Revista GGN

Assine

O avanço do obscurantismo, com o populismo midiático e político

O advento das redes sociais, o espaço aberto para as minorias, tornaram-se moedas de duas faces.
 
Há uma face legítima, de consolidação dos direitos de minorias. E uma face complexa, do avanço do obscurantismo em várias direções.
 
É uma mistura fatal alimentando o obscurantismo:
 
1.A falta de figuras referenciais na política, com governantes, partidos e parlamentares curvando-se a qualquer grupo de pressão.
 
2. A impressionante falta de qualidade da mídia, sempre disposta a encampar qualquer novidade transformada em passeata. Tudo virou show.
 
3. Um Congresso de baixíssimo nível.
 
Neste momento, acompanho o Seminário Brasil Ciência, Desenvolvimento e Sustentabilidade.
Daqui a pouco devo mediar uma mesa.
 
Ao lado, o representante da Fiocruz alerta que, a partir da próxima semana, o instituto poderá paralisar todos seus estudos em vacina, devido a um projeto que caminha célere na Câmara, proibindo testes em animais.
 
Foram dez anos de estudos intensos que resultaram na lei Sérgio Arouca, para disciplinar testes em animais. É considerada das leis mais avançadas do mundo
 
Bastou um grupo de celerados invadindo um laboratório, o espaço aberto pela Rede Globo, para o Congresso avançar em um projeto visando proibir testes em animais. Os testes teriam que ser feito apenas em humanos.
 
No Senado, o oportunismo político ameaça um retrocesso de dez anos na educação inclusiva.
 
Na Câmara, fundamentalistas levantam em bandeiras morais de 50 anos atrás
 
Nesses tempos bicudos, ao menos nesses temas a única esperança é o MInistério Público e o STF (Supremo Tribunal Federal).
Média: 3.7 (34 votos)
86 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Walter o primeiro
Walter o primeiro

Uma das maiores dependencias

Uma das maiores dependencias brasileiras em relação aos paises desenvolvidos é a questão dos farmacos

A perda financeira do Brasil é absurda na industria farmaceutica

Já não temos pesquisas e o pouco que tem um monte de dondocas, cheia de maquiagem testada em animais, conseguem o apoio da midia, é dose

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

O obscurantismo nosso de cada dia

O obscurantismo está no nosso dia a dia. Nos curvamos ao chamado " politicamente correto" pois senão somos execrados seja em público ou na internet.

Somos bombardeados diuturnamente por meio de mensagens subliminares de todos os lados. Parem e observem.

Tudo ficou estranho. Colesterol, nicotina, triglicérides, ldl, álcool higienizador, sachê de mainese/mostarda/ketchup e por ai vai...Tem besteira encima de besteira tipo "palito de dente não! só fio dental!"- Vai ti lascar sô....

Em nome da qualidade de vida estamos deixando de viver e o pior, chamam isto de bem estar, eu chamo isto de cabresto.

Não fazer execício parece pecado de morte. E viva a indústria dos esportes.

Todos falam da criminalidade, mas só tomamos atitudes indivíduais. E viva a indústria da segurança.

O stress, a depressão matam. O mantra desgraçado... mas o divino celular tá lá! E ai viva a indústria farmacológica e o Jobs.

Sempre tem um fdp ganhando (e muito!) com o "politicamente correto", reparem...

Politicamente correto é a maior merda do século XXI. Quando acordarmos Orwell irá parecer brincadeira de infância.

Seu voto: Nenhum

"O processo de jumentalização da classe BBB no Brasil é algo estarrecedor."

Concordo em tudo com vc. 10

Concordo em tudo com vc.

10 estrelas para seu comentário. Tb ando cheia da ditadura dos médicos e do politicamente correto.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

lenita

Pior que está não fica!

Isso tudo do post e mais as contradições que confundem.

É comum um político, um intelectual, um partido ou um veículo de mídia ter uma posição sábia e moderna sobre um assunto mas ser atrasado em outros. Vários outros.

Temos que ficar tudo no caso a caso.

Eu elogio a Globo no que se refere a LGBTs, maconha e aborto. Mas em relação a Povos Indígenas e Sem Terra é péssima. O demais da mídia são variação nos mesmos temas. 

A 'blogosfera' é boa para se falar de problemas de saúde e fundiários. Mas para LGBTs e questões secularistas em geral é um desastre. De tão comprometida com o governo e grupo Record, óbvio.

O governo tem um discurso bom para programas sociais e cotas. Pra outras coisas quer voltar para os anos 1930.

Economistas não há um que se salve: todos contam as estórias pela metade, omitindo o que não convém.

Os partidos da base governista são um horror no que se refere a segurança pública. Se o PT ainda tem algum mérito, na minha opinião, é por ainda (ainda...) ser contra a redução da maioridade penal.

O PSDB, o PSB e o PV estão procurando um discurso. Não apoiam nada reaça em geral, pelo menos não no momento, mas também não apresentam nenhuma proposta para nada... Tirando FHC e o THC.

Todos meio contaminados por ufanismo tosco. Ninguém gosta de falar em imigração, de copiar experiências, etc. 

Todos no clima de Brasil Grande, mas ninguém comenta que a participação do Brasil no PIB e comércio mundiais é menor que em 1980. E que a base de nossa legislação ainda é dos códigos de 1940.

Não tem ninguém que se salve em tudo. A desinformação e a defesa do atraso campeiam.

Não há um 'líder político' no estrito senso mais. Talvez nem Lula. Todos estão na defensiva por todo lado.

A 'Academia' ficou omissa demais, calada demais. Ela parece querer apenas o direito à livre expressão, mas não pensa, em seu inconsciente coletivo, em fazer uso da mesma.

Mas, nesse mar de obscurantismo, temos que escolher nossos favoritos. Os menos piores. 

Para mim, no Brasil, são o STF, o PSoL e alguns blogueiros (Nassif, Sakamoto, Cynara Menezes, por exemplo.) Na mídia gosto da Carta Capital (e, sinceramente, muito das traduções da 'The Economist'.) Alguns políticos de outros partidos também, mas escolhendo a dedo.

No exterior acho que há discursos aproveitáveis entre os Democratas (EUA), PSOE (Espanha) e pouco mais.

Tenho uma impressão muito negativa de 'esquerda bolivariana' em geral. Só que o mesmo é válido para as direitas dos mesmos países...

E tenho horror de qualquer coisa que venha de Putin & Cia. Representam um perigo para o bom senso maior que qualquer outro poder internacional, incluindo Washington e Pequim.

Mas, apesar de tudo, ainda sou um otimista!

 

 

Seu voto: Nenhum

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

O quê é...

...uma posição sábia e moderna?

Quem será o árbitro para validar e implementar a sapiência e a modernidade?

O seu otimismo deseja o surgimento de um rei-filósofo auxiliado por uma elite esclarecida conduzindo a massa ignara e violenta ao bom, ao belo e ao justo conforme as suas opiniões. Os opositores devidamente cassados e caçados por representarem o obscurantismo.

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Posições sábias e modernas

Posições sábias e modernas são as do Jorge!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

Cheiro Ruim

Estou sentindo um cheiro de gigantes da indústria farmacêutica no ar...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Nesses tempos bicudos, ao

"Nesses tempos bicudos, ao menos nesses temas a única esperança é o MInistério Público e o STF (Supremo Tribunal Federal)". Em outras palavras, o que o Nassif quis dizer foi: não adianta o PT estar no poder se quem governa é o PSDB, se as bandeiras ideológicas que são satisfeitas pelo governo do PT são as do PSDB, se o PT não sabe o que fazer com o poder que possui.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

???

Esperança no MP e no STF??? É piada?

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Ate que LN tem razao!

Podemos esperar tudo do STF e MP. E ha precedente nestes.

Mais Doney vamos ver assim os ditos cujos:

A SAGA DE UM TRANSLOCADO, PORRA LOUCA, IMUTÁVEL( STF e MP, eu acrescentei).E a porta do inferno era dourada, para falar a verdade.


O intangível vive na imaginação, pois as curvas do universo se tocam nas esquinas temporais da vida, tudo se mistura. O mais absoluto segredo é só delírio, pois será revelado logo menos. Nada é novidade, só esta de roupa nova, mas na essência é o mesmo.  O puro, o primo, o novo, foi só na criação, todo o demais é evolução, transformação.  Para ser novo tem de morrer! Só após apodrecer, a semente germina, ainda assim é parte de uma cadeia genética criada do novo.  A criação é o surgir do nada!O nada contém algo que gerou o tudo!Pois tudo veio de nada antes. O zero é o número mais perfeito, pois se encontra de forma elíptica eternamente. Não tem começo, meio ou fim! A porta do inferno era dourada, para falar a verdade! Viver em zero é melhor que multiplicar. Quando fazemos contas para calcular a vida, o tempo se divide.Em zero é contínuo, eterno. A matemática explica tudo.  Sócrates afirmava que Deus era o número um, que dele tudo se origina, sem um não haveria 2 ou mais, é o início, o big bang.  Eu digo que o número um é a criação, o criador é o zero, pois Ele é antes.  A perfeição, contínua, imutável , incalculável , lógico,  intangível!O intangível, inimaginável é Deus , que é o nada  de antes de tudo acontecer! Deus é o número zero! A porta do inferno era dourada para falar a verdade!  A morte precede a vida!O nada é antes de tudo! Deus é o nada que gerou tudo!Sou o número 2.789.673.456.543.189.324.999.999.342.456,00Como sou pequeno, ínfimo, minuto. Quanto menor, maior  na ordem da existência. Somos produtos de contas mal feitas em vidas passadas por números iniciais. Permanecêssemos no zero. A perfeição!http://poeticasinsanas.blogspot.com/2012/10/a-saga-de-um-translocado-porra-louca_31.html 

FigurafromDraugerMortovivoscorporais. http://dc120.4shared.com/doc/KGjGieWb/preview.html

 

 

Seu voto: Nenhum

Quanto à política, se o

Quanto à política, se o congresso é ruim, os governadores etc são ruins, a mídia é ruim e as redes sociais idem, o mais provável é que o povo seja ruim.

Não é ele quem vota,assiste JN,comenta na rede?

E não são as elites, apenas, que estão convencidas da culpa dos mensaleiros, qualquer papo de botequim de periferia concorda.

Então se a solução fosse uma República de iluminados por que não os que soubessem falar francês e conhecessem bons vinhos?

Pensando bem!...

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Ulderico

Quem nunca matou passarinho

Quem nunca matou passarinho quando era criança? Ou que não cortou o bigode do gato? Ou tocou fogo no rabo do cachorro?

O sujeito cresce e vira pesquisador.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Ulderico

Luis, o totalitário, apoia o golpe judiciário

Nesses tempos bicudos, ao menos nesses temas a única esperança é o MInistério Público e o STF (Supremo Tribunal Federal)...

Quem concedeu a estes órgãos competência para legislar? Se o Congresso Nacional é ruim não importa, os parlamentares que lá se encontram foram eleitos. Receberam os seus mandatos por escolha dos cidadãos, conforme o Parágrafo Único, do Artigo 1º da Constituição da República Federativa do Brasil: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

QUEM ELEGEU OS MEMBROS DO MP E OS DO STF?

QUEM DETERMINA O QUÊ É OU NÃO OBSCURANTISMO?

ATIVISMO JUDICIAL É O ESTUPRO DOS DIREITOS CONSTITUCIONAIS!

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Dilma e a Fábula do PAC das Cidades Históricas

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Cheguei até aqui

Cheguei até aqui. De agora em diante, Folha de São Paulo (7 anos como assinante) e O Globo (20 anos como assinante)  seguirão seus caminhos,  e eu fico. Divergir é um direito que se encontra e se encontrará inscrito com tinta invisível em todas as declarações de direitos humanos passadas, presentes e futuras.

Divergir é um ato irrenunciável de consciência, e os noticiosos tem, desde os primeiros exemplares que recebi em casa, se pautado na mais cruel sordidez e desfaçatez de propósitos, conforme pude continuamente perceber.

Nesta última semana, no entanto, a graça sádica diante de fatos manipulados e decisões controversas não me permitem seguir em frente, relevando a discordância a bem da pluralidade de opiniões, por que não há de fato pluralidade quando as linhas editoriais seguem a mesma pauta, e se locupletam também no ocultamento dos desvios éticos de seus associados, apaniguados e àqueles a quem servem enquanto signatários do monopólio, final de todo e qualquer empreendimento dentro da lógica do capital, onde a concorrência apregoada não passa de estratégia diversionista que nada oculta intenções de poder de caráter totalitário.

Agora chegariam aos fuzilamentos, se tanto pudessem, mas, por impossível, nada custa fuzilar reputações, lançar estigmas e anátemas. Como se houvesse um solo ético comum não violado por todos, em circunstâncias das mais variadas.

Agradeço a José Saramago, a quem parafraseio, copio, plagio.

Ele, contudo, até um dado momento perseguiu um sonho. Eu, até aqui, recebia os jornais pela manhã como um presságio dos pesadelos que teria à noite. Mentiras, distorções, partidarismo eloquente e, numa palavra, canalha.

Nenhum real interesse pelo Brasil e seu povo, mas somente pelos próprios interesses de poder, associados a corporações financeiras e industriais, doutrinas pseudoliberais que nada mais representam do que fome planetária, destruição ecológica, submissão de povos inteiros a um pensamento único que não aceita contestações e não tem qualquer intenção de desviar a rota prevista até o abismo, após o que não será necessário pedir desculpas ao caos.

Cheguei até aqui.

Carta do assinante Marcos Nunes, dirigida aos jornais Folha de São Paulo e O Globo, dos quais foi assinante, e não será jamais.
 

Seu voto: Nenhum

Perplexidade aflita diante da perspectiva caótica

imagem de Luciano Filho
Luciano Filho

Pode ser um pequeno gesto de

Pode ser um pequeno gesto de um recém ex-assinante mas torna-se um ato de coragem frente a selvageria da comunicação.

Fiz isso também um uns 3 anos e me sinto aliviado até agora. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Como diriam os jovens:

- Demorô.

Abraços.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Alberto Pirro
Alberto Pirro

esse post parece uma mistura

esse post parece uma mistura de mãe italiana com mãe judia, um exagero absurdo para quase nada!  

os interesses pessoais não podem interferir nas analises!

Seu voto: Nenhum (6 votos)

cobertura midiatica

Acho engraçado como funcionam as coisas!! E o melhor, como as pessoas não percebem! Não vou fazer o velho clichê "imprensa tucana persegue o PT", apesar de ser um fato. E aqui está mais um exemplo.

Uma das primeiras coisas que Haddad fez, foi criar a Corregedoria do Municipio, cuja função era descobrir esquemas e fiscalizar a prefeitura. De cara, desbarataram um esquema de fraude, que chega a 500 MILHÕES DE REAIS. Para quem gosta de números, o Mensalão, dito como maior escândalo da história, movimentou 70 milhões de dinheiro privado, e não publico (pesquisem sobre a Visanet), ou seja, temos um escândalo equivalente a 7,14 mensalões, de pessoas ligadas diretamente às gestões Kassab e Serra. Um desses auditores pegos disse, ainda sem provas algumas, que o ex secretário do governo atual, Antonio Donato, estava no esquema. Em 2 dias o Ministério Público Estadual abriu inquérito contra Donato. Tudo justo, afinal, se há indícios, tem que se investigar. Mas quem acompanha as notícias acha que o esquema é justamente da gestão que investigou e descobriu. Chega a ser Kafkaniano, pois quem é investigado acusa quem investiga sem prova alguma e isso rapidamente se torna uma verdade absoluta.

Agora temos, de outro lado, o cartel (lindo como usam palavras para amenizar. Não é "esquema", não é "golpe", não é "quadrilha"), que contamina nada menos que TODAS gestões do Governo do Estado de SP, desde Mario Covas, passando por Alckimin e Serra. O mesmo MPE está sendo acusado de prevaricar, pois teria arquivado inúmeras denúncias contra tucanos. O mesmo que abriu em 2 dias um inquérito contra Donato. Agora a diferença é que Donato foi jogado por um auditor investigado. No caso do cartel o pedido veio do Ministério Público da Suiça, apenas isso. E como a mídia trata? Abra o G1 nesse exato momento e veja. Abra o site da Veja. Faça um exercício mental. Lembre da cobertura do Mensalão desde 2005. Pense se os envolvidos, antes do julgamento tiveram tanta margem para dúvida. Pense em quando você decidiu que eles eram culpados.

Quando nos colocamos contra os abusos na AP470, não estamos defendendo A ou B. Não somos pagos pelo PT para desmoralizar o STF. Não somos petistas nem petralhas. Apenas tentamos demonstrar os absurdos e a discrepância de tratamento. Se você comemorou as prisões como se fossem gols, mas não se manifestou sobre as duas situações acima, não procurou saber, PARABÉNS, você deu uma enorme contribuição para a corrupção, e provou que aos amigos tudo, aos inimigos, a LEI.

O problema não é a forma como o show foi vendido, mas sim a facilidade com que ele foi comprado.

Seu voto: Nenhum

nassif, na boa,,,, momentos

nassif, na boa,,,,

momentos historicos cada um tira seu aprendizado, mas voce continua com mentalidade das disputas da elite, nao que composicao do congresso seja la essas coisas, mas possivelmente um dos melhores da historia, talves um dos menos corruptos e representantes dos varios oligopolios, senao um partido, um grupo fora das tradiconais familias e poder economico estaria ainda no pode,,,,

de certa forma, tivemos avancos politicos, o atraso esta justamente no judiciario e ministerio publico, NESTES NOS NAO PODEMOS INTERFERIR, ainda, justamente nos que voce coloca esperanca???

desculpa nassif, voce nao esta entendendo nada do atual momento, assim como me lembro de voce defender transicao via tancredo, "mantendo" contratos, nomeacoes, propriedade, etc,,,, da ditadura, tambem naquela epoca voce nao entendeu o que estava acontecendo,,,,

dia que entender, talves seja tarde,,,,

Seu voto: Nenhum

Agradeço a extraordinária

Agradeço a extraordinária lição de que defender direitos difusos de  crianças com deficiência seja disputa de elite. E que história é essa de mne atribuir essas posições em relação a Tancredo? Dizer que este é dos melhores Congressos da história dá uma dimensão do entendimento que você tem da história. A única coisa crível no seu comentário, prezado Cláudio Bala, é seu nome. 

Seu voto: Nenhum (9 votos)

tambem poderia fazer piadinha

tambem poderia fazer piadinha com seu sobrenome

mas "bala" é abreveatura do meu, agoro dificil é entender a esperanca no poder mais cheio de previlegios, sem menor legitimidade, onde se pode afirmar em publico "pode matar que eu arquivo inquerito"  onde nem demissao existe, estamos falando dos 2 poderes, mp e stf, estarem passando por cima do minimo, do estado de direito, de seletividade, etc etc,,,

dai, sim, de eu entender que voce nao esta entendendo o momento politico, assim como, nosso parlamento atual continua sim com seus problemas, mas afirmar que pior? no minimo exagero, hoje, possivelmente, no campo politico talves periodo da historia de maior liberdade, dai uma composicao menos pior digamos, talves hoje tenhamos sim, um congresso com menor numero de coroneis e liderzinho de oligarquias fazendo dircurso elaborado por um assessor para sair no ' reporte ESSO"da vida, se nao temos um congresso classico, meio a la ingles, hoe talves seja pela representatividade de setores um dos menos piores ou em 86 na constituinte, sendo 85% eleitos pelo efeito do plano cruzado era melhor?

Seu voto: Nenhum

O STF pode ser questionado no

O STF pode ser questionado no que se refere a AP 470. Teve um tanto de partidarismo e precipitação nesse episódio.

Mas concordo que é uma esperança de bom senso em relação a muitos assuntos.

Se formos analisar no caso a caso, tirando talvez as decisões sobre AP 470, será difícil achar muitas decisões ruins. Eu não lembro de nenhuma.

Por isso eu nunca embarquei nessa de ficar demonizando o STF. E a maioria da população também: por pequisas o STF e o Judiciário tem maior credibilidade que Congresso.

E o Congresso atual é muito ruim. Não que os integrantes, na média, sejam piores que os de outros tempos. Nisso é até constante no tempo.

Mais parece que se chegou a um consenso no mínimo denominador comum. Quase ninguém quer, de verdade, melhorar algo.

Seu voto: Nenhum

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

Apesar dos percalços creio que a humanidade evolui

 


Gunter Zibell – SP (quinta-feira, 21/11/2013 às 18:51),


Era para fazer crítica ao post “Quando o medo venceu a esperança” de quinta-feira, 21/11/2013 às 07:33, e que originou de comentário seu. Em meu entendimento a sua análise está ficando bem pessimista. Quando li o seu post lembrei que recentemente eu discutia com colegas o tanto que a questão da aceitação da relação homoafetivas havia evoluído. E então eu lembrei da canção de Gilberto Gil, um clássico do nosso cancioneiro, "Pai e Mãe". Dela retiro o trecho que transcrevo abaixo:


“Como é, minha mãe? Como vão seus temores?


Meu pai, como vai?


Diga a ele que não se aborreça comigo


Quando me vir beijar outro homem qualquer


Diga a ele que eu quando beijo um amigo


Estou certo de ser alguém como ele é”


Trata-se de uma canção que tem mais de trinta anos. E então lá naquela época beijar outro homem aborrecia o pai de Gilberto Gil e ainda precisava que Gilberto Gil trouxesse uma boa explicação.


O endereço do post “Quando o medo venceu a esperança” é:


http://jornalggn.com.br/blog/gunter-zibell-sp/quando-o-medo-venceu-a-esperanca


Deixo a crítica a você aqui porque lá ia dizer que você estava exagerando na sua crítica. E aqui neste post “O avanço do obscurantismo, com o populismo midiático e político” quem eu considero que exagera é o Luis Nassif. O Luis Nassif vai em uma gangorra. Uma hora é o Judiciário que claudica. Depois é o Congresso Nacional. A sua crítica é só para os arranjos do governo para preservar o poder. Você faz a crítica à situação como se a situação uma só e uníssima voz de retrocesso.


Hoje escutei na CBN o pastor Marco Feliciano. Dava pena a falta de dimensão dele dizendo que as idéias que o grupo dele defende representam mais de 80% da população. Não deixo de ver também uma falta de dimensão da realidade na crítica que você faz.


Viria aqui para concordar com o comentário de Claudio Bala enviado quinta-feira, 21/11/2013 às 15:24, que, salvo a referência desnecessária, principalmente porque bastante obscura, a Tancredo Neves, falou exatamente o que eu penso.


Talvez haja uma evolução natural do ser humano que tenha produzido uma sociedade bem melhor hoje em comparação com 10, 20 ou 30 anos atrás, mas a esquerda penou muito após 1989, para conseguir sobreviver. É só ver a europa dos dias atuais.Talvez o Congresso Nacional da Constituinte pelas circunstâncias (A URSS vinha da Glasnost, François Mitterrand havia vencido na França e aqui a esquerda conseguiu eleger quase todo mundo às custas do Plano Cruzado o que até depõe contra a Constituinte) possa ser mais bem avaliado que o atual, mas não reconhecer o avanço é em meu entendimento um atraso seu e de Luis Nassif.


Clever Mendes de Oliveira


BH, 21/11/2013

Seu voto: Nenhum

Eu também acho que a

Eu também acho que a sociedade, em geral, é bem melhor hoje que há 10, 20 ou 30 anos atrás. Pelo mundo todo. Com as exceções de praxe.

Mas não necessariamente evoluiu mais no Brasil que em países com histórias e economias +/- similares.

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

imagem de Mario Antonio
Mario Antonio

Descrédito do Ministério Público e o STF

A reputação do  Ministério Público e o STF  está descendo ladeira abaixo.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

há homens bons na imprensa que fazem justas denúncias

Os 7 erros de Dilma21 de novembro de 2013By

Dado o malévolo crepúsculo que domina horizonte brasileiro há mais de uma década, o papel destacado da dama da feitiçaria que fez do Palácio do Planalto seu antro da perdição é deveras lamentável. Dilma não pode ser salva pelos homens bons, pois abraçou o mal como elemento de prestígio, tendo cometido muitos erros, dentre os quais se destacam, a saber:

1. Não renegou Lula

Ela não aproveitou as deixas da imprensa livre e imparcial, e ignorou as instruções transmitidas para que se afastasse gradualmente do molusco ignaro do PT, separando-se daquele que é a fonte de todo o mal nacional. Dilma decepcionou todos os que esperavam uma reação dela ao bolchevismo lulista.

2. Não cancelou o bolsa-família

A nação tinha esperanças que ela cancelasse esse programa infame chamado bolsa-família mas que qualquer pessoa de bem chama de bolsa-esmolas, na verdade uma verdadeira fábrica de vagabundos, pois premia a indolência e os incompetentes, que não gostam de trabalhar. Agora, não cancelou por quê? Não cancelou porque, além dela pertencer a um partido da gentalha do mesmo nível dos beneficiários do programa, ela na verdade compra os votos e a lealdade dessa gentinha com tal bolsa. Lamentável.

3. Ignora a imensa crise econômica por qual passa o país.

Nem mesmo os jornais televisivos e escritos falando todo dia, quase sem parar, fez com que Dilma percebesse que o atual quadro por qual passa o país é de uma pesada crise, com desemprego recorde, indústrias paradas, comércio às moscas, população sem dinheiro para gastar, um horror. Dilma insiste em fingir que não vê a gravidade dos efeitos da crise internacional em nossa Pátria. Ela se trancou em seu mundinho de Polyanna e ignorou todo o resto.

4. Não seguiu os conselhos de FHC

Dilma ignorou os conselhos de um estadista de nível mundial como FHC, não o chamou para reuniões frequentes no Palácio do Planalto e nem pediu indicações a ele para o ministério ou dicas de como ela deveria se comportar frente aos Estados Unidos, nosso país-chefe. Uma lástima.

5. Não escuta Míriam Leitão

Míriam Leitão quase todo dia aconselha o governo gratuitamente, com a maior boa vontade e muita inteligência, indicando o caminho para se  resolver a pesada crise e colocar a economia nos eixos, mas Dilma, por vaidade feminina, se recusa a ouvi-la.

6. Negou-se a se encontrar com Obama

Dilma fez um papelão ao se recusar se encontrar com a pessoa mais importante do planeta, com o líder do mundo livre e chefe da democracia ocidental, ela foi desrespeitosa e insubmissa, levantando a cabeça quando deveria se reclinar respeitosamente, em um péssimo exemplo para as mulheres e até para os homens da América Latina. Tudo isso porque não queria que os americanos soubessem de seus segredinhos bobos de mulher. Pura palhaçada.

7. Não desiste da candidatura à reeleição

Não bastasse seu comportamento errático e sua postura insolente, ela ainda pretende se candidatar de novo, como coisa que tivesse chances perante aos homens bons que disputarão o pleito futuro, mesmo sabendo que está por dias que o TSE casse o direito ao voto dos beneficiários do programa bolsa-família, minha casa minha vida, prouni, e outros, uma vez que são votos de cabrestos, comprados pelo governo. Se Dilma tivesse um pingo de decência, renunciaria a sua candidatura pelo bem dos homens de bem.

Seu voto: Nenhum

Bolei de rir Djijo! Muito bom!

Muito bom o seu artigo a respeito da nossa Presidenta. O problema é que você não deixou claro que é um artigo a título de comédia. Alguns poucos aqui vão pensar que é sério! A maioria porém, vai entender os recados. Especialmente digno de menção é o Obama e a democracia (Aqui na América do Norte chamamos de Demockery!) nos Estados Unidos. Esta parte foi genial! 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Joaquim Barbosa está na moda

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/11/............); background-attachment: scroll; color: rgb(205, 0, 0); font-weight: normal; font-size: 15px; font-family: Arial; margin: 0px 0px 5px; padding: 20px; border: medium none; text-shadow: none; background-position: 0% -1px; background-repeat: no-repeat no-repeat;"> 

 

 

Ministros da Suprema Corte criticam decisões eleitoreiras de juízes.

 

 

Pena que, por enquanto, aconteceu nos EUA, mas esses ventos já chegam aqui no Brasil também. Inclusive, aqueles réus que foram injustiçados no chamado "mensalão" não devem titubear para recorrer aos tribunais internacionais.


 

Eis a notícia:

 

 

Dois ministros da Suprema Corte dos EUA acusaram juízes do estado do Alabama de aplicar sentenças de pena de morte com objetivos puramente eleitorais. Em 95 casos, nos últimos anos, eles passaram por cima do júri: converteram veredictos de prisão perpétua em sentença de pena de morte, porque isso lhes rende votos nas eleições para juízes nesse estado. A maior parte dos casos acontece em anos de eleição e as sentenças de morte são usadas como propaganda eleitoral, escreveu a ministra Sonia Sotomayor (foto à esqueda), em voto endossado pelo ministro Stephen Breyer (foto no alto).

Os ministros expressaram sua opinião em um voto dissidente, em que também criticaram os colegas da corte. Os outros sete ministros se recusaram a examinar o caso "Woodward versus Alabama", em que a sentença de pena de morte foi dada por um juiz singular, depois que o júri o condenou à prisão perpétua, sem direito a liberdade condicional. Os ministros afirmaram que a corte perdeu a oportunidade de corrigir uma aberração da Justiça do Alabama.


A aberração a que os ministros se referem é o poder que a legislação de três estados americanos, entre os 32 que adotam a pena de morte, confere a juízes singulares para, simplesmente, dispensar o veredicto dos jurados de prisão perpétua e aplicar a própria sentença (no caso, a pena de morte). Para isso, o juiz colhe mais provas e testemunhos, em um procedimento separado do tribunal do júri, em busca de agravantes que possam sustentar sua decisão.

Os três estados são Alabama, Flórida e Delaware. Nebraska tem uma legislação semelhante, mas o veredicto do júri só pode ser mudado por um painel de três juízes. Nos demais estados, o veredicto do júri é "sagrado". De todos os estados, o único que continua usando esse recurso, desde 2000, é o estado do Alabama, o que levou a ministra Sonia Sotomayor a escrever: "Alabama é um estado claramente discrepante". 

Para a ministra, a legislação de Alabama viola os direitos do cidadão previstos na 6ª Emenda da Constituição (direito a um júri imparcial, entre outras coisas) e a 8ª Emenda (proteção contra punição cruel ou incomum). Mas não é só isso. Ela também afronta um precedente recente da Suprema Corte, segundo o qual os juízes não podem aumentar a sentença de um réu com base em fatos não examinados pelo júri.


Em casos de pena capital, o júri examina as circunstâncias atenuantes, apresentadas pela defesa, e as sentenças agravantes, apresentadas pela acusação. Com base no que achar predominante, decide se o veredicto será de pena de prisão perpétua sem liberdade condicional ou pena de morte.


No caso que chegou à Suprema Corte, o júri deliberou que Mario Woodward, 39, era culpado pela morte de um policial e, por 8 votos a 4, que as circunstâncias atenuantes tinham peso maior do que as agravantes, o que resultou na pena de prisão perpétua, sem liberdade condicional. Mas o juiz, depois de um procedimento em separado, mudou a condenação para pena de morte.


Esse tipo de decisão "lança uma nuvem de ilegitimidade sobre o sistema de Justiça criminal", escreveu a ministra. "E só há uma explicação para isso, apoiada por provas empíricas: os juízes de Alabama, que foram eleitos através de procedimentos partidários, parecem haver sucumbido às pressões eleitorais". Para ela, esses juízes estão tomando decisões com base em interesse próprio.


Sonia Sotomayor citou, em seu voto, casos que colheu em Alabama. Por exemplo: um juiz, que converteu veredictos do júri para impor penas de morte em seis ocasiões, fez diversos anúncios publicitários declarando seu apoio à pena de morte. Em um deles, declarou que "presidiu mais de 9 mil casos, entre os quais alguns julgamentos dos casos mais hediondos da história do estado". E nomeou alguns réus que condenou à morte, destacando aqueles em que mudou a condenação do júri.

Um juiz admitiu que muda o veredicto do júri para penas de morte, mas apenas em casos em que há ampla cobertura da imprensa. "Realmente, isso exerce um impacto nos eleitores. Vamos ser sinceros: nós somos seres humanos. Isso exerce um efeito maior em uns do que em outros", ele declarou.



Em muitos casos, os juízes sequer dão explicações para suas decisões. Ou oferecem explicações simplórias. Um juiz que sentenciou um réu com QI de 65 (o que é proibido pela Suprema Corte), declarou: "O sujeito era um cigano. A literatura sociológica sugere que os ciganos fazem, intencionalmente, seus testes de QI serem baixos".

Outro juiz, que estava enfrentando um processo de reeleição quando sentenciou um réu de 19 anos à pena de morte, se recusou a concordar com as circunstâncias atenuantes aceitas pelos jurados, que haviam recomendado prisão perpétua. Segundo o voto da ministra, ele deu uma explicação para isso: "Se eu não tivesse imposto a pena de morte a esse rapaz, eu teria sentenciado três negros à pena de morte e nenhum branco". (Da revista Consultor Jurídico)

 

Seu voto: Nenhum

Não existe saída fora da política

Seu voto: Nenhum (4 votos)

"Ao lado, o representante da

"Ao lado, o representante da Fiocruz alerta que, a partir da próxima semana, o instituto poderá paralisar todos seus estudos em vacina, devido a um projeto que caminha célere na Câmara, proibindo testes em animais."

 

Vendo essas aberrantes noticias por aqui, acabo de saber que na Inglaterra morreram mais um milhão de animais que eram usados em testes de laboratórios e não vi nenhuma manifestação de horror por isso. Por que? Porque lá os testes são usados para consegui avanços para novos tratamento para os seres humanos e depois venderem isso para o terceiro mundo. Por aqui, tudo isso pode virar crime.

É inacreditável como o congresso inteiro se curva para meia duzia aloprados que se dizem defensores de animais. Cometem diversos crimes, como invadir laboratórios publicos e privados, e não são punidos, pelo contrario, são ovacionados.

Isso me faz lembrar Renato Russo: que país é esse?...

 

 

Seu voto: Nenhum

Falando em nível  do

Falando em nível  do parlamento.....

Seu voto: Nenhum (1 voto)

de saco cheio

sem perder o humor!

Nesses tempos bicudos, ao menos nesses temas a única esperança é o Ministério Público e o STF (Supremo Tribunal Federal).

e a coluna do leitor da....

Seu voto: Nenhum (1 voto)

'Entre a humilhação e a servidão, eu assumo o risco da luta'
José Genoino

Fogueira

Bom, eu sou um otimista e me contento ao notar que AINDA não estão levando mulheres inteligentes e independentes para a fogueira. Mas é bom ficarmos de olho...

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Tom Zé é sábio

Retocai o céu de anil
Bandeirolas no cordão
Grande festa em toda a nação.
Despertai com orações
O avanço industrial
Vem trazer nossa redenção.

Tem garota-propaganda
Aeromoça e ternura no cartaz,
Basta olhar na parede,
Minha alegria
Num instante se refaz

Pois temos o sorriso engarrafadão
Já vem pronto e tabelado
É somente requentar
E usar,
É somente requentar
E usar,
Porque é made, made, made, made in Brazil.
Porque é made, made, made, made in Brazil.

Retocai o céu de anil, ... ... ... etc.

A revista moralista
Traz uma lista dos pecados da vedete
E tem jornal popular que
Nunca se espreme
Porque pode derramar.

É um banco de sangue encadernado
Já vem pronto e tabelado,
É somente folhear e usar,
É somente folhear e usar.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de andre sousa
andre sousa

Atraso pigático

A midia está levando o Brasil para o buraco e o atraso total, se não houver uma abertura dos meios de comunicação este pais não vai se tornar uma grande nação

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de andre sousa
andre sousa

Ditadura da Globo

É a ditadura da Globo proclamada neste dia 15 ultimo por Barbosa no JN

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Yawara Nanbiquara
Yawara Nanbiquara

O Reinaldo Azevedo me censurou

O Reinaldo Azevedo da Veja me censurou em meu comentário neste artigo (Barbosa volta a ser alvo de campanha racista no Twitter. Gente asquerosa!).

Bom o meu comentário foi:

Se o chamam de Captião do Mato, ele e seus pares deverá(rão) julgar com o mesmo RIGOR DA LEI o caso do MENSALÃO MINEIRO (Eduardo Azeredo e caso Furnas), e futuramente o caso Internacional do Metrô de São Paulo, "se este foi para a justiça". Alstom e a Siemens, são manchetes nos jornais Alemães, Franceses, Inglêses e Suícos...

Aí sim, eu irei dizer e sustentar que ele NÃO foi um CAPITÃO DO MATO (https://pt.wikipedia.org/wiki/Capit%C3%A3o_do_mato). Quero só ver se conseguiremos quebrar o paradígma dos vícios políticos em nosso país. O PT deveria por sua história, ter quebrado este paradigma, mas pisou na bola achando que a direita nacional iria aceitá-los cordialmente, dançaram.

Seu voto: Nenhum
imagem de Alberto Pirro
Alberto Pirro

mas censura ocorre aqui

mas censura ocorre aqui também! no Noblat, no PHA etc etc !  porque o RA não pode excluir um comentario que vai contra o pensamento dele, e o Nassif pode?

Seu voto: Nenhum (11 votos)

não conta pra mais ninguém

fica só entre a gente tá

que voce postou no RA!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

'Entre a humilhação e a servidão, eu assumo o risco da luta'
José Genoino

imagem de Fernando G Trindade
Fernando G Trindade

Meu prezado Nassif, Gosto

Meu prezado Nassif,


Gosto muito do seu blog. Aqui temos bons debates (os melhores de que participo na internet) e também uma impressionante quantidade de informações sobre assuntos interessantes e diversos.


Também em geral concordo no fundamental com suas análises, mas volta e meia discordo radicalmente.


Esse seu post  é horroroso exemplo de uma perspectiva elitista que eu pessoalmente repudio.


Você se iguala ao que há de mais reacionário nas elites brasileiras em não aceitar (por não entender) o País, em não aceitar a eleição para o Parlamento  de cidadãos que julga 'não preparados'.


Me fez recordar o parágrafo de abertura de 'Raízes do Brasil' de Sérgio Buarque, em que há o registro do lamento da elite brasileira, que se sente desterrada em sua terra:


"A tentativa de implantação da cultura européia em extenso território, dotado de condições naturais, se não adversas, largamente estranhas à sua tradição milenar, é, nas origens da sociedade brasileira, o fato dominante e mais rico em consequências. Trazendo de países distantes nossas formas de convívio, nossas instituições, nossas idéias, e timbrando em manter tudo isso em ambiente muitas vezes desfavorável e hostil, somos ainda hoje uns desterrados em nossa terra. Podemos construir obras excelentes, enriquecer nossa humanidade de aspectos novos e imprevistos, elevar à perfeição o tipo de civilização que representamos: o certo é que todo o fruto de nosso trabalho ou de nossa preguiça parece participar de um sistema de evolução próprio de outro clima e de outra paisagem.


Assim, antes de perguntar até que ponto poderá alcançar bom êxito a tentativa, caberia averiguar até onde temos podido representar aquelas formas de convívio, instituições e idéas de que somos herdeiros".


Lamento muito que você reproduza e legitime essa alienação tão bem retratada por Sérgio Buarque.


E quanto à sua demonização do populismo cá pra nós, como já bem disse um ilustre populista oriundo da elite paulista (por isso mesmo odiado pelos seus pares):


“Ser populista, para nós, é dar à função social do Estado uma amplitude que não teve até agora. É governar dando oportunidade a todos e procurando elevar cada um de acordo com suas possibilidades, porém amparando cada um de acordo com suas necessidades (...). Os que se separam do populismo, classificam-se, muito granfinamente, de democratas. Na verdade, porém, são apenas homens poderosos ou a serviço de grupos poderosíssimos que julgam que o Brasil deve continuar a ser das raras nações do mundo onde existe, de um lado, uma pequena minoria de milionários e, de outro, a grande maioria de paupérrimos e semi-pobres” (Adhemar de Barros em palestra radifônica transcrita em O Dia, de 13 de maio de 1949) .cf “Adhemar de Barros e o PSP”, Regina Sampaio, Global editora, 1982.


Por fim, afirmo que jamais houve no País Congresso Nacional mais representativo e mais vinculado aos interesses do povo brasileiro como o dos dias de hoje.


 


"



 

Seu voto: Nenhum

É Nassif, Não está Sendo

É Nassif, Não está Sendo Fácil, não!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Nassif foi provocador.

Os jovens mudam o mundo; é histórico.

Os jovens de hoje se ocupam das redes e é observado o avanço do obscurantismo em várias direções.

Para que maior constatação do que essa do vazio  que passa a sociedade e tão bem estudado e explicado por Bauman em sua série sobre "o vazio"; das relações, do amor, da vida, da modernidade, do modelo?

Sobre otimismo, digo que foi o vazio, o obscurantismo, que levou o mundo às grandes transformações. Não esqueçam que foi o "período das trevas" que culminou com o "iluminismo".

Não diminuam as manifestações das ruas que estão ocorrendo por todo o mundo.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Selma G
Selma G

Esperar algo de nossa

Esperar algo de nossa juventude é ilusão, tá todo mundo anestesiado, assistindo Globo e lendo Veja. Uma minoria  tem percepção de realidade, os que vão prá rua querem só festa, com raras exceções. 

Gostaria de ver uma análise aqui no blog do porquê dessa situação. Na minha humilde opinião começou com a deterioração da escola pública na ditadura,  com isso elitizando o ensino superior.Os alunos que saem dessas instituições são os futuros professores das universidades federais, os juízes, promotores e a  grande maioria de direita ou extrema direita.

 Falo isso por ser oriunda da escola pública (geração com mais de 50 anos) e observações como aluna dentro de uma faculdade de Direito, em uma universidade federal na década passada. 

Vou relatar um episódio ocorrido para ilustrar. Tínhamos um professor de filosofia que tinha por hábito humilhar alunos e ficava por isso mesmo.  Um dia resolveu fazer o mesmo comigo. Como estava praticamente começando a faculdade, procurei orientação com um professor, promotor, que me aconselhou a deixar prá lá. Fui a outro, também promotor, a mesma resposta. Mesmo assim entrei com uma representação contra o dito cujo e tive bastante dificuldade para conseguir colegas que testemunhassem na comissão formada para apurar o caso.

A procuradoria da universidade elaborou um parecer com mais de 80 laudas favorável a mim.

Resumo da ópera: o professor não sofreu nenhum tipo de punição, apenas pediu afastamento do curso de Direito.

Isso tudo ocorreu dentro de um curso de Direito.

Esperar o que dos profissionais formados nessa faculdade? Que se preocupem com injustiças aqui fora?

Outra coisa. Sabe quando descobri o que são direitos humanos, direitos fundamentais, direitos civis, direitos sociais etc? Quando fui elaborar minha monografia, sobre saúde (planos de saúde), que envolve constitucional e consumidor. Foi aí que fui ler Bobbio. Toda leitura era uma surpresa.

Seu voto: Nenhum

Sobre otimismo, digo que foi

Sobre otimismo, digo que foi o vazio, o obscurantismo, que levou o mundo às grandes transformações. Não esqueçam que foi o "período das trevas" que culminou com o "iluminismo".

E só "perdemos" uns mil anos nesse processo, sendo otimista.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Ed.

Vou explicar. São períodos de crise que impulsionaram o mundo às grandes mudanças. Sem esses períodos a elite, os que detém o "Status quo", conseguem mais facilmente manter tudo como está. Quando a corda aperta muito o povo grita; basta!.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de helbert
helbert

A pouco tempo atraz viviamos

A pouco tempo atraz viviamos no paraiso com LULA e o PT no governo, agora que a coisa está desandando aí vem os apocaliticos dizendo que o Brasil irá para o abismo. Acho que isto tudo por conta da prisao dos mensaleiros, Gente gente vamos parar com isto...... o pessoal que foi condenado tem culpa no cartório , deixem a democracia brasileira avançar.

Seu voto: Nenhum (17 votos)

A democracia não vai avançar

A democracia não vai avançar com tribunais de exceção condenando sem provas, escondendo provas de defesa e inventando teorias escalafobéticas para impor condenações injustas.

Algumas pessoas envolvidas nessa farsa jurídica deveriam ser julgadas por caixa dois, outras como o Pizzolato nem isso.

E o uso político da mais alta corte do País é coisa de ditadores das repúblicas de bananas, não de uma democracia.

Essa farsa é a maior ameaça á democracia brasileira porque representa o arbítrio e a negação total dos Estado de Direito e dos direitos civis.

 

Seu voto: Nenhum (11 votos)

ABAIXO A DITADURA

 

imagem de andre sousa
andre sousa

Fascista

Sim, pelo que vimos no julamento de exceção do mentirão, já sabemos como é sua democracia que "avança" desde que ponham as mãos apenas em PPPP pobre puta preto petista

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de helbert
helbert

Se quem cometeu o crime for

Se quem cometeu o crime for branco, rico,  preto, ou pobre, ou prostituta ou Ptista tem que ir para a cadeia mesmo.

Não venha colocar palavras em meu texto. Sou a favor da justiça seja ela pra quem for.

Tambem quero ver o mensalao do PSDB, do DEM ser julgado e torço para que eles tambem sejam condenados.

Passamos a junventude sonhando com um partido diferente que tinha como tema :   Melhorar a Vida do Povo e acabar

com a Corrupção!!!! ( Lambra?????) e que no poder se tornou tao sujo quanto os outros, só por este motivo já valeria

alguns anos de cadeia por ter enganado as pessoas de bem.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.