EUA: 10% começam a tomar antidepressivos aos 12 anos

De AFP/UOL

Consumo de antidepressivos nos EUA aumentou 400% em 20 anos

O consumo de antidepressivos aumentou 400% em 20 anos nos Estados Unidos e um em cada 10 americanos começa a tomá-los aos 12 anos, revelou esta quarta-feira um relatório oficial de alcance nacional.

Os antidepressivos são o terceiro medicamento mais prescrito para os americanos de todas as idades e o primeiro entre pessoas entre os 18 e os 44 anos, informaram os autores do relatório, publicado pelos Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC).

No entanto, dois terços dos americanos que sofrem de depressão grave aparentemente não são tratados, destacou o informe, ressaltando ainda que mais de 8% daqueles que tomaram antidepressivos não têm sintomas da doença.

Este último grupo “poderia incluir aqueles que tomam antidepressivos por outras razões ou cujos sintomas depressivos desapareceram”, destacou o documento, baseado em estatísticas entre 2005 e 2008, comparadas com as do período 1988-1994.

Cerca de um terço dos americanos maiores de 12 anos e com “sintomas depressivos graves” foram tratados com antidepressivos, afirmaram os autores do informe.

Os pesquisadores também constataram que as mulheres são duas vezes e meia mais propensas do que os homens a tomarem antidepressivos, independentemente da gravidade da doença.

Os brancos consomem mais antidepressivos do que qualquer outro grupo racial ou étnico nos Estados Unidos, e os maiores de 40 anos tomam mais do que aqueles que têm entre 12 e 39 anos, demonstraram as estatísticas, que confirmaram tendências já demonstradas em outros estudos.

Ricos ou pobres, o relatório não demonstrou diferenças no uso de antidepressivos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome