“Chegou a hora: diretas, já!”, diz Dilma Rousseff


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
 
Jornal GGN – A ex-presidente Dilma Rousseff defendeu, em comunicado emitido nesta sexta-feira (19), que “a única saída para a crise são eleições diretas, já!”. A manifestação ocorreu após a sequência de acusações que vem atingindo o atual presidente Michel Temer e sua cúpula, com aliados como o senador Aécio Neves (PSDB-MG).
 
Para Dilma, a crise que hoje é evidenciada nos noticiários sobre a delação de Joesley Batista, dono da JBS, e demais executivos da companhia J&F, foi desencadeada desde novembro de 2014, quando o impeachment começou a ser julgado pelo Congresso.
 
“A crise política, iniciada em novembro de 2014 com a recusa dos golpistas em aceitar o resultado das urnas, foi agravada pelo  impeachment fraudulento. O Brasil continua sangrando com os retrocessos impostos pelo governo golpista. Agora está sem rumo, diante das graves acusações lançadas nos últimos dias”, publicou em nota.
 
Lembrando que a decisão para os rumos da atual crise está nas mãos do eleitorado e da população, afirmou: “na democracia, a regra é clara: o poder emana do povo e em seu nome é exercido. Nenhuma eleição indireta terá a legitimidade para tirar o país do abismo em que foi mergulhado.”
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora