Quase 80% dos palestinos querem que Abbas suspenda sanções a Gaza

Pesquisa entrevistou eleitores da Cisjordânia ocupada e de Gaza

do Ibraspal

Quase 80% dos palestinos querem que Abbas suspenda sanções a Gaza

por Lúcia Rodrigues

Uma pesquisa realizada com palestinos da Cisjordânia ocupada e de Gaza, entre os dias 25 de junho e 1 de julho, apontou que 79% dos entrevistados responderam que a Autoridade Palestina deve suspender imediatamente as sanções contra a Faixa de Gaza.

A redução de salários do setor público e a eliminação da dificuldade no acesso à eletricidade foram as sanções elencadas que devem ser levantadas. Apenas 17% dos entrevistados declararam que essas sanções devem ser suspensas apenas quando o Hamas deixar o poder na Faixa de Gaza.

A maioria dos entrevistados, 61%, também querem a renúncia do presidente, Mahmoud Abbas, de acordo com o Centro Palestino de Política e Pesquisa que realizou a sondagem.  A enquete verificou que a maioria da população palestina desaprova a política de Abbas à frente do governo da Autoridade Palestina.  

Com relação à sucessão presidencial, 60% afirmam que se o cargo ficar vago, o presidente do Conselho Legislativo da Palestina, Aziz Duwaik, do Hamas, deve assumir por dois meses para a implementação da Lei Básica, já 29% se opuseram a isso.

Se Abbas não se candidatar, 30% dos entrevistados afirmam preferir o líder da Intifada, Marwan Barghouti, para o cargo, enquanto 23% declararam que querem o líder do Hamas, Ismail Haniyeh no poder. Mohammad Dahlan, ex-líder do Fatah em Gaza, é o preferido por 6% dos eleitores.

Com informações do Middle East Monitor

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora