Bolsonaro rejeita ajuda humanitária da Argentina à Bahia

Documento acessado pelo G1 mostra o Ministério das Relações Exteriores dispensando a ajuda oferecida.

Foto: Isac Nóbrega/PR

Jornal GGN – De férias em Santa Catarina, andando de jet ski e acenando aos seus seguidores, o presidente Jair Bolsonaro protagonizou, através do Ministério das Relações Exteriores, outro ato de desumanidade. O governo federal rejeitou o pedido do governador da Bahia, Rui Costa, para autorização do envio de ajuda humanitária da Argentina às cidades afetadas pela tragédia das chuvas.

Documento acessado pelo G1 mostra o Ministério das Relações Exteriores dispensando a ajuda oferecida. No texto, a afirmação de que caso a situação se agrave, o Governo brasileiro poderá ‘vir a aceitar’ a oferta argentina de apoio da Comissão Capacetes Brancos, de trabalhos reconhecidos.

Já são 24 mortes em decorrência das chuvas na Bahia. Até o momento, segundo a Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil), 91.258 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas e cerca de 630 mil pessoas foram afetadas pela chuva. Os feridos somam 434 pessoas e 136 cidades estão sob decreto de situação de emergência.

O presidente do Brasil já havia se manifestado nas redes dizendo que esperava que essa situação não atrapalhasse suas férias, e voltou às redes com vídeo mostrando a entrega de mantimentos pelo governo federal à Bahia. E, tocante, escreveu nas imagens ‘Continuamos na Bahia’.

O governador Rui Costa informou que a Argentina ofereceu envio imediato de dez profissionais especializados nas áreas de água, saneamento, logística e apoio psicossocial para vítimas de desastres.

Com informações do G1.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador