EUA atacam aeroporto de Bagdá e matam general do Irã; tensão aumenta

O governo Trump confirmou em comunicado que foi o responsável pelo bombardeio, realizado por um drone.

Jornal GGN – Donald Trump autorizou pessoalmente o ataque feito pelos Estados Unidos contra o aeroporto de Bagdá, capital do Iraque, na madrugada desta sexta. O ataque matou o principal comandante militar do Irã e o líder de uma milícia local pró-Teerã.

O governo Trump confirmou em comunicado que foi o responsável pelo bombardeio, realizado por um drone.

O general Qassim Suleimani teve a morte anunciada pela TV iraquiana e foi posteriormente confirmada pelo governo iraniano. Ele era considerado um herói no país e foi chamado de mártir. A morte do general deve elevar a tensão na região e com Washington.

Qassim Suleimani era da Quds, força de elite da Guarda Revolucionária do Irã que cuida da inteligência e por operações militares secretas no exterior. Nesta função, o general era considerado o principal chefe militar do país. Ele era um dos nomes mais cotados para assumir o comando do país no futuro, segundo o The New York Times, já que o líder supremo tem 80 anos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora