Revista GGN

Assine

A estratégia vitoriosa do Brasil no porto Mariel

Jornal GGN - A reaproximação entre os governos de Cuba e dos Estados Unidos, após mais de 50 anos de isolamento imposto ao país hoje administrado por Raúl Castro, despertou na grande mídia brasileira um novo entendimento sobre o porto de Mariel.

Principalmente durante a eleição presidencial, a mídia tradicional deu espaço de destaque a críticas contundentes ao governo do PT no plano federal, graças aos investimentos do BNDES no porto construído com ajuda da Odebretch.

Jornais surfaram no discurso da oposição ao governo Dilma Rousseff (PT), que sustenta que o Brasil não deveria investir um centavo sequer em um equipamento instalado em Cuba.

Agora, com a possibilidade do embargo econômico à ilha ser revertido ou pelo menos afrouxado pelo Congresso estadunidense, a imprensa tupiniquim se apressa em mostrar que o Brasil encampou uma estratégia vitoriosa no porto de Mariel.

No caso, a Folha de S. Paulo saiu na frente ao cravar que o financiamento dessa obra foi um "golaço". Na pressa, o periódico esqueceu de indicar o sujeito da jogada.

 

O porto de Mariel foi um negócio acertado em 2009, durante o governo Lula (PT), e parcialmente inaugurado por Dilma este ano. A presidente reeleita sempre defendeu o financiamento do BNDES à obra, principalmente porque ficou acertado que parte dos itens necessários à construção do porto seriam comprados no Brasil. Ou seja, mesmo durante a obra, dinheiro estava entrando em nosso mercado.

À parte isso, a Folha destaca que foi sábio o governo brasileiro projetar o potencial do porto e enxergar que deveria estar lá antes do embargo dos EUA cair. "Essa estratégia se provou acertada", diz o jornal.

O artigo da Folha estava, na tarde desta quarta-feira (17), em destaque na home do portal:

A cobertura online em O Globo e no Estadão de S. Paulo seguiu fórmula semelhante a da Folha, mas sem antecipar que Mariel foi um bom negócio.

Os veículos publicaram o anúncio de Obama, relembraram os 50 anos de embargo econômico, falaram dos principais pontos dessa reaproximação diplomática entre as partes e creditaram ao Papa Francisco a negociação entre Cuba e Estados Unidos. 

Média: 4.6 (19 votos)
103 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Marcos Borges
Marcos Borges

Bom para o Brasil?

Não faz o menor sentido toda essa discussão.

Se o Brasil construiu um porto em um país, qualquer que seja, com dinheiro nosso e uma construtora envolvida em escândalos gigantescos, isso é péssimo e ponto final.
Não faz diferença se o porto é nos EUA, em Cuba ou no Paquistão. E faz menos diferença ainda se Cuba vai ou não mudar. E se vai ou não crescer, porque só construimos o porto, ele não é nosso...
O que é evidente é que, desta forma, o governo manda dinheiro para as construtoras e não vai ter judiciário brasileiro para investigar se houve fraude. E como é uma ditadura simpática ao Brasil, lá certamente não haverão investigações....
Em resumo, nada mudou: bom para o PT, bom para Cuba, e péssimo para o Brasil!
 

Seu voto: Nenhum
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

  E os coxinhas, obesos de

 

E os coxinhas, obesos de massa e esbeltos de recheio, como ficam? Acordaram retados da vida com o Obama, por este finalmente ter aderido ao bolivarianismo. 

Ainda a pouco, na abertura do Foro de São Paulo, Lula sugere contraponto ao chamado Consenso de Washington. Onde propõe : 'Um novo consenso das esquerdas". Segundo a nota, o ex-presidente ironiza a espionagem norte-americana: 'Tengo que hablar bajito'"...

Naquela oportunidade, Lula não imaginava que o Obama iria reatar com Cuba. Convém não se surpreender, se ao visitar Cuba, o Obama venha a tentar se inscrever para participar como membro do Foro de São Paulo.

Quanto ao playboyzinho do aecioporto, este coitado, perde mais um clichêzinho anti-comunista de merda, com o qual costumava ornava sua bolorenta retórica anti-comunista. Putada reaça! A guerra fria acabou!!! 

Orlando

Seu voto: Nenhum
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

  Os coxinhas obesos de massa

 

Os coxinhas obesos de massa e esbeltos de recheio, como ficam? Acordaram retados da vida com o Obama por este finalmente ter aderido ao bolivarianismo. 

Ainda a pouco, na abertura do Foro de São Paulo, Lula sugere contraponto ao chamado Consenso de Washington, onde propõe : 'Um novo consenso das esquerdas". Segundo a nota, o ex-presidente ironiza espionagem norte-americana: 'Tengo que hablar bajito'"...

Naquela oportunidade, Lula não imaginava que o Obama iria reatar com Cuba. Convém não se surpreender, se ao visitar Cuba, o Obama venha a tentar se inscrever para participar como membro do Foro de São Paulo.

Quanto ao playboyzinho do aecioporto, este coitado, perde mais um clichêzinho anti-comunista de merda, com o qual costuma ornava sua reacionária retórica anti-comunista. Putada reaça! A guerra fria acabou!!! 

Orlando

Seu voto: Nenhum
imagem de Leandro Santos
Leandro Santos

Informação privilegiada!

Informação privilegiada! Investigação já!!!

 

Seu voto: Nenhum

O fim da civilização Maia...

(Outro subtítulo: Falando sobre o óbvio)

O que tem o porto de Mariel e o início das relações entre os USA e Cuba com o fim da civilização Maia?

Tudo, as pessoas não compreendem que a estabilidade planetária depende exatamente da facilidade que países independentes dependem de um comércio livre e sem maiores impedimentos e restrições políticas entre países livres.

Um comércio livre significa que as crises de abastecimento em países causadas por efeitos naturais ou por problemas conjunturais internos é regulada e estabilizada por fluxos externos de comércio.

Na antiguidade tivemos o surgimento de grandes civilizações, os Maias, o império Khmer e outras. Estas civilizações, que apresentavam uma pujança sem equivalente na época tendo a capital do Khmer atingido uma população de Angkor atingido aproximadamente um milhão de habitantes quando Londres (a maior cidade do ocidente) possuía 30.000 habitantes. Com algumas falhas de safras causadas por elementos naturais estas civilizações simplesmente desapareceram. A razão disto é a falta de comércio externo que equilibrasse as demandas internas.

Qualquer abertura de comércio externo deve ser festejada, não um mero comércio dominado por um dos parceiros, mas comércio que dependa dos próprios países, pois simplesmente quanto maior a troca de bens planetária, mais as populações locais ficarão imunes a instabilidades locais.

Se analisarmos todas as grandes civilizações e impérios, veremos que a sua durabilidade dependeu da sua capacidade de comercializar, podem alguns dizer que os impérios utilizam para si os benefícios de assimetria nas trocas, o que é uma realidade, mas com o tempo se verifica que mesmo impérios centralizados e colonialistas vão perdendo o espaço no domínio de uma relação assimétrica nas trocas e as colônias com o tempo adquirem a posição de metrópole.

O que escrevi aqui é de uma obviedade cavalar, que pode ser lido em qualquer manual de economia ou mesmo em livros de história, porém como as obviedades cavalares não são de conhecimento de muitos que adoram embargos, divisões de mercados segundo ideologias e outras formas de separar os povos, sempre é útil repetir o óbvio.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de jgomes
jgomes

Se depender apenas dos

Se depender apenas dos cubanos, finalmente poderemos observar a construção de um paraíso… Viva Fidel, viva o povo cubano que souberam resistir… Cuba não precisara de esmolas, apenas de respeito e oportunidades…

Seu voto: Nenhum (5 votos)

A "República Bolivariana" Marca Golaço!!

Um dos assuntos mais navegados pela internet(e reverberado pela imprensa televisiva e escrita) como alvo de discórdia por parte da elite brasileira, que considera médico cubano como de segunda classe, foi "o absurdo" do Brasil "bancar" um porto em Cuba, o Porto de Mariel. Afinal, por que manter "comunistas", não é? Agora eu vejo essa manchete estampada em um dos jornais que mais incentivou essa bobagem e não me contenho..." Brasil Marcou um Golaço ao Financiar Mariel "! A imprensa faz o povo de bobo e o manipula a hora que quiser. Os adeptos do "bolivarianismo" e do "comunismo" estão órfãos sem o apoio dos que o induziram a essa falácia. Honestamente, aqueles que retransmitem tais factoides precisam se atualizar/informar antes de sair por aí atirando pedra em tudo que, aparentemente, não os beneficia, já que não conseguem ver um palmo a frente do próprio nariz, dadas a soberba e a ganância impeditivas. Há 50 anos a mesmíssima elite tresloucada sofre do mal da iminência da "perda do poder" (concretizado nesses últimos 12 anos), inventando mentiras tão clichês que beiram à imbecilidade e, em tempo recorde, se voltam para ridicularizá-la. Mas como a mente/memória do povo é curta, isso passa despercebido. Foi assim com a ameaça comunista/vermelha que serviu de desculpa para o Brasil passar 21 longos anos sob o domínio da ditadura militar, e agora é o "bolivarianismo", termo que virou moda por aqueles que sequer têm a curiosidade de pesquisar a etimologia da palavra, mas a usam como mote para deslegitimar o processo democrático e requerer nova intervenção das forças armadas. Tudo isso em nome do velho e já conhecido ciclo de assunção do poder, que a história bem conhece e que sempre é retomado (se não democraticamente, pela força) quando um grupo de esquerda o assume. Nosso Estado Democrático de Direito tolera tais insanidades porque está cada dia mais consolidado. E nossa alegria deve ser o fato de a democracia permitir que se deseje/requeira a tirania sem a perda de uma única gota de sangue...mas o contrário não possível, sem pelo menos uma morte. O Brasil sabia que o embargo americano não duraria para sempre. Estamos em outro nível e, portanto, não precisamos mais migalhar as sobras deixadas pelo pioneirismo ianque. A estratégia brasileira o pois na pole position da corrida econômica no Caribe. Isso porque a nação "está se tornando uma república bolivariana". Imaginem se fôssemos capitalistas...?  Logicamente, os Estados Unidos agora serão comunistas porque voltarão a se relacionar comercialmente com Cuba. 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/patriciacamposmello/2014/12/1563653-brasil-marcou-um-golaco-ao-financiar-mariel.shtml, acessado em 17/12/2014.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

agora a direita vai aprender

agora a direita vai aprender a dançar mambo e merengue.

e curitir compay segundo e o buena vista social club

vai ver o que é bom pro coração!.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Paulo Souza
Paulo Souza

Cuba como nos a conhecemos

Cuba como nos a conhecemos acabou. A menor abertura que seja vai inundar o pais de capital, tecnologia e liberdade econômica. O que esta acabando e o penúltimo bastião do Comunismo no mundo. Com a proximidade dos EUA a velha guarda vai cair de podre. Espero em menos de 10 anos Cuba repleta de empresas multinacionais de Informatica, biotecnologia, naval, automobilística etc. O tempo da miséria, da exportação de medicos escravos e do atraso vai ser lembrado como a era perdida. O que o pessoal da Esquerda esta comemorado? Cuba vai ser engolida pelos EUA, vai ser um novo Porto Rico. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

ESTRATEGIA VITORIOSA em que

ESTRATEGIA VITORIOSA em que sentido? O porto não é nosso e servirá ao comercio de Cuba com todos os paises. GANHAMOS O QUE com isso? A concessão do porto foi dada a uma firma de Cingapura. Teremos sorte em receber de volta o emprestimo.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Neste momento exato...

....me dá vontade de rir muito de quem acreditou nos candidatos do retrocesso...Desculpem, queridinhos, mas a realidade ensina!

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Eliane Na

Fosse tucano o governo o nome do presidente estaria na manchete

Fosse tucano o governo o nome do presidente estaria na manchete. Como se trata de PT, deram um jeito de censurar, isso me lembrou a época da guerra fria quando desafetos de Stalin eram retirados das fotografias. Virou doença....

Seu voto: Nenhum (9 votos)

 

...spin

 

 

Fosse tucano o governo o nome do presidente estaria na manchete

Fosse tucano o governo o nome do presidente estaria na manchete. Como se trata de PT, deram um jeito de censurar, isso me lembrou a época da guerra fria quando desafetos de Stalin eram retirados das fotografias. Virou doença....

Seu voto: Nenhum (8 votos)

 

...spin

 

 

A coisa mais engraçada dessa

A coisa mais engraçada dessa historia toda é que toda a esquerdolandia brincando de birrinha antiyankee com o Maduro ja se sentindo a reencarnaçao de um misto Chavez+Fidel  e Cuba de conversinha secreta com os Imperialistas mediadas por quem?

Brasil?

-Não

De algum pais sulamericano?

-Não tambem!

Os protagonistas da coisa toda foram:

Canada e Vaticano!

kkkkkkkkkkkkkkk

A Venezuela ensaindo um voo para ficar de mal dos EUA e sua Deusa Cubana de " caso " com o Tio San

O clubinho patetico bolivariano no melhor estilo corno , fica sabendo junto com o resto do mundo que os dois paises estavam se encontrando as escondidas...

Esses caras bolivarianos sao mesmo uns comédias...

Seu voto: Nenhum (23 votos)

leonidas

imagem de deroe
deroe

EUA > CUBA

Éh! Mas o Lula e Dilma sabiam de tudo...

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de nosde
nosde

.............................

......................................... Doeu né . . .

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de jgomes
jgomes

Nassif, o que mais amedronta

Nassif, o que mais amedronta os EUA é o potencial da Ilha e do seu povo. A ficha caiu pra eles (os americanos), e não dá mais pra tapar o sol com a peneira. A demanda reprimida juntamente com os níveis sociais alcançados em 50 anos (saúde, educação, segurança etc...), fazem de Cuba um paraíso em potencial. Os Brics perceberam isso e saíram na frente fazendo os investimentos necessários para movimentar sua economia. A fila andou Obama, Cuba não deseja esmolas, apenas respeito e oportunidades...

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Noticia interessante, do mesmo nível da

história do tal Youssef assassinado a mando do PT na semana do 2º turno (muitos eleitores do Aécio juraram de pé juntos que era informação segura) e que pelo visto ressuscitou na calada da noite sem ninguém perceber lá em Curitiba.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

A cara do menininho chorando,

A cara do menininho chorando, fazendo careta, de JB Costa, me deu vontade de rir, e já me ri muito mesmo. Nem precisa de palavras.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Hoje encerra-se um ciclo na

Hoje encerra-se um ciclo na história recente da humanidade.

Lamentavelmente, com a participação pró-ativa do Brasil lulista, sucumbe o sonho socialista em Cuba. 

 

 

Seu voto: Nenhum (13 votos)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

O embargo coninua, depende do

O embargo coninua, depende do Congresso, reabrir a Embaixada depende só do Presidente.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Que caras de pau ! Querem

Que caras de pau !

Querem apostar que vão arrumar um jeito de dizerem que esse projeto era da época do FHC ?

Seu voto: Nenhum (12 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

imagem de Zanchetta
Zanchetta

Mal estou esperando quando

Mal estou esperando quando vai começar a Comissão da Verdade em CUBA!!!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Zanchetta
Zanchetta

Putz! Os Eua querem tirar a

Putz! Os Eua querem tirar a muleta de Cuba... Agora como é que eles vão explicar aquele atraso todo?

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Luis S
Luis S

Os jornais do mundo inteiro

Os jornais do mundo inteiro estao elogiando a decisao de Estados Unidos e Cuba de reatarem relacoes diplomaticas. O embargo que ha 50 anos ajuda a estagnar a economia da ilha ainda se mantem, mas foi gravemente ferido do ponto de vista ideologico. A negociacao incluiu lideres republicanos tambem, que em parte ja perceberam a inutilidade da atual politica para Cuba.

 Nem o comunismo, nem o capitalismo venceram; o que venceu foi a civilidade e o respeito a autodeterminacao de cada povo. No longo prazo, Cuba deixara' de ser comunista, no sentido mais fechado do termo; mas isso agora ocorrera naturalmente, de acordo com a evolucao politica do pais e os ventos novos a serem trazidos por maior integracao economica. E podera ser feito sem perder os desenvolvimentos positivos do periodo - em educacao e saude, principalmente. Enfim, positivo para todo mundo, nao e'? Bem, nao para todo mundo. Um certo direitismo paranoico, muito comum na nossa terrinha, agora vai ter que explicar se o Obama virou bolivariano ou se as criticas a tudo o que se referia a Cuba feitas ate ontem eram apenas "um engano". E ainda vai ter muita gente tendo que explicar porque criticou os investimentos em Cuba feito pelo governo brasileiro nos ultimos anos, os mesmos investimentos que agora posicionam o Brasil como um dos principais paises a se beneficiarem do processo de abertura, por ter chegado e se posicionado primeiro. O engracado vai ser ver esse pessoal seguir o exemplo do Bolsa Familia e depois de criticar por tanto tempo, agora comecar a dizer que isso comecou no governo FHC.... Menos, pessoal, menos: mantenham a coerencia e mandem o Lobao protestar em Washington!!!! 

Seu voto: Nenhum

Editorial do maior jornal do

Editorial do maior jornal do mundo:

 

UM NOVO COMEÇO COM CUBA

Após meses de negociações secretas com o governo cubano, o presidente Obama na quarta-feira anunciou mudanças radicais para normalizar as relações com Havana, uma jogada ousada, que termina um dos capítulos mais equivocadas em política externa americana.

A decisão do governo de restabelecer relações diplomáticas plenas, tomar medidas para remover Cuba da lista do Departamento de Estado de países que patrocinam o terrorismo e reverter as restrições às viagens e comércio é uma mudança de direção que tem sido fortemente apoiada por esta página.A Casa Branca está inaugurando uma era de transformação para milhões de cubanos que sofreram como resultado de mais de 50 anos de hostilidade entre as duas nações.

Obama poderia ter tomado modestos, passos graduais em direção a um degelo. Em vez disso, ele corajosamente ido tão longe quanto ele pode, dentro dos limites de uma lei ultrapassada 1996 que impõe sanções rígidas sobre Cuba na busca da mudança de regime.

"Estes 50 anos têm demonstrado que o isolamento não funcionou", disse Obama. "É hora de uma nova abordagem."

O presidente de Cuba, Raúl Castro, merece crédito por seu pragmatismo.Enquanto Cuba continua sendo um Estado policial repressiva com uma economia falhou, desde 2008, sob a sua liderança, o país iniciou um processo de reformas econômicas que tenham habilitado cubanos comuns e restrições de viagem levantado o governo cruelmente impostas aos seus cidadãos.

"Temos de aprender a arte de conviver com nossas diferenças de forma civilizada", disse ele na quarta-feira.

As mudanças a administração Obama anunciou ter o potencial para capacitar crescente classe empresarial de Cuba, permitindo transações comerciais e financeiras com os Estados Unidos. A Casa Branca também tem a intenção de tornar mais fácil para as empresas de tecnologia americanas para atualizar sistemas de Internet primitivos da ilha, um passo que pode ir um longo caminho para o fortalecimento da sociedade civil.Dada a história complicada de Cuba com os Estados Unidos, é quase certo que este novo capítulo irá incluir suspeita e apostasia. Os líderes de ambos os países devem fazer todos os esforços para lidar com aqueles de uma forma racional e construtiva.

Os Estados Unidos tem sido direita para pressionar por maiores liberdades pessoais e da mudança democrática. Mas sua abordagem punitiva tem sido extremamente contraproducente. Daqui para frente, o apoio de Washington para a sociedade e os dissidentes civil cubana é provável que se torne mais eficaz, em boa parte porque outros governos do hemisfério ocidental não será mais capaz de tratar Cuba como uma vítima da política inutilmente dura de Washington.

Como parte das negociações, o governo cubano lançou um agente da inteligência americana não identificada que tinha sido preso por quase 20 anos e Alan Gross, um subcontratado americana idosa que tinha sido preso em Havana desde 2009. Os Estados Unidos, por sua vez, lançou três espiões cubanos que têm servido mais de 13 anos de prisão. A troca de prisioneiros abriu o caminho para uma reforma política que poderia se tornar top legado da política externa de Obama.

Funcionários do governo reconhecem que o Congresso é improvável que tomar medidas complementares para uma relação mais saudável com Cuba em breve. Mas este movimento vai inevitavelmente informar o debate sobre os méritos de noivado. Em toda a probabilidade, a história vai provar direito Mr. Obama.

http://www.nytimes.com/2014/12/18/opinion/a-new-beginning-with-cuba.html?hp&action=click&pgtype=Homepage&module=c-column-top-span-region&region=c-column-top-span-region&WT.nav=c-column-top-span-region

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"A Casa Branca está

"A Casa Branca está inaugurando uma era de transformação para milhões de cubanos que sofreram como resultado de mais de 50 anos de hostilidade entre as duas nações":

Costa, ate pra jogar limpo o governo dos EUA joga sujo.  Experiencia pessoal.  Nao me diga que eu nao vi o que eu vi.  Vi sim.  Pessoalmente.

Eles vao sabotar a presenca brasileira em Cuba.

E disso nao saio.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Que besteirol. É óbvio que

Que besteirol.

É óbvio que trata-se apenas de afrontar Putin, a China e os BRICS.

É inacreditável a inocência dos americanófilos. A crença na bondade dos yankees.

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de nosde
nosde

Puxa, porque voce nao escreve

Puxa, porque voce nao escreve no Jornal, suas 3 linhas ficariam bonitas no branco da pagina . . . . .

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Cunha
Cunha

A China vai entrar mais forte.

A China sabe o que há por trás. O Canal da Nicarágua vai comandar a situação, estando Mariel em posição privilegiada. Raul Castro não é criança. BRICS não é entidade ingênua.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Nada a ver, continua sendo um

Nada a ver, continua sendo um péssimo negócio. Aliás, agora piorou de vez.

Financiamos uma obra em Cuba, que é de Cuba. Apenas emprestamos o dinheiro a juros subsidiados.

Agora os americanos e asiáticos vão se beneficiar do porto e o Brasil vai ficar chupando o dedo.

É torcer para que o governo pós-socialista de Cuba assuma a dívida, porque senão, o prejuízo será maior ainda.

Tolo de quem acredita que o Brasil vai realmente se beneficiar desta obra. Talvez o agronegócio, já que o hipócrita do Lula, embaixador dos latifundiários brasileiros está operando para que estes imbecis tomem as terras dos cubanos assim que o regime cair. 

 

Seu voto: Nenhum (31 votos)
imagem de Ugo
Ugo

opinião se respeita, o resto oras...

Sotto zero como dizem lá na bota.

Seu voto: Nenhum

(Sem título)

Seu voto: Nenhum (31 votos)

És um tolo, apenas isso.

És um tolo, apenas isso.

Seu voto: Nenhum (22 votos)

Chorão de Campo Magro

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de nosde
nosde

E voce um desnecessário . . .

E voce um desnecessário . . . . .

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Luciana Modafer
Luciana Modafer

O mais legal dessa matéria na

O mais legal dessa matéria na Folha são os comentários. Ri muito da histeria dos coxinhas e suas teorias sobre como a aproximação dos EUA com Cuba é "du bem" e a do Brasil é "du mal"....

Por isso eu tenho sempre que agradecer meu velho papaizinho, quando me dava livros de presente em minha infância e me mandava, além de lê-los, "ler" também o mundo à minha volta em qualquer lugar que eu fosse. Valeu paps... estudar valeu a pena!!!!

Seu voto: Nenhum (23 votos)
imagem de Rinaldo
Rinaldo

PORTO DE CUBA

O investimento no Porto de Cuba foi revolução bolivariana, cubanização do Brasil ou VISÃO FUTURÍSTICA ESTRATÉGICA?

Seu voto: Nenhum (13 votos)
imagem de Rodney A.r
Rodney A.r

Não houve fim do bloqueio a

Não houve fim do bloqueio a Cuba !!!! Para restabelecer o comércio entre os países, o presidente norte-americano precisa da aprovação na Câmara e Senado, ambos com maioria republicana !!! Houve o restabelecimento das relações diplomáticas. Isto não quer dizer que o principal tenha sido resolvido: o bloqueio econômico !!!!

Seu voto: Nenhum (12 votos)

Até...

mesmo um "Coxinha" com mais de dois neurônios, sabe que o próximo passo é inevitável.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Reza o velho ditado: nada

Reza o velho ditado: nada melhor que um dia atrás do outro e uma noite no meio.

Tanto que abusaram dessa surrada bandeira de demonizar a Ilha de Cuba para ao final ficarem com cara de trouxa.

Seria inevitável a reaproximação dos EUA com Cuba. A guerra fria sucumbiu há mais de vinte anos. Restava de concreto apenas o ranço comum. Ninguém precisou abdicar dos seus valores mais caros: Cuba, da equidade e justiça social; os EUA, da liberdade e da democracia. Ambos, nesse sentido, se completam.

Ganharam  nós, americanos, e de resto a humanidade. Perderam os que querem sustentar uma dicotomia radical esquerda-direita em detrimento do aproveitamento das zonas de intersecção que sempre existiram e existirão. 

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Devias ler as agências russas

Devias ler as agências russas e chinesas para saber o que eles estão achando dessa oportuna aproximação dos USA de Cuba. A relação disso com Ucrânia, Síria, BRICS, etc.

Se informar apenas na CNN e na Globonews é uma lástima.

Sua emoção com a bondade yankee para com Cuba e os cubanos foi comovente. Fui às lágrimas.

Seu voto: Nenhum (18 votos)
imagem de Eliane Ribeiro
Eliane Ribeiro

Mas e ai como vai ficar os

Mas e ai como vai ficar os Slogan "meu dinheiro foi pra Cuba" ,agora a Russia tem razão e o Brasil não foi capaxo do EUA.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de AldoH
AldoH

Foi um verdadeiro gol de placa

Em 2012 e 2013 o vicepresidente dos Estados Unidos, Joe Biden, viajou à Panamá. O objetivo das viagens era um só: as obras de ampliação do Canal de Panamá. Com participação de empresas espanholas, Panamá iniciou um processo de duplicação da largura do canal, ao perceber que 35% do comércio marítimo mundial já acontece com os chamados supercargueiros, navios tão grandes que não passam pelo Canal e têm que dar a volta ao continente ou limitarse a navegar no Pacífico.

Por conta dessa obra monumental no Panamá, Estados Unidos já duplicou de tamanho dois dos maiores portos do pais, que já eram enormes e agora são gigantescos, os de Nova Orleans e o de Baltimore. A aposta de Washington é que com o alargamento do Canal do Panamá para a passagem dos supercargueiros, esses supernavios iriam precisar de superportos, e esses dois foram estratégicamente seleccionados.

Aí, então, tomando um café (café horroroso, do Starbucks) com um funcionário do Departamento de Comércio, ele me diz: "está todo muito bem, mas tem gente que já saiu na frente". Usando o dedo para fazer um desenho num guardanapo, ele disse: "olha pro mapa. O barco sai do Canal e só usa estes dois portos se vier para os Estados Unidos. Se segue viagem, olha o mapa de novo. O porto para eles é o de Mariel, em Cuba".

Nesse quadro, Brasil é um dos que "saiu na frente". A participação brasileira no porto de Mariel é um gol de placa, com campo enlameado, no Maracaná cheio, no último minuto de jogo de uma Copa do Mundo.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de JcrLvr
JcrLvr

Análise

Análise perfeita meu caro!!!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ramalho12
Ramalho12

Pobre, mas limpinho

Mesmo com o ensinamento em linguagem simples de Cazuza que dizia querer uma ideologia para viver, tem gente que reclama dela: isto, ou aquilo, não está certo porque é ideológico.

Mas, afinal, o que é ideologia para ser tão demonizada? Segundo o Houaiss, na acepção que cabe neste contexto, ideologia é é o "conjunto de convicções filosóficas, sociais, políticas etc. de um indivíduo ou grupo de indivíduos". Ué, as pessoas não podem mais ter convicções? É feio ter convicções? É imoral?

Ademais, no caso de Mariel, a ideologia foi a de ganhar dinheiro, pois 400 empresas participaram do empreendimento, e não se vê nenhuma reclamando. Ganharam uma boa grana. Qual o pecado?

Outro ponto é que o investimento foi feito por Cuba. Se vai dar lucro, ou prejuízo, isto é com Cuba. O Brasil não fez investimento nenhum, fez empréstimo. Por causa do empréstimo, empresas brasileiras fizeram seu trabalho e ganharam por ele. Essas empresas, tal como o Brasil, não fizeram investimentos como dizem alguns erradamente por aqui.

O único risco que o Brasil correu seria Cuba não ter como honrar o compromisso que assumiu com o BNDES, mas o que era pouco provável (não pagar o empréstimo), com o abrandamento do embargo, agora é quase impossível.

Falam mal de Cuba, mas lá, com embargo e tudo, a expectativa de vida é maior do que no Brasil, a mortalidade infantil é menor do que a nossa e o analfabetismo também, quer dizer, os cubanos podem até ser pobres, mas são limpinhos, muito mais limpos do que os membros de certas classes brasileiras, rs.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

O porto foi uma doação do

O porto foi uma doação do Brasil, Cuba não paga ninguem, os beneficiarios serão os EUA.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Calvin
Calvin

Quanto aos prejudicados

Natal, Suape, Cabedelo ou Fortaleza perdem a chance de serem HUBS Europa/USA

 

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/economia/2014/02/17/int...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ramalho12
Ramalho12

Reducionismo é mau conselheiro

Não é bem assim.

O diretor de comércio exterior da FIESP pensa diferentemente de você e do Motta Araujo, e oferece argumentos para sustentar a posição dele.

Ele acha que esse porto é benéfico para o Brasil, e diz por quê. Explica que o porto, como já informei acima, foi FINANCIADO pelo Brasil e construído por empresa brasileira.

Que os pagamentos do financiamento serão feitos em moeda forte.

Que já há 300 (TREZENTAS) EMPRESAS BRASILEIRAS EM CUBA POR CONTA DO PORTO.

Que o Brasil deu créditos a Cuba para comprar alimentos, com a restrição de que estes alimentos sejam comprados no Brasil. Portanto, os EUA não alimentam Cuba como o Araujo quer fazer crer e nem Cuba vive de esmolas, como um bobalhão escreveu por aí.

Que os financiamentos a Cuba começaram com Fernando Henrique [porém com o vezo do fracasso, como sói acontecer com nossa direita estúpida, isto digo eu; as coisas só vão para frente quando os trabalhadores estão à testa  delas, os fatos comprovam, também adendo meu].

Que Cuba tem um grande potencial de desenvolvimento, pois sua população é saudável e bem preparada.

Calvin, aos 08:58 min, o diretor da FIESP desconstrói sua acusação implícita de que o empréstimo feito a Cuba prejudicou Brasil por negar recursos a portos brasileiros (Natal etc.). Como o diretor da FIESP declara, há dinheiro, mas não há projeto! Simples assim. Quanto a Natal e outros portos serem hubs, cadê os projetos? Havia projetos?

Veja isto, Calvin, o governo do estado de SP, por exemplo, está com R$ 40 bilhões em caixa porque não consegue aplicar o dinheiro!

Não se deve enveredar por essa coisinha de inveja, porque o outro viu melhor a oportunidade do que nós. Só agora é que descobrimos que Natal poderia se hub? Pega mal, é mimimi de perdedor. Ademais, Mariel é hub para os EUA, América Central e Caribe, não para a Europa (talvez seja até para o Oriente, por causa do Canal do Panamá).

Considere por fim que você não convencerá ninguém de que se o Brasil não financiasse Mariel, outro não o faria. Igualmente, de que Natal pode ser hub para os EUA, com Mariel a 200 km da Flórida.

Veja o vídeo, e pense um pouco mais. Abço.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Calvin
Calvin

Só que não...

http://colunaesplanada.blogosfera.uol.com.br/2014/07/17/cuba-leiloa-com-...

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.