WikiLeaks: as conversas de Serra com a Chevron sobre o pré-sal

Folha de S.Paulo – Petroleiras foram contra novas regras para pré-sal – 13/12/2010

Petroleiras foram contra novas regras para pré-sal

Segundo telegrama do WikiLeaks, Serra prometeu alterar regras caso vencesse

Assessor do tucano na campanha confirma que candidato era contrário à mudança do marco regulatório do petróleo

JULIANA ROCHA
DE BRASÍLIA
CATIA SEABRA
DE SÃO PAULO

As petroleiras americanas não queriam a mudança no marco de exploração de petróleo no pré-sal que o governo aprovou no Congresso, e uma delas ouviu do então pré-candidato favorito à Presidência, José Serra (PSDB), a promessa de que a regra seria alterada caso ele vencesse.

É isso que mostra telegrama diplomático dos EUA, de dezembro de 2009, obtido pelo site WikiLeaks (www.wikileaks.ch). A organização teve acesso a milhares de despachos. A Folha e outras seis publicações têm acesso antecipado à divulgação no site do WikiLeaks.

“Deixa esses caras [do PT] fazerem o que eles quiserem. As rodadas de licitações não vão acontecer, e aí nós vamos mostrar a todos que o modelo antigo funcionava… E nós mudaremos de volta”, disse Serra a Patricia Pradal, diretora de Desenvolvimento de Negócios e Relações com o Governo da petroleira norte-americana Chevron, segundo relato do telegrama.

Um dos responsáveis pelo programa de governo de Serra, o economista Geraldo Biasoto confirmou que a proposta do PSDB previa a reedição do modelo passado.

“O modelo atual impõe muita responsabilidade e risco à Petrobras”, disse Biasoto, responsável pela área de energia do programa. “Havia muito ceticismo quanto à possibilidade de o pré-sal ter exploração razoável com a mudança de marcos regulatórios que foi realizada.”

Segundo Biasoto, essa era a opinião de Serra e foi exposta a empresas do setor em diferentes reuniões, sendo uma delas apenas com representantes de petroleiras estrangeiras. Ele diz que Serra não participou dessa reunião, ocorrida em julho deste ano. “Mas é possível que ele tenha participado de outras reuniões com o setor”, disse.

SENSO DE URGÊNCIA

O despacho relata a frustração das petrolíferas com a falta de empenho da oposição em tentar derrubar a proposta do governo brasileiro.

O texto diz que Serra se opõe ao projeto, mas não tem “senso de urgência”. Questionado sobre o que as petroleiras fariam nesse meio tempo, Serra respondeu, sempre segundo o relato: “Vocês vão e voltam”.

A executiva da Chevron relatou a conversa ao representante de economia do consulado dos EUA no Rio.

A mudança que desagradou às petroleiras foi aprovada pelo governo na Câmara no começo deste mês.

Desde 1997, quando acabou o monopólio da Petrobras, a exploração de campos petrolíferos obedeceu a um modelo de concessão.

Nesse caso, a empresa vencedora da licitação ficava dona do petróleo a ser explorado -pagando royalties ao governo por isso.

Com a descoberta dos campos gigantes na camada do pré-sal, o governo mudou a proposta. Eles serão licitados por meio de partilha.

Assim, o vencedor terá de obrigatoriamente partilhar o petróleo encontrado com a União, e a Petrobras ganhou duas vantagens: será a operadora exclusiva dos campos e terá, no mínimo, 30% de participação nos consórcios com as outras empresas.

A Folha teve acesso a seis telegramas do consulado dos EUA no Rio sobre a descoberta da reserva de petróleo, obtidos pelo WikiLeaks.

Datados entre janeiro de 2008 e dezembro de 2009, mostram a preocupação da diplomacia dos EUA com as novas regras. O crescente papel da Petrobras como “operadora-chefe” também é relatado com preocupação.

O consulado também avaliava, em 15 de abril de 2008, que as descobertas de petróleo e o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) poderiam “turbinar” a candidatura de Dilma Rousseff, então ministra da Casa Civil.

O consulado cita que o Brasil se tornará um “player” importante no mercado de energia internacional.

Em outro telegrama, de 27 de agosto de 2009, a executiva da Chevron comenta que uma nova estatal deve ser criada para gerir a nova reserva porque “o PMDB precisa de uma companhia”.

Texto de 30 de junho de 2008 diz que a reativação da Quarta Frota da Marinha dos EUA causou reação nacionalista. A frota é destinada a agir no Atlântico Sul, área de influência brasileira.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. o nacionalismo do PSDB se conseguir a presidencia

    joaquim barbosa, PSDB, entreguismo, as mentiras sobre a petrobras, tudo começa a aparecer, como uma verdade que estava oculta a muito tempo, remota a antes do ano  2002, quando eles estava no poder, obrasil lutava para pagar as dividas externa e nunca conseguia e os pilantras entreguistas fingia que tentava  pagar, e embolssava milhoes, e hoje acusa o PT de corruptos, e na cara dura em pleno 2009 20010 2011 tenta dar o golpe se caso conseguir a presidencia e muitos trouxas pençam que eles sao os caras honestos  SERRA , ALKMIM , AECIO NEVES, E OUTROS VARIOS QUE ESTAO POR AI. e tem muitos inocentes ou fingem  ou é simplesmente zoiudos, ou invejosos e se escondem atras de  tudo e ate juram a DEUS que sao brasileiros e inteligentes , mas quando  chega na hora aga, entrega o ouro ao bandido.

  2. Parabéns Serra! Prometeu! Cumpriu!

    Nassif,

     

    Poderia trazer esse tópico novamente, afinal é mais atual do que nunca.

     

     

    • “Poderia trazer esse tópico

      “Poderia trazer esse tópico novamente, afinal é mais atual do que nunca.”

       

      Realmente.  Bem que que poderia volta. Esse foi um assunto muito pouco comentado não só aqui, mas em geral.  Os coxinhas parecem não enxergar o quão entreguista é a Direita brasileira.

      Enaltecem os vilões e sacrificam os que ao menos tentam não deixar o país de joelhos frente às potências internacionais.

      Se o PT me decepcionou, sobre a oposição não posso dizer o mesmo. Deles eu já sabia do grau de nocividade à nação.

  3. Serra entreguista
    Por que o Sr. José Serra não é conduzido coercitivamente a fim de esclarecer a mando de quem trabalha para entregar patrimônio brasileiro estratégico??

    • CRIME DE LESA-PÁTRIA

      Crime de lesa-pátria que a grande mídia não deu nenhum destaque.  “Coisa corriqueira, bobagem…”

  4. Velha Raposa (Serra) finalmente está dentro do galinheiro.
    Mais uma vez o PMDB está na presidência sem ganhar eleição, na pessoa do Michel A TEMER.
    Mostrando suas inconfessáveis intenções, elegeu José Serra para a Pasta de Relações Exteriores, ou seja, a raposa tomando conta do galinheiro.
    Agora sim, o Pré-sal será DOADO, com a oportuna ajuda do congresso, às petrolíferas estrangeiras, porque de Nacional, este Congresso só tem o nome.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome