E Bolsonaro recua, mas não muito, quanto a esvaziar o ministério de Moro

Disse que alguns setores da política querem a criação do novo ministério e ‘simplesmente recolhemos as sugestões educadamente e dissemos que vamos estudá-las’

Jornal GGN – E no jogo de falo, mas não falo, vou, mas não vou, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, hoje, sexta-feira, dia 24, haver ‘zero chance’ de recriação de novo Ministério da Segurança Pública. Mas enfatizou também o ‘neste momento’. A declaração foi dada na Índia, onde o presidente foi ao encontro do primeiro-ministro Narendra Modi. Além de falar que a chance é zero, o presidente também disse que ‘não sei o amanhã, porque na política tudo muda, mas a intenção não é criar’.

O tema está na pauta do dia, para toda a imprensa e redes sociais, e acabou criando uma situação delicada para o ministro Sergio Moro, que ameaça sair do governo caso isso se concretize.

Jair Bolsonaro disse não ter falado nada antes, pois que estava em voo para a Índia. Disse que alguns setores da política querem a criação do novo ministério e ‘simplesmente recolhemos as sugestões educadamente e dissemos que vamos estudá-las’. Uma saída pela tangente.

O presidente em trânsito disse, ainda, que não falou do assunto com Moro pois não era necessário. Acha que não é preciso falar, pois se entendem muito bem. ‘O Brasil está indo muito bem’, disse, ‘números de segurança pública estão muito bem, e é a minha máxima, em time que está ganhando, não se mexe’.

Ele disse ainda que a maior pressão é a volta dos ministérios do Planejamento e da Fazenda, fundidos com Economia.  ‘Se isso (a pressão) se tornar público, vão dizer que eu estou querendo enfraquecer o [Paulo] Guedes’.

Leia também:  TV GGN: Aproxima-se a hora do confronto final, por Luis Nassif

Com informações da Folha

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Moro sabe quem foi o mandante do assassinato da Marielle. Aliás, meio mundo sabe. Mas essa revelação não é do interesse do “mercado”, que abafa essa informação. Moro barganha com isso assim garante a sua cadeira. Essa queda de braço vai durar muito ainda.

    • Que bom termos comentaristas bem informados frequentando o blog. Não faço parte do meio mundo que sabe quem foi o mandante. Você sabe mesmo ou só imagina? Se souber, aconselho informar ao Ministério Público, para eles usarem as provas.

  2. A fim de que o $ Moro e as Moretes baixem a guarda, o Bolsonaro deu um passo atrás. Quando os Sugões baixarem a guarda, o Bolsa dará dois passos à frente.
    Nesse governo écobra engolindo cobra

  3. Sempre me surpreendo com a constância de propósitos do bozo, um sujeito que raramente volta atrás em suas decisões.
    Parece que na ordem unida só atendia ao comando de meia volta.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome