Carros vendendo menos, caminhões vendendo mais, por Luis Nassif

Houve alguma compensação com uma melhoria das exportações, 295.152 veículos, 17,76% a mais do que em novembro de 2020 e 23,4% a menos do que em novembro de 2019.

automóveis

Não há sinais de recuperação do mercado automobilísticio.

No acumulado de 12 meses, encerrado em novembro, foram licenciados 1.596.986 veículos, 2,41% a menos do que nos doze meses até novembro de 2020 e 28,59% a menos do que em novembro de 2019.

Houve alguma compensação com uma melhoria das exportações, 295.152 veículos, 17,76% a mais do que em novembro de 2020 e 23,4% a menos do que em novembro de 2019.

Nos dados gerais, houve um aumento de 7,5% na produção, puxado exclusivamente pelas exportações.

Mesmo assim, percebe-se um recuo na produção, de acordo com o acumulado dos últimos meses.

Já em relação aos comerciais leves, o desempenho foi melhor, refletindo, talvez, os bons ganhos do agronegócio.

Carros vendendo menos, caminhões vendendo mais, por Luis Nassif

Do mesmo modo, o desempenho dos caminhões foi excepcional, com aumento de 43,19% em relação a novembro de 2020 e de 70,11% em relação a novembro de 2018.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ze sergio/sorocabanoburaco

- 2021-12-07 11:21:15

"Indústrias são para a Bélgica". A Nossa Industrialização tardia, segundo a doutrinação do Revisionismo Histórico. Obrigado Terceiro Mundo. Cabeça que torna-se em rabo. Gigante Continental que a partir de 1930 começa a se enxergar Anão Diplomático. VW, Toyota, Hunday, Volvo, MercedezBenz, Fiat, Catterpillar, GM, Scania, Ford, JohnDeere, NewHoland, Honda,...(alguém associa a marca ao seu país de origem ou ao Brasil?) agradecem ao Projeto Medíocre do AntiCapitalismo de Estado que entrega Mercado Trilionário para as carroças e restolhos da indústria mundial. Nosso melhor período, ainda afirmam alguns 'malandros e alucinados'. A tal "NOSSA" Indústria Automobilística. Seria cômico se não....

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador