Le Monde: Com vitória no Congresso, Bolsonaro afasta risco de impeachment

"Jair Bolsonaro pode respirar um pouco", analisa o jornal francês, em manchete que destaca a vitória dos apoios de Bolsonaro na Presidência da Câmara e do Senado

Jornal GGN – A vitória dos apoiados por Jair Bolsonaro na Câmara e no Senado foi manchete do jornal francês Le Monde desta quarta-feira (03). “O chefe de Estado brasileiro vê, assim, o risco de abrir um processo de impeachment afastando-se”, conclui o jornal.

As vitórias de Rodrigo Pacheco (DEM) e Arthur Lira (PP) nas Presidências do Senado e da Câmara, respectivamente, nesta segunda (01) foram analisadas pelo periódico francês como um “respiro” ao mandatário brasileiro, que enfrenta grave crise política em um país que alcançou a marca de 225 mil mortos por Covid-19, ressalta ainda.

“Jair Bolsonaro pode respirar um pouco. Neste 1º de fevereiro os dois candidatos que receberam seu apoio foram, cada um, eleitos por maioria em ambas as Casas do Congresso brasileiro, afastando, pelo menos por algum tempo, a abertura de um processo de impeachment contra ele.”

Com atenção especial a Lira, o Le Monde afirma que a sua vitória se deve a Bolsonaro que, “nas últimas semanas, colocou todo o seu peso na balança para garantir a eleição”.

Ainda, o jornal descreve que os dois parlamentares vêm do “famoso Centrão, esse ponto fraco da política brasileira, formado por quinze movimentos políticos oportunistas de centro e de direita, que controlam um terço das cadeiras do Parlamento e que mudam de posição de acordo com as circunstâncias”.

A reportagem escancara a compra feita pelo chefe do Executivo brasileiro para obter estas vitórias, com o desbloqueio de R$ 3 bilhões em “recursos extraordinários”, destinados a projetos de infraestrutura de deputados que aceitaram o apoio.

Por fim, a publicação lembra que o presidente brasileiro é hoje ameaçado por “dezenas” de pedidos de impeachment já protocolados no Congresso, com base em sua “gestão catastrófica com a crise da Covid-19” e por sua imagem no exterior, de desmatamento da Amazônia. O jornal conclui afirmando que 53% dos brasileiros são contra o impeachment de Bolsonaro.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora