Fundir Banco do Brasil com Bank of America e outras promessas de Guedes nos EUA

"Nós temos emprestado dinheiro como se nunca fôssemos pagar, passamos essa conta a gerações futuras. O momento de pagar essa conta chegou", disse o ministro

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Em Dallas com Jair Bolsonaro nesta semana, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que pretende fazer com o Banco do Brasil o mesmo que fizeram com a Boeing e a Embraer: uma fusão, envolvendo, no caso o Bank of America.

Guedes também afirmou aos investidores americanos que a reforma da Previdência, com transição para o sistema de capitalização, será aprovada em 60 dias. E que o governo acredita que o “horizonte de investimentos” será melhorado apenas com isso.

Depois da reforma, ele citou como prioridade as privatizações e a “abertura da economia”. Acrescentou que no campo do petróleo, pretende acabar com dois monopólios da Petrobras (produção e distribuição) visando “reindustrializar” o País e derrubar em 50% o preço do combustível para o consumidor final. Guedes contou que se reuniu com o presidente da Exxon Mobil nos EUA para falar sobre isso.

Ao final, ele disse que a abertura da economia é um plano de Bolsonaro para a América Latina, e contará com apoio de Argentina e Paraguai.

Assista abaixo:

Alguns trechos da fala de Guedes:

Nós tivemos 40 anos de uma economia centrada no Estado, e isso corrompeu o governo. No último século, o Brasil era o País com uma das maiores taxas de crescimento. Tínhamos índices e recursos naturais melhores que os da China. Mas como uma economia controlada pelo Estado, acabamos bloqueados em nosso projeto de transformar isso numa economia de mercado.

Começamos [o governo Bolsonaro] com uma Reforma na Previdência Social. Nos últimos anos tivemos o estancamento do crescimento da economia. E a reforma da Previdência terá um dobro efeito. Primeiro, vamos ter um horizonte de 10 a 20 anos de saneamento fiscal. O Brasil estava sendo engolido por um buraco negro com o sistema de previdência social atual. Estamos colocando um pouco de combustível para conseguir a transição para a capitalização. Vamos crescer não só por melhorar o horizonte de investimentos com uma boa saúde fiscal, mas vamos começar a investir e não só consumir os fundos da previdência social.

Segundo lugar: as privatizações. O Brasil a cada ano gasta 100 bilhões de dólares só para pagar os juros. A reconstrução da Europa graças ao Plano Marshall foi de 106 bilhões de dólares, e o Brasil gasta esse dinheiro a cada ano sem sair da pobreza. Nós temos emprestado dinheiro como se nunca fôssemos pagar, passamos essa conta a gerações futuras. O momento de pagar essa conta chegou. O presidente encorajou e exigiu que nos organizássemos para fazer esse sacrifício.

Em terceiro lugar, a reforma da Previdência Social vai nos dar 15 anos para reduzir esse gasto perverso.

O Brasil é um País onde pagamos impostos muito altos e é também um paraíso fiscal.

(…)

Leia também:  Mercosul, União Europeia e a armadilha Trump, por Andre Motta Araujo

Vamos procurar fazer uma fusão entre o Banco do Brasil e o Bank of America. São bancos bons para empréstimos agrícolas. Já fizemos uma nova relação entre a Embraer e Boeing. Vamos construir empresas transnacionais. Vamos ultrapassar as nossas fronteiras na procura de melhores oportunidades econômicas.”

Como falou o ministro de Minas e Energias, que foi modesto, ele falou de até 500 bilhões de dólares em novas oportunidades de investimentos, mas ele vê oportunidades em gás, petróleo, eletricidade. Mais do que isso, as estimativas são de quase 1 trilhão de dólares que serão produzidos nos próximos 5 anos.

Hoje estávamos falando com o presidente da Exxon Mobil. Todos os que crescemos no Brasil vimos o noticiário patrocinado pela Exxon. O presidente que é mais jovem que eu não lembrará. O Repórter Esso, chamava-se. Queremos que o Brasil seja grande de novo. A Exxon não controlava a exploração naquela época, porque era monopólio da Petrobras. Mas os monopólios nós reconhecemos que não são bons para a economia.

O Congresso diz que vai pagar em 60 dias a reforma da Previdência.

Na segunda parte do ano falaremos em voltar a crescer. Veremos o impulso da quebra do monopólio da exportação do petróleo e da quebra do monopólio de distribuição. Quebrar o duplo monopólio vai reduzir os preços em 50%. Procuramos com isso uma reindustrialização com base em um combustível acessível. Acreditamos que quando o combustível chegar aos mais pobres, vamos ver essa transformação.

Abriremos também nossa economia. O ministro de Relações Exteriores sabe que nas conversas que tiveram na Argentina e Paraguai… O que a esquerda procurou fazer, de unificar a America Latina com ideias obsoletas, o nosso presidente fará o contrário: procurará unificar a América Latina numa economia de mercado.

15 comentários

  1. Putz….a solução de todos os problemas da terra de santa cruz está neste gênio da lâmpada.
    Todas as alternativa para a felicidade, estão na terra do tio sam.
    Os cegos não percebem, os surdos não escutam, os burros acreditam.
    Talquei…..

  2. Esse é doido de pedra. Viajou e esqueceu de levar os remédios que seguram um pouco os seus delírios.
    Acha que algum grande investidor se engana com listas de vendedor de bíblia.
    A propósito a Embraer que acabaram de dar n havia das almas para a Boeing já registrou balanço com prejuízo. É a Boeing está indo mal das pernas. Corre o risco de repetirem o que foi feito com a EMBRATEL. Entregaram orgulhosamente a um grupo americano que logo depois faliu.

  3. Impressionante como ele não tem o menor escrúpulo em relação aos brasileiros, à população das classes menos favorecidas. Só pensa numa política monetária e o arroxo de sempre. Diz: “Segundo lugar: as privatizações. O Brasil a cada ano gasta 100 bilhões de dólares só para pagar os juros. A reconstrução da Europa graças ao Plano Marshall foi de 106 bilhões de dólares, e o Brasil gasta esse dinheiro a cada ano sem sair da pobreza.” Esquece-se, entretanto, que esses juros são uma afronta, uma extorsão. Disso ele não fala. O petróleo e outras riquezas ele coloca em preço de mercado internacional, mas e os juros. Um país de rentistas, como diz o Bresser Pereira. Espanta-me a sua desfaçatez em dizer, de cara limpa, que precisamos desse arroxo todo da população e nem sequer lhe passe cortar esses juros escorchantes.

  4. Os corsarios nem precisam gastar energia para pegar o butim. Este lhes é entregue de bandeja pelo governo mais incompetente leviano e covarde jamais visto neste pais.

  5. Plagiando o escravo após ouvir as perorações, depois de pego por Rui Barbosa afanando uma galinha:

    “Mas continua chamando o país de Brasil ou vão mudar o nome também, dotô?”

  6. Sinais de que ele já esta sendo comandado pela ganância do lucro pelo lucro…
    sempre que o capitalismo selvagem chega em um ponto sem volta, ele começa a gerar problemas que trazem mais lucros, pasmem, por ninguém ter como resolvê-los

    é um predador da pobreza dos aposentados e dos inválidos; um frio humanoide do mercado

  7. Como pode um sujeito falar de corrupção de outros governos, se ele próprio é investigado por fraude em fundo de pensão? Como um governo pode dar certo privatizando tudo que mais dá lucro ao país? Eleger este governo foi a maior burrice que um povo pode cometer. Em 4 meses, não fez nada a não ser armar a população rica, porque pobre não pode pagar R$ 5.000,00 numa arma. Eu acho que foi para caçar a população pobre, já que ele liberou a caça livre! Coitado de nós, os menos favorecidos!

  8. É de um descaramento só deste senhor sem escrúpulos…”E a reforma da Previdência terá um dobro efeito”.
    Pra quem já sabemos né…enquanto isso o PIB descendo ladeira abaixo, a taxa de desemprego subindo a cada dia que passa…viveremos numa usura total perante este governo monólogo e desgovernado que só fala em Previdência e não se mexe pra mais nada. Enfim, vivemos no país da Bozolândia, onde somos os bobos da corte. Pão e circo é o que nos resta.

  9. É de um descaramento só deste senhor sem escrúpulos…”E a reforma da Previdência terá um dobro efeito”.
    Pra quem já sabemos né…enquanto isso o PIB descendo ladeira abaixo, a taxa de desemprego subindo a cada dia que passa…viveremos numa usura total perante este governo monólogo e desgovernado que só fala em Previdência e não se mexe pra mais nada. Enfim, vivemos no país da Bozolândia, onde somos os bobos da corte. Pão e circo é o que nos resta.

  10. É de um descaramento só deste senhor sem escrúpulos…”E a reforma da Previdência terá um dobro efeito”.
    Pra quem já sabemos né…enquanto isso o PIB descendo ladeira abaixo, a taxa de desemprego subindo a cada dia que passa…viveremos numa usura total perante este governo monólogo e desgovernado que só fala em Previdência e não se mexe pra mais nada. Enfim, vivemos no país da Bozolândia, onde somos os bobos da corte. Pão e circo é o que nos resta.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome