Revista GGN

Assine

Xadrez do segundo nascimento do mito Lula

Peça 1 – a desconstrução dos heróis midiáticos

Não há armadilha maior do que a ilusória sensação de poder que a mídia proporciona.

Como dona do palco, ela define o roteiro. Quando calha do personagem estar adequado ao roteiro, ela o alça ao Olimpo das celebridades. O que o sujeito fala, repercute. Em um primeiro momento, passa uma sensação única de onipotência. Os mais espertos, entendem o jogo. Os neófitos não se dão conta de que o espaço tem data de validade, não é coisa líquida e certa como um concurso público.

Essa falsa percepção liquidou com o PSDB. Desde a ascensão de Lula, o partido limitou-se a ser caudatário da mídia brasileira. E a mídia brasileira só consegue destruir. De repente, um partido que se orgulhava de seus intelectuais, passou a ter a cara raivosa de um José Serra, Aécio Neves, Aloysio Nunes, José Aníbal, todos vociferantes, raivosos, salivando como cães hidrófobos. E liquidando com a imagem do partido.

Quando a muleta foi recolhida, o partido acabou. Suas esperanças repousam, agora, nos inacreditáveis João Dória Jr e Huck.

Esse mesmo castelo de cartas foi erigido com a Lava Jato. Hoje houve a hora da verdade. E o castelo desmontou.

Cara a cara com Lula, não havia mais a blindagem das edições seletivas. Não havia mais a liberdade para construir teses abstratas, suposições alinhavadas com ilações, sendo oferecidas para um cardápio viciado dos órgãos de imprensa.

Agora, seria ferro contra ferro.

E o que se viu foi um espetáculo constrangedor.

Do lado do juiz Sérgio Moro, pegadinhas, levantamento do que Lula disse em 2005, em 2007, meramente para fornecer leads para o Jornal Nacional – já que não havia nenhuma relação com as denúncias formuladas. Da parte dos procuradores, um apego a detalhes irrelevantes, próprio de quem não tem elementos consistentes.

O mais relevante: durante anos, a opinião pública se viu ante duas posições taxativas. De um lado, a Lava Jato garantindo ter todos os elementos para incriminar Lula. De outro, Lula sustentando que não havia um só elemento sólido.

Fizeram um pacto com o demônio.

Mefistófeles levou os procuradores e o juiz para o alto da montanha e ofereceu a eles a celebridade. Em troca, teriam que entregar a condenação de Lula. Saíram como vendedores de Bíblias do velho oeste, garantindo a condenação sem ter os elementos. E ambos ficaram presos à armadilha: a mídia perante seus espectadores; a Lava Jato perante a mídia.

O deslumbramento de Moro e dos procuradores fê-los apostar tudo em uma partida de poker. Quando abriram as cartas, não dispunham sequer de um par de 4.

E Lula dominou a cena no discurso final, no qual deu dados precisos da campanha intransigente da mídia, controlou as tentativas do juiz de cortar sua palavra e produziu uma denúncia que, nas redes sociais, espalhar-se-á pelo mundo.

Peça 2 – o segundo nascimento de Lula

Moro montou o cenário, mas o espetáculo foi de Lula.

Primeiro, pela impressionante corrente de pessoas que foram a Curitiba apoiá-lo. Depois, pelo depoimento em si. O entusiasmo, a maneira como mobilizou pessoas de todo o país, através das redes sociais, o acompanhamento de perto da mídia internacional e, ao final, um comício consagrador, tudo isso torna Lula mais que nunca o candidato para 2018.

No julgamento, a pessoa que saiu do governo consagrada internacionalmente, por seu trabalho de inclusão social e pela dimensão assumida pelo país no seu governo se apresentava, não como líder popular, nem como o estadista consagrado, mas como uma pessoa que perdeu a esposa, vítima dessa campanha implacável, que teve a casa invadida, sua intimidade estuprada por Sérgio Moro, as casas de seus filhos arrombadas e os netos sendo alvos de bulling na escola.

Nenhum de seus acusadores resistiria a dois dias de campanha de mídia. E, agora, frente a frente com eles, cobrando provas que não apareceram, documentos que nunca existiram

Depois, no comício, apresentou-se como a pessoa que poderia salvar o país, entregue pela Lava Jato e pela mídia às mãos de um presidente corrupto e medíocre e de uma grupo de poder que jamais conseguiu chegar perto de um desenho minimamente viável de país.

Um otimista diria que o evento de hoje, somado ao fastio de parte da mídia com as arbitrariedades da Lava Jato, poderia ser o início de uma tentativa de busca de consensos mínimos, visando impedir que o país caia na barbárie completa.

Um pessimista olharia para a Globo, para a maneira como radicalizou e avançou no mar revolto da subversão institucional, e ponderaria que ainda há uma longa luta pela frente, até que o bom senso se espraia pela nação.

Média: 4.6 (67 votos)
130 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

imagem de Maria Rita
Maria Rita

Moro conseguiu reduzir a

Moro conseguiu reduzir a burlesca farsa  jato ao mensalinho do mensalão. Sua atuação lembrou a de Joaquim Barbosa, já no final do julgamento ao dar aquelas penas que extrapolavam qualquer lógica, e, cansado, disse o que o condenou ao ostracismo. Confessou as razões de sua performance perseguidora. Nunca vou esquecer daquela foto em que ele foi à lona, mesmo tendo feiito o serviço sujo. Falando em serviço sujo, falta pouquissimo tempo para o mensalão do PSDB expirar. Sem ninguém responsabilizado. Ninguém preso, a não ser o publicitário e homem da mala, o Marco Valério . A primeira prova  do terror judiciário, a primeira e concreta prova contra a espetaculosa justiça.

Seu voto: Nenhum (34 votos)

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Felipe Lopes
Felipe Lopes

De mistificação em mistificação, a esquerda desaparece

A mistificação de Lula fez a esquerda cegar-se para todos os erros em que o PT se envolveu durante seus mandatos. Resultado: o partido está sendo varrido do mapa. Pior, não aprenderam: insistem na mistificação, assim como em negar os erros e em abraçar noções econômicas equivocadas. O "renascimento" de Lula é mais uma pá de cal sobre uma esquerda cada vez mais obsoleta no país. Como a direita por aqui não está tão longe em termos de obsolescência, estamos perdidos.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

99%

A justiça é parte do golpe.

Só que o mundo da justiça é grande!

Há juízes e juízes...

A aparência, o formalismo é fundamental no mundo jurídico!

Estão mais presos a forma, que ao conteúdo, que abre brecha para os 2 pesos e 2 medidas e está na sabedoria popular - Cada juiz, uma sentença...

Então é mais palatável ao mundo jurídico a formalização como no caso do mensalão do PSDB - dito como crime ainda que não haja condenação que pode ser entendido como fatos inerentes ao cotidiano da justiça, grande volume de processos que estende prazos, vários níveis de interpelações e etc...

Deve ter chamado a atenção na forma em que o mensalão do PT teve prazos rigorosos cobrados diariamente pela globo, mesmo modo de ação feito pelo Cunha com o processo de impeachment na câmara...

Os juízes sabem da preferência da justiça pela globo, que não deixa de ser uma forma de corrupção!

Mas há uma parte que respeita a lei...

Mas é a parte que não age, por que respeita a lei e os valores de um bom juiz!

E quem, fora o LULA enfrentaria a mídia?

Já estão nos colocando na fila para o abate, como num matadouro!

Cada um em sua realidade pode buscar uma solução para aposentadoria, para precarização do trabalho, para o juros e etc...

Mas a maioria não conseguirá!

E se olharmos em nossa volta, o nosso dia a dia é passado no meio da maioria...

Se a maioria perder, todos perderão, menos o 1%!

 

Seu voto: Nenhum

"O que fazemos na vida, ecoa na ETERNIDADE!" (Máximus - Gladiador)

"Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê... - M

imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

Sem a menor dúvida

 

O açodamento da extrema direita em tomar o poder na marra e no peito, de modo fulminante e a qualquer custo - basicamente - com poderosas forças de facções da comunidade da informação, Justiça, Congresso e grande mídia “livre”, acabou jogando o Brasil na pior crise, jamais vista: econômica, financeira, moral e espiritual, de toda a nossa história.

A desmoralização dos golpistas é ampla e geral, aqui e no exterior. A descrença tomou conta do Brasil. E, antes que tome rumo de sangrenta e incontrolável guerra civil, somente Lula/PT reúne forças populares e nacionalistas que tanto precisamos para reaquecer a economia, retomar o desenvolvimento e a justiça social. Fora com os traidores da Pátria.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Fabio Oliveira Schmidt Capela
Fabio Oliveira Schmidt Capela

Imagina num debate...

Dado o que se viu no depoimento, imagina o que seria um debate Moro vs Lula para a eleição de 2018, onde o Moro não mais teria todo o controle do ambiente e das perguntas. Se ele podendo escolher tudo o que seria perguntado levou uma sova, imagina numa situação em que ambos estejam em igualdade de condições.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Leo Salvador
Leo Salvador

Roteiro claro

Uma das minhas leituras prediletas é o Xadrez do Nassif, fico aguardando as novas edições. Sempre uma abordagem inteligente e bastante original,parabéns.

Agora gostaria que Nassif refletisse sobre um roteiro que ja esta posto. A condenação injusta do Lula pelo Moro. Qual será o movimento seguinte? Dará tempo de evitar uma condenação em segindo grau e a inelegibilidade? Essas são as grandes questóes. Nosso pais ja afastou uma presidente sem crime de responsabilidade e se rebaixará mais ainda? o maior lider politico impossibilitado de exercer cargo político? Quanta tristeza.

O método da lava jato é claro. Condena pela impresa para depois condenar pela "justiça". Levar o Lula para esse desiderato será mais um pà de cal na nossa democracia. 

 

 

Seu voto: Nenhum

E se o objetivo da

E se o objetivo da conveniente liberação da 'delação' de João Santana for... garantir a cassação da chapa no TSE? Com uma intervenção do STF dizendo que deverá haver eleição indireta para completar o período até 1/1/2019 e... no meio, assim, esticam o mandato do presidente indireto?

Afinal, a campanha de 2018 já está na rua e, a não ser que surja um fato novíssimo, Dória e Huck podem não ser suficientes contra Lula.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Stefan Zweig disse que o Brasil é o país do futuro.

Já a elite brasileira quer que o Brasil seja o país do passado.

E o Brasil vai se transformando no país do futuro do pretérito.

imagem de republicano
republicano

as considerações finais de

as considerações finais de lula contextualizando as infamias do conluio midiático e a lava-jato et caterva deveria ser repetido omcamsavelmente pelos  sites progressistas....

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Siiqueira
Siiqueira

TRIPLEX..........

Vamos mostrar nas urnas que se  Lula não tem chacaras, triplex, barcos para pescar, temos o povo dar a ele então por gratidão por o que ele fez pelo país em dois mandatos, estão duvidando que lula é dono exatamente muito mais que isso  ele merecia pelo que fez pela classe média e pobres deste país..........

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Midia aliada e Fachin entraram em ação para salvar Moro

Hà um ringue em que o Judiciário a reboque da Globo disputa a opinião publica e o Facin segurou a delação para ser liberada no momento oportuno de dar uma resposta a ruound, como esse  foi aplicado  neste dia 10 por Lula no lombo do  Moro. Na maior ressaca da deerrota, a Globo mandou o Facin leberar a delação que a Dilma já havia pedido que fosse liberada no momento oportuno, sendo que, sendo liberada agora, só serve mesmo para a disputa da opinião publica, mais uma vez com balse em delações feitas por presos torturados.

A Globo é o verdadeiro juiz da Lava Jato e do STF. Teori não ficaria de quatro como tem feito Facin(ho) e por isso deram um jeito de matar o homi, imagina só atrapalhar as sequências do filme da Globo...como e mesmo no nome do filme, a sim o A Lei é Para Todos (Menos para Tucanos)

Fachin e João Santana: o golpe mantém o mesmo roteiro http://www.ocafezinho.com/2017/05/11/fachin-e-joao-santana-o-golpe-mantem-o-mesmo-roteiro/

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

imagem de dja
dja

a verdade da TV aberta e hora secreta do voto

A verdade é uma só: O povo tem certeza que o triplex, sítio de Atibaia e a Friboi é do Lula.

Essa afirmação ninguém consegue extirpar do cerebro do cidadão brasileiro por serem reféns de 3 a 4 horas diárias de TV aberta (e assistem a todos os canais para terem embasamento total), por isso com o sem condenação penal o ex-presidente e sua família ficaram vinculados a esses patrimônios.

Por outro lado, é contundente a escolha da população em Lula/18. Contudo, em outubro do ano que vem na hora secreta da votação para presidente do Brasil, ninguém terá receio em ser vítima de 'bullying político' ao votar no ex-presidente ou em quem ele escolher em seu lugar. 

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de helio dias horvath
helio dias horvath

o depoimento de lula

Excelente análise do acontecimento protagonizado por Lula e secundado pelo juiz Moro.

Este último chega ao termo de uma de suas acusações contra o Presidente espicaçado pelos temores de sua personalidade de Inspetor de Quarteirão. Como afastar a incógnita das ameaças desconhecidas que rondam nas ruas vizinhas às suas, onde exerce sua caprichosa e irritadiça jurisdição? Questão insolúvel para quem como ele se deixou levar por seus impulsos de demagogo provinciano...  

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Almeid
Almeid

Ué ,O Moro (não) leu matérias

Ué ,O Moro (não) leu matérias de jornais durante suas perguntas ? Leu sim!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

  Magnífco este capítulo do

 

Magnífco este capítulo do Xadrez do Nassif.

Realmente, o Presidente Lula desnudou a indigência de uns tantos concurseiros da PF, do MP e do Judiciário. Que papelão em Moro? Ainda bem que escondeu a cara por trás da câmera (doutor Moro! A de filmar é câmera).

Com isso, restou exposto a penúria mental desse bando de deslumbrados eunucos. Ora, engajados, ou melhor, embaraçados nesta louca cruzada justiceira, à moda dos fanáticosTemplários da idade Média. Esquisito que a santa ignorância medieval, tenha passado por tal malfadado recall em pleno século XXI, no Brasil. Que vergonha!

Dava pena ouvir o som débil das vozes, a denotar embaraço juvenil. Por certo, pela constrangedora peça acusatória, ainda por conta da idiotia e da mais absoluta carência de conteudo  e racionalidade, ou, de indícios fáticos consistentes. Foi o que se ouviu, ao longo de mais de 4h de platitudes da acusação. Um desastre a enodoar o PGR, PF, e o judiciário de piso. Um horror!

Que dirão no futuro, os netinhos desses fanáticos...

Orlando

Seu voto: Nenhum
imagem de Aristoteles Coelho
Aristoteles Coelho

A Globo não vai morrer

A Globo não vai morrer conformada, vai gastar até o último cartucho, lutar até o último homem, algo parecido com o VI exército alemão em Stalingrado, avançou como se o inimigo já estivesse derrotado, empacou quando encontrou uma resistência aguerrida, ao invés de recuar para uma posição mais defensavel apostou tudo na derrota de um simbolo, a cidade de Stalin, alongou demais suas linhas, confiou em flancos vulneraveis, acabou cercado e destruido, não sem antes causar muita dor e destruição.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Atento
Atento

Dito isto,conclui-se que tem

Dito isto,conclui-se que tem que partir para cima do general(Globo), e não ficar gastando munição com um réles soldado (Moro).

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Serjão
Serjão

é FANTÁSTICO

O do norte enviado, o  xerife caipira, o caçador de calangos e jararacas, por duas vezes durante o depoimento do presidente citou um programa chamado fantàstico !

"O senhor, numa entrevista ao fantástico............."

Seria cômico, e è.

E ridìculo e revoltante.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de MThereza
MThereza

Filme da semana: o rato que

Filme da semana: o rato que ruge, estrelando um certo juiz.... E, nesse caso, Lula deverá ser condenado por não saber quem rasurou o papelzinho que o juico apresentou. Crime hediondo. Muita coisa ainda pela frente. Eles não desistem de se grudar no Lula

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Infelizmente o Moro não

Infelizmente o Moro não perguntou ao Lula como ele ganhou tanto dinheiro.

A resposta poderia ser esta

 

Enta tá !

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

O Maior Presidente

que o Brasil já teve, ensinando o amigo do traficante  a ser juiz:

MORO: Tem um documento aqui que fala do triplex….
LULA: Tá assinado por quem?”
MORO: Hmm… A assinatura tá em branco…
LULA: Então o senhor pode guardar por gentileza!

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Na encruzilhada

Na encruzilhada

 

Os maus políticos brasileiros foram levados, especialmente, pela falta de estrategistas no seu campo (Lajaveteiros e toda a espécie de anti-Lulistas), a uma encruzilhada onde só restam dois caminhos: (a) Aliar-se a Lula ou a seu eleito em 2018; ou (b) não permitir que as eleições aconteçam no ano que vem e sim, tão somente, nas “unificadas em 2020”.

Se houver 2018 Lula não tem mais o que fazer. Seu depoimento em Curitiba garante a vitória praticamente por “WO”. Não tem prá ninguém.  Os Dallagnois e Morinhos e todos os demais “juvenis de Curitiba”, com suas vozes de eunucos, sucumbiram e levaram consigo todas as esperanças dos homens maus (aqueles que se dizem cidadãos de bem), e que não aceitam a demo (povo) cracia (governo).

O plano “b” está sendo preparado em paralelo ao “a” que mesmo tendo a condenação de Lula até mesmo em segunda instância (e ai depois de Moro é com João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região com sede em Porto Alegre) como consequência. Isto não é mais sinônimo de desfecho positivo para tais golpistas. O mito está redivivo e basta a unção de Lula para que até os “postes” sejam eleitos.

O que está em curso: a opção “b” e que atende por alguns apelidos como “eleições unificadas” ou “simultaneidade das eleições” é na verdade o Golpe 2.0. Não preciso discorrer sobre como votariam os parlamentares que irão ganhar mais dois anos de presente. Perguntem ao estúpido e esquálido Gringo se ele não quer ficar mais dos anos e deixar os servidores seis anos sem reposição da inflação.

O que resta a nós democratas? E me desculpem os que eleitores dos Perondis. Os que não se arrependeram não há porque ouvirem o meu apelo. A nós outros resta aproveitar a liderança e a energia do mito somando a ela todo nosso vigor (em democracia somos “muy jovenes”) e lutar pela nova campanha das Diretas. A luxuosa “zona de conforto” é algo que não nos diz respeito. Companheiros! A Luta sempre continua!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Crise e Oportunidade

(1) Já temos um Projeto de Nação, apoiado pela maior parte dos democratas.

(2) Lula se consolidou como a maior liderança política contemporânea.

Está faltando apenas uma pessoa que seria o vice de Lula, mas que no futuro governo seria uma espécie de "Primeiro Ministro" . Assim Lula ficaria livre para a mobilização e articulação política, visando a reconstruir, com nova forma, o Estado Democrático de Direito.

Essa crise criou a oportunidade do Brasil evoluir como Nação. Depende apenas da união dos democratas (de todas as ideologias).

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Paulo Reis
Paulo Reis

Me espanta saber que há

Me espanta saber que há democratas querendo fazer o país crescer. É possível falar mais de quem são essa turma esperando o momento? Grato

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de rogerio tavares
rogerio tavares

Diretas ja'!

Eu aproveito para convidar as pessoas de bom senso que restam neste pais a manter os olhos abertos e a mente alerta, o que ja' aconteceu desde a posse do Temer (e vem de antes) esta' durando demasiado. E' hora dos homens e mulheres, trabalhadores, estudantes, populaçao em geral sairem 'as ruas e lutar pelas eleiçoes diretas ja'! O atual governo e' ilegitimo, o nosso pais nao merece isto. O presidente Lula,a presidente Dilma nao mercem isto e no's nao vamos permitir que esta farsa dure muito mais do que ja durou. Diretas ja'!

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Vitor
Vitor

Midiotas

Grande Lula, sempre perseguido lutando por um Brasil e Globosta querendo ser presidente de fato, manda em todos eles abaixam o topete e falam fino com a tal do plim plim a luta parece ser eternamente desigual, povo anestesiado brasileiros que não merecem a nação que os hospedam, gente que arrota grandeza e permanecem sabichões eternamente gratos pela Xuxa, Ratinho, Datena, incapazes de investigar uma só noticia eles a comprar como se fossem a uma boutique e se acham grandes com noticias falsas como seus próprios pensamentos homúnculos.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Moro definitivamente não se

Moro definitivamente não se comporta como juiz.

Fez várias perguntas pegadinhas a lula, e fugindo claramente do tema.

Fez várias perguntas específicas de encontros e datas, coisas de 15 anos atrás, que ninguem se lembraria para poder dizer com exatidão.

Atuou claramente como auxiliar de acusação.

Ora, a questão toda é com relação ao triplex. Só seria crime se a OAS tivesse dado o ape reformado a Lula em troca de algum contrato vantajoso na Petrobrás.

Para se provar isso, teria que haver dois pontos.

1) O apartamente ter sido efetivamente dado a Lula.

2) Haver efetiva conexão que Lula determinou a algum diretor ou funcionário da Petrobras que a OAS obtivesse vantagem em algum contrato com a estatal.

Ora, o obejtivo seria busca esses dois pontos e nada mais do que isso.

Por que é preciso que os dois pontos acima sejam atendidos para que se caracterize o crime de corrupção passiva.

Quanto à lavagem de dinheiro é crime de ficção, que se ele não se utilizaou do ape já não há a lavagem.

O resto é conversa fiada que o Moro fez para dar audiência no JN.

Mas é óbvio, apesar de tudo,  que o Moro condenará Lula.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ricardo Ferreira da Silva
Ricardo Ferreira da Silva

a "novela" Lava Jato

É evidente a articulação entre mídia e lava jato. Para a globo é um presente do céu.Com audiência em queda, passou a ter um novo produto, o "seriado lava jato". Um seriado interminável - operação 1, 2, 3....n. Sempre renovado. A toda hora um novo capítulo a apresentar ao público noveleiro apaixonado e ávido por novos capítulos, especialmente de escândalos, operações policiais, o grotesco, aferecendo ao público um arremedo de democracia, a que nos é tirado sistematicamente pelo Congresso antipopular que hoje temos. A lavajato comporta-se tal como um assistente de produção de novos episódios que os patrões da mídia ficam ansiosos por receber diante da audiência em queda dos demais produtos que oferecem.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Ricardo Ferreira da Silva
Ricardo Ferreira da Silva

a "novela" Lava Jato

É evidente a articulação entre mídia e lava jato. Para a globo é um presente do céu.Com audiência em queda, passou a ter um novo produto, o "seriado lava jato". Um seriado interminável - operação 1, 2, 3....n. Sempre renovado. A toda hora um novo capítulo a apresentar ao público noveleiro apaixonado e ávido por novos capítulos, especialmente de escândalos, operações policiais, o grotesco, aferecendo ao público um arremedo de democracia, a que nos é tirado sistematicamente pelo Congresso antipopular que hoje temos. A lavajato comporta-se tal como um assistente de produção de novos episódios que os patrões da mídia ficam ansiosos por receber diante da audiência em queda dos demais produtos que oferecem.

Seu voto: Nenhum
imagem de Marcelo33
Marcelo33

Lula tem que dizer o que

Lula tem que dizer o que pretende fazer a respeito da PEC do Teto.

Não tem como ela fazer nada do que diz se essa merda tiver em vigor em 2019.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Fabio Oliveira Schmidt Capela
Fabio Oliveira Schmidt Capela

Na verdade...

Na verdade, tem. Baixar os juros na marra e redirecionar o dinheiro que normalmente iria para os juros.

A desvantagem é que isso provavelmente provocaria uma desvalorização do Real forte o suficiente para causar repique inflacionário, se bem que até isso teria um ponto positivo porque torna as exportações brasileiras mais competitivas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de j.marcelo
j.marcelo

"Tempos excepcionais

"Tempos excepcionais necessitam de ATITUDES EXCEPCIONAIS",Lula não tem condições de bater de frente com o CORPORATIVISMO do judiciário, a questão se tornou o seguinte,ou Lula ou o judiciário (na pessoa de Moro,sei sei,tem o MPF q não é o judiciário,mas para o povão (eu)TD é judiciário) então não há lei,mesmo q tenha lei,tudo uma questão de orgulho deles, não vão dar o braço a torcer(vejam o caso da interdição do instituto, ninguém vai fazer nada) então proponho (quem,eu?)(fazer o quê!!)CHEGA DE CIRCO,Lula aceite a condenação desde já,ela é CERTA e fique em silêncio(proposta com todo o respeito)seja rebelde contra todo o sistema e birrento mesmo como um menino,Lula preso é a glória,pra quê esquentar a cabeça mais?Esteja ao lado de Gandhi,Mandela e etc... QUE PREVILÉGIO!VIVA O LULA E VIVA O BRASIL!!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Roberto Lourenço
Roberto Lourenço

Concordo com o texto, mas não

Concordo com o texto, mas não com as concluões.

É óbvio e não há a menor dúvida de que a sentença será condenatória, mesmo que não existam provas.

E a condenação em segunda instância também é certa. 

E inclusive rápida o suficiente para retirar Lula da eleição de 2018.

Portanto, em que pese tudo que ele falou e tudo que de falso ou real existe, ele é carta fora do baralho da disputa.

Claro que pode ter papel decisivo e até eleger alguém.

Mas ele mesmo, pessoalmente, está fora do jogo. 

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

This comment has been deleted.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Maria Rita
Maria Rita

É verdade. Tudo que é

É verdade. Tudo que é insólito, desmancha-se no ar, já que solidez aqui não vem ao caso.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de AleaJactaEst
AleaJactaEst

Infelizmente, a visão

Infelizmente, a visão pessimista prevalece. Aquilo que não aparece e é omitido pela mídia não tem repercussão alguma naqueles acostumados a tomar como realidade o que se passa nos canais principais de notícias. Não vai ser diferente quanto a esse depoimento. A notícia passa pela mesma receita. Ela é toda picada, bem temperada e mastigada ao gosto dos leitores e telespectadores que não esperam nada mais do que a confirmação de seus preconceitos. A intenção nunca foi examinar fatos. O que se quer são motivos para malhar um judas nos confins de suas masmorras mentais. Um culpado para simplificar a explicação de toda complexidade de problemas pessoais e políticos. A facilidade de absorver é maior e, portanto, mais atraente a qualquer um, independente do patamar social.

 

Esperar que a disposição das pessoas se altere para analisarem e desconfiarem do que é ou não é notícia será menos eficaz do que corrigir as fontes dessas mesmas notícias. O problema estará em fazê-las chegar ao leitor comum. Pena que a dificuldade de mudar, substituir e competir com a mídia padrão seja tão difícil e exaustiva.

 

Persistamos na batalha.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de jose adailton v ribeiro
jose adailton v ribeiro

O meio e a mensagem

Porque a mídia assusta, porque a mídia é execrada, porque a mídia é temida:

"Não há armadilha maior do que a ilusória sensação de poder que a mídia proporciona."

" Em um primeiro momento, passa uma sensação única de onipotência. Os mais espertos, entendem o jogo."

No nosso país e supostamente em todos os outros países onde há imprensa livre a maioria do povo não é dos "mais espertos."

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Manoel Junior
Manoel Junior

   Moro mostrou o que é ;

   Moro mostrou o que é ; pequeno , miúdo ,quase insignificante , aliás como nós. Só não o é ,por que Deus assim não quer.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Cris Kelvin
Cris Kelvin

Zeitgeist

Nassif  foi na veia do acontecimento.  Dando voz ao  espírito do tempo  expõe corajosamente  e fundamentado em fatos o que as cabeças ligadas e pensantes  reconheceram :  a mídia,  o  juiz e o  mp  estão nus.  Nada mais sustenta as perseguições políticas  a Lula senão  o apoio da mídia e as atecipações de juizo pela mídia com o objetivo de  oberter - com a simulaçao de narrativas -  consenso jàs vítimas  da desinformação.  Curitiba é uma cidade nublada, mas vejo  surgir  entre as nuvens que passamnesse momento algum sol. Difícil é prever como será o tempo, o que irá acontecer  enquanto vêmos a ruína do país,  a falência do sistema juduciário, o  último bastião que deveria proteger o seu povo de aventureiros mercenários e farsantes.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Um País com um sistema

Um País com um sistema político eleitoral sob medida para funcionar somente à base de falcatruas e picaretagens, tornando os eleitos refens desse sistema, um judiciário medíocre e covarde que aos poucos vai perdendo o respeito do povo, porque deixa de cumprir o seu principal papel de resguardo à constituição, instituições comprometidas e aparelhadas por incompetentes que deixam o povo desamparado e à deriva, uma mídia venal e incompetente que vive à base de favores do estado dando sustenção a este circo de horrores que envergonha a nação perante o resto do mundo, uma elite alienada, preconceituosa e ignorante, que serve de escudo aos verdadeiros corruptos que sequer são investigados e de estímulo às injustiças praticadas contra aqueles que realmente tem espírito público e ideais republicanos, pobre Brasil.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Um País com um sistema

Um País com um sistema político eleitoral sob medida para funcionar somente à base de falcatruas e picaretagens, tornando os eleitos refens desse sistema, um judiciário medíocre e covarde que aos poucos vai perdendo o respeito do povo, porque deixa de cumprir o seu principal papel de resguardo à constituição, instituições comprometidas e aparelhadas por incompetentes que deixam o povo desamparado e à deriva, uma mídia venal e incompetente que vive à base de favores do estado dando sustenção a este circo de horrores que envergonha a nação perante o resto do mundo, uma elite alienada, preconceituosa e ignorante, que serve de escudo aos verdadeiros corruptos que sequer são investigados e de estímulo às injustiças praticadas contra aqueles que realmente tem espírito público e ideais republicanos, pobre Brasil.

Seu voto: Nenhum
imagem de Pedro Augusto
Pedro Augusto

Qual a diferença entre povo e

Qual a diferença entre povo e público?

 

http://mundovelhomundonovo.blogspot.com.br/2017/05/qual-diferenca-entre-...

 

 

    

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Quem fala o que quer...

Moro avisou a Lula que as perguntas poderiam ser desconfortáveis ao petista mas que tinham que ser feitas assim mesmo. Faltou Lula avisar a Moro que as respostas poderiam ser desconfortáveis ao juiz mas que tinham que ser ouvidas mesmo assim.

***

Moro não teve saída: quando Lula denunciou o massacre de que tem sido vítima, o juiz tentou eximir-se de responsabilidade, tentou culpar unicamente a imprensa. Mas Lula não o deixou esquecer-se de que foi ele, Moro, que apelou para a imprensa. Na verdade não se trata de Jornalismo o que essas empresas da imprensa fazem. Espetáculo grosseiro, um tipo de datena ou marcelorrezende numa embalagem discreta...

***

Moro tentou calar Lula em vão: Pensa que só o juiz é que pode contextualizar, é?

***

Levar Moro a se calar, a mudar de assunto na hora, é fácil: basta mencionar a colaboração entre o juiz e os EUA.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Danilo Jorge Vieira
Danilo Jorge Vieira

Otimismo demais

Concordo que Lula expôs, a quem quer ver, toda a falaciosa e frágil arquitetura político-jurídica do atual aparato golpista triunfante. Mas minha preocupação, para qual não consigo vislumbrar saídas e equacionamentos adequados, está no pós-golpe.

Fica cada vez mais evidente a macrocefalia política do sistema de justiça - a decisão do juiz que MANDOU fechar o Instituto Lula é emblemático dessa macrocefalia política.

A decisão  do STF que depositou poder absoluto ao STJ, subodinando TODOS os governadores à Corte, sepulta de vez o ordenamento federativo da nossa esfera política.

O voto não vale mais nada diante do macrocéfalo poder judiciário. Tornou-se apenas um rito de passagem; a primeira e insignificante fase de seleção dos representantes do povo: estes, devem se submeter aos que, por meio de concurso público, foram ungidos como os ÚNICOS DONOS  da República.

Então: como encolher esse macrocéfalo poder e recolocá-lo em seus devidos tamanho e lugar?

Há uma via democrática possível de depuração do autoritário, recalcitrante, elitista, corporativo e ensimesmado sitema de justiça brasileiro? Ou, infelizmente, só há a via "turca"? E, nesse último caso, que será o Erdogan brasileiro?

Seu voto: Nenhum (3 votos)

A História nos mostra que

A História nos mostra que quando a injustiça passa a imperar, as reações tornam-se violentas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Aquilo que é, tem muita força"

"Fizeram um pacto com o demônio.

Mefistófeles levou os procuradores e o juiz para o alto da montanha e ofereceu a eles a celebridade. Em troca, teriam que entregar a condenação de Lula. Saíram como vendedores de Bíblias do velho oeste, garantindo a condenação sem ter os elementos."

Nassif, seu texto me remeteu à famosa frase de Guimarães Rosa: "O que tem de ser, tem muita força" - que modifico em textos que escrevo para: "Aquilo que é, tem muita força"

Creio que todos fomos pegos de surpresa, porque mesmo os totalmente conscientes da sordidez da mídia, somos influenciados pelas ações e reações do mundo à nossa volta, oriundos do massacre midiático. Não poderíamos prever, diante de tanto horror acontecendo no Brasil, que diante dos nossos olhos o castelo de areia desmoronasse tão vexaminosamente.

O que vimos ontem foi uma das mais claras demonstrações do vigor, da prevalência da sentença de Guimarães: "Aquilo que é" se impôs de modo tão natural quanto selvagem, foi uma surra da verdade, da realidade, sobre as fantasias criadas pela "matrix jurídico-midiática" para seu rebanho cativo, os que se deixam manipular pelos paroxismos criados, aumentando em si mesmos preconceitos, fanatismos, e por fim o ódio, que cega!

E o que vimos foi o quanto Mefistófeles-Globo, usando sua expressão, iludiu mais uma vez os seus servos. Não tinham nada a oferecer de concreto para viabilizarem seu intento, emparedar Lula, colher dele incoerências, espremer de última hora alguma fala que pudesse ser distorcida, nada de nada. Perderam-se, sem as edições da Globo, o apoio dos Mervais e Catanhedes, Moro chegando a apelar para documentos sem assinatura, uma coisa patética!

A tarde de ontem foi redentora! Uma redenção do que é digno, justo, verdadeiro. Concordo inteiramente, que ontem, os algozes de Lula lhe deram de bandeja o momento histórico que todos precisávamos: o renascimento do mito Lula!

Moro não pode prendê-lo, Moro não pode soltá-lo, declarar-lhe a inocência. Desmoraliza-se em ambas as situações, Lula vence em ambas!

Moralmente falando, foi o fim da lava jato, de seu tão almejado ápice. O castelo ruiu, e nada sobrou.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Edna Baker
Edna Baker

Parabéns! Belo texto, tanto o

Parabéns! Belo texto, tanto o seu quanto o do Nassif. Um consolo para nossas almas doloridas diante de tanta safadeza espalhada por nosso querido Brasil. Um dito diz "Deus ė pai e não padastro". Esperemos portanto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Um dia de redenção, Edna!!! É

Um dia de redenção, Edna!!! É nítida a sensação de renovação do sentimento de luta e esperança dos brasileiros conscientes.....  A lava jato nunca mais será a mesma, ela foi publicamente envergonhada, diga o que disser a grande mídia.  Devemos essa ao Lula. Abraço!!!!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

$érgio Morto, digo, Moro derrotou o Lula no duelo

O $érgio Morto venceu o Lula.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de hugo1
hugo1

HAHAHAHA... Agora conta

HAHAHAHA...

Agora conta aquela do papagaio...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Veri
Veri

Solidariedade a Lula mobilizou apenas 6 mil pessoas

https://www.google.com.br/search?q=com%C3%ADcio+lula+curitiba&safe=activ...

 

Conforme o Datafolha e a PM do Paraná, apenas 6 mil manifestantes estavam em Curitiba se solidarizando com o Lula. Imagina se fosse 12 mil pessoas

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.