetivas dos fatos e suas preferências políticas, se tornará peça histórica de interferência indevida no processo eleitoral, qualquer que seja o resultado das urnas.


Detalhe importante que ainda será tratado devidamente: já há colunistas, como Paulo Moreira Leite, que diz ter apurado nos meios jurídicos associando a divulgação anormal do depoimento de Costa a uma possível nomeação do juiz Sérgio Moro a ministro do STF, caso Aécio Neves seja eleito.




Leia mais:


 

AÉCIO, MOSTRA A CARTEIRA DO TRABALHO !

 

jc.pompeu

- 2014-10-14 20:19:15

Antigo Regime e a literatura libelista, século XVIII

libelo - a arte e a política da calúnia e da difamação.

libelos eram escritos por libelistas como os da Grub Street, em Londres, onde se concentravam os hack writers: escritores pobres, biscateiros literários, escribas de aluguel, nefelibatas, subliteratos, picaretas letrados e toda sorte de autores que eram forçados pelos mais variados motivos a produzir literatura. 

literatura libelista: biografias caluniosas de figuras públicas, relatos inflamatórios de história contemporânea e uma variedade provocativa de jornalismo conhecida como chroniques scandaleuses.

libellistes escreviam os libelles, relatos escandalosos das questões públicas e da vida privada das grandes figuras da corte e da capital... geralmente, o mundo livre e irrestrito de panfletagem e jornalismo eram financiados em grande parte por políticos que contratavam escritores de aluguel para vilificar seus rivais... escreviam libelos e pasquins... valendo-se de relatos fornecidos por informantes secretos em Paris e Versalhes, produziam um sem-número de livros e panfletos que difamavam todos, desde o rei e seus ministros até dançarinas de cabarés e homens do mundo.

todos esses livros eram anônimos... todos foram escritos por autores obscuros... muitos eram obras de fôlego, em vários volumes, que ofereciam uma perspectiva desencantada dos eventos atuais e da vida privada dos les grands... Robert Darnton afirma: quando mergulhei nos textos, constatei que eram difamatórios, tendenciosos, mal-intencionados, indecentes e de excelente leitura: por  isso vendiam tanto... mas nunca foram incluídos na história da literatura e raramente são citados em estudos eruditos de política e ideologia... um mundo inteiro perdido aguarda ser explorado.

destruir a reputação de alguém pode parecer fácil: basta desencavar alguma sujeira e lançá-la aos quatro ventos... os libelos, porém, se os estudarmos de perto e os examinarmos ao longo dos séculos, têm algumas características peculiares... incorporam certos ingredientes básicos cujos nomes nos soam familiares - "anedotas", "retratos", "nouvelles" [notícias anedóticas ou anedotas noticiosas] - mas, na verdade, eram técnicas retóricas consagradas para agradar os primeiros leitores modernos... 

seja como for, todos os libelos tinham uma coisa em comum: reduziam as lutas de poder a um jogo ou choque de personalidades... não importa se infamassem as amantes reais ou os agitadores sans-culotte, eles sempre evitavam questões complexas de política e princípios, concentrando todo o seu poder de fogo no caráter de suas vítimas... desse modo, as questões públicas aparecem na literatura libelista como um subproduto de vidas privadas.

examinados em conjunto, os libelos transmitem uma visão da autoridade política que pode ser caracterizada como folclórica ou mitológica... embora tendenciosos e inexatos, foram um meio através do qual os franceses interpretaram e deram sentido ao mundo à sua volta - não o mundo imediato da vida familiar e do trabalho, mas a esfera maior das pessoas famosas e dos grandes acontecimentos.

narrativas sobre o rei, suas amantes, seus ministros e outras personagens públicas prestavam-se a uma visão mítica das grandes figuras (les grands)...  conforme retratados pela literatura libelista, todos les grands habitavam uma espécie de reino encantado e satânico onde podiam dar rédeas livres à concupiscência e à luxuria pelo poder.

reduzir contingências complexas a narrativas sobre figuras públicas é um fenômeno visto em muitas épocas e lugares... ocorre ainda hoje, e a personalização da política tornou-se mais insidiosa que nunca, pois a tecnologia moderna tornou possível disseminar escândalos numa escala inconcebível no passado... na verdade, a mídia de massa de hoje segue um princípio que foi formulado nas tipografias manuais de séculos atrás, a saber, nomes são notícia.

calúnia e difamação sempre foram um negócio sórdido, mas seu caráter odioso não é motivo para considerá-las não merecedoras de estudo sério... ao destruírem reputações, ajudaram a deslegitimar regimes e derrubar governos em diversas épocas e lugares... o estudo da calúnia e da difamação na França do século XVIII é particularmente revelador, pois mostra como uma corrente literária foi corroendo a autoridade de uma monarquia absoluta e acabou absorvida por uma cultura política republicana, que atingiu seu ápice sob Robespierre mas que incorporava variedades de detração desenvolvidas nos tempos de Luís XV.

O Diabo na Água Benta - ou a arte da calúnia e da difamação de Luís XIV a Napoleão. Robert Darnton. Trad. Carlos Afonso Malferrari. Companhia das Letras, 2012.

 

 

 

 

 

 

Calvin

- 2014-10-14 19:22:17

Tá... mas e Eduardo Jorge?

Nenhuma palavra?

chora

- 2014-10-14 18:31:01

Chora
Chora na cama que é lugar quente. Ministério Público, como o nome diz é o que represe tá o público, o povo. A mídia tem dever de ouvi - los quando estes tem evidências. Culpar a mídia full time é que o se faz quando não tem propostas. Você é isento, por acaso? Chora... Não vai ter emprego público nos 4 próximos anos hein.

pedro cavalcante

- 2014-10-14 18:12:03

Dúvida.

Ironia ou cafajestada?

Marly

- 2014-10-14 17:24:47

Aéssim já está lá...

Os cariocas poderão dizer isso assim que terminarem as eleições e ele voltar aos lugares que adora frequentar... Diremos: Aéssim já está lá novamente!  Desafiando os bafômetros entre S.Conrado e Leblon, cambaleando no Cervantes  e como sempre, rindo... rindo... como se estivesse alheio a tudo que acontece...  Ninguém merece...

Marly

- 2014-10-14 17:13:06

Sr Antonio 9000...

Páginas policiais são caras e com certeza patrocinadas pelos próprios donos , com a aquiescência  de uma banda obscura da justiça. Sugiro que acesse o link no comentário do ljunior, postado às 10:34h. E para maiores esclarecimentos veja no youtube um documentário de 29 minutos intitulado "Helicoca".   

Maria Luisa

- 2014-10-14 17:08:26

A manipulação politico-juridico das denuncias

"No precário modelo jurídico brasileiro, eles têm liberdade para matar."

Para matar quem desejam e salvar os colegas e socios. A gente ja viu esse filme inumeras vezes. 

Ou o Brasil acaba com as sauvas ou as sauvas acabam com o Brasil. 

Não pensei que essa frase estivesse tão atual. 

Marly

- 2014-10-14 17:07:14

A justiça...


Muita indignação nos causa ler esse artigo da Folha, com esse se abominável ser chamado Jefferson. Fica claro para todos, o conluio da justiça com a mídia e com todos os que tentam aplicar o golpe no governo.

Marly

- 2014-10-14 17:01:30

Estranho...

Também não consigo compartilhar os posts do Blog, através do yahoomail, como era de costume. Acredito que fui censurada. Por enquanto consigo através do gmail.

Sergio SS

- 2014-10-14 16:47:22

Mas é disto que estamos

Mas é disto que estamos falando. Todas as denúncias contra o PT andam celeramente nos tribunais, e viram crimes sem provas (me mostre a prova concreta de culpa do José Dirceu !!!) enquanto todas as denúncias contra os tucanos são engavetadas sem ao menos se terminar o rito processual. Precisou a justiça Suíça botar os MP paulista para reabrir um inquérito que se arrastava desde 1998, sugando os recursos do Metrô ad eternum... com o próprio presidento do Tribunal de Contas (tucano) aprovando os editais... vc não tem vergonha disto??

E quando não são engavetadas ou arquivadas, dormem na mesa dos procuradores e juízes, como é o caso do mensalão tucano de 1999.

Por aqui no Blog vc não vai conseguir manter nenhuma de suas afirmações.

foo

- 2014-10-14 16:29:28

Nassif, Uma das principais
Nassif, Uma das principais propostas do Aécio para a Educação é o ProMedio -- uma espécie de ProUni para o ensino médio, no qual o Estado pagaria a mensalidade de escolas particulares  para alunos da rede pública. Acontece que este é um principais focos do Grupo Abril, cujas atividades em mídia têm o futuro seriamente ameaçado pela internet. A Abril Educação já é a maior empresa no segmento de educação do mercado brasileiro, mas teve prejuízo de R$ 37 milhões no 2º trimestre desse ano; nada que não possa ser contornado com a ajuda do presidente amigo. Imaginem o lucro que o Grupo Abril teria com milhares de bolsas de estudo em suas escolas (Anglo, pH, SER, GEO, Maxi e Farias Brito) e cursos de idiomas (Wise Up e You Move). Sem falar nas assinaturas da Veja, que seriam distribuídas gratuitamente (com nosso dinheiro, é claro) como já acontece em São Paulo.  

alfredo sternheim

- 2014-10-14 16:26:28

Tucanos predadores

O PSDB sempre teve um lado predador com os seus melhores talentos. Nessa conduta, o rancoroso e pouco produtivo José Serra foi peça fundamental, com a cumplicidade da mídia paulistana. Gabriel Chalita foi vitima desse comportamento horroroso . A partir do momento em que  Chalita apntou certas condutas do prefeito que não cumpriu o seu mandato, comçeram as denúncias contra o professor, educador e escritor brilhante que tinha tudo para fazer uma honrosa carreira na política. Perderam os tucanos e perdeu São Paulo, perdeu o Brasil que precisa de gente nova e idealista. O mais triste é ver que boa parte da mídia não deu o mesmo realce ao Chalita inocentado que havia dado ao suspeito. Triste 

alfredo sternheim

- 2014-10-14 16:21:20

Tucanos predadores

O PSDB sempre teve um lado predador com os seus melhores talentos. Nessa conduta, o rancoroso e pouco produtivo José Serra foi peça fundamental, com a cumplicidade da mídia paulistana. Gabriel Chalita foi vitima desse comportamento horroroso . A partir do momento em que  Chalita apntou certas condutas do prefeito que não cumpriu o seu mandato, comçeram as denúncias contra o professor, educador e escritor brilhante que tinha tudo para fazer uma honrosa carreira na política. Perderam os tucanos e perdeu São Paulo, perdeu o Brasil que precisa de gente nova e idealista. O mais triste é ver que boa parte da mídia não deu o mesmo realce ao Chalita inocentado que havia dado ao suspeito. Triste 

jose marcos

- 2014-10-14 16:00:50

Você tem toda razão, caro

Você tem toda razão, caro Antonio, realmente com a mídia, a PF e o judiciário nas mãos, a sua turma do PSDB nunca vai frequentar as tais paginas policiais. Até porque o PT nunca nomeou um"engavetador geral" (lembra do Brindeiro??) e nem nomeou Diretor da PF filiado ao PSDB como fez o seu ídolo FHC. Para denunciar, só para ciatar um pequeno exemplo, o escandalo, que a mídia quase não fala, do trensalão foi preciso a justiça da Suíça se manifestar. Você quer que eu listo as denuncias ,fundamentadas, contra o PSDB  que nunca investigadas e raramente divulgadas pela mídia???Talvez seja melhor eu desenhar para você conseguir entender.

 

Outra coisa, estabilizar a economia, gerando um desemprego, arrocho salarial, sucateamento da indústria, dos serviços públicos e das universidades, quebrando o país 3 vezes é mole meu caro, até minha vó de 90 anos faz isto. E você quer comparar o alcance dos programas sociais do FHC com os do PT????? faz o seguinte: consulte a ONU, meu caro, eles vão lhe dizer.

 

Em tempo: esqueci de mencionar o maior Apagão da história e agora, infelizmente, esta acontecendo o apagão da agua em SP. Também, o seu competente PSDB deixou de investir para distribuir Lucro na bolsa americana. Vocês são fantásticos...

clayton

- 2014-10-14 15:13:06

Imprensa Marrom
A imprensa em geral no Brasil é de dar nojo, pois são usadas não para informação mais sim para manipulação. Não é a toa que as mídia em geral, não querem de jeito nenhum, um órgão regulamentador, pois assim quando divulgassem noticias plantadas seriam punidas, como acontece nas classes com direito, medicina e engenharia. A população tem que começar a cobrar essas mídia inresponssaveis que fabricam noticias. Tem que ser feita sim, o órgão regulamentador já.

altamiro souza

- 2014-10-14 15:07:46

entulho autoritário. em suma

entulho autoritário.

em suma é isso.

é um resquício da ditadura essa sincronizção

de interesses espúrios( prejudicais à democracia)

dessa grande mídia dita golpísta

consorciada com parte do ministério

público retrógrado e o tucanato...

note que é sempre do mpf vinculado ao tucanato

que saem essas denúncias vazias.

alugém deveria aprofundar essa pesquisa,nos

estados governados por tucanos.

peregrino

- 2014-10-14 14:25:38

dediquem atenção aos discursos dos juízes...

eles não falam da notícia, da investigação ou da suspeição, falma apenas do crime

falam apenas do crime, como se crime fosse realmente, qualquer invenção, antes de terem julgado

peregrino

- 2014-10-14 14:17:29

concordo plenamente...

há tempos estão tentando arrastar o PT para este campo minado

não é somente a mídia, é o judiciário também

e a Globo ou Estados Unidos seria a primeira a solicitar ajuda internacional

Raul Abreu Leite

- 2014-10-14 14:00:59

Mídia declarativa...

A 'mídia isenta' é um mundo ideal que está anos luz de ser alcançada.

Creio que se um dia for possível chegar lá, devemos passar no mínimo pela transição da 'mídia QUE SE DIZ ser isenta' (de hoje) para uma 'mídia declarativa' (que deixa claro seu lado).

Só pelo fato de toda atual 'mídia de direita' (que se diz ser isenta) ser obscura quanto à declaração de apoio ao seu partido, já causa a maior parte da confusão política em que o povo brasileiro passa hoje.

João Mac-Cormick

- 2014-10-14 13:51:57

Será?

O seu nome não engana ninguém. Marco da Fé, somente com muita fé para acreditar que um tucano vai ganhar. rs

Está mais para ele ter menos votos no 2º turno, igual ao Alckmin em 2006.

Francy Lisboa

- 2014-10-14 13:50:48

Eu fico ateh um pouco

Eu fico ateh um pouco aliviado ao ler isso "Em 12 anos o PT nao conseguiu confirmar nenhuma denuncia contra o PSDB com toda maquina publica."

Isso porque soh mostra que a grita contra o tal "aparelhamento do Estado eh de uma hipocrisia que somente os tolos aceitam como verdade absoluta. ISso tbm mostra que o PT nao tem o Poder de fato e alguem aqui do Blog, ha muito tempo atras, jah escreveu um post sobre isso. Perdoe-me o autor pq eu nao lembro o nome (nao sei se foi o Daniel , o Weden, bem, sei lah). Mas enfim, o PT paga pela "bananice" de ter sido "Republicano". Esse eh o mantra que ateh mesmo aqui no Blog revebera. Eh esse o nosso Brasil, onde se cobra moralidade reclamando da inocencia ou falta de malicia. Percebem a discrepancia? Eu nem me delongo, porque depois do texto do Jorge de Lima sobre o ecossistema da corrupcao eu fiquei com uma vozinha na cabeca que me deixou desditoso: "nao tem jeito, Francy...nao tem jeito, Francy...nao tem jeito...." Passei  uma hora rezando o Terco para me livrar da dancao de perder a esperanca para com o Brasil.

Clovis Sena

- 2014-10-14 13:42:57

me parece o mesmo sistema usado na inquisição

me parece o mesmo sistema usado na inquisição quando eram muitas as acusações por inveja, raiva ou mesmo vingança de alguem.  Nao tinham interesse nenhum de apurar nada, torturavam e matavam sem piedade.

Aqui é a mesma coisa, inventam um fato contra algum, ai ele vai tentar se defender e é acusado de mentir, deturpam os fatos e expoe o camarad a tanto acocho que ele acaba cedendo de alguma forma para escapar da pressão.

 

 

Mudador Paradigmático

- 2014-10-14 13:38:22

Dirceu "não pode", Jefferson pode!

Muito se fala da perda do direito à livre expressão dos condenados (petistas) do produto marca mensalão.

Já Roberto Jefferson, também condenado (confesso) sai por aí dando entrevistas, falando sobre política, em semanas decisivas de uma eleição presidencial.

Que país é esse que esta imprensa (míRdia) evidenciadamente partidária e golpista quer nos manter?

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1531977-caso-petrobras-e-epilogo-para-o-mensalao-diz-roberto-jefferson.shtml

ljunior

- 2014-10-14 13:36:09

Não com o voto desse aqui...

https://www.youtube.com/watch?v=IpTIheiuEpo&index=8&list=PLWGLwML7cgQ-_2mYVViL8JfXYMjuK3Q6U

 

Fiorilo

- 2014-10-14 13:35:22

Concordo em parte! Acho que

Concordo em parte! Acho que toda denúncia deve ser apurada antes de se divulgar! Porém o que mais contribui para que a denúncia prejudique cada vez mais a vida da pessoa denunciada, é a morosidade das autoridades em apura-las!

ljunior

- 2014-10-14 13:34:57

Falando em polícia...

Que tal o depoimento desse delegado?

https://www.youtube.com/watch?v=IpTIheiuEpo&index=8&list=PLWGLwML7cgQ-_2mYVViL8JfXYMjuK3Q6U

Imagina se ele estivesse falando da Dilma...

Maria Rita

- 2014-10-14 13:30:52

Bom material para o debate de

Bom material para o debate de hoje e é só um dos mutios exemplos por aí afora. Aqui, nos cafundós onde moro, a Oi anda censurando a Internet. Cai na hora em que envio críticas à oposiçã0- Deus-Dantas-Brasiltelecom, que tudo pode, além da moral ou de qualquer outro valor que ainda possa fazer sentido nessa terra de ninguém que é a comunicação. Fiquei três dias sem ela, enquanto meus vizinhos que são servidos pela mesma rede estavam com tudo funcionando.

Ronaldo Leite

- 2014-10-14 13:22:15

Aécio é ruim mesmo 2

Os fenômenos locais devem ser estudados um a um. Em Minas Gerais a eleição para governador puxa votos para presidente do mesmo partido. Pimentel (3º melhor prefeito do mundo enquanto governava Belo Horizonte) é amado pelo povo de Minas enquanto que o seu oponente Pimenta da Veiga há muito deixou Minas e foi morar em Goiás. Infeliz idéia tentar ressucitá-lo.  O candidato natural da Coligação do PSDB seria o Marcio Lacerda, atual Prefeito de Belo Horizonte, mas acordos "intra-muros" o tiraram da eleição. Quem está de fora não percebe muito bem estas mazelas. O candidato eleito do PT - Fernando Pimentel - não empunha bandeira do PT em Minas a favor da Dilma. Disse que sua preocupação agora é preparar a transição. Para ele as eleições já acabaram. As decisões em Minas estão muito distantes do partidos. Aqui se vota nas pessoas e não nos partidos até porque nenhum deles tem projetos para o Brasil. Não tenho preferência por nenhum dos 3 maiores partidos brasileiros (PMDB - maria vai com as outras; PT e PSDB). Estou aguardando um partido que faça um Projeto para o Brasil, de preferencia de longo prazo e que possamos, nós brasileiros, fiscalizar e cobrar.

 

José Antônio Vasconcelos

- 2014-10-14 13:12:14

(Sem título)

http://collection.mjhnyc.org/media/mjh/images/6/8/34674_object_representations_media_6801_medium.jpg

Jairo Reis

- 2014-10-14 13:10:08

Eles estão acima do bem e do mal

É o que pensam os jornalistas brasileiros. O que vemos é que qualquer crítica às suas ações são logo alardeadas como tentativa de sensura. Mas a realidade no Brasil mostra uma imprensa parcial e cheia de interesses, manipuladora e quando escolhe um lado, não mede esforços para derrubar o oponenente. Por outro lado, partidos e políticos não se movem para mudar essa realidade, uma vez que seus projetos de poder são sempre alimentados por esse jogo sujo e sem dignidade. Em MInas, o que vimos nestes últimos 12 anos foi uma imprensa cooptada e a serviço daquele que se diz a mudança para o Brasil. Minas está afundada na violência, na falta de segurança, saúde e educação. E o candidado se apresenta como o salvador da pátria. Pura propaganda enganosa de um candidato que vive das memórias e suposto heroísmo de seu falecido avô.

alirio

- 2014-10-14 13:06:52

Mídia e Justiça

Seria bom verificar a veracidade desse "encadeamento lógico" noticiado: Todas empreiteiras envolvidas, se condenadas, param as obras e paralisam o país.

Parece implícito que são culpadas, mas são grandes demais para serem condenadas.

Só que qualquer processo de "gente grande" demora anos para acabar, se é que acaba. Enquanto isso, quem garante que somente essas empreiteiras dão conta do recado?

É mais provável que surjam outras durante o processo, com os mesmos donos, com outras caras...

Jaide

- 2014-10-14 13:05:16

Urnas eletrônicas? É

Urnas eletrônicas? É possível. 

Maria Silva

- 2014-10-14 12:54:18

Conjuntura medonha

Se o governo tivesse regulado a midia ja teria caido. Por golpe do Judiciario. O mais podre de todos os Poderes. Lembro bem que, por nada, Lula foi acusado de chavista. Por nada, Lula e o PT foram acusados de querer impor a censura chavista no Brasil. E ainda tem coxinha facebuqueiro, eleitor de Sâo Paulo, que acredita que vivemos em uma ditadura petista. E voces me vem falar de regulação da midia nessa conjuntura medonha?? Ainda tá pra nascer o homem (ou mulher) que vai fazer isso. 

Edi Passos

- 2014-10-14 12:42:22

???

Não. Quem contou pro povo que o Aecio contruiu aerportos pra ele e sua família com dinheiro público foi a própria imprensa tucana de São Paulo, a mando do falsário Zé Bolinha!

Antônio Neto

- 2014-10-14 12:37:51

Porque te calas

Não entendo como uma ABI uma associação de grande respeitabilidade se cala nesta hora. justo ela que teve marcação implacavel quando a ditadura mandava no Brasil.

Antonio C S

- 2014-10-14 12:36:47

Só o PT!

Em 12 anos o PT nao conseguiu confirmar nenhuma denuncia contra o PSDB com toda maquina publica.

Ninguem do PSDB foi preso e os Petistas estao na cadeia. 

Nao estatizaram nenhuama empresa privatizada pelo PSDB.

A economia so andou com Henrique Meireles no BC.

 

E ainda acham que descobriram o Brasil. Ja deu PT, deixa o Brasil pra quem criou os programas sociais, pra quem estabilizou a economia e pra um partido em que os lideres nao estao nas paginas policiais.

Waldir Tavares Daumas Sobrinho

- 2014-10-14 12:31:43

Os grupos de midias brasileiros

É uma vergonha publicações como veja, FSP e outras.... Conheço Gabriel Chalita a mais de 20 anos quando ele foi meu professor em Lorena-SP, desde muito novo já era político e correto, estranho que nunca é dada importância devida a casos desvios de obras do metrô em SP, ao mensalão tucano de minas, ao helicoptero do pó do PSDB e etc... Será que estes tópicos nunca merecem destaques a essa impressa capciosa?

LUIZÃO

- 2014-10-14 12:31:33

Por causa disso não. Existem

Por causa disso não. Existem centenas de outras empreiteiras internacionais, hiper , super melhores do que as nossas. A China com todo seu aparato de pessoal técnico teve que se curvar e contratar empreiteiras americanas, alemãs e inglesas para desenvolver seus megaprojetos. A mão de obra operosa continua sendo a do país. Não com que se preocupar.

Marco da Fé

- 2014-10-14 12:24:46

Aécio já tá lá!!!

Veremos no dia 26 OUT, ele ganha até em MG.

JB Costa

- 2014-10-14 12:24:24

Como? Não entendi? O PT conta

Como? Não entendi? O PT conta com o aparato midiático, ou seja, o meio sem o qual é impossível que esse processo deslanche? O PT conta com simpatias no Ministério Público?

Responderei ao teu questionamento se responderes, com honestidade as duas perguntas acima.

Fernando Lopes

- 2014-10-14 12:20:16

Um aeroporto e uma apreensão de cocaína é pouco??

Acho que você foi infeliz no seu post tentando comparar as duas situações diversas. Se as denúncias de corrupção contra Aécio fossem só aquela antiga lista de furnas, ou algum denúncia sem fundamento eu até concordaria com você mas vamos aos fatos:

1. Dois aeroportos (Cláudio e Montezuma) construídos dentro do terreno de familiares, com toda a documentação atestando valores gastos na obra e na indenização do terreno. Mas se você for a Cláudio vai encontrar o aeroporto (que seria um espaço público) trancado a chaves e a chaves estão com o "coronelzinho" que por sinal é tio-avô de Aécio!

2. Uma apreensão de meia tonelada de pasta de cocaína no helicóptero de Zezé Perella. Caso você não saiba ainda Zezé Perella e o seu filho são acessores diretos de Aécio Neves no governo, e foi "parceiro de chapa"concorrendo pelo Psdb de MG a vaga de senador, para a qual infelizmente foi eleito.

3. a conhecida política de Aécio para imprensa mineira, metade comprada e a outra metade sufocada. Aí meu amigo temos vários episódios sórdidos executados pela irmã Andrea Neves ( controladora de Aécio, que nunca concorreu a nenhum cargo político, não tem nenhum voto, mas manda em tudo o que irmãozinho devasso faz). prisão de jornalistas (que continua na cadeia), demissão e perseguição do Cajuru (reporter esportivo), casos que eu presenciei pessoalmente de intimidação a jornalistas e veículos de mídia (ou seja não li em lugar nenhum, ninguém me contou , eu vi acontecer!).

Eu continuo relamente impressionado como alguém em são consciência pode votar em Aécio, e ainda por cima como este cidadão Celso Pintor Gois pode se armar a defender Aécio. Talvez seja porque deve de São Paulo, e nunca andou além do shopping center da esquina. Porque eu eu moro em Belo Horizonte, ando a pé e de ônibus, conversando com as pessoas, observando tudo, acho realmente impossível após 12 anos dessa gangue do Aécio no governo em MG alguém que não tenha sofrida uma profunda lavagem cerebral, que turvou completamente sua capacidade de raciocinar, pode sequer cogitar em apoia Aécio.

De todos os lixos que surgiram na política nacional (e olha que estou incluindo aí todos os Sarneys, ACms, Collors, Newton Cardoso da vida) só existe um político que eu consigo considerar pior que Aécio Neves. E é justamente seu companheiro de partido e futuro companheiro de governo o senhor José Serra!

Abre o olho Celso antes que seja tarde demais!!

Moita

- 2014-10-14 12:16:39

Está?

Está?

LUIZÃO

- 2014-10-14 12:16:19

Dá para liberar a publicação

Dá para liberar a publicação deste link  ?

 

http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2014-10-14/aecio-tem-69-dos-votos-validos-no-df-e-dilma-tem-31-mostra-ibope.html

Moita

- 2014-10-14 12:15:24

Está?

Está?

Moita

- 2014-10-14 12:14:28

Está?

Está?

Mogisenio

- 2014-10-14 12:11:56

Bom dia "otário"

Olá "otário", bom dia

aqui quem "vos"  fala sou eu, um outro  "otário" que quase nada faz para mudar as regras do jogo.

Mas pretendo deixar de ser otário. Então,  para deixar   otariedade de lado proponho o seguinte:

Dilma  tentará o plebiscito para a   reforma , ops, para a  implosão e reconstrução do sistema político. 

Seria bom  também implodir e recriar o esquema das mídias brasileiras. Tudo democraticamente com a participação democrática de todos os "intereses",  sem revoluções ( no pior sentido) mas com revolução no melhor sentido do termo.

A partir deste dia, isto é, do dia que nós, os otários, assumirmos a real e efetiva condição de cidadão deste país ai sim, a "produtividade" meritocrática brasileira vai matar a pau, com propriedade privada, livre iniciativa, enfim, seguindo as efetivas regras do jogo contidas na CR/88

Se a sua excelência  a presidenta Dilma  conseguir vencer o jogo sujo da política brasileira, e conseguir realizar o tal plebiscito que necessitamos, ai sim,   já terá feito quase tudo para realmente mudar a cara de otário do  brasil.

Pelo menos nossos descendentes  já não serão tão  otários como nós.

Saudações 

 

Joaquim Alberto

- 2014-10-14 12:11:30

Concordo

Concordo plenamente. Pagou e pagou literalmente falando.

João Mac-Cormick

- 2014-10-14 12:06:03

Não precisa, Aécio é ruim mesmo

Na verdade o PT não precisa "matar" Aécio, como os piguentos fazem. Basta colocar o estrago que ele fez em Minas. Por isso perdeu para Dilma e seu candidato foi derrotado por um candidato do PT no 1º turno. Para os mineiros não há dúvida. #AécioNão

Mário Mendonça

- 2014-10-14 12:04:38

Nassif 12 anos de poder e o

Nassif

12 anos de poder e o pt nada fez para mudar isto.

Pagou para apanhar....

Celso Pintor Gois

- 2014-10-14 11:45:05

Ninguém é santo

O PT não está tentando fazer o mesmo com Aécio?

Celso Pintor Gois

- 2014-10-14 11:44:54

Ninguém é santo

O PT não está tentando fazer o mesmo com Aécio?

Celso Pintor Gois

- 2014-10-14 11:44:49

Ninguém é santo

O PT não está tentando fazer o mesmo com Aécio?

Ivan Arruda

- 2014-10-14 11:29:43

Tem-se a impressão que

Tem-se a impressão que justiça e mídia são faces da mesma moeda. Resultado: A situação que nos encontramos. Foi noticiado hoje que todas as grandes empreiteiras estão envolvidas nas denúncias do caso Petrobrás. E que elas já mandaram o recado de que, se condenadas, serão consideradas inidôneas.  E nessa condição não poderão tocar obras em andamento. Ou seja: Paralisam o País. Uma sugestãobaseada no domínio dos fatos operacionalizada pelo Joaquim, para evitar essa catáastrofe: Pegar apenas uma delas, a menor. Mas, o perigo maior penso eu não são as construtoras e sim o envolvimento do poderzão com seu nepotismo cruzado. Qua faria ruir a república caso o maior malandro do País abrisse o bico. O que mudou até agora é que as coisas estão um pouco mais visíveis, e a criação de inúmeros órgãos e processos para que os impunes de sempre não sejam importunados.

Albérico Lima Barreto

- 2014-10-14 11:09:35

Os grupos de midia brasileiras

Concordo totalmente Lionel. Como entendo como absurdo o que fizeram para liquidar a promissora carreira Política de um homem como Gabriel Chalita. Também com Gurgel pelo meio. Além de Serra, Veja e etc.l Saiba Chalita que ele é muito respeitado e os que o conhecem jamais deram qualquer crédito a esses bandidos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cristiana Passinato

- 2014-10-14 11:04:40

Chalita, homem de bem!

Gabriel tem de sair da política de vez, e viver a vida dele literária, a carreira no exterior, ele precisa de paz e um tempo para recuperar o fôlego e se reerguer desse grotesco cerco que armaram para ele.

Ele é forte, bom e será competente para se reerguer na sua vida pessoal, profissional, mas a carreira política, graças a Deus realmente foi liquidade. Infelizmente para um país carente de homens como ele no poder, mas felizmente para ele que será mais feliz, pois retomará suas verdadeiras vocações: literatura e educação.

Ele nasceu para dar aula e escrever, isso é fato, por mais que o desmereçam, por mais que o menosprezem, ele é um homem empreendedor, criativo, ativo e que trabalha por nossa literatura e educação.

Que venham as críticas, mas que ele faça delas sempre degraus para subir, como ele fez e fará sempre. 

Admiro demais essa pessoa. Ele é um homem íntegro, sim!

Abraços,

Excelente artigo!

Cristiana

Albérico Lima Barreto

- 2014-10-14 10:44:56

Gabriel Chalita

Um absurdo que se juntem elementos colm Serra, Veja e essa imprensa nojenta que temos no Brasil e tenta macular o nom e de pessoas sérias que são ameaças ao poder que detem, como tentam agora decidir as eleições no Brasil. Admiriro muito Gabriel Chalita e jamais acreditei no que disseram a imprensa e esses procuradores e promotores que precisam aparecer. O Gurgel não enganou ninguem com as suas posições. Resta o povo conseguir enchergar. Que Deus não nos abandone. Enfase não dão ao que não interessa essa maior parte da imprensa que nos dá raiva. 

Francisco de Assis

- 2014-10-14 10:37:49

ARMAÇÃO CONTRA OS BLOGS PROGRESSISTAS?

ARMAÇÃO CONTRA OS BLOGS PROGRESSISTAS?

Nassif,

Ontem, no final da noite, o blog publicou post desautorizando e recriminando um comentarista que o colocou como "fonte" de ataques contra um candidato. Um desses ataques se refere a um vídeo de um suposto "policial civil" com acusações pesadíssimas. Lembrei então que o link para este vídeo foi espalhado em todos os blogs progressistas que eu leio regularmente. E me ocorreu a seguinte suspeita de armação: o "denunciante" do vídeo pode ser alguém contratado para fazer um trabalho sujo, e você há de convir que, sendo este o caso, o sujeito do vídeo pode ser até um membro de "uma quadrilha que atua nos presídios paulistas", para usar a expressão usada pela grande imprensa e pelo governo paulista para mascarar o problema.

Todos lembramos do sequestro do Diniz e da camisa que vestiram num dos bandidos na véspera da eleição de 1989. A minha suspeita agora é esta: o vídeo é jogo sujo pesado da direita, com um possível desmascaramento do "policial civil" às vésperas da eleição e vestida de camisa em quem todos sabemos. Não duvido também que até consigam desta vez até um cartão de filiação a um partido político do sujeito ou de "alguém ligado" a ele. 

Dessa vez, entretanto, eu acho que esta armação visa também os blogs progressistas, que já há algum tempo vêm sendo acusados vergonhosamente pelos colunistas da direita na grande imprensa, e seriam "criminalizados" agora por esta imprensa sem escrúpulos e, você sabe, também pelos seus membros associados de sempre nas instituições.

Anoto também que, mesmo que a suspeita não se verifique, este vídeo  é por si só criminoso, pois faz acusações sem prova, extrapola o debate político de alto nível que travamos, e, no meu entender, todos os seus links nos blogs deveriam ser retirados. Assim, sugiro que leve tudo isto em conta e tome as precauções necessárias, com os demais blogueiros que possam ser afetados.

NALDO

- 2014-10-14 10:22:31

A culpa é dos proprios

A culpa é dos proprios politicos que se esquecem de suas obrigações, poderiam regulamentar o direito de resposta e a aplicação de multas pesadas nesses casos, mas o que fazem? Nada!!

Carmen Pinto Maia da Costa

- 2014-10-14 10:14:28

Parceiros do Futuro

Lamento  o ocorrido com o Sr. Gabriel Chalita, é fato que neste País aqueles que tem interesse em melhorar o nosso BRASIL, sempre sera condenado......Trabalhamos juntos no Programa Parceiros do Futuro nas Escolas Estaduais e tenho grande respeito por ele ter criado um programa que ajudou muitos jovens. Obrigada e torço pelo seu retorno bem mais forte. Quem sabe na Presidencia da nossa querida Republica.

 

Abraços;

 

Carmen P.M.Costa

Mauro Segundo 2

- 2014-10-14 10:09:41

E o governo do PT, hem? Não

E o governo do PT, hem?

Não conseguiu nem aprovar o direito de resposta na mídia. Nunca fez questão.

Comprou uma briga épica com médicos, fez um barulho danado com a participação social....

Com a mídia? Nenhum incômodo.

Um dia vou entender essa omissão. Ou não.

nilo

- 2014-10-14 10:09:23

A hora é de união. Defendemos

A hora é de união. Defendemos um modelo de governo voltado à diminuição das igualdades, à mais justiça social, à mais cidadania... O risco que corremos nos obriga a unirmos. "Unidos jamais seremos vencidos". 

Lionel Rupaud

- 2014-10-14 09:12:17

Os grupos de midia brasileiros

Globo. Abril, FSP e as sombras ainda semi-vivas(OESP, SBT etc..) são a face mais corrupta da sociedade brasileira.

E são eles que se auto-intitulam defensores da ética e da moral.

O Brasil é hoje claramente tirado para baixo pelo oligopólio midiático.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador