Revista GGN

Assine

Ricardo Teixeira

MP espanhol quer garantias de que MP brasileiro vai investigar a CBF, por Luis Nassif

Para transferir para o Ministério Público brasileiro o inquérito de Ricardo Teixeira, o Ministério Público espanhol exige garantias reais de que as investigações não serão abandonadas.

A informação é de Jamil Chade, correspondente do Estadão em Genebra, e primeiro jornalista a levantar o tema, em entrevista ao Jornal GGN Não se sabe de que maneira o MPF brasileiro poderá dar essa garantia. E ela é fundamental porque, depois de transferido o inquérito, o MP espanhol não poderá requere-lo de volta.

Ricardo Teixeira foi denunciado juntamente com o presidente do Barcelona Sandro Rossel, por esquema criminosa envolvendo a Seleção Brasileira de futebol e a venda de direitos da Copa Brasil.

Leia mais »

Média: 4.4 (9 votos)

Decisão judicial determina que MST deixe fazenda de Ricardo Teixeira

mst_teixeira_-_midia_ninja.jpg
 
Foto: Mídia Ninja
 
Jornal GGN - Um pedido de liminar dos advogados do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, (CBF), Ricardo Teixeira, foi acolhida pela Justiça e pede a reintegração de posse da Fazenda Santa Rosa, ocupada por militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).
 
A ocupação da propriedade de Teixeira foi realizada na manhã de ontem (25) e faz parte da jornada de mobilizações do MST, que também ocupou fazendas ligadas a Blairo Maggi, Michel Temer, Henrique Eduardo Alves e Eike Batista.
 
A decisão judicial determina o prazo de três horas, a partir da notificação, para a saída dos manifestantes, e autoriza o uso de força policial caso a ordem seja descumprida.

Leia mais »

Média: 1.8 (5 votos)

Sem Terra ocupam fazendas de Maggi, Ricardo Teixeira e amigo de Temer

 
mst_teixeira_-_midia_ninja.jpg
 
Foto: Mídia Ninja
 
Atualizada às 15h
 
Jornal GGN - Nesta terça-feira (25), no Dia do Trabalhador Rural, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra ocuparam a fazenda do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, de Ricardo Teixeira, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e de João Batista Lima Filho, o Coronel Lima, assessor e amigo do presidente Michel Temer. 
 
Estas ocupações ocorreram, respectivamente, no Mato Grosso, em Piraí (RJ) e em Duartina (SP). O MST também faz mobilizações no Sul e no Nordeste do país.
 
As ações fazem parte da Jornada Nacional de Lutas, que tem como objetivo exigir que as fazendas ligadas a processos de corrupção sejam destinadas para o assentamento das famílias de sem terra. O MST também pede a saída de Michel Temer e a convocação de eleições diretas.

Leia mais »

Média: 4.5 (8 votos)

Teixeira criou organização criminosa, diz pedido de prisão enviado ao Brasil

 
ricardo_teixeira_-_jose_cruz_abr_1.jpg
 
Foto: José Cruz/Agência Brasil
 
Jornal GGN - Enviada pela Espanha, o ponto principal da ordem de prisão de Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF é a acusação de que ele formou uma organização criminosa para desviar milhões de euros da seleção brasileira de futebol e da CBF. 
 
De acordo com o correspondente Jamil Chade, do Estadão, as autoridades brasileiras vão solicitar mais detalhes sobre o processo e propor que ele seja transferido totalmente para o Brasil, para que o cartola seja julgado pela Justiça brasileira. 
 
A acusação em Madri afirma que Teixeira teria sido a pessoa mais importante na formação da organização criminosa e também seu principal beneficiário. Com isso, o ex-presidente da CBF pode ser acusado formalmente por lavagem de dinheiro pelos procuradores brasileiros. 

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

O cartola, por Vladimir Aras

do blog do Vlad

O cartola

por Vladimir Aras


Ricardo Teixeira é oficialmente procurado pela Justiça espanhola pra responder por crimes que teria praticado no exterior.

Havendo ou não tratados, brasileiros natos não podem ser extraditados, por expressa proibição constitucional.

Países que se recusam a extraditar seus cidadãos devem cumprir a regra "aut dedere aut iudicare", isto é, extradite ou julgue.

Teixeira será mais um brasileiro acusado de crime no exterior a enfrentar uma investigação ou processo penal na jurisdição brasileira.

Já que a via da extradição está interditada, o Ministério Público Federal negociará com as autoridades judiciais e do Ministério Público da Espanha a transferência do procedimento penal ao Brasil, com base no tratado de assistência penal entre os dois países e no princípio da reciprocidade.

Leia mais »

Média: 1 (2 votos)

O cartola, por Vladimir Aras

Foto: Fotos Públicas

Por Vladimir Aras

Do Blog do Vlad

Ricardo Teixeira é oficialmente procurado pela Justiça espanhola pra responder por crimes que teria praticado no exterior.

Havendo ou não tratados, brasileiros natos não podem ser extraditados, por expressa proibição constitucional.

Países que se recusam a extraditar seus cidadãos devem cumprir a regra "aut dedere aut iudicare", isto é, extradite ou julgue.

Teixeira será mais um brasileiro acusado de crime no exterior a enfrentar uma investigação ou processo penal na jurisdição brasileira. Leia mais »

Média: 1.7 (6 votos)

PGR recebe comunicação oficial do pedido de prisão de Ricardo Teixeira

ricardo_teixeira_-_jose_cruz_abr_0.jpg
 
Foto: José Cruz/Agência Brasil
 
Jornal GGN - Nesta quarta-feira (19), a Procuradoria-Geral da República recebeu um comunicado oficial das autoridades da Espanha a respeito do pedido de prisão do ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira. O cartola também teve ordem de prisão emitida nos EUA em 2015. 
 
No país europeu, Teixeira é acusado de lavar dinheiro de comissões ilícitas obtidas com a venda de amistosos de seleção brasileira de futebol. As autoridades espanholas afirmam que ele montou uma organização criminosa com Sandro Rossel, ex-presidente do Barcelona que está preso há quase dois meses. 
 
Já nos Estados Unidos, o ex-presidente da CBF é acusado de fraude, lavagem de dinheiro e de recebimento de propina para beneficiar empresas de marketing esportivo, dentro do ‘caso Fifa’.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Justiça espanhola emite ordem de prisão contra Ricardo Teixeira

Foto: Agência Brasil
 
 
 
Segundo o site espanhol Cronica Global, a justiça da Espanha emitiu ordem internacional de busca e captura contra o ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira.
 
O motivo seria a participação do cartola brasileiro no esquema montado por Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, para desviar milhões de dólares em jogos amistosos da seleção. A ordem teria partido da juíza Carmen Lamela, da Audiência Nacional.
 
“(Ricardo) Teixeira obteve, de forma indireta, mediante a um emaranhado societário que se nutria da renda do acordo da ISE para a Uptrend, grande parte dos 8,3 milhões de euros que a ISE transferiu para a Uptrend pela suposta intermediação desta última”, afirmou Lamela.
Média: 5 (3 votos)

Ricardo Teixeira nega recebimento de propina e diz que não há lugar mais seguro que o Brasil

ricardo_teixeira_-_jose_cruz_abr.jpg
 
Foto: José Cruz/Agência Brasil
 
Jornal GGN - Ricardo Teixeira, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), réu nos Estados Unidos e investigado na Espanha, afirmou que não há lugar mais seguro do que o Brasil.
 
“Vou fugir de quê, se aqui não sou acusado de nada? Você sabe que tudo que me acusam no exterior não é crime no Brasil. Não estou dizendo se fiz ou não”, afirmou o cartola, em entrevista para a Folha de S. Paulo.
 
O Relatório Garcia, divulgada nesta semana pela Fifa, levanta a suspeita de que Teixeira recebeu propina para ajudar o Qatar a ser escolhido como sede da Copa do Mundo de 2022. 
 
O FBI e as autoridades espanholas também acusam o ex-presidente da CBF de receber propina, neste caso na venda de direitos da seleção brasileira e de torneios no Brasil e em outros países. 

Leia mais »

Média: 1 (4 votos)

Marin admite acordo de delação com FBI, por Wanderley Nogueira

Foto: AP

Jornal GGN - Envolvido com esquema de corrupção na Fifa e acusado de receber propina para negociar direitos de TV, o ex-presidente da CBF José Maria Marin admite a possibilidade de fechar um acordo de delação premiada com as autoridades dos Estados Unidos, desde que começou a ventilar na imprensa que Roberto Teixeira também estaria de olho nos benefícios da cooperação. Além de Marin, Teixeira teria sido incitado a confirmar o nome de cartolas que teriam ajudado a enviar dinheiro ilícito para o exterior. As informações são de Wanderley Nogueira, em seu blog no site da Jovem Pan.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Xadrez de como a Globo caiu nas mãos do FBI

Atualizado às 14:40 para acréscimo de informações

Atualizado às 23:10 para mais acréscimos

Peça 1 – a corrupção histórica da FIFA

No dia 23 de maio passado, a edição em inglês do El Pais noticiava a prisão de Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona de 2010 a 2014, ex-executivo da Nike (https://goo.gl/R9W6yx).

Era uma notícia curiosa. O Ministério Público da Espanha prendeu Rosell e desvendou uma organização criminosa cujo epicentro estava no Brasil.

Preso na Espanha, Sandro Rosell foi quem trouxe a Nike para a Seleção brasileira.. Quando foi preso, El Pais, ABC e Publico manchetaram que “esquema brasileiro cai na França”.

As investigações mostraram que Rosell atuava em parceria com o ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) Ricardo Teixeira através da empresa Alianto.

Em um boxe destacado, a reportagem informava que “os negócios da Rosell no Brasil há muito tempo estão no radar das autoridades”. Mas quem estava investigando era exclusivamente o Ministério Público da Espanha, em cooperação com o FBI e com a colaboração do Ministério Público da Suíça. E o nosso bravo MPF?

Desde 2008 pairavam suspeitas sobre a dupla, devido a um amistoso entre a Seleção Brasileira e a de Portugal.

Em outubro de 2010, a BBC divulgou um documento da ISL, empresa de marketing esportivo que faliu, sobre supostos subornos a três membros do Comitê Executivo da FIFA: Nicolas Leoz, presidente da Conmebol, Ricardo Teixeira, presidente da CBF e Issa Hayatou. O foco da corrupção eram esquemas de revenda de ingressos em várias edições da Copa do Mundo.

Leia mais »

Média: 4.9 (50 votos)

O denuncismo organizado mira, de novo, advogado de Lula

Jornal GGN – O jornal O Globo de hoje trouxe matéria com a denúncia de que Cristiano Zanin, advogado do ex-presidente Lula, é o contato fornecido à Polícia Ambiental de São Paulo, como sendo de proprietário ou responsável pelo sítio Santa Bárbara, em Atibaia. O jornal enfatiza que o referido endereço foi visitado 111 vezes por Lula. Diz a matéria que o número do celular foi fornecido pelo caseiro do referido sítio durante uma fiscalização, quando foi pedido pelos policiais ambientais.

Coincidentemente, a equipe de reportagem do referido jornal chegou à propriedade, que fica no interior paulista, quando a equipe de fiscalização terminava o seu trabalho. Os policiais militares da Polícia Ambiental de São Paulo inspecionavam a área do sítio em que um anexo foi construído no final de 2010 e o lago, que também passou por reformas. A Polícia Ambiental faz vistoria no sítio que a Operação Lava Jato e o Ministério Público de São Paulo estão investigando para saber se as obras ali executadas foram feitas por empreiteiras envolvidas no dito processo como agrado a Lula, caso ele seja o proprietário.

O advogado foi ouvido pela reportagem e declarou que não é responsável pelo sítio e nem advoga para os proprietários. Sua atuação ali foi consultoria na época da compra e venda do sítio e o número dele ter sido fornecido foi um erro, já que não mantém relações profissionais com os proprietários.

O Globo ainda afirma que a Polícia Ambiental não pôde fazer seu trabalho pois, conforme informou a Secretaria de Segurança Pública, é preciso antes localizar os donos. Segundo o pelotão de Atibaia, a polícia foi para uma vistoria pois no monitoramento por satélite para “verificar uma suspeita de desmatamento”.

Como é de conhecimento público, a fiscalização apurou irregularidades, e uma delas foi a construção do anexo em cima de um córrego. Assim, como é do conhecimento público, a Policia Ambiental vai requerer do  proprietário a documentação referente a licenças ambientais.

Esta é a matéria.

O advogado afirma que há uma clara e evidente campanha para interferir na atuação dos advogados do escritório. E isso porque esses profissionais subscrevem ações judiciais contra o jornal O Globo e alguns de seus jornalistas a favor de clientes vítimas de notícias falas e manipuladas.

Leia a nota de esclarecimento a seguir, com a relação de matérias equivocadas e denúncias vazias que visam a desestabilização e descrédito do escritório responsável pela defesa de Lula.

Leia mais »

Média: 4.7 (13 votos)

TV francesa denuncia operações ilegais de Ricardo Teixeira

Por Antonio Veronese, via Facebook

URGENTE- REPORTAGEM AGORA AQUI NA FRANÇA 
‪#‎RicardoTeixeira‬ ‪#‎BanquePasche‬ ‪#‎CréditMutuelCIC‬ ‪#‎Catar2022‬

A televisão estatal France 3 acaba de exibir aqui em Paris o documentário "Pièces a Conviction". Nele são denunciadas operações ilegais de evasão fiscal realizadas pelo banco francês Crédit Mutuel-CIC através do Banco Pasche, sua filial no Principado de Mônaco. 


Entre as denúncias apresentadas, o depoimento de um funcionário do banco Pasche que diz: " Entre as maracutaias aqui realizadas uma batata quente é o depósito de 30 milhões dollares feito por este brasileiro, que é dinamite pura". 


Na sequência da reportagem a televisão France 3 diz que o brasileiro citado é Ricardo Teixeira, e que o valor estaria associado à escolha do Catar para sediar a Copa do Mundo de 2022.

 

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Receita acusa CBF de sonegação na gestão Ricardo Teixeira

Jornal GGN - A Receita Federal acusa a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de ter sonegado impostos por mais de três anos, durante a gestão de Ricardo Teixeira na presidência da entidade. A CBF não teria pago o percentual de 11% referente ao INSS sobre o valor de notas fiscais emitidas por empresas prestadoras de serviços contratadas entre 2002 e 2005. 

A CBF não reconhece a dívida e recorreu da cobrança ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). A entidade alega que as empresas contratadas faziam parte do Simples e que não havia obrigação de recolher 11% dos valores pagos ao INSS.

Do Estadão

Receita Federal acusa CBF de sonegar impostos

Entidade não teria recolhido INSS por mais de três anos
 
A CBF é acusada pela Receita Federal de ter sonegado tributos por mais de três anos durante a gestão de Ricardo Teixeira. A entidade não teria pago o porcentual de 11% referente às contribuições sociais (INSS) sobre o valor bruto de notas fiscais emitidas por diversas empresas prestadoras de serviço contratadas durante a administração de Teixeira, inclusive com cessão de mão de obra.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

EUA vão ajudar MPF em investigação de cartolas da CBF

Jornal GGN - A Justiça dos Estados Unidos vai enviar parte dos dados sobre as investigações contra dirigentes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para o Ministério Público Federal. Marco Polo Del Nero, atual presidente, José Maria Marin e Ricardo Teixeira, ex-mandatários, estão sendo investigados pelos norte-americanos. Foram estas investigações que fizeram com que Marin fosse preso em Zurique, junto com outros cartolas da Fifa.

Em junho, os países do Mercosul enviaram carta para a Procuradoria Geral dos EUA solicitando a ajuda de Washington. Loretta Lynch, Procuradora-Geral dos Estados Unidos, revelou ao Ministério Público chileno que está disposta a cooperar com os países sul-americanos. Apesar disso, os norte-americanos fazem a ressalva de que só ajudarão caso tenham a garantia de que os detalhes dos processos não vazem para a imprensa.

Do Estadão

EUA vão ajudar a Justiça do Brasil em investigação

JAMIL CHADE

Norte-americanos prometem enviar ao MPF dados sobre dirigentes

A Justiça dos Estados Unidos vai repassar ao Brasil parte das informações sobre as investigações que conduz contra o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, além de outros cartolas como José Maria Marin e Ricardo Teixeira. O Ministério Público brasileiro, que já faz investigações sobre a CBF, aguarda os detalhes que podem levar a Justiça a tomar medidas no próprio território nacional, ampliando assim o cerco contra os cartolas.

Leia mais »

Média: 3.9 (7 votos)