Lista de Janot pode paralisar votações no Senado

senado_3.jpg
 
Jornal GGN – Nesta semana, o Senado deverá votar um novo projeto de repatriação e também a Proposta de Emenda à Constituição 61, que permite emendas ao Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal.
 
Apesar da pressão dos governadores que passam por crises em seus Estados, as votações podem ser paralisadas pela divulgação da nova lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O PGR deve enviar ao Supremo Tribunal Federal pedido de abertura de inquérito contra políticos citados nas delações dos executivos da Odebrecht. 80 nomes podem estar na lista de Janot, incluindo nomes do governo de Michel Temer. 

 
O projeto de repatriação passou pela Câmara e sua votação no Senado está na ordem do dia desde o final de fevereiro. Algumas alterações aprovadas pelos deputados desagradaram os senadores, como a retirada da possibilidade de parentes de agentes públicos de entrarem no programa. Em outro ponto, os senadores querem retirar o sigilo das repatriações realizadas. 
 
Para Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente da Casa, e Renan Calheiros (PMDB-AL), líder do PMDB, os projetos de repatriação trazem uma anistia aos beneficiados com a manutenção do sigilo. 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora