Pitacos: Está em curso um arriscado cabo de guerra, por Nender… o tal

Não tenham dúvidas: bozo acredita e pratica o quanto pior melhor. Até porque lhe falta condição moral e intelectual para propor algo diferente.

Pitacos: Está em curso um arriscado cabo de guerra

por Nender… o tal

Comentário ao post: Cúpula militar sinaliza apoio a Mourão, diz jornal

Está em curso um arriscado cabo de guerra.

O bozo apostou suas fichas na agenda Trump, que pressupõe isolamento político extremo, promoção da desordem pela divulgação de mensagens de conflito (com as medidas de supressão, com governadores, com seus aliados e auxiliares).

Ora, ele sabe que para quem já vive na merda(literalmente, pulando no esgoto, como ele diz)se esquivando da morte por fome, dengue, diarréia e fuzis, mais uma ameaça de morte é só isso, outra ameaça a ser naturalizada.

Esse pessoal quer comida e emprego. Nem que seja para correr o risco de ir ao supermercado, porque todo mês eles vivem o risco real de não irem por falta de dinheiro.
Claro que essa lógica de risco por emprego será prontamente encampada pelos patrões, que imaginam (e estão certos)que se a coisa piorar a onda de mortes vem na já conhecida hierarquia. Mais pobres primeiro.

Bozo usa essa base social e a plena confiança que a banca tem nele.

No entanto, o cálculo dele depende de quanto a banca e a elite estarão dispostas a entregar toda a rapadura do fechamento di regime a ele ou aos grupos que se candidatam a tocar o barco da brutal recessão que seguirá no já “adubado” terreno da desigualdade e que pode descambar para a convulsão social, que por isso exigirá(no receituário do capital)a mesma repressão de sempre.

Há muito que o capital prescinde de regimes democráticos.

Leia também:  Rivaldo Venâncio: Nosso gargalo está mais no acesso à rede de assistência do que na falta de testes

Seu modelo atual tem a China como melhor exemplo de junção de autoritarismo e finanças.

Outro cálculo frio dele passa pelo acervo de ódio disseminado pela mídia contra aqueles que poderiam funcionar como alternativa: Lula e o PT.

O bozo deve sussurrar todos os dias no ouvido da elite a “ameaça” na restauração do status quo que essa mesma elite golpeou em 2016.

Não tenham dúvidas: bozo acredita e pratica o quanto pior melhor.

Até porque lhe falta condição moral e intelectual para propor algo diferente.

E ao contrário do que dizem, é justamente a compreensão de seus limites intelectuais que é sua maior força.

Não duvidem do poder e da força da idiotia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. “Há muito que o capital prescinde de regimes democráticos.
    Seu modelo atual tem a China como melhor exemplo de junção de autoritarismo e finanças.”
    Para melhor compreender a China, por favor, leia a governança da China, Xi Jinping. O 1º vol já está traduzido pra língua portuguesa. Evita emitir juízos de valor sem conhecimentos

  2. Concordo meu caro,
    O que está em curso é uma luta entre a direita e a extrema direita. A direita tradicional só dará o bote final em Bolsonaro se sua popularidade estiver muito baixa: o que só vai acontecer quando o caos sanitário se instalar e se a doença e as mortes fizerem com que seus apoiadores (principalmente evangélicos e pequenos empresários) saiam do delírio neofascista em que se encontram e vejam que a negação da epidemia por Bolsonaro levou ao caos.
    Se Bolsonaro, em meio ao caos, ainda tiver apoio significativo (ou seja, os neofascistas redobrarem seu delírio destrutivo e suicida), a elite de direita vai acabar se compondo com ele e a marcha da insanidade vai cintinuar.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome