Revista GGN

Assine

A estratégia de Dilma para a guerra da comunicação: "virem-se"

São curiosos esses tempos de crise e de vácuos de poder.

Recentemente foi divulgada uma entrevista de Jango com John Foster Dulles, o brasilianista, em 15 de novembro de 1967.

Na entrevista, um mea culpa: “Goulart disse que em seus esforços para promover reformas estruturais, ele fez concessões demais a grupos políticos no Brasil”.

O objetivo era aprovar as reformas estruturais: “Foram reformas em prol da independência, do desenvolvimento, do bem-estar do povo e da justiça social. A justiça social não era algo no sentido marxista ou comunista”.

Mostrou como a ampliação dos meios de comunicação aumentou as demandas da população: “Hoje, com o uso amplo de rádios e televisores, o povo pobre vê as condições melhores que existem em outros lugares. O grande problema é a justiça social. Não é um problema de comunismo. Mas a insatisfação pode se converter em revolta se as condições não melhorarem. 92% da América Latina se encontra na condição mais precária possível”.

Finalmente, mencionou a campanha da imprensa contra seu governo: “Houve uma campanha para envenenar a opinião pública contra "meu governo". Goulart disse que a imprensa estava contra seu governo. Ele acrescentou que a imprensa tem problemas financeiros e é influenciada por grandes grupos empresariais”.

Na raiz de todo acirramento da mídia estão problemas financeiros provocados por épocas de transição tecnológica. Foi assim nos anos 20, com o advento do rádio; nos anos 50, com o início da TV; nos anos 60, com a crise financeira dos jornais. E agora. 

Do ponto de vista financeiro, tem-se a seguinte situação:

1.     No ano passado, pela primeira vez a Rede Globo fechou no vermelho. A empresa está revisando todo seu modo de produção, acabando com os contratos permanentes com artistas, que eram mantidos no cast, muitas vezes sem aproveitamento, apenas para não serem contratados por competidores. O quadro está tão complicado, que a ABERT (Associação Brasileira das Empresas de Rádio e Televisão) levantou o veto que tinha em relação à TV digital, vista agora como uma forma de faturamento suplementar

2.     A Editora Abril está se esvaindo em sangue. O valor do vale refeição caiu para R$ 15,00, que só cobre o preço do refeitório instalado no prédio. Há informações de que até o refeitório será desativado nos próximos dias. As redações estão abrindo mão de jornalistas experientes, sendo trocados por novatos sem grande experiência.

3.     O Estadão está há tempos à venda.

4.     A Folha caminha para ser, cada vez mais, uma editoria da UOL.

É uma questão de vida ou de morte: ou empalmam o poder ou tornam-se irrelevantes.

O jogo da informação

É por aí que se entende a campanha da mídia em busca do impeachment.

Os vícios do modelo político brasileiro afetam todos os partidos. Mais ainda o governo FHC com a compra de votos e as operações ligadas ao câmbio e à privatização. A gestão Joel Rennó foi das mais controvertidas da história da empresa.

Ao tornar o noticiário seletivo, os grupos de mídia conspiram contra o direito à informação, centrando todo o fogo em uma das partes e blindando todos os malfeitos dos aliados.

Ontem,  a diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, enviou um e-mail a todos os chefes de núcleo com o seguinte conteúdo:

“Assunto:  Tirar trecho que menciona FHC nos VTs sobre Lava a Jato

Atenção para a orientação 

Sergio e Mazza: revisem os vts com atenção! Não vamos deixar ir ao ar nenhum com citação ao Fernando Henrique”.

O recado se deveu ao fato da reportagem ter procurado FHC para repercutir as declarações de Pedro Barusco – de que recebia propinas antes do governo Lula.

No Jornal Nacional, o realismo foi maior. Não se divulgou a acusação de Barusco, mas deu-se todo destaque à resposta de FHC (http://migre.me/oyiwP) assegurando que, no seu governo, as propinas eram fruto de negociação individual de Barusco com seus fornecedores; e no governo Lula, de acertos políticos.

Proibiu-se também a divulgação da denúncia da revista Época (do próprio grupo) contra Gilmar Mendes.

No Estadão, a perspectiva de um racionamento inédito de água, assim como as repercussões na saúde e na economia, é tratado da seguinte maneira.

Se não vierem chuvas até março, a SABESP finalmente adotará o racionamento. Era essa a posição da empresa desde o ano passado e foi impedida pelo governador Geraldo Alckmin.

Só após a posse do novo presidente, Jerson Kelman, a SABESP conseguiu romper com os vetos de Alckmin ao racionamento. Respeitado internacionalmente, Kelman assumiu declarando que crises de água precisam ser tratadas com coragem e racionamento.

Segundo a matéria do Estadão, “A pedido do governador Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente da SABESP Jerson Kelman definirá até o fim da semana um nível mínimo de segurança do Sistema Cantareira”.

A total falta de atitudes de Alckmin é convertida em “monitoramento diário”.  Algumas reportagens relataram o fato da única atitude de Alckmin consistir em consultar um aplicativo de tempo no seu celular, para torcer pela chegada das chuvas.

Na reportagem do Estadão, essa demonstração de amadorismo, de um governador sem nenhum conhecimento de questões hídricas monitorar “pessoalmente” as chuvas, converte-se em uma prova de responsabilidade: ”O quadro hídrico vem sendo monitorado pessoalmente pelo governador e sua equipe diariamente e debatido em reuniões que acontecem a cada dois dias no Palácio Bandeirantes”.

Na home do Estadão, uma reportagem especial sugere que a responsabilidade pela crise é do prefeito Fernando Haddad   que deixou de aplicar um programa de despoluição da Billings. O título na home é “Governo Haddad deixou de investir R$ 1,6 bi em represas”.

Na matéria interna, esclarece-se que os problemas são a não liberação de recursos pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e o fato dos valores de licitação do programa – feitos na gestão Kassab  – incluírem insumos (como asfalto e cimento) em valores acima do teto estabelecido pela Caixa Econômica Federal.

Os fatos e a campanha

Mesmo com todo o poder de fogo, sozinhos os grupos de mídia não conseguem criar um mundo virtual. Ainda mais nesses tempos de redes sociais, o enfrentamento precisa ser dado através de uma estratégia de comunicação - que também não é algo feito no ar. Ela precisa estar subordinada a uma estratégia política, à identificação dos pontos nevrálgicos do noticiário, ao tratamento antecipado de todo tema sensível, à criação da agenda positivo.

De qualquer modo, na primeira reunião com seu Ministério, Dilma já definiu sua estratégia de comunicação. Juntou os Ministros e ordenou a eles mais ou menos o seguinte:

-       Vocês precisam entrar na batalha de comunicação.

Eles:

- Como?

E ela, mais ou menos assim:

-       Virem-se.

Média: 4.6 (42 votos)

Recomendamos para você

113 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Cesar Corrêa
Cesar Corrêa

tempo passa

Li um post desses dias no facebook (hj é 19/04/2015), cliquei num link que caiu aqui nesta matéria. Estou vendo que esta matéria foi feita antes (08/02/2015) de o Pedro Barusco explicar que corrupção era aquela de 1997 na Petrobras, em que ele se meteu. A matéria diz que a Globo escondeu essa fala do Barusco sobre "corrupção em 1997". Falou até de um e-mail da Globo, distribuido em todas as emissoras pedindo a censura (coisa que a Globo jamais teria a burrice de fazer). Estranho, porque só um ou dois repórteres da emissora teriam a matéria na mão, não precisaria passar e-mail pra todo mundo. Só que, depois desta matéria aqui, o Pedro Barusco foi ouvido na CPI. Ele disse que em 1997 participou da corrupção na Petrobras em caso isolado. E mais, disse que, a partir de 2002 (entrada do Lula) a corrupção na petrobras foi "institucionalizada". Por essas e outras a gente vê que, tudo que o PT está falando na defesa dele, cai por terra em algumas semanas. Porque as investigações e a instrução do processo pelo Juiz Dr. Sérgio Moro, continuam revelando a verdade. Aí é o caso de dizer que o PT está sendo perseguido mesmo: está sendo perseguido pela verdade.

Seu voto: Nenhum
imagem de Rodrigo de Cássio
Rodrigo de Cássio

Paguei pau pra ela agora ! O

Paguei pau pra ela agora ! O sarcasmo dara lugar ao respeito e a admiraçao, pode escrever !

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de César Vidor
César Vidor

Pedido de Informação

Não que espere ser atendido, pois já vi claramente a tendência deste canal de comunicação. Qual a fonte dessa informação (envio de email pela diretora da rede globo)? Por favor, preciso dessa fonte para que eu possa me posicionar.

Att.


César

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de César Vidor
César Vidor

Pedido de Informação

Não que espere ser atendido, pois já vi claramente a tendência deste canal de comunicação. Qual a fonte dessa informação (envio de email pela diretora da rede globo)? Por favor, preciso dessa fonte para que eu possa me posicionar.

Att.


César

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Paulo Seabra
Paulo Seabra

Prezado Cesar Respeito sua

Prezado Cesar

Respeito sua posição de querer conhecer a fonte da notícia, mas pergunti: Você costuma ter a mesna preocupação com as notícias veiculadas pela grande mídia, quando araca sistematicamente o Governo Federal?

Questiona essa mídia quando ela omite fatos e notícias contra o PSDB?

Seria importante para a formação da sua opinião.

 

Abs,

Paulo

Seu voto: Nenhum
imagem de César Vidor
César Vidor

Resposta

À sua pergunta, Paulo, respondo: Sim, procuro saber a fonte e sempre que possível comprovar a origem. 

Para evitar cair na mída que "omite fatos" leio midiáticos de situação, oposição, centro e sem posição. Depois, junto tudo, vejo o que consigo confirmar e formo minha opinião. O que não consigo confirmar (como essa estória do email) eu descarto ou deixo em standby.

Postura mais rígida deveria ser adotada por este blog, que não só não revelou a fonte até aqui (embora tenha publicado como "verdade"), como não respondeu aos comentários. Na melhor das hipóteses, ignora o leitor.

Daí, questiono: Isso é ético e correto?

Seu voto: Nenhum
imagem de Francisco Lima Jr
Francisco Lima Jr

Email da diretoria da central Globo

Prezado Paulo,

 

Não se trata de respeitar a posição do César ou se ele tem a mesma posição com relação a notícias que atacam o governo. Eu votei em Dilma, acredito na presidenta e gostaria muito de saber se este tal email da Silvia Farias, diretoria da Cental Globo de Jornalsmo, ordenando que o nome de FHC seja omitido, realmente existe. Pela sua resposta, infelizmente, acredito que tal eamil nunca existiu.

Francisco Lima Jr

Seu voto: Nenhum
imagem de César Vidor
César Vidor

Vida Inteligente

Esse é o ponto Francisco. Um jornalista com alcance nacional não pode publicar uma acusação tão séria como "verdade" sem confirmar sua veracidade.

Seu voto: Nenhum
imagem de César Vidor
César Vidor

Vida Inteligente

Esse é o ponto Francisco. Um jornalista com alcance nacional não pode publicar uma acusação tão séria como "verdade" sem confirmar sua veracidade.

Seu voto: Nenhum
imagem de ivanilson brun
ivanilson brun

Omissão e desinformação sobre a greve dos servidores do Paraná

O Jornal Nacional nem se deu ao trabalho de saber o que realmente aconteceu sobre a tomada da Assembléia. Alguns segundos de notícias inverídicas para um fato que marcará de forma relevante a história do Paraná .

Seu voto: Nenhum

AS TERMÓPILAS DO GOVERNO

Quem deveria comandar a Batalha da Comunicação? Em meus sonhos (utopias) a Presidenta Dilma comanda. O que ela deveria dizer? Leia e opine no link abaixo:

http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR10.html

[email protected]

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Alexandre Moura
Alexandre Moura

Dilma

Esse PT é mesmo muito estranho. Quando a presidente Dilma acerta em alguma coisa, o que é muito difícil, o governo faz questão de aproveitar a mídia para realizar uma ampla divulgação. Quando a imprensa divulga as podridões do governo petista, todos os membroas desse abominável partido culpa a imprensa. Já passou da hora da imprensa reagir aos ataques petistas.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

Você cada vez cumpre menos a função de informar que cabe à mídia

 


Luis Nassif,


O seu blog está sendo muito frequentado. Fiz um comentário neste seu post “A estratégia de Dilma para a guerra da comunicação: "virem-se"” de domingo, 08/02/2015 às 14:09, e vejo aqui que com 98 comentários, o meu comentário enviado para você no domingo, 08/02/2015 às 16:13, já está no meio da segunda página.


Voltei a esse post porque lembrei em fazer uma comparação entre o que você diz neste post “A estratégia de Dilma para a guerra da comunicação: "virem-se"” e o que diz no post “O desastre do estrategista de comunicação do Planalto” de segunda-feira, 09/02/2015 às 08:33. No primeiro post verifica-se que a estratégia do governo da presidenta Dilma Rousseff para a guerra da comunicação é “virem-se”. O que você não informou foi de quem seria esta estratégia. Já no segundo post você afirma que a estrategista do governo da presidenta Dilma Rousseff é a própria Dilma Rousseff. Só que você terminou o segundo post “O desastre do estrategista de comunicação do Planalto” informando que todas as estratégias de comunicação do governo da presidenta Dilma Rousseff “não passam de palavras ao vento”, ou seja, o governo da presidenta Dilma não tem de fato uma estratégia de comunicação.


Na verdade você poderia dizer o que disse no segundo post já quando fez o primeiro post. Bem, você poderia dizer, para um bom entendedor, já está dito no primeiro post o que você disse no segundo post. De fato, eu tenho de concordar, ficou subentendido no primeiro post que a presidenta Dilma Rousseff não tem uma estratégia de comunicação para o seu segundo governo que possa ser considerada como tal.


Só que ai você cai na esparrela que eu venho acusando você nos seus posts quando se prende a um assunto particular. O de ficar repetitivo sem trazer nada de novo.


Eu também vou ficar repetitivo. Continuo achando que não há nada que a presidenta Dilma Rousseff possa fazer no curto prazo que resolva o problema da baixa popularidade dela acarretada pelos parcos resultados econômicos e influenciada pelo escândalo da Petrobras que veio na esteira do julgamento da Ação Penal 470. O Escândalo da Petrobras vai perdurar por uns dois anos e a recuperação econômica só se dará de forma a repercutir nos índices de popularidade da presidenta Dilma Rousseff a partir de 2016.


Não considero que a presidenta Dilma Rousseff não tenha a estratégia. Penso apenas que ela sabe que gastar dinheiro para divulgação do governo é estratégia equivocada. E reproduzo a seguir o que eu disse para você no meu comentário que agora está na segunda página deste post “A estratégia de Dilma para a guerra da comunicação: "virem-se"” para explicar o que você não disse sobre tudo que a presidenta Dilma Rousseff disse ao expor a estratégia dela para que os auxiliares delas “se virassem”. Transcrevo então a seguir o trecho do meu comentário que no original está em itálico para indicar que corresponderia à parte da fala da presidenta Dilma Rousseff para os seus auxiliares expondo a estratégia de comunicação do governo dela e que você teria omitido. Disse ela então em complemento ao “virem-se” (A observar que coloquei entre colchetes trechos que eu não redigi no original, mas que seriam necessários para um melhor entendimento do que escrevi):


Na verdade o nosso problema é a economia, só quando a economia melhorar é que poderemos vencer a nossa guerra de comunicação. Dentro em breve, a Folha de S. Paulo vai mostrar uma pesquisa em que a minha popularidade vai cair e as perspectivas na economia vão piorar e as perspectivas de inflação mais alta em 2015 vão aumentar. Isso ocorria no governo de Fernando Henrique Cardoso. Cada vez que havia uma crise lá fora, a popularidade dele caia, as perspectivas da economia encolhiam e as perspectivas da inflação futura mais alta cresciam. Como as crises no exterior, com o dólar funcionando em sistema de banda, apenas reduziam a liquidez da economia, além de forçar o Banco Central a aumentar os juros, a inflação ficava cada vez menor e o desemprego chegava a crescer. Com inflação quase chegando em zero em 1998 e o desemprego aumentando, Fernando Henrique Cardoso foi eleito no primeiro turno. Então só quando eu resolver o problema da economia e o Brasil voltar a crescer, eu voltarei a ter bons índices de popularidade. Não vou trabalhar muito no combate à inflação porque penso que a inflação está em um patamar que seria melhor para o Brasil, dentro do limite de só atingir a minha popularidade na margem, e que se ressalte que eu não vou fazer como Fernando Henrique Cardoso que, sabendo que a população é egoísta e prefere menos inflação com mais desemprego do que o contrário, [aumentou os juros ao máximo para combater a inflação]. Vejam o exemplo de Barack Obama que pegou a economia americana em bagaços, conseguiu recuperar a economia e fez grandes avanços como o plano de saúde e ainda assim viu o Partido Democrático ser derrotado nas duas casas, por um partido cada vez mais conservador. Então é isso, quem ficar do meu lado não vai ver bonanças nos próximos dois anos."


E para quem interessar em fazer a comparação mais completa, o endereço do post “O desastre do estrategista de comunicação do Planalto” é:


http://jornalggn.com.br/noticia/o-desastre-do-estrategista-de-comunicacao-do-planalto


E ressalto que os seus posts além de repetitivos estão se concentrando em matérias sem relevância, mas que chamam muita atenção. E o que é pior, em meu entendimento, eles levam a uma compreensão da realidade político econômica totalmente equivocada. E ai há que se lembrar do livro de Antoine de Saint Exupery “O pequeno príncipe” e a famosa frase dele “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. Apesar de repetitivos por se tratar de matéria sem importância você não se esmera em trazer a informação fidedigna ou a informação esclarecedora. E assim nasce toda espécie de comentários. Da sua birra com o ministro da Justiça, você constrói posts sem consistência clamando por medidas que não estão na alçada do ministro da Justiça. As vezes não diz claramente o que o ministro da Justiça deveria fazer, mas o acusa pelo comportamento da Polícia Federal naquilo que até prova em contrário ela estaria cumprindo ordens do Poder Judiciário. É o que se pode ver, por exemplo, junto ao post “Em ação, a República da Polícia Federal” de sexta-feira, 06/02/2015 às 13:28, e de sua autoria e que pode ser visto no seguinte endereço:


http://jornalggn.com.br/noticia/em-acao-a-republica-da-policia-federal


Dai que não é estranho que surja um comentário como o de Marcosomag, enviado terça-feira, 10/02/2015 às 01:10, lá para o post “O desastre do estrategista de comunicação do Planalto”, em que ele, mais parecendo alguém da esquerda diz:


No momento no qual ela mais precisa de um Ministro da Justiça (para tirar o "TucanoMoro" da Lava-Jato, disciplinar o "comitê tucano da PF" e acabar com as arbitrariedades nas prisões dos acusados) e de um chefe da SECOM que cuide da imagem da Presidente (coisa que um site independente como o "Dilma Bolada" faz muito melhor que a SECOM, com toda a sua estrutura), ambos os cargos estão vagos!


Idéias assim totalmente desvinculada do Estado Democrático de Direito, eu não me importaria se fossem ditas pela direita truculenta e rude, pois não creio que a direita tenha força para colocar em prática qualquer desiderato que ela tenha contrário ao Estado Democrático de Direito. Uma idéia assim dita por pessoa que aparenta ser da esquerda (A menos que seja alguém de direita se passando por esquerda) também não atinge o Estado Democrático de Direito mas deixa a quem é de esquerda com a percepção que há do lado da esquerda muita gente com má formação política que não ajuda na construção de um país mais justo. E em parte a culpa disso é de blogueiros de esquerda que podendo fazer parte da instrução de pessoas que primam pelo desconhecimento da realidade política, se omitem ou difundem idéias que não diferem muito da do comentarista mencionado.


Clever Mendes de Oliveira


BH, 10/02/2015

Seu voto: Nenhum

Extraído da caixa de

Extraído da caixa de comentários de um site que comentava a situação de Dilma:

A: Um exemplo da forma como o senado se comunica: Revista Em Discussão! (http://www12.senado.gov.br/jornal/revista-em-discussao). Desconheço algo do nível dessa revista da parte do poder executivo. Se alguém conhecer, responda-me, por favor, com o link!

B: O senado, as duras penas, mantém um quadro de mais de dois mil servidores CONCURSADOS , a elite do serviço público brasileiro. O Planalto mantém na boquinha uma quantidade enorme de apadrinhados políticos, SEM CONCURSO, que só querem a remuneração dos seus DAS no fim do mês.
Dá pra perceber a diferença?

A: Certamente.

Seu voto: Nenhum

_levemente_

elite?

"Elite" e "serviço público" não devem ser usados na mesma frase.

Seu voto: Nenhum
imagem de Teo De Oliveira
Teo De Oliveira

(Sem título)

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Tanca
Tanca

Do sempre muito bom Tijolaço

Uma das melhores leituras de economia é a do blog do professor Fernando Nogueira da Costa, da Unicamp, que nunca a enxerga separada da política e da história das sociedades.

Hoje, Fernando produz um relato tragicômico do que parece estar acontecendo em nosso País.

Troque o Egito pelo Brasil e a divindade pela adoração ao Deus Mercado, que se converteu em um monoteísmo a quem todos, em nome do bom-senso, temos de cultuar e a história das pragas que se estão a abater em nosso país – ou nos jornais de nosso país – em ruínas.

Como se sabe, nossas classes dirigentes e altos hierarcas vivem uma situação desesperadora.

Afora o derrièrre da atriz Paola Oliveira, parece que nada de bom surge nunca na mídia.

O Deus Mercado assim o exige.

Com uma pequena diferença em relação ao outro, que faz das trevas o esplendor.

Este deus, o Mercado, é bom em fazer o contrário: transforma em treva tudo o que fulgia.

As pragas de um  deus vingativo

Fernando Nogueira da Costa

Pior que está não pode ficar… Este autoengano é comum em momentos de infelicidade. Quando o “tornar-se presente” é um ato triste, o ser humano lembra das coisas boas que já ocorreram no passado — “ele era feliz e não sabia” — e busca esperança de que outras poderão ocorrer no futuro. Ou então verifica que também aconteceram coisas boas em 2014, por exemplo, o desempenho no mercado de trabalho (4,8% foi a menor taxa de desemprego média anual desde o início da série em 2003) — que pode piorar…

Outra fuga mística é ver que pior aconteceu com o Egito Antigo, quando uma doutrina religiosa que defendia a existência de uma única divindade quis impor o culto ou a adoração de um único deus: o seu.

As 10 Pragas que um deus vingativo lançou sobre o Egito tiveram por fim levar Faraó a reconhecer e a confessar que o deus dos hebreus era supremo, estando o seu poder acima da nação mais poderosa que era então o Egito, cujos habitantes deveriam ser punidos por sua grosseira idolatria a outros deuses. Coitados, eram inocentes úteis nessa disputa de poder… :)

1) Água em sangue – A primeira praga, a transformação do Nilo e de todas as águas do Egito em sangue, causou desonra ao deus-Nilo, Hápi. A morte dos peixes no Nilo foi também um golpe contra a religião do Egito, pois certas espécies de peixes eram realmente veneradas e até mesmo mumificadas.

2) Rãs – A rã, tida como símbolo da fertilidade e do conceito egípcio da ressurreição, era considerada sagrada para a deusa-rã, Heqt. Assim, a praga das rãs trouxe desonra a esta deusa.

3) Piolhos – A terceira praga resultou em os sacerdotes-magos reconhecerem a derrota, quando se viram incapazes de transformar o pó em borrachudos, por meio de suas artes secretas. Atribuía-se ao deus Tot a invenção da magia ou das artes secretas, mas nem mesmo este deus pôde ajudar os sacerdotes-magos a imitar a terceira praga.

4) Moscas – A linha de demarcação entre os egípcios e os adoradores do deus de uma religião teocêntrica veio a ficar nitidamente traçada da quarta praga em diante. Enquanto enxames de moscões invadiam os lares dos egípcios, os israelitas na terra de Gósen não foram atingidos pela praga. Deus algum de outras religiões pôde impedí-la, nem mesmo Ptah, “criador do universo”, ou Tot, senhor da magia.

5) Peste sobre bois e vacas – A praga seguinte, a pestilência no gado, humilhou deidades tais como: Seráfis (Ápis) – deus sagrado de Mênfis do gado, a deusa-vaca, Hator e a deusa-céu, Nut, imaginada como uma vaca, com as estrelas afixadas na sua barriga. Todo gado do Egito morreu, mas nenhum morreu de Israel.

6) Feridas sobre os egípcios – Deus nesta praga zombou a deusa e rainha do céu do Egito, Neite. Moisés jogou o pó para o céu que deu um tumor ulceroso na pele do povo que doeu demais. Os magos também pegaram a doença e não puderam adorar a sua deusa e rainha religiosa. Israel novamente foi poupado dessa praga.

7) Chuva de pedras – A forte saraivada envergonhou os deuses considerados como tendo controle sobre os elementos naturais; por exemplo, Íris – deus da água e Osiris – deus de fogo.

8) Gafanhotos – A praga dos gafanhotos significava uma derrota dos deuses que, segundo se pensava, garantiam abundante colheita. Deus encheu o ar de gafanhotos. Os deuses egípcios (Xu – deus do ar e Sebeque – deus-inseto) não puderam fazer nada para não deixar acontecer.

9) Escuridão total – Com esta praga Deus derrubou o deus principal do Egito, Rá, o deus-sol. A palavra Faraó significa sol, ele era um deus. Egito ficou nas trevas (sem ver nadinha) durante 3 dias, mas Israel ficou na luz.

10) Morte de todos os primogênitos – inclusive entre os animais dos egípcios – A morte dos primogênitos resultou na maior humilhação para os deuses e as deusas egípcios. Os governantes do Egito realmente chamavam a si mesmos de deuses, filhos de Rá ou Amom-Rá.

‘Tá vendo? Por aqui, por ora, só falta água e luz…

P.S. do Tijolaço: …e sacerdotes

Seu voto: Nenhum
imagem de Laure
Laure

E depois vem o Hipócrita

E depois vem o Hipócrita Bonner dizer que a Globo é "independente" e "isenta"... O email mostrado no blog, de autoria da diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, dizendo, "não vamos deixar ir ao ar nenhuma notícia com citação ao Fernando Henrique” sobre os crimes da Lava-Jato, é uma revelação cabal de associação criminosa entre a Globo e o PSDB. Eles protegem e blindam seus aliados e concentram toda artilharia nos malfeitos, reais ou imaginários, do PT. Realmente a Globo não faz jornalismo, ela engana o povo, sendo na verdade um partido político de oposição. Não vale a pena gastar meu tempo para dar audiência a essa emissora, quero mais é que eles sifu....

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Beni
Beni

what ???

"Os vícios do modelo político brasileiro afetam todos os partidos. Mais ainda o governo FHC"

 

Mais ainda no governo FHC ????? Com o mensalão do PT e o petrolão, a campanha escandalosamente mentirosa da Dilma e corruptos saindo pelo ladrão, o problema maior foi na época FHC ?

 

Essa realmente o Nassif forçou. Está sendo pago pelo PT ?

Seu voto: Nenhum (21 votos)
imagem de helcio dias de sa
helcio dias de sa

what!?!

Os vicios,o escoderijo das noticias,a compar de base aliada,o mensalao,a dispensa em pelno ano elitoral,1988,da dispensa de liçitaçoes para as compras da Petrobras,nascendo assim o clube das empreiteiras, um aplataforma de pétroleo,a maior do planeta,foi naufragada,tudo isso foi sacramentado pelo governo FHC. Pena que os 'jovens' em 15 segundos de Plim Plim da globo esqueçem o que foi o brasil e o FHC há 15 anos.O sociologo cabeça de bagre foi o responsavel por espalhar tantas sementes e ervas daninhas  nesse salvelindo.O cartel midiatico agia como a Poliana no tempo dele,insistindo numabajulaçao mas existia muita denuncias nas entrelinhas,basta vasculhar a imprensa da epoca.O odio ao Pt orquestrado pelo cartel midiatico vai tornando esse Salvelindo respiravel,visivel,viavel,transparente. Pena que a revelaçao do 'como funciona"  ainda não foi percebido nitidamente por parte da populaçao que são os torcedores de partidos. Os psdb's da vida,transvestido de pureza pura.O cara morre de sede mas não lubrifica o cerebro.

Seu voto: Nenhum
imagem de Alex Martins
Alex Martins

Vc não sabe desses

Vc não sabe desses fatos,porque a Globo nunca os publicou... tadinho

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Prof. Marcos
Prof. Marcos

Adianta?

O que adianta dizer que o FHC é menos corrupto? Além disso, quem conta a história é quem tem o poder de contar. Se os grandes meios de comunicação estão de um lado só, você acha que surgiria algum escândalo por parte deles? Estude história. Vou te dar uma ajudinha: comece por Carlos Lacerda e vá se aprofundando até chegar na Globo e no PSDB. Pronto, faça-se a luz!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de jose martins cabral
jose martins cabral

O Golpe

O Golpe contra o povo brasileiro, está sendo articulado pelos grupos de mídia juntamente com PSDB(FHC), para acabar com a distribuição de renda e a concentração do capital. O golpe é contra a educação, a saúde, o crédito e todas as conquistas que o povo alcançou neste últimos 12 anos.

Seu voto: Nenhum (18 votos)
imagem de Francisco1789
Francisco1789

Eu, se fosse a direita, dava

Eu, se fosse a direita, dava o golpe. Está simples, está fácil e não terá reação, pois "todo mundo é ladrão".

 

A hora é essa, ou corre o risco de Dilma arrumar algum Mnistro que seja inteligente.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de alex krigo
alex krigo

Nassif , PHA e Mino Carta ,comprem o Estadão

3.     O Estadão está há tempos à venda.


Podiam juntar-se Nassif , PHA e Mino Carta e comprar o Estadão .Teríamos um jornalão livre da midia tradicional e golpista .Isso não seria possivel ?

Seu voto: Nenhum (12 votos)
imagem de Jana
Jana

Sonho

Sonho abrir o jornal e ler uma notícia verdadeira, com comentários inteligentes, e que não seja manobra política de golpistas tentando ganhar a eleição no braço e sobretudo que não seja alienante.

 

Seu voto: Nenhum

Comprar "moeda podre"

Para ler Nassif, PHA e Mino, por exemplo, não precisa comprar uma empresa falida para depois enterrar dinheiro bom.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Tanca
Tanca

kkkkkkkkkkkkkkkkk

Na boa

Acreditar que esses jornalistas se uniriam por uma causa?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Jeferson Santos
Jeferson Santos

o partido da calça-frouxice

Caros
Embora queiramos muito, temo que infelizmente o governo nada em relação a reagir de forma contundente a essa preparação cuidadosa para o golpe final patrocinado pela mídia PIG e a "oposição". A propagação do antipetismo continua sendo feita sem maiortes problemas, sob as bênçãos de todos os grupos que também têm total interesse nessa saída forçada da Presidente a fim de que Michel Temer assuma o Planalto.
Desde que Lula conseguiu o segundo mandato, já com todas as acusações do mensalão, que temos vistos a demonstração inequívoca de covardia e leniência do PT frente às acusações que lhe são imputadas. Nenhuma palavra na TV, nenhuma frase escrita em qualquer jronal, nada. O partido aceita calado todos os ataques, admoestações, humilhações e acusações. Qualquer pessoa com sangue nas veias seria capaz de retrucar com veemência qualquer tipo de ação que leve a um constrangimento desse nível. Entretanto, o Partido dos Trabalhadores age como aquela criança que fica caladinha quando apanha do coleguinha mais alto e mais parrudo a fim de não levar mais pancadas, o que nos faz concluir que todas essas acusações são verídicas e que ninguém dentro do partido tem o mínimo de moral de contestá-las.
Chega a ser irônico que o partido que outrora afirmou que "a esperança veceu o medo" hoje nos dê tantas provas de que uma calça-frouxice tão descarada. E é certo que, se algum petista ou governista ler esse texto, dirá com extrema "raiva" que "nós não faremos o jogo deles, eles são sujos, cretinos, etc.", quando defender-se das acusações usando das prerrogativas legais é mais que obrigação de uma presidente que se elegeu com 54 milhões de votos, numa das mais acirradas disputas da história republicana do Brasil. Essa multidão de eleitores não merece ver seu voto sendo desqualificado pela pusilanimidade de pessoas que não são capazes de simplesmente afirmar que estão sendo espancadas por interesses espúrios ávidos pela tomada de setores estratégicos como a Petrobrás, que tem aumentado ano após ano o patrimônio interno da empresa (sem levar em conta o pré-sal, que deveria ser usado como plano B e deixar que somente os bons e velhos barris dessem cada vez mais dinheiro à empresa, mas isso é papo para outro post...).
Por fim, o que se espera é que o Planalto um dia deixe esse jeito PT de ser, que é essa indiscutível falta de coragem uterina/testicular de lutar contra essa manobra política feita às claras por grupos que não estão medindo esforços para ocupar um lugar que até estariam ocupando se a maioria dos eleitores tivesse dito "sim" a Aécio Neves ou à Marina Silva (isso mesmo, não se deve esquecer a ex-petista, que por pouco não disputou a Presidência com Dilma). Ou será que o objetivo é o clima em Brasília ficar cada vez pior para que Dilma escreva uma carta e depois pegue uma Glock e atire contra sua própria cabeça? É melhor que ela nem sonhe com isso porque não tem mesmo a bombacha que Getúlio usava (se é que um dia ele usou), muito menos nasceu no mesmo estado que ele (embora tenha construído sua carreria política por lá). Que Dilma seja mulher o suficiente ou para assumir todo esse golpismo ou para evitá-lo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Maria  Silva
Maria Silva

Um deserto ...

 

Hoje vi um trecho do Bom Dia Brasil, de passagem, tomando um cafezinho na padaria. Aquele troço lá ligado, no meio da padaria,  só batendo no governo. A noticia era sobre os aumentos nas tarifas. Uma coisa que acontece todo ano. É esperado. Mas tudo parecia  que o país estava a beira do colapso. O condominio em Belo Horizonte aumentou 1,4%. isso mesmo. 1,4%. isso foi transformado em  tragedia. A materia demourou cerca de 5 minutos. E depois vieram as noticias da lava jato e a pesquisa da data folha. Pronto. O recado estava dado. É assim 24 horas por dia. Confesso que fiquei com aquela sensação de derrota, de desolação frente ao poder  que essa maquina midiatica tem de destruir,  enganar e manipular. Sem tréguas. Eu também estou desanimada. A capa da Veja é sobre o aniversario de 35 anos do PT. Até um evento comemorativo, a Veja cria um motivo pra bater. O governo não reage. Parece que ja nasceu morto.  

Seu voto: Nenhum (2 votos)

1-Quando Esparta invadiu a

1-Quando Esparta invadiu a Ática pela primeira vez em 431aC, para evitar crises políticas internas Péricles "não levou em consideração os difamadores" e "calou a boca da cidade com firmeza" Tucídides

2- OS EUA querem iniciar uma guerra mundial por causa da Ucrânia. Dilma Rousseff não deve calar a boca da mídia pautada pela destrutiva quadrilha PSDB, Aécio NEves e FHC?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Paulor
Paulor

Artigo

Desculpem-me, mas a matéria agora me parece a mesma coisa que denuncia. Então todos, absolutamente todos defendem o PSDB e atacam o PT, que é, sempre, inocente, vitima de armações, bla bla bla?

Manipulação de mídia ocorre por todos os lados, inclusive aqui e são todas odiáveis.

Agora contra fatos não há argumentos. Foi a vossa presidenta que colocou a cara na TV, mentiu para todos mundo com a maior cara deslavada e 45 dias depois fez justamente o inverso do prometido? Onde está este Brasil sólido, estável, com educacão, seguro, infação baixa, etc?

Alegar que "o outro também roubou" não justifica nada! Estando ela e o PT no poder, tem a OBRIGAÇÃO de controlar e punir; mas por outro lado, com ações e decisões obscuras por todos os lados, principalmente na PETR, vem dizer que sempre lutou contra a corrupção? Alguém acredita mesmo que todas as delações, provas, juízes etc estão MENTINDO?

Acordem! Parem de se abraçar em partidos, sejam lá quais forem, e vão a luta pelo Brasil, mesmo que doa na própria carne, por que esta é CORRPUPTA sim.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Tanca
Tanca

Todos prometeram, nada

Todos prometeram, nada fizeram ou fizeram pouco

Sabe os investimentos em educação da última dédada?

E alguns pensam que a disputa é entre PTe PSDB 

Abram os olhos que as multinacionais da construção estão chegando para a Petrobras

Estão satisfeitos com as multinacionais da telefonia?

Estão satisfeitos com as escolas particulares?

Então por que reclamam diariamente dos preços cobrados aos seus filhos?

A gestão privada é melhor?

Então viva à Sabesp

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Tanca
Tanca

Raul Seixas sabia das coisas

Está em qualquer profecia
Dos sábios que viram o futuro,
Dos loucos que escrevem no muro.
Das teias do sonho remoto
Estouro, explosão, maremoto.
A chama da guerra acesa,
A fome sentada na mesa.
...

Um gosto azedo na boca,
A moça que sonha, a louca.
O homem que quer mas se esquece,
O mundo dá ou do desce.
Está em qualquer profecia
Que o mundo se acaba um dia.
Sem fogo, sem sangue, sem ás
O mundo dos nossos ancestrais.
Acaba sem guerra mortais
Sem glorias de Mártir ferido
Sem um estrondo, mas com um gemido.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Cintra Beutler
Cintra Beutler

Ao menos Dilma tomou iniciativa

De qualquer forma a Dilma tomou a dianteira em identificar o inimido e regir contra ele.

Queria fazer nota para o título da matéria do Estadão:

De repente, Geraldo Alckmin se transforma em "Governo de SP" - Porque é do PSDB.

E, também de repente, a Prefeitura de SP se transforma em "Haddad" - Porque é do PT.

Assim, formas de tratamento diferentes para entidades semelhantes. Pergunto-me porque cargas d'água numa esfera faz-se referência somente à entidade "Governo" e, na outra o governante é citado nominalmente?

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Assim Falou Golbery
Assim Falou Golbery

[    Os vícios do modelo

[    Os vícios do modelo político brasileiro afetam todos os partidos.  ]    Nem me venha com essa. Os partidos são reflexo puamtne da sociedade. Uma vez que todos os seterores sociais, com rara exceções, são  compostos e regidos pelos princípio mais imorais e corrupto , os partidos não tem espo se não for repetir e até amplar o nível de corrupção reinante

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de alcarpinteiro
alcarpinteiro

Desde as últimas eleições, o

Desde as últimas eleições, o rufar dos tambores de guerra da oposição aumentou de frequência e de intensidade. A oposição partidária trabalha para manter mobilizada a massa de eleitores que conseguiu. A oposição midiática, que apostou alto na oposição partidária e perdeu, trabalha pela sobrevivência. 

A mídia impressa produz carruagens no tempo dos automóveis. A rede globo ainda pode escapar, mas não do tamanho e com o poder atuais. Juntas, pressionam o governo. Alguns querem mais tempo de vida. Outros querem encontrar uma saída. O governo não tem se curvado. Por isso apanha cada vez mais. 

A confusão política que atinge o pais é a combinação de diversos fatores, amplificados pela mídia. Há um descompasso da economia. Isto abate o humor de todos. Há uma operação de investigação contra a petrobras, conduzida por um juiz messiânico e por delegados partidários. Há um congresso mais conservador, disposto a obter mais concessões do governo. Tudo isso é munição farta e de primeira qualidade para a mídia manipular em transformar em petardos para pressionar o governo. Não que motivos fortes fossem necessários - antes,  ela já escandalizou tapioca - mas facilita.

A quebra de ritmo da economia não foi causada pelo governo e ele nada pode fazer. A economia externa não tem data para se recuperar e a economia interna depende do aumento da renda interna para continuar crescendo. A renda interna aumenta com a diminuição do desemprego, que não acontecerá, pois já chegou ao mínimo, e com a elevação da remuneração. Isto depende do aumento de produtividade, e não ocorre tão rapidamente. Porém, se a situação não vai melhorar como antes, também não tende a piorar. A menos que a desestabilização do governo paralize o país. 

O caso da petrobras é bizarro. A companhia sempre foi assaltada por esquemas internos e externos, mas não era de conhecimento do grande público. A companhia era vista como um colosso e exemplo. Agora que os escândalos são investigados e tendem a diminuir, dizem que a empresa está mal. 

Congresso com fisiologismo aguçado é reincidente no Brasil. O fisiologismo é como verminose, deve conviver com o hospedeiro. Do contrário, todos perdem. Um equilíbrio será encontrado em breve. Se o pais ficar paralizado por falta de acordo, o prejuízo será maior.

Enfim, nada de novo e nada que preocupe demais, não fosse a forte campanha midiática. Por causa dela, a sociedade pensa que o pais parou, que a inflação está descontrolada, que o desemprego está galopante, que a petrobras está falida, que a corrupção foi inventada pelo PT, que sua criminalização vai resolver  este problema definitivamente e que o juiz Moro é um heroi de mesma estirpe que o bravo J. barbosa.

O que fazer? Duas são as alternativas.

Comprar a mídia. É isso que os governo pre-PT fizeram e o que muitos govenos estaduais fazem. Funciona. Segundo uma frase de FHC, interceptada em um grampo sobre o papel na mídia a favor da privatização: a mídia ajuda tanto que até exagera. No lugar de Dilma, eu pagaria. As vantagens são imediatas: encerraria a campanha contrária, o bom humor retornaria e não pagaríamos o preço tão caro causado pelos ataques atuais. Notem que isso não salvaria das garras da internet, apenas adiaria seu fim.

A outra alternativa é seguir nesta balada, mas com uma política de comunicação melhor. Aliás, qualquer coisa é melhor do que o nada que existe hoje. Desconsiderando a lei de meios, que não sairá - se saísse, não reduziria os ataques midiáticos - o governo tem em mãos duas ferramentas eficazes: uma é direcionar recursos de publicidade para longe das mãos da grande mídia. Porém há critérios técnicos no meio do caminho e o governo parece crer que isso é uma lei da natureza. Outra ferramenta é favorecer os blogs "sujos" com notícias de primeira mão. Ou seja, ao invés de dar entrevistas à FSP ou à globo, ministros, como Mercadante, vazariam para os blogs "sujos". A mídia só daria a notícia depois. Isto pode, Arnaldo? Não há lei que impeça, mas D. Dilma pode achar irrepublicano, sabe-se lá. Isso não atenuaria os ataques da mídia. Ao contrário, tenderiam a aumentar, mas carrearia público para os blogues "sujos" dando a eles maior chance de faturar com publicidade e colocaria aos novos leitores uma outra realidade, que não aquela construída pela grande mídia.

Seu voto: Nenhum

Globo e PSDB e a Liberdade de expressão

A liberdade de expressão da Globo com PSDB, censuraram um canal inteiro meu por causa que publiquei do Alckmin dizendo no debate que não ia faltar água http://geraldoalckminpsdb.blogspot.com.br/2015/01/globo-e-psdb-censuram-...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  o FHC “também não tem nada

 

o FHC “também não tem nada a ver com…”

Petrobras muda de nome para PetroBrax

Nova marca comercial melhoraria participação internacional; custos para refazer logotipo chegam a US$ 50 mi

(…)

FONTE, pasme(!): http://www1.folha.uol.com.br/f

por jornalistas CHICO SANTOS EISABEL CLEMENTE
DA SUCURSAL DO RIO

A matéria é acompanhada de uma fotografia cuja legenda é:

O presidente da Petrobras, Philippe Reischtul, em frente ao novo logotipo da empresa

… Essa próxima CPI da Petrobras promete!…

Que…
"Veeeenhhha!”

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  “Rameira, rameira,

 

“Rameira, rameira, rameira!
Rameira! Ponha-se daqui pra fora!”

Fernando Henrique Cardoso, em 1990, expulsando a *jornalista amante do gabinete!
Em ‘[FHC] O Príncipe da Privataria’
Best seller escrito por Palmério Dória

*Mirian Dutra “das organizações (sic) Globo soNEGAdoras das verdades – e dos impostos!
Em ‘[FHC] O Príncipe da Privataria’

VÍDEO: O DNA DE FHC!

https://www.youtube.com/watch?v=I3wNp0asU7o

EM TEMPO: o DEMoTucano FHC “também não é o pai de outro criança”!

ENTENDA

ITAMAR FRANCO revela a farsa de FHC sobre o plano Real

https://www.youtube.com/watch?v=uZjIoaWfU1I

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  *CORRUPÇÃO NA ERA FHC PAULO

 

*CORRUPÇÃO NA ERA FHC PAULO FRANCIS DENUNCIAVA ESQUEMA DA PETROBRAS – E FOI PROCESSADO IMPIEDOSAMENTE PELA [QUASE-]PETROBRAX DO FHC…..

No *vídeo, o próprio FHC promove uma, digamos, auto-delação!

Quem matou o jornalista Paulo Francis?!…

https://www.youtube.com/watch?v=Q_nuXnu9ftk

… Até “o professor” Marco Antonio Villa “detona” a [Quase]Petrobrax do DEMoTucano FHC!

Antigo esquema na Petrobrás ACABOU COM A VIDA do JORNALISTA PAULO FRANCIS – 17/11/14

https://www.youtube.com/watch?v=j3j7GpH2TVM

JORNALISTA RICARDO BOECHAT CRITICA OPORTUNISMO FHC PSDB SOBRE ROUBO A PETROBRAS

VÍDEO:

https://www.youtube.com/watch?v=XanhiUOnVvo

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  … Até tu Glória

 

… Até tu Glória Maria?!

Três explosões destroem plataforma P 36 da Petrobras na Bacia de Campos (2001) – nefasta e famigerada era DEMoTucana FHC

https://www.youtube.com/watch?v=PKV_zl9vpeo

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Pedro Penido dos Anjos
Pedro Penido dos Anjos

Bão, bom mesmo é choque de

Bão, bom mesmo é choque de gestão!

 

Bçao é verdade?

Seu voto: Nenhum
imagem de carmen  regina
carmen regina

Ta certa ela. Ministros são

Ta certa ela. Ministros são para isso mesmo. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Antonio A. B. Neto
Antonio A. B. Neto

A campanha pelo impedimento

A campanha pelo impedimento da presidente Dilma está disseminada pela INTERNET, parte dos evangélicos são bastante atuantes nesse processo, a coisa está muito complicada, a esquerda não vai fazer nada, vai ficar de braços cruzados?

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de marcio gaúcho
marcio gaúcho

GLOBO É EMPRESA PRIVADA...

logo, publica o que bem quiser. Mas, o que é que custa ao governo diminuir as verbas publicitárias para a mídia desafeta, que não informa corretamente o povo? Está bem na hora da Globo e demais empresas jornalísticas se virarem sozinhas no mercado privado e deixarem de mamar nas generosas tetas do estado.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

É empresa privada, mas é

É empresa privada, mas é concessionária de serviço público. Pelas normas do Direito Administrativo, seus funcionários são agentes públicos e como tal podem ser responsabilizados por seus atos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de JANDIR
JANDIR

TRAVAR A GUERRA DA COMUNICAÇÃO - DILMA

PUBLICADO NO http://redecastorphoto.blogspot.com.br/ - PROPAGANDA é o braço executivo do governo invisível   PROPAGANDA é o braço executivo do governo invisível  Entreouvido na entrada da UPP da Vila Vudu: Essa notícia é importantíssima, no momento em que a presidenta nos mandou fazer “a guerra da comunicação”. Foi mais ou menos como se a presidenta Dilma nos entregasse a cada um estilingue capenga e nos mandasse, só com nossos estilingues capengas,  dinamitar sozinhos a ilha de Manhattan. Em 1938, o poeta já sabia que não é missão viável! Hoje, comunicólogos e mestres e professô-dotôres uspeanos por aí às dúzias só fazem repetir e ensinar, que, sim, não só é possível, como é facílimo, qqer adolescente burguês semialfabetizado e totalmente analfabetizado por ‘jornalistas’ e ‘jornalismos’ da imprensa-empresa liberal de fascistização que é a única que o Brasil conhece é perfeitamente capaz de fazer “a guerra da comunicação”. Na sequência, então, a presidenta vai lá e diz: “façam a guerra da comunicação”. Como se fosse fácil! A herança mais terrível da dependência e da colonização é essa nossa ignorância brasileira de segundo-grau: nós não sabemos que não sabemos muitas coisas, macaqueamos uma que outra ideia mal enjambrada e, pronto, “já sabemos”. Mas não sabemos. E como não sabemos que não sabemos, não encontramos sequer um ponto qualquer por onde começar a aprender o que não sabemos que não sabemos. Então, anotem aí e avisem lá nossa presidenta Dilma– A gente não sabe fazer porra de “guerra de comunicação” porra nenhuma. Não sabemos. “Guerra da comunicação”, no contexto em que vivemos no Brasil-2015, é dar combate DISCURSIVO contra o braço executivo do governo invisível da grana-universal que em tudo manda. Ninguém aqui entende, sequer, a definição da coisa... Imagina se sabemos FAZER!   Assim sendo, temos de (1) INVENTAR e de (2) aprender a fazer PROPAGANDA POLÍTICA DE DEMOCRATIZAÇÃO. Será o meio pelo qual poderemos vir a ter  ferramentas executivas eficientes para dar vozes e discursos ao NOSSO GOVERNO POPULAR DEMOCRÁTICO E DE DEMOCRATIZAÇÃO. Enquanto isso não existir, a única voz que se ouvirá no Brasil será a dos “jornalistas” [só rindo] acabrestados e/ou fascistas sinceros, do grupo GAFE (Globo-Abril-FSP-Estadão) e de dúzia e meia de “especialistas” acanalhados feito um tal de “Prof. Villa” que fala toooooodos os dias pela TV Cultura-SP. Saber que não se sabe porra nenhuma da tal “guerra da comunicação” é o primeiro passo, indispensável, pra poder começar a tentar aprender. Bom também avisar os petistas: – Fazer jornalismo liberal de denuncismo metido a “ético” e xororô e se-lamentação NÃO É FAZER A GUERRA DE COMUNICAÇÃO. 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Propaganda não é propaganda

Propaganda em inglês é "advertising". "Propaganda" quer dizer proselitismo: a "propaganda" nazista, por exemplo...

É melhor a Dilma não se meter nisso mesmo. Deixa pro PSDB, que faz mais propaganda do que obra. O depto. de Marketing é maior do que o chão de fábrica!

Seu voto: Nenhum
imagem de Allex
Allex

Eu sou profeta:   Antes do

Eu sou profeta:

 

Antes do fim do ano, a Dilma vai adoecer. Será uma doença misteriosa. A imprensa, muito profissional e obviamente, tratará do tema "ad nauseam". Vai ter especial no Fantástico especulando sobre as causas, os sintomas e os riscos. A Ana Maria Braga e/ou a Bernardes entrevistarão médicos, nutricionistas, psi, gurus etc. A linda Sandra Annemberg expressará uma sincera tristeza. Aquela bonitinha que pensa que é do bem mas é do mal, a Sheeeeeerazaaaade, vai descer a lenha. O Diogo Mainardi, já devidamente informado pelos infiltrados no Planalto, vai dar uma festa nababesca em Veneza. E os economistas, claro, recomendarão as ações da Petrobrás. Depois de algumas semanas de muitas dúvidas e preocupação nacional, a ainda presidenta, em visível convalescença, fará um pronunciamento apaixonado e passará a faixa ao seu (nosso) vice, o mordomo, devido a fatal orientação médica indeclinável. Imediamente ela viajará para o exterior, onde permanecerá um bom tempo. Tempo suficiente para escrever suas memórias, com a ajuda de algum biógrafo, talvez o Ruy Costa ou o Fernando Morais. O livro fará revelações pungentes sobre a sua infãncia e sobre a sua luta contra a ditadura militar, mas não explicará coisa alguma acerca da renúncia, que seguirá um mistério mitológico para as futuras gerações. Devido a uma  cláusula contratual, a biografia só sera publicada daqui a dez anos. O sucesso de vendas vai colocá-lo em primeiro na lista de não ficção (!?) de Veja e a GloboFilmes vai produzir um filme que será inscrito para o oscar de estrangeiro, mas será desclassificado precocemente, dando lugar a um argentino ou um iraniano muito melhores. O que não importará tanto, já que terá picos de audiência ao ser mutililado e transformado em série para depois da novela das nove. Ah, ia me esquecendo. A ex presidenta, já idosa, mas muito lúcida e sábia, cobrará duzentos por palestra.    

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.