Escândalo da PF faz exportação cair de US$ 60 milhões para US$ 74 mil no dia

 
Jornal GGN – Em passagem pelo Congresso, nesta quarta (22), para falar do impacto da operação Carne Fraca na economia brasileira, o ministro da Agricutlura Blairo Maggi revelou um número espantoso relativo ao prejuízo que o escândalo gerou na balança diária de exportações do produto. A venda em dólares caiu de 60,5 milhõees para 74 mil, em apenas uma semana.
 
A média diária de exportações de carne pelo Brasil é de 63 milhões de dólares, disse Blairo, mas com a repecussão da investigação da Polícia Federal na mídia internacional, a queda foi sem precedentes. “A gente não sabe o tamanho da pancada que vai levar”, afirmou a senadores.
 
Já na semana passada, o ministro Moreira Franco havia afirmado que a operação Carne Fraca tinha potencial para prejudicar a economia em um nível muito pior do que foi feito pela Lava Jato, que colocou empresas do ramo de construção na berlinda.
 
A Carne Fraca acusou um esquema de pagamento de propinas a fiscais federais para burlar fiscalização do Ministério da Agricultura. Mas, em coletiva de imprensa, o delegado responsável pela operação, Maurício Moscardi, adotou tom alarmista e disse que era possível que brasileiros e países importadores estejam consumindo “carne podre”.
 
Após a repercussão, China, Coreia do Sul, Comunidade Europeia e Chile, além do Japão, mais recentemente, anunciaram a adoção de entraves à entrada do produto brasileiro em seus territórios.
 
Blairo Maggi diz que a situação foi contornada no Japão – só as empresas já proibidas pelo governo brasileiro não terão entrada no mercado japonês. “Quero crer que estamos indo por um bom caminho”, disse. “Falta um posicionamento definitivo da Comunidade Europeia e da China. Resolvidos esses dois assuntos, podemos respirar um pouco”, comentou.
 
Na noite de terça (21), o diretor geral da Polícia Federal Leandro Daiello emitiu uma nota à imprensa tentando conter os estragos provocados pelo núcleo da operação em Curitiba. O texto sustentou que a fiscalização brasileira é confiável e já foi auditada inúmeras vezes, e que os ilícitos descobertos não podem ser generalizados, comprometendo todo o sistema.
 
Assine
 

15 comentários

  1. São uns gênios…

    O delegado será sumariamente demitido, igual a Protógenes?

    Embora o Protógenes foi demitido pelo Daniel Mende$

    • Quem diria…
      Um país continental que vem sendo corroído por insanos cupons desde o golpe, fosse abatido por um “pequeno Grillo”! O que vai acontecer ao grilo?

  2. Merecido!!
    Os apoiadores do

    Merecido!!

    Os apoiadores do golpe queriam que só o povo trabalhador pagasse a conta, eles que amarguem um prejuizo na cacunda tambem…..

  3. Terrorismo de Estado

    Se a policia federal, o ministerio publico e a procuradoria geral da republica são representantes do estado e usam as prerrogativas de suas funções para atacar violentamente cadeias produtivas inteiras ceifando empregos aos milhões sem proposta alguma para salvar as empresas isso sim deveria ser considerado como terrorismo de estado e se tivessemos presidente legitimo deveria este exonerar de imediato o ministro da justiça e prender preventivamente todos os responsaveis pela operação assim como querem fazer com todos os cidadãos comuns que ousarem emitir opinião neste pais. Talvez assim provando do proprio remedio poderiam esses senhores refletir melhor antes de atacar a próxima cadeia produtiva e quem sabe com 1000 agentes presos e tendo que provar na cadeia sua inocencia da acusação de terrrorismo surgiria neles algum tipo de respeito pelas vidas de milhões que destroem para prender meia duzia.

    • Nao.
      Nao eh a primeira e nao

      Nao.

      Nao eh a primeira e nao vai ser a ultima vez que ele precisa de “enquadramento” e um chute na bunda pra fora de seu emprego e…  nada!

  4. Os prejuizo serão

    Os prejuizo serão infinitavamente maiores do que pode-se imaginar. Centenas de containers no Pacifico em direção a Asia terão que voltar para o Brasil. So na região de Concordia são 1.500 granjas que abastecem a BRF, cada uma tem no minimo uma familia. Nada vai acontecer, nem sindicancia que se faz com um bedel de escola que dormiu depois do almoço.

  5. Ao contrario, a Camara

    Ao contrario, a Camara Federal aprovou uma CPI da esquerda CONTRA o setor de carnes, para acabar o trabalho de destruição. Quem sabe vai concluir que é melhor importar carne da Nova Zelandia.

    • Observe:
      Protocolamos agora

      Observe:

      Protocolamos agora pedido de criação de CPI para investigar denúncias levantadas pela Operação Carne Fraca da PF 

  6. Escândalo da PF faz export. cair de US$ 60 milhões para US$74 mi

    O mercado INTERNACIONAL de CARNE que o LULA conquistou em 8 anos de governo para o BRASIL junto com os PRODUTORES, a POLICIA FEDERAL de TEMER destruiu em UM DIA.

    Tem sido assim e vai continuar assim, com os DIREITOS TRABALHISTAS, a PETROBRAS etc.

  7. Sim, o papelão da carne podre está feito.

    http://caviaresquerda.blogspot.com.br/2016/11/operacao-lava-jato-causa-prejuizo-de.html

    Sim, o papelão da carne podre está feito. Mas fico me perguntando porque ninguém chorou pela Argentina, quer dizer, pela Petrobrás, se o estrago foi bem maior: quase 800 mil desempregados, desvalorização da estatal apesar dos crescentes recordes do pré-sal e potencial inegável, quebradeira de empreiteiras e destruição de empregos indiretos: só 13% do PIB virou pó nas mãos da campanha pseudo-moralista desse famigerado conluio midiático-penal, que agora provoca mais um rombo no PIB com a carne fraca: 7%…e assim nosso pais vira um grande Congo…

  8. Todo esse desastre se deve à

    Todo esse desastre se deve à vaidade desmedida de certos policiais metidos à máquinas mortíferas hollywoodianas. Parece até que estamos sob ocupação policial estrangeira. Enfim, vale tudo para ferrar o país e seu povo que depende dos empregos gerados pelas empresas nacionais!

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome