Três em quatro beneficiários ficam sem auxílio federal

Programa de transferência de renda do governo Bolsonaro continua bem longe daquilo que foi registrado durante auxílio emergencial

MARCELLO CASAL JR / AGÊNCIA BRASIL

Jornal GGN – A transição do Bolsa Família para o Auxílio Brasil deixou uma lacuna considerável: até o momento, cerca de 27 milhões de pessoas em mais de mil municípios do Brasil ficaram de fora do novo programa do governo federal.

Segundo reportagem do jornal Folha de São Paulo, o impacto mais expressivo foi visto entre as cidades que foram favorecidas pelo auxílio emergencial, mesmo com a cobertura menor do Auxílio Brasil.

Em 1.036 municípios do país, 75% ou mais da população que obteve algum tipo de ajuda do governo federal durante o ano de 2021 ficou sem atendimento social.

Apenas nesses municípios, 9,1 milhões de pessoas receberam as parcelas do auxílio emergencial ou o Bolsa Família até o mês de outubro. Porém, desse total, apenas 1,8 milhão de pessoas conseguiram acesso ao Auxílio Brasil.

O total de famílias atendidas pelo Auxílio Brasil chegou a 17,6 milhões, que recebem um valor médio de R$ 409.

Entretanto, a cobertura do programa social do governo Bolsonaro está bem abaixo dos 44,6 milhões de famílias que receberam o Bolsa Família ou o auxílio emergencial em boa parte do ano passado.

Leia Também

Correção de aposentadoria não vai cobrir inflação

Com exceção de policiais, funcionalismo federal perdeu renda em 10 anos

Xadrez sobre Bolsonaro, eleições e crime, por Luis Nassif

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador