newsletter

Assinar

O ódio político nacional, dos anos 50 ao século 21

No apartamento em rua tranquila do Leblon, Celina do Amaral Peixoto convive bem com seus fantasmas queridos. Além da agricultura sustentável seu foco maior é a recuperação da memória do avô Getulio Vargas e do pai, Ernâni do Amaral Peixoto, um dos políticos mais influentes da história política do estado do Rio de Janeiro.

Acaba de enviar para a editora os escritos da mãe, uma espécie de Diário de Alzira Vargas.

A mãe foi a mulher mais poderosa do país. No dizer de Walther Moreira Salles, “a filha dileta de um ditador amado”.

No ataque integralista ao Palácio Guanabara, saiu de arma em punho nos jardins enfrentando os sediciosos. Era uma ligação tão forte entre pai e filha que, quando ela viajava, Getulio se sentia mais só. E, após a morte do pai, Alzira só se pacificou depois que escreveu o livro “Getulio e eu”.

Tem poucas lembranças pessoais do avô, que se matou quando ela era ainda criança. Mas é testemunha e vítima da campanha infame movida pela mídia e pela oposição, comandada por Carlos Lacerda. Até hoje não se fecharam as cicatrizes dos ecos da campanha.

Foi algo que teve início bem antes do seu nascimento.

Quando a mãe era ainda criança,  no início do primeiro governo Vargas, foi fotografada assistindo a uma passeata sentada na calçada chupando um sorvete. Durante anos a foto foi utilizada pela imprensa como prova de que a filha de Vargas era comunista. Sabe-se lá o que o picolé tinha a ver com o comunismo.

Quando deposto, em 1945, o ditador Vargas, o homem que comandou o país ininterruptamente de 1930 a 1947, de forma absoluta de 1937 a 1945, não tinha uma casa para morar. Foi para São Borja morar na casa emprestada pelo irmão Protásio. É a imprensa alardeando sua suposta corrupção.

Nem depois de sua morte, em 1954, cessou o ódio.

Vindos do Sul, os Vargas experimentaram décadas da solidão do poder. Depois da morte de Vargas, a solidão do ódio. A família morava em um apartamento no bairro do Flamengo, durante bom período com segurança de metralhadora à porta devido às ameaças recebidas. Tiveram que suportar as denúncias de corrupção da família, sabendo de dentro a retidão da maioria de seus membros.

Meninas, às vezes Celina e sua prima, filha de Jandira, atendiam o telefone. Do outro lado, vozes da treva vociferando que não bastava Getulio morrer, mas toda família teria que morrer.

Era pior que as delações da Lava Jato, recorda Celina, porque não tinha justiça envolvida, todos os jornais contra, com exceção da voz solitária da Última Hora, e uma oposição ferrenha de pessoas letradas, preparadas, diferente de hoje, acusando Getulio de tudo.

Embora presidente eleito, Getulio não tinha um veículo de mídia capaz de se contrapor à atoarda dos veículos tradicionais, para defendê-lo ou ao menos reconhecer aspectos positivos em seu governo.

Depois da morte de Vargas, a família se manteve fechada, dona Darcy, a viúva, cuidando de suas obras sociais, Alzira cuidando da FGV, Celina dos trabalhos do CPDOC, a maior parte da família de volta ao sul. Filhos e netos sofreram bastante nesse clima de ódio.

Celina nunca cruzou com Carlos Lacerda, o grande algoz de sua família. E dá graças a Deus por isso.

Mas sua alma começou a se apaziguar quando, através da amiga Maria Clara Mariani, se aproximou de seu marido, Sérgio Lacerda, o primogênito de Carlos.

Aos poucos foi se consolidando uma amizade sincera, uma convivência que amenizou o coração de Celina e também de Sérgio. É como se ambos se valessem da amizade para purgar o veneno inculcado na alma brasileira naqueles anos terríveis de macarthismo tropical, que se julgava que não voltassem mais. O mesmo racha entre amigos, a mesma campanha vociferante, o ódio inculcado dia a dia, manchete a manchete, o maniqueísmo avassalador, o anticomunismo mais anacrônico, visando despertar temores supersticiosos da malta.

Tudo isso era Brasil. Tudo isso é Brasil.

Média: 4.6 (33 votos)
109 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Não mudou nada de lá prá cá,

Não mudou nada de lá prá cá, a mídia continua a mesma ou pior, o Judiciário a reboque da mídia,...triste...

Vargas: "Se as aves de rapina querem o sangue de alguém, querem continuar sugando o povo brasileiro, eu ofereço em holocausto a minha vida" -  dizia a Carta.

http://www.cartamaior.com.br/?/Coluna/Vargas-suicidado/31660

Seu voto: Nenhum (3 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Severino Januário
Severino Januário

Getúlio veio para dar um fim

Getúlio veio para dar um fim à ditadura - simulacro de democracia da República Velha, que concentrava todo o sangue da nação na alimentação do interesse privado dos barões paulistas do café, deixando o resto do país entregue à miséria absoluta. Menos o Rio Grande, que sofria um processo político indendente e revolucionário, do borgismo. Foi contra aquela mesma miséria que se levantou a coluna Prestes, vindo em seguida o riograndense Getúlio como a outra solução viável de continuidade para uma mesma  luta.

Até nos confins do sertão nordestino, vemos exemplares de casarões de coronéis e quase nenhuma outra arquitetura. Isso em se falar do tempo anterior a Getúlio, porque por todo o sertão floresceu uma arquitetura típica, de pequenos proprietários, casas rurais e urbanas até bem modestas, mas dignas e de estilo inconfundível, todas da década de 30. Foi um milagre de renascimento em todo o Nordeste, fruto direto da Revolução de Getúlio Vargas, que levantou o país inteiro, inclusive mesmo São Paulo, da cruel situação em que os barões do café o tinham enterrado.

Estes mesmos barões fincaram os esteios de uma imprensa maldita que até hoje empunha seu mesmo ideal de ser contra tudo o que promova o progresso social e econômica do país. Aliás, foram eles que, para chegarem ao poder, compraram toda a imprensa do Rio e patrocinaram aos poucos a queda do Imperador, num plano diabólico em que não está bem esclarecido se e o quanto tiveram ajuda de seus sócios norte-americanos, para os quais o Império do Brasil era uma ameaça terrivel ao domíniio completo do continente.

Seu voto: Nenhum

Virou bairrismo

Tenho notado que essas polêmicas em torno de Getúlio Vargas tornam-se cada vez mais uma discussão bairrista contra São Paulo. Os barões paulistas do café deixavam a população na miséria? Ué, e por acaso era diferente com os latifundiários do nordeste e do próprio Rio Grande do Sul?

Getúlio Vargas veio substituir uma democracia de mentira por uma ditadura de verdade. Isso é progresso?

O borgismo, que reelegeu o mesmo governador cinco vezes, era mais democrático que o café-com-leite, que não reelegeu nenhum presidente? O borgismo, inspirado pelo positivismo, foi um antecessor longínquo do regime militar de 1964. Haja visto que a maioria dos generais-presidentes era do Rio Grande do Sul. Coincidência?

Essa propensão dos petistas atuais de incensar Getúlio Vargas só mostra a vocação totalitária desse pessoal, longamente escondida desde a campanha das diretas-já. Mas os tempos são outros, e vocês não têm força para implantar uma ditadura. Contentem-se em insensar Getúlio Vargas.

Seu voto: Nenhum
imagem de Luiz Augusto Fonseca
Luiz Augusto Fonseca

Outros poderiam ser mais

Outros poderiam ser mais modestos: se concentrar em aprender a escrever "incensar."

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de medroso curitibano
medroso curitibano

o conluio entre alguns

o conluio entre alguns setores da burocracia com a

grande mídia - a golpísta - parece evidente inclusive historicamente.

contra getúlio, contra jango, tudo muito avassalador...

tem uma matéria no tijolaço sobre o advogado nilo batista.

o site remete a im estudo de nilo intitulado mídia

e sistema  penal no capitalismo tardio, onde analisa a questão...

tem a ver com vazamento, essas coisas...

diz que hitler aifrmnava que quando  a propaganda já conquistou uma nação

inteira para uma ideia, surge o momento adequado para a orgnização, por um  punhado de homens,

retirar (disso) as consequencias práticas"...

daí o nazismo e as referencias que se faz a moro

sobre o fascismo, camisa negra, essas coisas...

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Marcio Rodrigues
Marcio Rodrigues

Briizola não deixou como

Briizola não deixou como legado somente mais de 500 CIEPS, para educação em tempo integral (não como escreveu um comentarista contumaz deste blog, que resumiu a obra em meia dúzia de escolinhas). Deixou uma célebre intervenção quando o corvo JURAVA cumprir a constituição. Mas temos historiadores que querem fazer a história, de sua maneira.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Marcio Rodrigues
Marcio Rodrigues

Briosa não deixou como legado

Briosa não deixou como legado somente mais de 500 CIEPS, para educação em tempo integral (não como escreveu um comentarista contumaz deste blog, que resumiu a obra em meia dúzia de escolinhas). Deixou uma célebre intervenção quando o corvo JURAVA cumprir a constituição. Mas temos historiadores que querem fazer a história, de sua maneira.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Pedro Augusto
Pedro Augusto

A bravura pessoal de Getúlio

A bravura pessoal de Getúlio Vargas era reconhecida. Valente até a inconsciência do perigo. Frio, calculista, mas humanista. Estava com 71 anos, embora envelhecido mantinha-se resoluto.

http://mundovelhomundonovo.blogspot.com.br/2015/12/espectro-do-impeachme...

 

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de mauro silva1
mauro silva1

nuvem tóxica sobre santos

nassif

uma nuvem tóxica é sentida no bairro do embaré, em santos, há pelo menos 1 hora.

e a população não tem nenhuma informação.

o gosto é desagradável, até intolerável e acho que crianças, idosos e pessoas com problemas respiratórios certamente terão problemas sérios.

resido a pelo menos 8km do acidente no terminal da local frio;

a situação é muito grave.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ação e reação

Quando se estabelece o populismo, e a figura central passa a receber apoio acrítico, quando se substitui a racionalidade pelo apoio emocional, a reação do lado oposto cresce de intensidade também emocionalmente, deixando a racionalidade de lado.

Aconteceu com Vargas, aconteceu com Peron, acontece com Lula.

Governos populistas, via de regra, acabam em tragédias. Se forem apenas tragédias pessoais, melhor.

Pior é quando terminam em tragédias sociais.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

"Nascem demasiados homens, para os supérfluos criou-se o Estado"  Zaratustra

imagem de João Luis
João Luis

Ah, Perón! Bem lembrado, você

Ah, Perón! Bem lembrado, você é um lacerdista dos antigos.

Exercícios triviais para quem sabe tudo:

1. Defina populismo de maneira a englobar simultaneamente Getúlio, Perón e Lula sem faltar com a verdade.

2. Demonstre que o populismo assim definido é pernicioso para a sociedade.

3. Demonstre que o apoio a esses presidentes foi acrítico e não resultado de uma expressiva melhoria das condições de vida da maior parte da população.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Alvaro Fernando
Alvaro Fernando

Sobre o que se diz do populismo e os fatos

Excelente sua resposta, sr. João Luiz! 

Deixou completamente sem argumentos aqueles que se usam desse 'chavão' mágico do "populismo". 

Em suma, parecem assumir apenas que são excelentes políticos os acusados de serem "populistas"... 

Seu voto: Nenhum
imagem de Felipe Lopes
Felipe Lopes

João Luis

Uma maneira informal de apresentar o populismo pode ser o apelo emocional e simplificador exacerbado na retórica e na propaganda de um político. Você tem esse elemento nos três. Getúlio, apesar de sua frieza pessoal, pela propaganda ufanista, Peron dispensa comentários, e Lula, pela retórica de que qualquer crítica a ele provem de pessoas que não gostam de pobres, de nordestinos, que não toleram ver um operário no poder, etc. O apelo emocional desse tipo de vitimização em um país desigual como o nosso é enorme. Eu mesmo considero ter tido meu primeiro momento de consciência política, lá na minha pré-adolescência, quando tive consciência do quanto nosso país era injusto. A revolta contra a injustiça é plenamente racional, mas na retórica do Lula ela se tornou um apelo emocional-populista porque passou a ser utilizado a torto e a direito para desqualificar e não ter que responder a qualquer crítica, para não ter que responder por nenhum ato. Você pode pensar ainda no apelo emocional de se falar em uma  "mãe" do PAC, na simplificação de se tratar qualquer assunto em termos de metáforas futebolísticas, etc., mas essas simplificações não são tão nocivas quanto a primeira. Para ver que o populismo é pernicioso, basta observar que a Argentina vive uma política radicalmente dividida e emocional até hoje, além de se tratar, como se diz, do único caso de país de primeiro mundo que regrediu ao terceiro (sendo a linha divisória na passagem do primeiro ao terceiro mundo foi... Peron, seguindo a mesma lógica de sempre: ganhos sociais no começo, perdas sociais do mesmo tamanho depois, pela irresponsabilidade econômica). No caso de Getúlio e de Lula, o apelo emocional do seu discurso não aceita críticas racionais, e por isso a reação a ele também é emocional. No caso de Getúlio, a história nos mostra seus adversários raivosos, no caso de Lula, os neo-conservadores que só faltam babar é a contrapartida emocional de direita à simplificação retórica da nossa esquerda. Por fim, o populismo invariavelmente acaba por fazer retroceder os ganhos sociais originais, como já mencionei: o populismo não fica apenas no discurso, faz-se populismo também na economia e na administração pública. Não sou contra nenhum programa social do PT, mas completamente contrário a seu populismo na economia e na administração, que nos levou ao retrocesso que vivemos atualmente nos ganhos sociais obtidos nos anos anteriores. Quer mais um exemplo de ganhos sociais nos primeiros anos de populismo e que são perdidos posteriormente pela irresponsabilidade populista em economia? A Venezuela. Quer mais exemplos?

Seu voto: Nenhum
imagem de Fábio Henrique Carmo
Fábio Henrique Carmo

Você cita os períodos de

Você cita os períodos de Lula, no Brasil, e Peron, na Argentina, para supostamente “comprovar” que, nos governos ditos “populistas”, após um período de dito de “bonança”, vem uma tempestade decorrente de alegadas irresponsabilidades econômicas praticadas pelos mesmos. Entretanto, esquece que ao fim do período getulista o Brasil não teve período de retração econômica gerada pela política governamental. Muito pelo contrário, com o subsequente governo JK (também acusado de “populista”), o País teve um período ainda maior de progresso econômico e social, interrompido poucos anos depois pelo regime militar.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

O populismo de Wall Street

 

  Me parece que quem não consegue racionalmente analisar o país é quem quer associar o que ocorreu neste pais com o populismo getulista , peronista . Populismo tem sido um outro nome para tratar de forma pejorativa todo e qualquer governo que se voltou para as classes mais desfavorecidas. Sob este titulo todos que sempre defenderam  primeiro para os ricos, ou primeiro para o mercado, consideram que tudo que ocorreu nas últimas décadas é populismo. Isto é  apenas panfletaria. Esta análise foi criada por alguns da imprensa e outros ou acreditaram ou apenas  repetem. Passamos pela maior crise economica do mundo , gerada pela ganância de Wall Street. Ou seja os canones de mercado e a visão monetarista  nos levaram  a um quase colapso da economia mundial. Segundo esta análise rasteira apresentada devemos procurar o populismos nos agentes de Wall Street. A politica monetarista empregada há anos na europa não consegue debelar a crise que se espalha na Europa do SUl.. Talvez vocês queiram culpar o populismo. Nossa economia respondeu muito bem há anos de duração desta crise, mas agora esta crise nos afeta. Precisamos repensar o que vem a frente? Sem dúvida, mas não creio que seja colocando a culpa no populismo mas sim apresentando propostas  o que não vejo ninguem fazer. Talvez queiram  que de novo façamos a tal da "lição de casa" que na Europa não está dando resultado.  Este discurso é puramente ideológico e vem sendo levantado para destruir e apagar da história o fato de que  foi a intervenção do estado  sobre a economia, com uma política desenvolvimentista que retirou o Brasil do buraco que a política privatista de FHC nos havia metido.

Assim numa primeira crise depois de anos,  essa pessoas querem destruir toda uma história e ao atacar o populismo deixam claro que o objetivo da política que pretendem quer o retrocesso, quer uma política que não alcance os desfavorecidos e aumente ainda mais o fosso social para que os aeroportos fiquem mais "chiques". E esta tal de retrocesso que tanto falam é na verdade a expressao de um sonho que acalentam. Este retrocesso social é tudo que mais desejam.

 Mas o Brasil não vai retroceder, os trabalhadores não vão deixar que seus direitos sejam retirados de maneira tão simples. Estamos muito mais fortes,  continuamos sendo a oitava economia do mundo, passando por uma cris e, assim como todas as outras sete, que ainda estão em crise. Mas neste período as políticas ditas populistas do Lulismo, criaram um mercado interno com ascensão de 30 milhões . Durante este período  passamos a credores do FMI e para quem não sabe somos credores dos Estados Unidos.  Compare no momento quantos estudantes temos nos cursos superiores. COmpare quantas universidades  publicas , quantas escolas técnicas   . Compare quantos anos ficamos com pleno emprego, e tenha certeza que o Brasil de hoje é muito muito mais forte do que o de FHC.  Voces falam de inflação e desemprego, então vejam a Europa do Sul como anda. 

Falar de Venezuela sem analisar o papel da crise do Petroleo é ignorancia , estupidez ou má fé.  Não estou com isso querendo dizer que não  houve erros no governo Maduro,  mas sem uma análise o simples adjetivo populista parece servir para estas cabeças pequenas. Além do mais comparar o que houve no Brasil com o Chavismo é  também ignorância , má fé  e puro discurso ideológico.Isto é tão raso quanto o velho coro de que vivemos numa ditadura comunista.  Quanto ao fracasso de governos quero relembrar  o governo de privatista de FHC  acabou com  taxas de inflação e desemprego mais altas do que as atuais  nos deixou também endividados e  escravos do  FMI .

Em resumo já que para vocês, fracasso é igual a populismo, talvez  queiram acusar  Wall Street , o governo americano, a OPEP ,  Comunidade Européia de populistas. E claro também se pode acusar o FHC de populista.

Seu voto: Nenhum
imagem de Felipe Lopes
Felipe Lopes

Frederico

De forma alguma reduzo o populismo a governos que favorecem as classes mais pobres. Bolsonaro é um populista, Hitler e Mussolini são populistas, assim como Putin, Donald Trump e Berlusconi o são. Lula, Getúlio e Peron tem em comum o culto à personalidade, outro ponto do populismo que esqueci de mencionar. O culto à personalidade tem desapreço às instituições, de onde, talvez, o PT ter se "lambuzado" tanto no poder. O período final de Getúlio foi de instabilidade política, como mencionei, visto o apelo emocional e personalista apenas ser contraposto por apelos tão emocionais quanto, pela oposição. É uma praga, tanto à esquerda quanto à direita o populismo tende a polarizar e valorizar o emocional no lugar do racional nas discussões políticas. É essa porcaria que tomou conta do país nos últimos dois anos. E um dos motivos pelos quais sempre desgostei do discuros de ricos contra pobres e de sudeste contra nordeste que Lula usou desde sempre. O populismo do discurso de Lula se espraiou por todo espectro político. Vejo pessoas inteligentes incensando um idiota como o Bolsonaro só pelo "desabafo" emocional que ele faz. Dureza... mas é o que acontece.

Seu voto: Nenhum

Os quatro tipos de países

Segundo um reputado economista britânico, existem no mundo quatro tipos de países: os desenvolvidos, os subdesenvolvidos, o Japão e a Argentina.

A Argentina foi de fato o único exemplo de país que passou do primeiro ao terceiro mundo, mas a culpa não pode ser creditada unicamente a Perón; o ponto de inflexão começou mesmo em 1930 quando o presidente eleito foi derrubado e iniciou-se um período de intervencionismo militar que só terminou nos anos 80. Perón foi apenas um dos muitos governantes totalitários e desastrados, mas sem dúvida o mais audacioso de todos. Fica difícil explicar em poucas palavras a descida da Argentina para o terceiro mundo, mas um bom resumo pode ser encontrado em uma carta que Perón envio a seu colega chileno em 1953:

"Dê ao povo, principalmente aos trabalhadores, tudo o que for possível. Quando achar que está dando demais, dê mais ainda. Verá os resultados. Como de costume, todos tentarão assustá-lo com o fantasma do colapso da economia. Mas é tudo mentira. Não existe nada mais elástico que a economia, que todos temem porque ninguém entende"

Tampouco ele entendia...

Seu voto: Nenhum
imagem de João Luis
João Luis

Quanta bobagem. Você reduziu

Quanta bobagem. Você reduziu o governo do PT às metáforas futebolísticas e ao slogan mãe do pac como se a população tivesse votado no PT por causa disso e não por causa das políticas sociais e investimento em infraestrutura (cadê o apagão?), que não tem nada de simplificadoras. Diz que a Argentina regrediu ao terceiro mundo mas não atribui isso ao retrocesso causado pelos militares e pelo neoliberal Menem.Quando é que o discurso do Getúlio, baseado nas conquistas trabalhistas e sociais (por exemplo salário mínimo) pode ser considerado simplificador? À parte o slogan pai dos pobres, as políticas e o discurso de Getúlio não podem ser considerados simplificadores.

Você está reprovado.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

De redução em redução...

O PT teve seu bom momento até a metade do segundo mandato de Lula, quando seguiu uma política econômica pragmática, que mantece a estabilidade herdada do Plano Real, e assim pôde surfar com segurança o momento favorável da economia mundial. Mas de lá para cá foi recaindo nos velhos vícios populistas, abandonou o rigor orçamentário, reviveu o ultrapassado nacional-estatismo e assim foi parar onde está agora. O PT não foi reduzido, o PT se auto-reduziu.

Getúlio Vargas teve vários momentos, mas é uma figrua muito mais complexa do que Lula. Em seu primeiro governo o culto à personalidade foi tão praticado que teve até repartições públicas dedicadas a essa tarefa, como o DIP, mas esse estilo era mais ou menos o padrão da época. No segundo governo ele fez o papel de vítima, e foi aí que se cristalizou a imgem de populista e "pai dos pobres".

A regressão da Argentina ao terceiro mundo ocorreu muito antes da época dos militares de de Menem, quando esses chegaram ao poder, a Argentina já estava no terceiro mundo. E vale lembrar que o "neoliberal" Menem era tão peronista quanto o casal Kirshner.

Seu voto: Nenhum
imagem de Felipe Lopes
Felipe Lopes

João Luis

Você nem mesmo se prestou a ler o texto que escrevi com atenção, tanto que disse: "Você reduziu o governo do PT às metáforas futebolísticas e ao slogan mãe do pac como se a população tivesse votado no PT por causa disso". Eu disse que as metáforas futebolísticas e o slogan de mãe do PAC são tão somente coisas bobinhas ditas para pessoas bobinhas, mas que o grave mesmo é a rejeição de qualquer crítica contra o governo com o argumento de que quem critica não gosta do pobre. Isso com o tempo acabou com qualquer diálogo no país, e hoje vemos os efeitos nefastos desse discurso malandro com a polarização da sociedade brasileira. Se não consegue entender um texto báisco como esse, ser "reprovado" por você é motivo de orgulho, rsrsrs. No mais, uma frase boa para o governo e para os petistas: critique um sábio, e o fará mais sábio, critique um tolo, e fará dele seu inimigo. O PT agiu como um completo tolo para com os que tentavam chamar a atenção para os problemas desde que asumiu o governo. 

Seu voto: Nenhum
imagem de anac
anac

Não exija muito dele. Pode

Não exija muito dele. Pode dar curto circuito em seus dois neurônios. Tenha caridade com o PIB, o perfeito idiota brasileiro. Até porque ele é um inocente util que serve aos seus senhores. Pior é que ele é feliz em ser mero serviçal. E se contenta com as migalhas das farras dos seus senhores. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

A imagem de Vargas vem de seu último dia

Sucede com Getúlio Vargas a mesma síndrome que acometeu o chileno Salvador Allende: a imagem dele que ficou para a posteridade foi aquela lançada em seu último dia de vida. De Allende ficou a figura do mártir da legalidade, que resistiu com dignidade em seu palácio bombardeado. Foi apagada a figura do presidente desastrado e ingênuo que arruinou a economia e levou a um estado de pré-guerra civil o país que era até então o mais estável e democrático da América Latina.

De Getúlio Vargas ficou a imagem do mártir das esquerdas nacionalistas, e apagado da História foi o ditador simpatizante de regimes fascistas que encarcerou e torturou mais comunistas que qualquer outro governante brasileiro. O papel de vilão sobrou para Carlos Lacerda, reduzido a um corvo agourento, suposto traidor da pátria e opositor da industrialização do país.

Mas romance é romance, História é História.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Você vive em um país que quem

Você vive em um país que quem construiu foi Getúlio Vargas. E nele, o que há de ruim em boa parte se deve aos eternos inimigos de Getúlio, que coincide serem também inimigos do próprio Brasil.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

A fila andou, Severino

Sim, eu vivo em um país construído por Getúlio Vargas. Mas o tempo dele já passou.

Seu voto: Nenhum

Soldadinhos

CLIQUE NA IMAGEM PARA MAIS TIRINHAS!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

para quem não conheceu a

para quem não conheceu a caracrterística fundamental do chamadoo udenismo,.

a udn nasceu sob o "signo ds liberdade.

e seu preço é a eterna vigilancia", segundo virgilio de mello franco, em 46.

como hoje fazem os tucanos, denunciava tudo.

´por issso se fala no moralismo udenista....

não ganhava uma eleição...

exagerou tanto nas denúncias com lacerda, que acabou vencendo, mas paradoxalmente

era um golpe militar, o de 64...

para afonso arinos de mello franco, havia duas direitas antidemocráticas aninhadas na udn.

uma que detestava a herança varguista e aspirava a ditadura  militar por motivos políticos.

(hoje há tucanos que odeiam a herabça lulopetista e querem o golpé)...

e outra direita, segundo franco, "que tendia tb para a ditadura militar, mas por reacionarismo economico

e hostilidade ao progresso socia"l.

as definições de franco se alinham com quais

grupos tucano-udenistas-demonistas de hoje? 

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

para quem não conheceu a

para quem não conheceu a caracrterística fundamental do chamadoo udenismo,.

a udn nasceu sob o "signo ds liberdade.

e seu preço é a eterna vigilancia", segundo virgilio de mello franco, em 46.

como hoje fazem os tucanos, denunciava tudo.

´por issso se fala no moralismo udenista....

não ganhava uma eleição...

exagerou tanto nas denúncias com lacerda, que acabou vencendo, mas paradoxalmente

era um golpe militar, o de 64...

para afonso arinos de mello franco, havia duas direitas antidemocráticas aninhadas na udn.

uma que detestava a herança varguista e aspirava a ditadura  militar por motivos políticos.

(hoje há tucanos que odeiam a herabça lulopetista e querem o golpé)...

e outra direita, segundo franco, "que tendia tb para a ditadura militar, mas por reacionarismo economico

e hostilidade ao progresso socia"l.

as definições de franco se alinham com quais

grupos tucano-udenistas-demonistas de hoje? 

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

não é só por causa da

não é só por causa da incompetencia dos intelectuais piguentos

que a burguesia hoje é mais fraca do que    a da burguesia da decada de 50.

para bresser pereira, tudo foi comprado pelas multinacionais.

a desnacionalização é profunda.

os empresário que venderam suas enmpresas viraram rentistas...

talvez seja essa burguesia rentista que quer juros altos?

e virou golpista?

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

até o insuspeito ex-tucano e

até o insuspeito ex-tucano e ex-ministro do governo sarney, o economista   bresser pereira

já disse que os ricos nutrem ódio   ao pt e a dilma, segundo matéria

assinada pela  jornalista eleonora de lucena na folha do dia dia 1 de março do ano passado.......

e destacou o espírito golpísta dos ricos.

conta que houve cinco pactos políticos    no brasil:

 getúlio - nacional-popular -  30 a 60

ditadura - autocrático - 64  77 - concentrador de renda

pacto democrático-popular de 77 - transição. fracasso.

lula -  pacto nacional-popular, com industriais, trabalhadores, setores

da burocracia pública, classe média baixa..

sucesso.

de repente, dilma.

aí ele alinha o mensalão.

o pacto evaporou-se. a direita unifica-se.

ódio. não era preocupação nem medo. 

era ódio, diz bresser...

"esse ódio decorreu do fato de ser,pela primeira vez,um governo de esquerda,

e   que se conservoui de esquerda.

fez compropmissos, mas não se entregou. continua a defender os pobres contra os ricos.

bresser lamenta que voltamos ao udenismo e ao golpismo. - não há chance disso funcionar - garante ele.

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Orlando Rodrigues Ferreira
Orlando Rodrigues Ferreira

Ódio de antes até o dia atual ?

É sabido de que fazer um comparativo entre Getúlio Vargas equalquer policozinho da democracia demagoga é mera ignorância ou falta de visão de fato.

Governar e ser odiado é inerência da coisa. Aliás quem ler e vive em sociedade é ciênte disso e muito mais. É a vida pública cotidiana de quem se preocupa com o país.

Não há ódio e sim uma espécie de repulsa contra uma graude administrativa, que dirige o país com açõe idênticas as coloniais, fazendo um quebra pequeno dentro dos três poderes e criando o seu fiscal " Moderado ". Este que aprova as apologias aos crimes de colarinho branco e deixando a sociedade a mercê do quarto poder. Que ao tomar posse de sua vez comanda o país seguindo exemplos dos altos escalões nos poderes do Brasil. O poder marginal. Comandado pelas grentes de PC's ou Comandos tais, que segue de vento e polpa fazendo sua vez de governante.

Afinal os eleitos têm outras prioridades. E as Supremas Cortes Judiciárias acata os conluios e aplaudem as ações aplógicas aos ilícitos atuais e concomitantes.

A sociedade não odeia. Se opõe ao podre. Quem pratica ilicitudes e quem compactua apçaudindo e ovacionando. 

 

  ... Quem oculta o crime tem culpa também...

É assim bem do brasileiro de verdade. Ciência de que Getúlio Vargas foi, é e empre será incomparável a qualquer bostético analfabeto e bandido, que tente subestimar a capacidade de percepção dos outros.

Ainda carecemos de governo e de um povo literalmente honesto.

Não há ódio e sim repúdio ao crime organizado dentro dos comando do país. Não vamos aplaudir isso, vai de encontro a amostra do nosso legado de caráter da educação doméstica, absorvida por osmose no sacro santo lar.

Seu voto: Nenhum
imagem de Luiza
Luiza

Que país queremos? Qdo vamos encarar de frente?

Getúlio e a Petrobras. Lula e Dilma e o pre-sal. O assassino sempre volta ao local do crime e, por incrível que pareça, utilizando da mesma estratégia e modus operandi do passado. Mudam os nomes e as cabeças que ocupam as cadeiras mas o objetivo continua o mesmo. O Brasil sofre de amenésia e o preço a se pagar é alto. Negar educaçao ao povo foi o pulo do gato para possibilitar a ocupaçao de todos os espaços [economico, social, político etc,] sem nenhuma resistencia capaz de impedir o desfecho final. Tudo isso foi o Brasil. Tudo isso é o Brasil hoje. 

O Brasil tem 515 anos de dominaçao. O que nós podemos fazer para mudar o rumo da nossa história?? A única saída para nós brasileiros e para o Brasil que queremos é auditar a dívida pública. Deem uma chance, assistam ao vídeo abaixo e entendam porque essa é que é a nossa verdadeira luta. Como o vídeo é um pouco longo, acessem a partir dos 13 minutos. Tenham um pouquinho paciencia e assistam até o final, garanto que vale muito a pena.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de antonio barbosa
antonio barbosa

A comparação é dicotômica.

A comparação é dicotômica. Ora, ora, Getúlio Vargas o propagado pai dos pobres, o homem que estabeleceu as leis trabalhistas também teve seu lado negro. Durante os anos de repressão de sua ditadura haviam torturas e assassinatos políticos que faziam parte da repressão policial no Estado Novo. Antes deste período houve a Intentona Comunista de 1935 e a Revolução Constitucionalista de 1932 que deixaram um saldo de mortes e destruição sem paralelo após a proclamação da República. Getúlio foi um homem ambíguo que navegou em muitos mares revoltos: comunismo, fascismo e nazismo apesar de nunca ter-se definido com nenhum deles. Entretanto membros de seu governo eram simpatizantes do nazismo, sendo o mais famoso Filinto Müller, chefe de polícia do Distrito Federal, e responsável pela deportação de Olga Benário, mulher do líder comunista brasileiro Luis Carlos Prestes, para a Alemanha nazista. Então é explicável que haveria um avalanche de notícias na imprensa da época contra tudo isso. Ou não será esse o papel da imprensa? Muito diferente dos regimes comunistas aonde a imprensa só pode falar bem do governo com risco de morte (vide hoje a Venezuela). Ingênuo este paralelo de ontem e de hoje, porque quem plantou o ódio no povo foi o PT de Lula e o próprio Lula. Quem vive a falar mal das "zelite" da qual o Sr. Lula faz parte é ele mesmo. Quem joga preto contra branco, norte contra sul, gays contra héteros, pobres contra ricos é o PT e os partidos comunistas asseclas. Tão reclamando agora do próprio veneno. Conhece o ditado: "Quem com ferro fere com ferro será ferido?". Quantas difamações o PT promoveu e tentou promover ao longo de sua trajetória? (vide caso do dossiê dos aloprados contra Serra). E vou te dizer mais, as coisas ainda estão bem calmas frente ao assédio das esquerdas em querer implantar sua ditadura do proletariado no Brasil e o içamento dos "lideres eternos" como Lula. Quem vive dizendo que vai chamar o exército de Stédile? Que vai colocar no paredão e fuzilar os direitistas? Que vai pegar em armas se Dilma cair? Ódio? Tá de brincadeira! Ainda não há ódio o suficiente, pois quando houver, não serão com palavras que as coisas vão se resolver. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Acredito que com a expressão

Acredito que com a expressão "lado negro" você quis dizer lado fraco, prque em seu ror de simbolismos o que é negro deve ser fraco, ou sujo. Mas uma mancha tem que ser vista no contexro, até a pintura da Capela Sixtina tem erros grosseiros, encobertos pelo geral da obra magnífica. Até Cristo teve suas fraquezas.

Seu voto: Nenhum
imagem de gustavo SP
gustavo SP

Perfeito

A analogia com dias atuais procede sim. O que se fez com Lula ante Collor, com Brizola no Rio, e agora com a demonizacao de dilma, é recorrente e nao serão os ultimos casos.

 

Sao meia duzia de gente que detém o poder economico ha decadas, e que obviamente nao permite uma alteracao no cenario. daí serem chamados de conservadores.

 

Estes conservadores agora tentam um golpe descarado, com gente infiltrada em todos niveis e orgaoes da sociedade, incluindo a Justiça.

 

pior de tudo é o papel da mídia, que a reboque dos donos do poder, se prestam a enganar, manipular, omitir, subverter.

Seu voto: Nenhum (14 votos)
imagem de gustavo SP
gustavo SP

Perfeito

A analogia com dias atuais procede sim. O que se fez com Lula ante Collor, com Brizola no Rio, e agora com a demonizacao de dilma, é recorrente e nao serão os ultimos casos.

 

Sao meia duzia de gente que detém o poder economico ha decadas, e que obviamente nao permite uma alteracao no cenario. daí serem chamados de conservadores.

 

Estes conservadores agora tentam um golpe descarado, com gente infiltrada em todos niveis e orgaoes da sociedade, incluindo a Justiça.

 

pior de tudo é o papel da mídia, que a reboque dos donos do poder, se prestam a enganar, manipular, omitir, subverter.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

essa matérie demonstra a

essa matérie demonstra a importancia de se buscar na história exemplos,

os quais, se bem interpretados, podem inlfuenciar o presente.

e transformar o futuro, com mudanças atuais. baseadas

nessa interpretação histórica......

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Acredito que do ano 50 ao

Acredito que do ano 50 ao século 21 o ódio político foi comum, mas variando de gênese, intensidade e características singulares dos atores envolvidos. Ou seja, em comum apenas o ódio político que emerge e eclode de acordo com cada contexto.

O ódio a Getúlio variou de acordo com as diversas fases que exerceu o Poder. Odiaram-no os paulistas, em especial as oligarquias cafeeiras; idem, o estamento político após a supressão da liberdade partidária em 1937, início da ditadura; bi-idem liberais e esquerdistas, em especial estes pelas perseguições, prisões, torturas e mortes; tri-idem os conservadores pelos avanços sociais, modernização do sistema eleitoral. Não é só.

Também o odiaram os anti-nacionalistas afinados e aferrados aos novos "donos" do mundo após a II Guerra, os Estados Unidos. Tão afinados que passaram a ser distinguidos como a "Banda de Música" da UDN, partido que fazia oposição ferrenha a um Getúlio que representava tudo que odiavam.

O que difere o ódio atual do praticado em antanho é o nível ou grau e a "qualidade" de seus praticantes. A intensidade talvez pela  existência de mais canais por onde verte e a "qualidade" em função, isso é inegável, do padrão intelectual inigualável dos atores políticos e sociais. Tem como equiparar, por exemplo, nesse mister Aliomar Baleeiro, Afonso Arinos, Olavo Bilac Pinto, José Bonifácio de Andrada  com Aécio Neves, Serra , Aloysio Nunes e até  mesmo Fernando Henrique Cardoso? Carlos Lacerda em termos intelectuais e inteligência valia por dez "reinaldos", cem "mervais"; enfim, por toda essa imprensa medíocre e limitada que hoje de certa forma ainda o tem como referência pelo viés persecutório, intimidador e chantagista. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de jameskafka
jameskafka

A grande diferença do Período

A grande diferença do Período Vargas para o que poderíamos denominar Período Lula (ou PT) é que, naquele - como bem observou o Nassif - não tinha justiça envolvida e a oposição abrigava pessoas letradas, muito embora se tratasse da inteligência diluída no mal. Hoje, o que prospera é a estupidez em seu estado mais sórdido, protagonizada por elementos que, em circunstâncias normais, jamais atingiriam postos de relevância mediana no Estado, que dirá estratégicos, como vem ocorrendo, para infelicidade geral da nação.

 

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de juliano roberto
juliano roberto

Getúlio foi um ditador que

Getúlio foi um ditador que tomou o país na porrada em 1930 e ficou 15 anos mandando e desmandando. Dizia meu avô que, como todo ditador, era um assassino. Elegê-lo presidente foi um dos nossos primeiros erros, símbolo poderoso de nossa Síndrome de Estocolmo. Lacerda foi um sujeito, pelo que me consta, que não se envolveu em corrupção ou ditaduras. Foi governador do Rio durante 4 anos e até hoje o que deu certo no Rio foram as coisas que ele nos legou, como obras de saneamento, abastecimento de água, Aterro e o projeto das linhas amarela e vermelha, tiradops do papel anos mais tarde.  Getulio foi um presidente daquele tipo que ajudou o mundo a formar o estereótipo da "republiqueta sul americana". Esse tipo podia ser de direita ou de esquerda, mas era o mesmo tipo. Lacerda nem presidente foi. Ganhamos ou perdemos? Quanto a mim, só tive o prazer de conhecer gente do calibre do Brizola, Lula, Sarney, Collor, FHC e Dilma. Sem falar de alguns presidentes militares, biônicos. Coitados dos meus filhos. O que eles ainda terão pela frente?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Pra quem acredita em Primeira República

Uma democracia com 2% de eleitores.

Uma democracia sem voto secreto, com eleitor trazido no cabresto pelo patrão ou pelo coroné.

Uma democracia que passou a década de 20, quase integralmente sob Estado de Sítio, com medo dos levantes operários e dos tenentistas e da Coluna Prestes.

Uma democracia que ignorou o legado da escravidão, e deu continuidade à sobreexploração da população negra.

Uma democracia que deportava lideranças operárias.

Foi isso que o Vargas removeu, desfilando militarmente do Rio Grande ao Rio de Janeiro.

Avalie bem as estórias do seu avô e perceba o lugar social de onde ele falava.

Se você quiser mais informações, acesse:  

cpdoc.fgv.br/producao_intelectual/arq/148.pd

o texto introdutório da Aspásia Camargo é interessante

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Batata

Então você quer dizer...

Então você quer dizer que uma ditadura de verdade é preferível a uma democracia de mentira?

Sei lá, prefiro a democracia de mentira...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de juliano roberto
juliano roberto

Amigo, obrigado pelo link mas

Amigo, obrigado pelo link mas não consegui acessá-lo. Deu erro 404.

Meu avô tinha 10 anos em 1930 e morava no Rio de Janeiro, filho de um contador com uma dona de casa. Também foi contador e se aposentou com um salário mínimo, ou seja, era alguém que não teve seu status prejudicado pela ascensão de Getulio ao poder porque jamais chegou perto de nenhum tipo de elite. Assim sendo, não tinha qualquer tipo de mágoa direta ou indireta com o fato.  Da mesma forma que falei para a outra colega que comentou, eu tenho dificuldade em acatar ditaduras, mesmo aquelas que mudam pra melhor coisas que eram piores. Houve ditadura na URSS, na China, na Coreia, em Cuba, em quase toda a América e o resultado sempre foi desastroso. Nâo sei citar nenhuma nação pela qual eu tenha admiração que tenha sido tomada por ditadores nos últimos 100 anos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Resumir Getulio Vargas a um

Resumir Getulio Vargas a um "ditador que tomou o poder na base da porrado"! Além  de um simplismos sem vergonha,denuncia a necessidade de voltar para aulas de história.

Para começar nos livrou da terrível e corrupta Repuplica Café com Leite.O Estado Novo até posso concordar que foi um golpe..carta brandi,não plano Cohen..não lembro direito estou com preguiça de pesquisar.

A questão é que a história do Brasil é dividida por antes e depois de Getulio!

Vargas! Fundamentou estruturas no País até hoje indissolúveis ,pai dos pobres.pai da CLT,pai do IBGE,pai do voto feminino,pai da CSN,pai da Vale do Rio Doce,pai da Petrobrás: Motivo de inveja e discordia até hoje pelos entreguistas do país .Principal responsável pela Industrialização do País,Nacionalista! tudo para ver o Brasil independente e Grande ,não apenas um mero exportador de matérias prima,e quintalzinho dos EUA,algo que incomodou muito o vira-lata do Lacerda!

Particulamente não gosto de fazer análogias bliblicas,Mas digamos Lacerda está para Getulio....da mesma forma que Judas está para Jesus Cristo.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Simplismo por simplismo

É simplismo reduzir Getúlio a um ditadorzinho que tomou o poder na porrada, mas também é simplismo afirmar que Lacerda foi um traidor vendido aos americanos e contrário à industrialização brasileira. Isso está parecendo discussão de futebol.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de juliano roberto
juliano roberto

Você mesma sabe que foi um

Você mesma sabe que foi um golpe. Desculpe-me, mas eu não aceito aqueles que não são eleitos pelo voto do povo, sejam eles simpáticos à esquerda ou à direita. Quanto à história da epoca, eu e você não a vivemos, portanto nos resta ler o que os livros nos mostram. Provavelmente lemos os mesmos, mas temos maneiras diferentes de entender a coisa. Sobre industralização, Vale, Petrobras, CLT e etc., acho que foi um momento que o mundo passou e que o Brasil iria se transformar de uma forma ou de outra, com ou sem Getulio. Pra variar, estávamos atrasados, como estivemos na abolição, mas qualquer que fosse o mandatário esses fatos iam acabar ocorrendo, ainda mais se o cidadão passasse 20 anos no poder, como foi o caso. Coisas positivas todos fazem, até o Collor abriu o país pra importações.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Cara,voce não sabe a

Cara,voce não sabe a diferença entre a revolução de 1930 e o estado novo de 1937!

Assim fica dificíl manter um diálogo sobre história amigavel!

Provavelmente deve reconhecer,Costa e Silva,Dutra,Medici,Geiser e Figueredo ,Pinochet do Chile ...entre outros Ditadores da américa latina:Argentina,Uruguai...não lembro os nomes,e tenho preguiça de pesquisar em google.

E o Paraguai é o que é  atualmente por simples força do destino,nada haver com os 3 paises de trouxas que cairam na labia da Grã-Betanha.Que não queria concorrentes no quintal Sulamericano.

E obviamente os golpes ocorridos na américa latina foram todos conhecidencia,justamente no momento em que seus países estavam criando identidade e se livrando do estigama de eternas colonias europeias.

E claro que de 1530 época que realmente decidiram colonizar o Brasil a 1930.Quando Getulio acabou com  a Patifaria da republica café com leite.Nesses 400 anos de historia não apareceu qualquer outro ,Que reconhecesse este país como nação soberana. que ousasse  medidas para sua autosuficiencia e acabasse com a exloração predatória!

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de antonio barbosa
antonio barbosa

De "painho em painho" nos tornamos analfabetos políticos.

Este é um dos grandes males dos brasileiros, desejam ardorosamente um "painho" para conduzir suas vidas. Isto só existe nos livros de "faz de conta que foi assim". Tudo que Getúlio fez estava amadurecido havia muito tempo e não o fez sozinho. Já ouviu a expressão "uma andorinha sózinha não faz verão?". Agora procure ler sobre o "Anjo negro de Getúlio Vargas" e ai você verá que "painho" é uma expressão triste de um povo até hoje carente de educação e politização. Mas felizmente está mudando. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

É, um povo que ,prega a

É, um povo que ,prega a crucificação de Paulo Freire,o maior educador brasileiro...em passeatas patrocinadas pela mesma mídia ordinária que perseguiu Getulio!

Cite uma dessas andorinhas que teve culhões ,da época de Getulio! ele deu a cara para bater...ele que foi Ditador fez o que teve que fazer e depois logo ele foi acusado de comunista...quando começou incomodar os privilegiados da época

Ai que papo de painho, sai dessa para de frenquentar os shows de Ivete e Carla Perez!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de antonio barbosa
antonio barbosa

Tenha certeza disso.

Fica brava não! Painho é um eufenismo, para não dizer "salvador da pátria". Quando saímos da ditadura Tancredo foi o primeiro que levou a pecha de "o pai do povo". Ai veio o Collor "caçador de marajás" e depois o Lula "a volta da ética, da honra e da moral na política". Pois é... Ah sim, não se esqueça de dizer que a mídia ordinária não tem partido, não tem cara, não tem lado. Ela joga aonde melhor de convier, para não perder o dinheiro das propagandas governamentais. As mídias independentes, sejam elas cavaleiros(as) solitários (as) ou pequenos grupos cada um escolhe um lado para atuar. No seu caso, por exemplo, você escolheu aquele que melhor se coaduna com seu caráter, e eu com o meu. Nem por isso você esta certa e eu errado. Apenas de uma coisa não se pode furtar: a verdade! Contra fatos não há argumentos. Muitas pessoas que hoje se colocam ao lado do poder por ideologia ou conveniência se esquecem de que foi este mesmo governo que afundou o Brasil na maior crise de sua história, destruindo uma empresa que eles mesmo diziam que era patrimônio do povo, a Petrobrás. Do partido do poder hoje muitos estão na cadeia. Quem conclama luta armada é o partido do governo e seus satélites. Pensa melhor! O ódio que foi dito no texto ainda nem esquentou. São 90% do povo contra este desgoverno. A minoria barulhenta precisa aprender a "ler" o momento político. Até a Ursal está calma. Leia a declaração dela sobre o impeachment. O verdadeiro ódio se vier a acontecer não será resolvido com palavras, tenha certeza disso.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

O grande problema da ideia

O grande problema da ideia contida no texto, e disseminada constantemente, é da impotencia do governo em alterar a realidade. É perniciosa, na verdade, também muito comentada através do falso conceito da "ingovernabilidade".

Não se comenta nunca sobre o real problema: a inepcia dos líderes eleitos de contornar a situação.

Dificil? Nao, extremamente dificil. Mas prescindir da responsabilidade cria situação ainda pior: a sensação de impossibilidade do Estado fazer frente ao problema.

E daí, o descrédito da político e dos políticos, do próprio Estado, de noções fundamentais relacionadas ao coletivo, a confiança por exemplo.

Obs: lá na Argentina a Presidente conseguiu sua Lei da Mìdia a duras penas, mas conseguiu.

Por qual motivo aqui não foram capazes principalmente quando a popularidade do Lula era altíssima?

Tá vendo, simplesmente comentar sobre a competência de um político popular no país NÃO PODE. É blasfêmia.

Vocês da "blogosfera progressista" foram sutilmente cooptados pelo PT, talvez mediante uma proximidade parecida com o afeto.

Sem jamais haver a possibildade de considerar seriamente os problemas, jamais haverá possibilidade de solução.

Obrigado pelo serviço prestado.

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.