Saúde: CFM e APM sonegam dados do Datafolha

As duas entidades, que estão em guerra com o Governo Federal, por conta da atração de médicos estrangeiros para regiões pobres do país, encomendaram pesquisa ao Datafolha, mas não abrem a íntegra. Tanto o Conselho Federal de Medicina quanto a Associação Paullista vêm liberando informações seletivamente. A estratégia deve-se, possivelmente, ao fato de que  o levantamento não atendeu a perspectiva de desastre sustentado pelas duas entidades e parte da mídia.

Como já informamos aqui, o dado de que 74 % dos brasileiros acham que o SUS presta um atendimento de regular (o tal minimamente razoável do Jornal Nacional) a bom e ótimo (30%) e só 26% acreditam que realmente seja ruim ou péssimo não correpondeu ao que era esperado.

Em vez de fazer militância político-partidária, as duas entidades poderiam abrir esta pesquisa para todo o país. Com a íntegra nas mãos, a análise poderia ser muito mais efetiva, e o debate público mais enriquecido.

Mas parece que as entidades não têm interesse em aprimorar o debate e a discussão sobre a saúde no Brasil.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Direito à saúde: dilemas e desafios

13 comentários

  1. saude.CFM e APM sonegam informaçoes

    Uma tristez saber que qualquer cidadao que vestir uma roupa branca conta com todo o respeito da sociedade e sao confundidos com Deus que sabe que é Deus porque nao é medico.Essa medicina mercantilista que ensina medicos a receitar duas b6 em lugar de uma b12 E sao  homenageados nas ilhas de Caras com mordomias pagas pelos laboratorios que cuida da doença esquecendo o doente fregues de caderno.Lamento pelos excelente medicos que me atendem no SUS toda vez que preciso e quem critica posto de saude nunca os utilizou.

  2. São duas entidades calhordas,

    São duas entidades calhordas, que somente miram o próprio umbigo. Jamais fizeram nada para a saúde. Vivem de proteger os erros médicos e os laboratórios que patrocinam seus passeios em hotéis de luxo. Nunca os vi reclamando da saúde e/ou propondo alguma ação para melhorá-la. Protegem os médicos faltosos e depois dizem que faltam profissionais. Arre !

     

  3. REVOLTA DA PESTE BRANCA

    Profissionais competentes, éticos e humanizados existem em grande número absoluto e em pequeninissima quantidade relativa. A esses os nossos reconhecimentos e o pedido de que façam estender entre os seus colegas essas qualidades escassas. A peste branca disseminada nos consultórios, e principalmente nos dos SUS e de todos os outros convênios, não se envergonha nas consultas de um minuto ou menos, empurrando pacientes para a enxurrada de exames desnecessários. Fraudam atendimentos, roubam o dinheiro publico e matam pessoas. Se sentem ameaçados com a vinda de profissionais, por isso tanta guerra contra os que chegam. 

  4. A guerra esta declarada e

    A guerra esta declarada e descarada. Ontem,em consulta no AME de Caraguatatuba,onde resido,o médico,após fazer todas as explanações pertinentes encerrou da seguinte forma: “Este é um programa do governo do estado e que não recebeu nenhuma ajuda de dona Dilma e seu Lula”. Mesmo eu informando que ele não poderia  fazer campanha eleitoral dentro de um estabelecimento público,o sujeito,com todo descaramento do mundo disse que fazia e que fará porque é seu direito como cidadão.

    Tentei falar com a diretora da unidade mas a mesma encontrava-se em São Paulo em reunião. Fiz a reclamação por escrito relatando tudo o que ocorreu e o nome do médico e indagando se esta postura era de conhecimento dela e quais medidas administrativas serão tomadas.

    Espero que isto seja um fato isolado mas,pelo sim pelo não,é bom ficarmos atentos e quem sabe,entrar com o celular ligado em gravação.

    Em tempo. O SUS repassa ao estado de São Paulo cerca de 20 bilhões de reais anuais.

  5. Os 26%

    As operadoras de telefonia e os bancos públicos e particulares ,  possuem grande  índice de reclamações do consumidor, mas não atingem nem 10% dos seus clientes. Mesmo assim causa um um enorme estrago àqueles usuários mal atendidos.

    Imaginemos o SUS , quando já em 2006, atendeu em torno de 300 milhões de consultas.Numa conta de 26% de insatisfeitos(e esta palavra quando se trata de saúde é de uma importância avassaladora) teremos 78 milhões de pessoas que foam prejudicadas no seu atendimento médico. Se isto é grave (se também acontece nos países desenvolvidos ) é uma questão a ser respondia pelos especialistas da área da saúdedo Estado e das associações médicas independentes.

    • números!

      se 26% significam “76 milhões de pessoas”, então, pela sua conta, o SUS atende aproximadamente … 320 milhões de pessoas?

      é isso?

      não sabia que o SUS atendia toda a América do Sul.

  6. a medicina que esse pessoal

    a medicina que esse pessoal dessas entidades defende é a privada (!), a doença ao invés da saúde.

    em vez de prevenir preferem deixar o cara adoecer para dar as famigeradas  receitas que pretensamente resolvem tudo.

    quer dizer: a sabedoria dessa gente envolvida nesse sistema privatista adoecente. está na receita e não no aprendizado da relação com os pacientes e suas necessidades, pacientes , que para eles são meros objetos e números.

    pelo menos no sus vemos um atendimento mais humano e um interesse maior pela prevenção das doenças, com cmpanhas nacionais do setor.

    o sus cerrtamente é um dos maiores sistemas de saúde do mundo com atendimento estensivo a todos, sem discriminação…

    os que precisam naõ tem outra saída porque a medicina privada é notoriamente conhecida .como extorsiva –  como diria millor fernandes, nos tempos do saudoso pasquim, é composta pela máfia de branco.

    e esasas entidade médicas já mostraram que querem boicotar o sus e o governo federal.

     vide o que fizeram contra o mais médicos, aberrações que mancharam  o respeito que se poderia ter pelos médicos em geral.

    felizmente não é  a maioria, como se comprova nesa pesquisa escamoteada pelas  entidades, as quais, mais uma vez, mostram o desejo insano de manipular os números e as pessoas. .

     

  7. Alguém ainda duvida de que
    Alguém ainda duvida de que essas duas entidades querem eh manter inacessível saúde para grande parte da população em nome de reservas de mercado e status?

  8. não é nada ético e …

    talvez, ilegal esses conselhos.

    Como explicar entidades arrecadadoras de tributos em nome do Estado fazerem pesquisa de opinião (em verdade, qualquer tipo de pesquisa) com dinheiro desse tributo, e não prestar contas à sociedade?

    É imoral e, provavelmente, ilegal.

    Com a palavra, o Ministério Público FEDERAL.

    E aí, Junot: vai fazer um vento, ou ficar nessa ibernação modorrenta?

     

  9. Corporativismo na saúde e na educção.

    SAUDE BASICA E EDUCAÇÃO BASICA NUNCA DEVEM SER OBJETO DE EXPLORAÇÃO COMERCIAL.

    DEVE SER RESPONSBILIDADE DO GOVERNO.

    O corporativismo perdeu o noção do rediculo, eles devem catar coco em outras praias. Porque ja foram pegos com as calças na mão por isso devem aprender que o povo não é bobo.

  10. O  CFM apequenou-se ao querer

    O  CFM apequenou-se ao querer impor ao Brasil uma visão corporativo-partidária em suas ações e diretrizes. Seus dirigentes não pensam o Brasil, em o que poderiam fazer para ajudar a melhorá-lo com sua atividade profissional. Longe disso, são mesquinhos, profundamente egoístas, completamente partidários e sem nenhum compromisso com o país. O assunto do post comprova tudo que eu disse acima. 

  11. Só critica o SUS quem nunca o usou.

    E quem não tem a mínima idéia da grandiosidade de SUS, que ampliou e muito o atendimento nos últimos anos.  O SUS poderia estar melhor se a oposição não tivesse boicotado a CPMF, que serie de um percentual bem inferior ao percentual da CPMF do governo FHC.

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome