MP 873 “caduca” e sindicatos vencem nova batalha contra Bolsonaro

Após negociações entre os partidos no Congresso, a MP 873, que proibia os descontos das contribuições sindicais voluntárias na folha de pagamento, perdeu a validade

da agência Saiba Mais

MP 873 “caduca” e sindicatos vencem nova batalha contra Bolsonaro

por Rafael Duarte

Os sindicatos venceram mais uma batalha na queda de braço contra o governo Bolsonaro. Após negociações entre os partidos no Congresso, a MP 873, que proibia os descontos das contribuições sindicais voluntárias na folha de pagamento, perdeu a validade e a Constituição Federal voltará a ser cumprida, garantindo a autonomia sindical. Como nenhum deputado quis assumir a MP, as Medidas Provisórias se encerram em até 120 dias.

A cruzada anunciada do presidente da República contra os sindicatos, no entanto, está longe do fim. Bolsonaro já disse que vai enviar um projeto de Lei para o Congresso com o mesmo teor, mas seguirá um rito diferente.

São mais de 13 mil sindicatos no país, sendo 274 no Rio Grande do Norte.

Coordenadora geral do Sinasefe, a professora Nadja Costa acredita que o fim da MP 873 dará mais tranquilidade às entidades, mas pede cautela na comemoração:

 – Parece que não houve parlamentar que quis continuar com essa guerra contra os trabalhadores. Pode representar uma tranquilidade para a organização sindical nesse sentido, mas não significa que está tudo bem ou uma vitória, pois o governo promete encaminhar um projeto de lei para o segundo semestre. Então, não há muito o que comemorar, e sim ficar vigilante e denunciar os inimigos da classe trabalhadora, como se não bastasse a própria reforma da previdência, ainda se tem mais esse ataque que é estrutural”, disse.

Leia a matéria completa aqui

Leia também:  Especial GGN: Confira 6 reportagens da série #OExemploDoChile e participe da campanha

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora