fbpx
domingo, janeiro 26, 2020
  • Carregando...
    Início Artes

    Artes

    A arte como sentido da vida, por Jorge Sanglard

    Este texto é uma reflexão sobre o legado do artista plástico Dnar Rocha

    Faces de Auschwitz: a arte para não esquecer destes rostos, por Marina Amaral

    Artista brasileira recoloriu fotografias de presos do campo de concentração de Auschwitz. Projeto virará documentário

    Bumba meu boi do Maranhão pode se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

    Bumba meu boi realizado no Maranhão é considerado um “Complexo Cultural” por congregar diversos bens culturais associados em uma manifestação

    Exposição Virtual Marighella #LIVRE, por Rogério Faria

    De 4 a 8 de novembro acontece a exposição virtual Marighella #LIVRE no Facebook.

    Filme “Bacurau” perde no cabo de guerra forma versus conteúdo, por Wilson Ferreira

    Público não-cinéfilo refletiu a derrota no cabo de guerra forma X conteúdo (a crise brasileira) para o maniqueísmo e soluções mágicas do gênero fílmico

    Marighella sempre foi o inimigo, por Rogério Faria

    Para Marighella, seus ideais de igualdade e justiça sempre foram mais valiosos que a própria vida. Por isso, ele sempre foi o inimigo.

    “Existe a militância artística, ainda que hoje se sinta a falta disso”, diz Luís...

    Uma entrevista especial com o artista desenhista e pintor chileno Luis Martínez Salas

    Crítica de Bacurau ou Sobre os limites da antropofagia, por Érico Andrade

    Bacurau é sobre a resistência. Mais ainda; sobre a sua urgência. É sobre como pessoas se reúnem para enfrentar uma ameaça externa, supremacia

    Uma charge sobre a destruição da floresta na Amazônia, por Chico Marinho

    Aumentam os casos de incêndio no bioma que ocupa região norte do país colocando em risco a vida de animais e plantas nativas

    Dnar Rocha: A arte como sentido da vida, por Jorge Sanglard

    Dnar Rocha completaria 87 anos, em 21/07/2019, se não tivesse se encantado há quase 13 anos, em 24/11/2006, em Juiz de Fora. Relevantes obras de sua autoria integram o acervo do Museu Mariano Procópio.

    Cine-Theatro Central, nove décadas de emoção, por Jorge Sanglard

    Marco da engenharia e da arquitetura da virada dos anos 1920 para os anos 1930, quando Juiz de Fora era um importante pólo industrial de Minas e do País, o Central, projetado por Raphael Arcuri, vem sendo, nessas nove décadas, um núcleo de encantamento ao abrigar o melhor da arte brasileira

    Mulheres, atenção à chamada da antologia poética feminina

    A arte como marca da liberdade e dos direitos da mulher terá espaço na obra “Cantemos todos nós”. Poetisas e artistas visuais estão convidados para compor o projeto

    Museu Mariano Procópio 104 anos de memória, por Jorge Sanglard

    Ícone da memória histórica do Brasil e integrado ao 'paraíso dos trópicos'

    Juiz de Fora 169 anos. A cidade em transformação no Museu Mariano Procópio, por...

    O primeiro e o mais importante museu mineiro, abriga um dos mais significativos acervos do período imperial no Brasil

    Comediante e ator Lucio Mauro morre aos 92 anos

    Pioneiro da televisão, humorista estava internado; Filho e também ator ressalta importância do pai e alegria de ter compartilhado últimos momentos com a neta mais nova

    …amor de mãe…, homenagem de Eduardo Ramos

    Reza a lenda que, quando os deuses fizeram os homens e, a primeira declaração foi: "tudo teremos que lhes ensinar", até que surpreenderam-se com a entidade chamada mãe

    Nobres & Vagabundos, por Franco Átila

    Durante muito tempo, a arte (e os artistas) escaparam da absorção capitalista, pelo menos em parte. Aos artistas foi permitida uma vida sem trabalho, típica dos nobres e vagabundos, e neles se tolerou a loucura e a embriaguez.

    Às armas, façamos Arte!, por Dani Nefussi

    Quando fazemos arte estamos re-criando o gesto arquetípico da existência: a Criação. Fundamos universos a cada gesto criativo. Não é pouca coisa!

    Leonardo da Vinci, o pintor-filósofo, por Mazé Leite

    Neste ano de 2019, diversas atividades ao redor do mundo estão reunindo milhões de pessoas em torno de um mesmo nome: Leonardo da Vinci. O motivo: neste 2 de maio completaram-se 500 anos da morte deste gênio da humanidade. Um homem que se destacou em diversas áreas do conhecimento, entre elas a pintura.

    Excessiva fiscalização deve atravancar produção audiovisual brasileira, avaliam Juca Ferreira e João Brant

    'A gestão pública não é eficiente quando foca em práticas de controle puramente formais ou cujo custo é superior ao risco. Controle excessivamente minucioso pode levar a um inchaço injustificável da máquina estatal', ponderam especialistas

    Mais comentados

    Últimas notícias