Um grito de revolta: fora Bolsonaro!

Foram 11 meses de negociações, acordos fechados, carregamento pagos e a incompetência do governo federal fez com que todo um aparato preparado para receber insumos e iniciar a produção de vacinas fique parado, disse Margareth Dalcolmo.

Jornal GGN – A cientista Margareth Dalcolmo recebe o prêmio São Sebastião da Cesgranrio. A doutora Dalcolmo, muito emocionada, faz seu discurso. Diferente dos agradecimentos protocolares, a médica está chorando por ter acabado de receber a notícia que haverá grande atraso na fabricação de vacinas pela Fiocruz pela incompetência das autoridades brasileiras. A ineficiência do Chanceler Arnesto Araújo foi exaltada: incompetência diplomática que impediu que as notícias fossem outras hoje.

A doutora Dalcolmo mostra-se inconformada com a condução do caso pelo governo brasileiro e diz sentir muito não poder dizer que a única coisa que pode enfrentar a pandemia, a vacina, não estará disponível para toda a população por esta incompetência na condução dos acordos.

Foram 11 meses de negociações, acordos fechados, carregamento pagos e a incompetência do governo federal fez com que todo um aparato preparado para receber insumos e iniciar a produção de vacinas fique parado. É muita revolta demonstrada por Margareth Dalcolmo e que será compartilhada por toda a parte racional deste país.

Veja o vídeo a seguir.

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Nassif: essa de “revolta” num tá com nada. Me perdoe a Dr. Margareth. Que fale o cancioneiro —

    É o admirável gado novo
    É o nosso Brasil – Yeah
    Vocês que fazem parte dessa massa
    Que passa dos projetos do futuro
    É duro tanto ter que caminhar
    E dar muito mais do que receber
    E ter que demonstrar sua coragem
    À margem do que possa parecer
    E ver que toda essa engrenagem
    Já sente a ferrugem lhe comer

    Êh, ô ô, vida de gado
    Povo marcado êh
    Povo feliz

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador