Carne Fraca fará estrago na economia pior que a Lava Jato, diz Moreira Franco

Jornal GGN – O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República Moreira Franco avaliou, nesta segunda (20), que o “estrago” da Operação Carne Fraca sobre a imagem do Brasil já está feito e que, se o governo não conseguir contornar a crise, o impacto disso na economia será ainda pior do que o provocado pela Lava Jato.

Segundo informações do jornal O Globo, Moreira disse que há uma “espetacularização” da cobertura midiática sobre o caso, e que o governo Michel Temer está empenhado em demonstrar a “robustez” do sistema de fiscalização de produção de carne no Brasil, para evitar maiores perdas nas exportações. O setor é responsável por 7,5% do total de produtos enviados ao exterior pelo Brasil, no ano passado.

“A espetacularização da cobertura é muito mais grave que o fato. Se acontece um problema nesse setor, as dimensões econômico-financeiras e no emprego são infinitamente superiores a do setor de petróleo e gás (em referência às investigações conduzidas pela PF na Petrobras). O estrago foi feito e nós estamos correndo para segurar”, disparou.

Ainda segundo o ministro, a imprensa está sendo irresponsável ao tratar assuntos econômicos com a mesma “ligeireza” com que trata as “futricas” que ocorrem nos bastidores da política em Brasília.

“Você não pode tratar as questões econômicas com a mesma ligeireza da cobertura das futricas do Salão Verde e do Salão Azul, da Câmara dos Deputados e do Senado. No mercado europeu, por exemplo, França e Irlanda disputam palmo a palmo com a carne brasileira.”

Na última sexta (17), a Polícia Federal convocou toda a imprensa para falar da operação Carne Fraca, na qual diz ter desvendado um esquema de pagamento de propina a fiscais do Ministério da Agricultura no Paraná, para evitar fiscalização em frigoríficos. O assunto repercutiu na imprensa internacional e o Brasil já tem problemas com exportação. O Chile, China, Coreia do Sul suspenderam a compra de carne e a União Europeia ameaça fazer o mesmo.

Assine
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora