Hospital Vital Brazil corre risco de fechamento pelo governo Doria

Ainda paira o risco de que, a médio prazo, os profissionais de competência específica não seriam repostos, prejudicando também o lado assistencial. Seria acabar com um exemplo de sucesso.

Jornal GGN – Alguns médicos do Hospital Vital Brazil foram informados de que a unidade vai ser fechada pelo governo de São Paulo, sob comando de João Doria (PSDB). A informação preocupa, e muito, pois a unidade é referência mundial em pesquisa e tratamento de pessoas picadas por animais peçonhentos. São mais de 70 anos de história e pesquisa, sendo parte do Instituto Butantan, que sofre desmonte constante nas gestões tucanas. O Instituto negou que o local vá fechar, mas o Sindicato dos Médicos do Estado de São Paulo (Simesp) arguiu o governo paulista e não recebeu respostas.

Uma médica do Vital Brazil foi para suas redes sociais e avisou ter recebido a informação da própria direção do Hospital. A unidade em risco é parte do Sistema Único de Saúde (SUS). A informação recebida pela profissional dava conta de que os médicos e a unidade de pesquisa seriam transferidos para o Hospital Emílio Ribas, que também passa por dificuldades financeiras.

A mudança, seja para o Emílio Ribas ou qualquer outra unidade, diluiria o trabalho de pesquisas clínicas já em andamento bem como o treinamento a residentes de outras instituições. Ainda paira o risco de que, a médio prazo, os profissionais de competência específica não seriam repostos, prejudicando também o lado assistencial. Seria acabar com um exemplo de sucesso.

O Simesp entende que a proposta de transferência para o Emílio Ribas é preocupante e o governo do estado deveria apresentar plano para substituir o serviço único prestado pelo Hospital Vital Brazil. A entidade elabora soros contra picadas de animais peçonhentos como cobras, escorpiões, aranhas e lagartas. Além disso, distribui o medicamento e presta orientação a profissionais do Brasil e do exterior. ‘Quem atenderá essa demanda com o fechamento se esse serviço de referência não existir mais?’, pergunta o direito do sindicato Gerson Salvador.

Leia também:  Guedes diz que se depender do governo, auxílio emergencial não será prorrogado

Para Salvador, tal medida vai prejudicar a população mais pobre, das periferias e regiões rurais, onde acidentes com animais peçonhentos são mais frequentes. ‘São doenças negligenciadas que, em vez de o governo ampliar o acesso ao tratamento, tem diminuído os recursos em um hospital que custa muito pouco para o estado de São Paulo. O impacto econômico não justifica o fechamento do serviço’, afirmou.

O Instituto Butantan publicou nota negando o fechamento. Informa que não será fechado e está funcionando normalmente. Já a Secretaria de Estado da Saúde do governo Doria ainda não se pronunciou.

Com informações da RBA

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

  1. Vital Brasil. Butantâ. 1.a República. República Paulista. Liberal, Facultativa. Republicana. Já Fomos cabeça e não o rabo, antes do Golpe Civil Militar Ditatorial Fascista Esquerdopata Caudilhista Assassino de 1930 e sua perpetuação por longínquos 88 anos.

  2. ISTO É UM RETROCESSO QUE PREJUDICA MUITA GENTE EM UM PAÍS ONDE EXISTEM MUITAS COBRAS, ESCORPIÕES E ARANHAS QUE TRANSMITEM VENENO E O VITAL BRASIL SEMPRE FOI PIONEIRO NESTE ASSUNTO PRODUZINDO ESTAS VACINAS QUE SALVAM MILHARES DE VIDAS! EU MESMO JÁ FUI PICADO POR UM ESCORPIÃO VENENOSO E TIVE QUE UTILIZAR O SORO CONTRA A PICADA DO ESCORPIÃO! O GOVÊRNO TEM QUE INVESTIR EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA E NÃO INTERVIR DE MANEIRA BRUSCA E RADICAL NAS INSTITUIÇÕES QUE SÃO IMPRESCINDÍVEIS PARA A SAÚDE DO PAÍS!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome