Defensores da cloroquina e do fim do isolamento são cotados para o Ministério da Saúde

Dois nomes foram divulgados como os cotados para a pasta: o secretário-executivo da Saúde, general Eduardo Pazuello, e o ex-ministro Osmar Terra

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Jornal GGN – Com a saída do ministro da Saúde Nelson Teich, dois nomes foram divulgados como os cotados para a pasta: o secretário-executivo da Saúde, general Eduardo Pazuello, e o ex-ministro Osmar Terra.

Pazuello é cogitado porque dentro do Ministério da Saúde, o secretário-executivo mostrou-se favorável a liberar a recomendação oficial do uso da cloroquina no tratamento da Covid-19, conforme apoia o presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com informações dos bastidores da Saúde, a falta de atuação de Teich, diante da resistência frente a divergências com Bolsonaro, fez Pazuello começar a atuar paralelamente no comando da pasta para algumas decisões do combate ao coronavírus. Era ele, por exemplo, que mantinha contato com secretários estaduais e municipais.

Ainda, o outro nome avalado para o posto é um fiel escudeiro de Jair Bolsonaro. Osmar Terra, que atuava na articulação do governo Bolsonaro com o Congresso, e também apoia o mandatário no uso da cloroquina, é cogitado para o posto. Ele também é defensor do fim do isolamento social, assim como Bolsonaro.

O partido do deputado, o MDB, entretanto, já se manifestou contrário à indicação de Osmar para dentro do governo, novamente. “Se o Osmar Terra for, que ele vá como pessoa física. Não vá querendo representar o MDB dentro do governo”, informou o líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM). “Espero que ele não vá, sinceramente.”

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Coronavírus: Brasil perde 1.264 vidas nas últimas 24 horas

2 comentários

  1. Agora que o Bolsonaro enlouquece por ter de fazer a difícil escolha:
    Osmar Terraplana o médico que duvida da ciência
    Um militar para descer o pau em quem ficar em casa
    Mais um médico para se queimar vendendo a história da cloroquina

  2. Não demora muito estaremos sendo retirados de casa à força…
    só falta terem combinado com os patrões apoiadores, os tais amigos de Bolsonaro que a PF não pode investigar, que o empregado que resistir será demitido por justa causa ou em nome da segurança nacional

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome