Cloroquina: Interditem Bolsonaro, antes que arrebente de vez com a saúde nacional

A palavra de Bolsonaro vem sendo a principal estimuladora da irresponsabilidade da população em relação à doença.

Cada dia a mais na presidência, Jair Bolsonaro representa a morte potencial de milhares de brasileiros. É um completo sem-noção valendo-se do peso das palavras de presidente da República, em um país contaminado pela superstição mais rasteira, para espalhar notícias falsas ou induzir a curas não comprovadas.

Seu último feito foi tratar a cloroquina como o remédio salvador. Trata-se de um remédio importante para o tratamento da malária e doenças reumáticas, e que ainda não tem comprovação para o tratamento da coronavirus.

 

No entanto, bastaram algumas notícias sobre testes efetuados para que dois imbecis – Donald Trump e seu boneco de ventríloquo, Bolsonaro – alardeassem a cura, provocando uma corrida nas farmácias e deixando pacientes sem remédio.

Trata-se de completa irresponsabilidade porque, além de tudo, o uso do medicamento deixa uma série de sequelas, conforme atestado no estudo “Avaliação dos efeitos adversos desencadeados pelo uso de difosfato de cloroquina, com ênfase na retinotoxicidade, em 350 doentes com lúpus eritematoso”.

Por isso mesmo, o Conselho Federal de Medicina (CFM) alertou para que a venda do medicamento fosse autorizada apenas com receita médica.

A própria Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), embora entregue a um bolsonarista irresponsável, o contra-almirante Antonio Barras Torres soltou alertas para o uso indiscriminado do medicamento.

– esses medicamentos são registrados pela Agência para o tratamento da artrite, lúpus eritematoso, doenças fotossensíveis e malária;

Leia também:  As políticas para o combate ao Covid-19: Experiência internacional e o Brasil

– apesar de promissores, não existem estudos conclusivos que comprovam o uso desses medicamentos para o tratamento da Covid-19. Portanto, não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus; e

– a automedicação pode representar um grave risco à sua saúde.

Agora, o remédio desapareceu das farmácias do Rio, das farmácias de São Paulo, e em outros estados do país.

A palavra de Bolsonaro vem sendo a principal estimuladora da irresponsabilidade da população em relação à doença.

 

Com essa conclamação, ele amplia os riscos à saúde do brasileiro.

Repito, cada dia a mais de vida política de Bolsonaro, significa a morte física de milhares de pessoas.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

14 comentários

  1. Parece com aquele gerente incompetente que tem em algum setor de alguma empresa. De tanto dar bola fora e fazer besteira, chega uma hora que os funcionários começam a deixar de lado o que ele diz e começam a fazer por conta, direito e melhor.
    Só que o mané fica com receio e começa a melar qualquer iniciativa. Critica qualquer coisa com a estupidez de sempre, mas ninguém liga.
    Até que mandam o imbecil ficar quieto.

    20
    3
  2. Nem o bolsonaro, nem o artigo fizeram distinção entre a cloroquina e a hidroxicloroquina. O que parece ter melhores resultados, segundo o estudo na frança, é a hidroxicloroquina.

    Concordo que os estudos ainda não são conclusivos e que é preciso cautela, mas tambêm temos que considerar que:
    1: O mundo está parado, a recessão econômica nos próximos meses deve matar milhões de pessoas, se existe uma chance desse medicamento funcionar, ele tem que ser testado com urgência mâxima. Não dá para dizer: “é, vamos aguardar o protocolo padrão que leva 2 anos para aprovar um medicamento para uma determinada doença.”
    2: Na itália, pacientes com mais de 80 anos estão sendo deixados para morrer por falta de recursos, é provável que a mesma coisa aconteça no brasil, ou pior. Numa situação desesperadora como essa, não valeria a pena usar a hidroxicloroquina nos pacientes deixados para morrer sem respirador artificial? Por que se preocupar com falta de comprovação de eficácia se o cara foi largado para morrer?
    3: Essa não é uma droga nova experimental, é um remêdio que existe a décadas e atê ontem podia ser comprado sem receita. Podem haver efeitos colaterais, mas considerando que ele seria usado em pacientes terminais, essa é a menor das preocupações.

    O Bolsonaro é um idiota, mas isso não quer dizer que a HIDROXIcloroquina não é eficaz. Cuidado para o ódio a seus inimigos não deixar você cego.

    8
    9
    • Colega, ninguém está descartando as drogas (muito menos validando).
      Ou acha que alguém está torcendo contra, só para implicar com Bozzo?
      Apenas não se pode anunciar “esperança não validada” (ainda mais o adolinquente digo, presidente da república) de uma droga que já existe sim, mas para outras patologias.
      Pessoas podem (e é fato) relaxar os cuidados apenas porque o presidente disse que “tá tudo resolvido”?
      A droga errada na doença errada pode causar (e essa causa) danos colaterais temporários, permanentes ou mesmo matar, pois uma coisa precisa ser combinada com a outra.
      Existe na medicina um tratamento chamado “de compaixão”, que pode ser aplicado a pacientes desenganados, terminais.
      Ainda assim, isso precisa ser autorizado por autoridades sanitárias, de saúde (exs. FDA, ANVISA, etc.).
      Normalmente (sem urgência), isto é feito paulatinamente em cobaias, depois em pacientes “terminais” e/ou voluntários e assim por diante. Um protocolo de validação.
      Somente depois de tudo isso e avaliados os prós e contras, a droga será liberada para comercialização.
      Quem reponde se, no atropelo, alguém (ou muitos) morre(m) ou fica(m) com sequelas ou perde(m) a chance de ser tratada(s) de outra maneira?
      V.Sa.?
      Ou o presidente (?) terraplanista, palpiteiro de conversa de botequim?

      PS1: As drogas já estão (para a COVID-19) em testes de laboratório (que demoram) E em tratamentos de “compaixão” em alguns hospitais. Portanto não há nenhuma “falta de agilidade”.
      O que não pode é o presidente reunir os filhotes “zero à esquerda” no jardim (um até sem camisa, com a cueca aparecendo, em total avacalhação do cargo maior do país) e gravar que “vai isso e aquilo”, em algo que NINGUÉM ainda validou no mundo, apesar do uso compassional já sendo praticado.

      PS2: curiosamente, uma das duas únicas propostas aprovadas pelo então deputado em 28 anos de (ótimo) “emprego” na câmara, foi a liberação da “pílula do câncer”, antes do processo de aprovação, apoiado pelo deputado (?) Celso Russomano, cujo testemunho do pai “curado’ ajudou…embora (lamentavelmente) o pai curado tenha falecido logo depois…

      • JB.
        tenho acompanhado com atencao, tenho 82 anos, a questao da cloroquina.
        existem experiencias bemsucedidas na china, na australia, e na franca.
        concordo inteiramente com DOGBERT acima.

    • Exatamente Nassif,se querem tirar o Bolsonaro q inventem um triplo salto carpado express(rápido) jurídico/midiático/parlamentar/empresarial pq quando foi a Dilma(uma mulher)foi preciso quase nada para tirá-la!
      Obs:FICA BOZO E CHICOTE NELES !!!
      Obs da obs:Eu não quis dizer ficar de ficar na presidência,vcs interpretaram mal !
      Obs da obs da obs: Comentário Bolsonariano meu!!!!

    • Quem correu para as farmácias para comprar não foram os pacientes internados em estado grave né? Foram pessoas ainda sadias! E as pessoas que usam o medicamento para tratar lupus estão sem o medicamento. Elas podem morrer também. A função de um presidente não é escolher o remédio, é dar condições para que os cacacitados para isso o façam. Bolsonaro é um aproveitador barato, que quer aparecer como salvador para uma doença que ele mesmo chama de gripezinha. Se é gripezinha para que a porra do supermedicamento?

      2
      1
  3. Nassif,
    Não tem como errar, esta família de milicianos rasgou a fantasia e se comporta do modo em que se sentem mais à vontade, rastejando no chão imundo. Papai jair, o “mito” rsrsrs, é um legítimo sociopata que no trono, a mandar e desmandar num momento de terror, já descobriu dois antídotos para o vírus, um deles que já deve estar chegando de Israel para, mais uma vez, nos salvar, ou seja, o nível de imbecilidade do cidadão é inacreditável. O mentecapto festeiro, comemorando o aniversário neste momento, parece que fará o quarto exame, algo fantástico para quem já tem na bolsa tres exames dando negativo rsrsrs.
    Como todo bom sociopata, a culpa será das estrelas, não sei o que falta prá arrancar este louco furioso daquela cadeira, miliciano que tem três mortes ao seu lado e um grande parceiro que nada faz, o nosso querido sergio moro.

    7
    1
  4. MATEUS, PRIMEIROS OS MEUS, DEPOIS OS TEUS.
    Provérbio Português

    O prefeito da cidade onde infelizmente nasci (*), decretou Estado de Emergência ontem (20), que OBRIGA tratamento compulsório de infectados, SUSPENDE eventos públicos, RESTRINGE funcionamento de bares e do comércio em geral, RECOMENDA o fechamento de shoppings e correlatos, e
    MANTÉM OS ESTABELECIMENTOS:
    a) Médicos, farmacêuticos, psicólogos, laboratórios, clínicas de fisioterapia e vacinação, postos de combustíveis, revendedores de água, gás e materiais de construção, entregas em domicílio e supermercados; E
    INSTITUI:
    a) O teletrabalho na Administração Pública.

    Pergunta: Por que mantém a revenda de MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO? O que tem a ver?

    Resposta: Ele é dono de duas lojas de materiais de construção.

    (*) Se jogarem meus restos mortais no jazigo da família nessa cidade HORRÍVEL, prometo assombrar os responsáveis pela eternidade.

    • Você tem que ser compreensivo com o seu alcaide. Ele quer construir um futuro melhor pra cidade, por isso a loja de material de construção da familia dele tem que ficar aberta.
      Ademais, pode precisar de cimento e cal para os túmulos dos munícipes, nénão?

  5. Pois é… E a gente achando que um monte de merda que ele fazia era estratégia, malandragem etc.
    Agora resta provado que o energúmeno é simplesmente um burro do Karái, um idiota completo, uma ameba delirante, um incapaz mentalmente, de raciocínio raso, limitadíssimo no entendimento das coisas, um parvo.!!! E pasmem, o nosso povo elegeu este mentecapto para ser nosso presidente!

  6. Infelizmente o brasileiro é um perfeito idiota, nem em tempos de crise como agora estamos vivendo não se organizam para uma solução comum, ficam parecendo lavadeiras de beira de rio, uma verdadeira torre de babel.

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome