TV Globo, Faixa de Gaza e você, tudo a ver, por Armando Rodrigues Coelho Neto

 

TV Globo, Faixa de Gaza e você, tudo a ver

por Armando Rodrigues Coelho Neto

Qual o papel de uma pessoa que todo dia, o dia todo, visita um doente só para lhe dizer: o senhor está pior (?). Comparando o senhor em relação ao dia de ontem, o senhor está péssimo; e, quando o comparamos sua situação clínica da semana com a das três anteriores, o único alento que posso lhe dar é que o senhor está mesmo morrendo. Quem diria! Aquela pessoa robusta, com futuro, definhando assim, acabando como uma vela…

Em seu papel de corvo, o conselheiro não deixa transparecer que quer entregar o doente para um médico de sua confiança, nas mãos de quem possa morrer mais depressa e abocanhar sua herança.

Esse papel de corvo ou de abutre é desempenhado pela Rede Globo de Televisão, para o doente Brasil. Com previsões e diagnósticos catastróficos, suas pragas reverberam por outros raivosos abutres e já contaminou outras mídias, como as redes sociais. Sim, existe um doente a ser tratado e isso a sociedade não pode negar. Mas, para o abutre, o remédio ou discutir o tratamento não importam. Tirar o médico é o bastante.

Obviamente falo do Brasil e do nefasto papel dos meios de comunicação na tentativa de golpe. Quem viu a capa de Veja ou da Istoé percebe naturalmente a conotação odienta que se pretendeu dar. As capas falam por si e há cinismo quando se nega a intenção subliminar. E o que lhes irrita é saber que cada dia mais pessoas estão percebendo a mutreta.

Leia também:  Escolha de PGR fora da lista tríplice pode tornar MPF 'ingovernável'

Por questão de saúde mental, não assisto a TV Globo e passo ao largo dos lixos impressos. Sei que onze famílias de duvidosa reputação controlam os meios de comunicação. Que defendem seus próprios interesses e alguns quase nem moram e nem guardam dinheiro no Brasil. Tudo que lemos, assistimos, ouvimos, tem a mesma linha de pensamento. Todas, nesse momento, engajadas na campanha de ódio, que cinicamente tentam negar. Todas defendem o golpe.

Não sei quem é o ator ou atriz tal, exceto os que escreveram com grandeza suas histórias nas artes. Não assisti nenhum BBB ou The Voice, não sei quem matou quem ou ficou com quem no final da novela X ou Y. Também não assisto as “telelatrinas” jornalísticas. Mas, sei que a TV Globo tem alguns fantoches, entre eles um certo Bonner. Sei de outros, afinal, nos bares, padarias, recinto público qualquer, torna-se quase inevitável desconhecer de todo certas coisas.

Pois bem. Eu estava num bar quando ouvi o tal Bonner (o mesmo que não conseguiu conter o riso diante das trapalhadas do Aécio Neves num debate eleitoral com uma Dilma Rousseff), criticando os que reclamam de ódio, como se aquilo que ele faz, com seu papel de corvo, urubu ou ser das trevas qualquer não fosse pregar o ódio. É como se os linxamentos morais, assassinatos mesmo como o de uma mulher no Guarujá, ataques a homossexuais, violências policiais, os black bloc não fizessem parte dessa campanha.

Não posso dizer que a Globo inventou o ódio. Sei que ela o alimenta com muita competência, junto outros veículos. Mas, pelo seu poder de acesso popular, ela é quem mais alimenta e só ela pode desinventar.

Leia também:  Bolsonaro trata PF como Ministério e diz "quem manda sou eu"

Não adianta tentar passar a ideia de que tão logo consumado o golpe, esse clima de guerra, desunião, paixões irracionais vai passar. Não, não vai. Se não houver golpe, os paneleiros e  moralistas sem moral vão continuar nas ruas. Caso haja golpe, estou entre aqueles que irão às ruas defender a democracia.

Nós estamos do lado da igualdade de direitos entre mulheres e homens, brasileiros e estrangeiros, como manda a Constituição. Nós é que fomos atacados por defendermos negros, índios, homossexuais, melhor distribuição de renda, por defender médicos de qualquer nacionalidade onde a elite branca não queria ir. A lista do que integra nosso humanismo é a vasta e entre o “pibão” concentrado e pibinho distribuído entre miseráveis nós ficamos com este último.

Nós defendemos uma sociedade sem armas. A TV Globo  está do lado dos que querem armá-la. Imaginem uma sociedade armada nesse clima beligerante que ela mesmo ajudou a criar, sedimentar. Nós somos da paz e não demos o primeiro tiro. Com golpe ou sem golpe, nem golpistas nem democratas vão baixar a guarda.

É como na fábula do lobo bom e do lobo mal que cada ser humano traz dentro de si. Quando perguntaram ao mestre qual deles sobreviveria, ele respondeu: aquele que você alimentar. A TV Globo apoiou o candidato que foi capaz encarnar todos os velhos e novos ódios. Hoje seu lema já pode ser: Globo, Faixa de Gaza e você, tudo a ver.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Leia também:  'O Brasil está sem dinheiro porque está sem governo', por Janio de Freitas

Assine agora

12 comentários

  1. Ano da graça de Nosso Senhor

    Ano da graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de 1908:

    “(…)
    É um facto positivo, claro, evidentíssimo por todos reconhecido e proclamado, que as três classes que têm mais de perto dirigido a vida mental e pública do povo brasileiro – os políticos, os jornalistas e os literatos, levaram a um tal gráo de confusão, pessimismo e desanimo, que nem elles mesmos tomam mais pé no meio dos desatinos que accumularam. Só se ouvem pragas e esconjuros; apontam-se panacéas capazes de curar as fundas chagas da nação; surgem de todos os lados prophetas e guias, com suas bandeirolas de improvisados estadistas e salvadores dos povos.
    (…)
    O câmbio, a hyperprodução de café, as especulações dos bancos estrangeiros, a queda da monarchia, o militarismo, o regimen presidencial, os despotismos olygarchicos dos Estados, os gastos superfluos dos governos, os roubos nas repartições públicas (…)todas estas cousas e outras muitas tem sido invocadas como causa de nossos males. Mas é evidente, para quem sabe enxergar, que não passam de symptomas e effeitos de uma causa superior que se não tem querido ver (…)
    Se a lista das falsas causas é enorme, a dos falso remédios não é menor.
    (…) restauração da monarchia e até ditadura militar, reclamada em altas vozes das columnas de vários jornaes(…) Houve até político, litterato, jornalista, tido na conta de grande sabedor, que, com todo o desembaraço nos aconselhou a renuncia da independência e a submissão ao protectorado dos Estados Unidos… Tanto é profunda a incapacidade desses levianos directores da opinião brazileira!
    (…)”
    ROMERO, Silvio. O Brasil Social. Cap. 1 – O problema
    Revista do IGHB, volume LXIX, parte II, pp.106/107, 1908

    ………………………………………………………………………………………………….

    ALGUMA NOVIDADE???

     

  2. Michel Temer, o traidor
    Enquanto isso a Globo, por seus soldadinhos, empresta serenidade e discrição à Michel Temer cujo verdadeiro papel tem sido o de cospirador e traidor se assemelhando aos que os historiadores denominam de lixo da história.

    • Monstro de muitas cabeças

      Maria Rodrigues:

      Como o BICHO  é muito grande, creio que vamos ter que “comer” pelas bordas…..

      Uma possível sugestão é começar com as afiliadas regionais.

      Encontrar uma forma de pressionar os maiores anunciantes locais.

      Mostrar para eles que estão patrocinando um canal antidemocrático e golpista.

      Deixar de comprar e informar o anunciante porque não está comprando.

      Uma forma de pressão, talvez seria comprar o produto destes anunciantes e exercer o direito do consumidor de devolver o produto, cancelando o pagamento.

      É preciso encontrar uma forma ou várias formas de deter este Câncer.

       

  3. Nunca, nunca mais na minha

    Nunca, nunca mais na minha vida e da minha família será sintonizado um só minuto da programação da emissoras de tv e rádio desse país. Ou entrará em minha casa um dos seus jornais e revistas. Ou me informarei através dos seus portais. Dessa vez, da mesma forma como tinha acontecido em 64, eu vi golpe sendo feito por eles. Junto com dois dos maiores bandidos e ladrões desse país: Cunha e Temer.

    Qualquer produto anunciado por empregados desse bando de ratos que moram no mesmo buraco nojento de onde sairam Eduardo Cunha e Temer, jamais será consumido em minha casa. 

    • Ontem, em particular, tomei

      Ontem, em particular, tomei três decisões:

      DO NOT BUY PARANÁ;

      DO NOT BUY SANTA CATARINA;

      DO NOT BUY SÃO PAULO

      No supermercado, verei a origem dos produtos. Já tinha observado que é possível abastecer boa parte do carrinho de supermercado sem itens industrializados nesses três estados.

      Se tiver que comprar algum bem durável feito por esses três estados (uma camisa, uma calça, um cinto), adiarei minha decisão de compra para adquiri-los no exterior.

      Prefiro dar emprego a chineses, malaios, tailandeses que a golpistas e reacionários.

       

       

  4. A Rede Globo é grande inimiga do Brasil

    Um artigo excelente, e que me fez lembrar de uma manchete do jornal O Globo de anos atrás. Tinha havido um acidente com um avião Embraer na China e os jornalixas da Globo escreveram “Cai na China avião construído no Brasil”. Eu fiquei chocado não com o fato do acidente, mas pela maneira como um jornal brasileiro sublinhava o fato do avião ter sido construído no Brasil. Conhecendo bem outras imprensas fora do país, posso afirmar que jamais se veria um título desses num jornal europeu (com um Airbus) ou num jornal americano (com um Boeing).

    Busquei informações na internet, eu vi que a causa do acidente tinha sido mau tempo na região, com ventos muito fortes e uma cerração espessa próxima à montanha na qual o EMB-195 se chocou. Ou seja, a qualidade do avião nunca esteve por um instante sequer em jogo.

    Mas o pasquim do sinistro Roberto Marinho procurou de todas as maneiras manchar a excelente reputação do nosso construtor nacional, e de forma gratuita pois o avião não apresentara defeito algum. Os aviões da Embrare se encontram entre os melhores do mundo, o índice de fiablidade deles é muito elevado, eles são realmente um orgulho para todo brasileiro. Menos para os jornalistas entreguistas dos filhos de Roberto Marinho!!

  5. Porque vcs não criticam a

    Porque vcs não criticam a Band e o Boechat, ou a TV Cultura e o William Correia ou todas as outras emissoras? Todas sem exceção foram duríssimas e deram muito destaque às trapalhadas e desonestidades petistas. Deixem de ser saudosistas dos tempos escuros quando a globo defendia os assassinos. A questão agora é outra, o tempo passou, e o PT que não roubou (acredito que existe) patrocinou e/ou fechou os olhos para o PT que alegremente roubava, e todas as emissoras sem exceção deram destaque (votei no Lula em todas, e na Dilma na ultima). 

  6. Esse é o problema. Sempre a

    Esse é o problema. Sempre a culpa é dos

    outros.

    Se essa presidente viesse a nação como Lula fez em outras ocasiões, não estaríamos nesse buraco.

    Temos que compreender que a mulher e arrogante e nenhum veículo da mídia tem culpa por suas besteiras na economia.

    A economia, se tivesse em ascensão, ninguém falava em impedimento.

    Várias vezes Nassif alertou aqui.

  7. ótimo diagnóstico sobre o

    ótimo diagnóstico sobre o nosso maior problema atual…a globo…

    boicote talvez seja a palavra certa – boicote à globo e a seus produtos veiculados nela…….

  8. Desde a deposição de Getúlio, a família Marinho comandando o Bra

    A família Marinho determina o rumo do país há décadas. Esteve no comando de muitos governos e sem dúvida a maior contrariedade deles é o PT.

    A população tem de entender o quão manipuladora é essa empresa.

    Conheça, de forma resumida, a história secreta da Rede Globo.

    https://www.youtube.com/watch?v=cX6BHoKPHZ4

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome