Vacinas de Oxford chegam hoje e Fiocruz trabalhará de madrugada para distribuição

Após atraso de uma semana e problemas da diplomacia brasileira, o presidente Jair Bolsonaro comemora, com foto junto ao ministro Ernesto Araújo

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Duas milhões de doses da vacina de Oxford com a AstraZeneca, prduzidas pelo Instituto Serum, da Índia, chegam hoje ao Brasil. Foi o que divulgou Jair Bolsonaro, nesta sexta (22), após cobranças e atraso de uma semana.

Em sua rede social, Bolsonaro comemorou: “o Brasil sente-se honrado em ter um grande parceiro para superar um obstáculo global. Obrigado por nos auxiliar com as exportações de vacinas da Índia para o Brasil”, escreveu o mandatário.

Horas antes, o presidente havia compartilhado uma foto dele com o tão criticado ministro de Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, com a informação da agência Reuters: “O governo da Índia liberou as exportações de vacinas contra a Covid-19, e as primeiras remessas serão enviadas nessa sexta-feira para o Brasil e Marrocos, disse o secretário de Relações Exteriores da Índia.”

Ainda, da mesma forma como ocorreu anteriormente, a chegada do carregamento foi detalhada, por voo comercial que sairá do país indiano e chegará no Aeroporto internacional de Guarulhos e, posteriormente, ao aeroporto Tom Jobim, do Rio de Janeiro. O avião está estampado.

Antes da distribuição, o laboratório brasileiro Fiocruz anunciou que fará uma checagem da qualidade e segurança das vacinas, antes de liberar as remessas para os estados, como solicitam as normas regulatórias.

A Fiocruz informou, ainda, que fará todo este procedimento, incluindo rotular os imunizantes com informações em português, entre a noite desta sexta e a madruagada deste sábado, para que as doses possam chegar amanhã nos estados brasileiros.

“Esse processo acontecerá ao longo da madrugada e na manhã de sábado, e será realizado por equipes treinadas em boas práticas de produção”, disse a Fiocruz. Somente então as vacinas poderão ser distribuídas pelo Ministério da Saúde.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora