Coronavírus: Brasil perde mais de 25 mil vidas por Covid-19; e 411 mil pessoas infectadas

O Brasil já é o segundo país com mais casos da doença, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que tem 1,6 milhão de casos.

Jornal GGN – Com mais 1.086 novas mortes registradas por coronavírus nas últimas 24 horas, o Brasil perde 25.598 vidas nesta pandemia. Além das mortes, outro dado preocupante é de mais 20.599 pessoas engrossam a lista dos infectados, completando 411.821 casos no país. Os dados são do Ministério da Saúde.

O Brasil já é o segundo país com mais casos da doença, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que tem 1,6 milhão de casos.

No macabro ranking de mortes, o Brasil ocupa o sexto lugar entre os países mais afetados pela pandemia. Os cinco primeiros em mortes são EUA, com 100 mil, Reino Unidos (37 mil), Itália (33 mil), França (28 mil) e Espanha (27 mil).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Pesquisa do CEE-Fiocruz propõe melhorias para serviço de ambulâncias aquáticas do Samu 192 – as ambulanchas

4 comentários

  1. E sua taxa de letalidade é de menos 10%(o q justifica o não pânico,o contrário do q a mídia incentiva a todo momento)essa informação é da fundação j.marcelo q é financiada por ele mesmo e por isso sem interesse nenhum em quebras e endividamento de empresas/pessoas e ou vendas de remédios aplicados com picadas ou não.
    Obs:Vem aí uma segunda,terceira,quarta…onda,melhor nunca sair,#ficaemcasaemorradefomenaoenfrenteqvcmorreebancosenriquecemeconcentrammuitomaisrendaacreditemempessoasfinanciadaspelosricacos!
    Obs2:Esqueci o q ia escrever(é sério)

    1
    1
    • O problema não são os mortos em si mas o seu percentual?

      Se morresse apenas 1% dos infectados pelo coronavírus, a pandemia não seria problema?

      J. Marcelo, você tá sendo irônico ou você tá sendo sincero e direto?

      Você é sincericida?

  2. Gostaria de fazer duas ponderações: 1) a COVID19 é uma nova doença, de acordo com a CID da OMS, que têm dentre os seus sintomas a pneumonia. Não é um tipo de pneumonia. 2) As mortes evitáveis são por inércia, mas também por ação criminosa de governo, pois minimizar a importância da doença; desqualificar o conhecimento médico e científico de consenso, incitar e promover comportamento de risco como aglomerações, incentivar o uso de medicamento sem eficácia comprovada, desestruturar as instituições de Saúde Pública durante uma Pandemia declarada pela OMS são ações contrárias a orientação das autoridades de Saúde Pública no Brasil é no Mundo. A inércia, por si só, não se constitui crime, pode ser negligência, mas não resolve todos os casos de mortes evitáveis que precisam ser dimensionados com rigor técnico para subsidiar a cobrança nacional e internacional do que está acontecendo no Brasil.

  3. Gostaria de fazer duas ponderações: 1) a COVID19 é uma nova doença, de acordo com a CID da OMS, que têm dentre os seus sintomas a pneumonia. Não é um tipo de pneumonia. 2) As mortes evitáveis são por inércia, mas também por ação criminosa de governo, pois minimizar a importância da doença; desqualificar o conhecimento médico e científico de consenso, incitar e promover comportamento de risco como aglomerações, incentivar o uso de medicamento sem eficácia comprovada, desestruturar as instituições de Saúde Pública durante uma Pandemia declarada pela OMS são ações contrárias a orientação das autoridades de Saúde Pública no Brasil é no Mundo. A inércia, por si só, não se constitui crime, pode ser negligência, mas não resolve todos os casos de mortes evitáveis que precisam ser dimensionados com rigor técnico para subsidiar a cobrança nacional e internacional do que está acontecendo no Brasil.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome