Alguém ordenou que a FAB interrompesse a entrega de oxigênio um dia antes da tragédia de Manaus

O MPF tenta descobrir detalhes do que ocorreu e quem são os responsáveis pela crise em Manaus. É o que aponta o procurador Igor Spindola em entrevista na TVGGN. Assista

Jornal GGN – O governo Bolsonaro suspendeu a entrega de oxigênio aos hospitais de Manaus pela Força Aérea Brasileira durante o tempo em que tentava planejar uma solução para a tragédia humanitária que recai sobre a capital durante a segunda onda da pandemia do novo coronavírus. As horas em que o avião ficou indisponível para o transporte podem ter sido determinantes para que o oxigênio acabasse em algumas alas e pessoas morressem asfixiadas.

Agora, o Ministério Público Federal tenta descobrir detalhes do que ocorreu e quem são os responsáveis pela crise em Manaus. É o que aponta o procurador da República Igor Spindola, em entrevista a Luis Nassif, na tarde do último domingo (17).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora