Causo mineiro: o clima de São Paulo

Por Alaor Chaves

Comentário ao post “Causos e expressões sulmineiras”

Historinha dos anos 1940, em uma cidadezinha mineira na divisa com São Paulo.

Todo mundo tava pondo atenção aos luxuosos progressos no outro lado da divisa: luz elétrica, asfalto, telefone. Após manifestação dos moradores, a Câmara Municipal votou uma decisão de incorporar o município ao Estado de São Paulo. Mas era preciso primeiro ouvir o Coronel, a última palavra em tudo o que era importante na cidade.

Vereadores e alguns cidadãos solenes foram à fazenda do Coronel. Conversou-se sábia e mineiramente, comeram-se umas cestinhas de pão-de-queijo e finalmente abordou-se o assunto. Do alpendre da fazenda, onde estavam reunidos, o Coronel examinou pensativamente o outro lado do rio que fazia a divisa entre os estados, acendeu um cigarro de palha e respondeu:

– Faz sentido esse projeto. A gente podia ganhar muita benfeitoria. Só vejo um problema: é que não me dou bem com o clima de São Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Minêro isperto

    Paulo Maluf queria resolver o problema da travessia do Rio Grande no final da via Anhanguera. Convidou o governador mineiro, Francelino Pereira para discutir a situação que era precária, precisava juntar forças com o governador mineiro para, juntos, construírem a ponte. Maluf saiu nervoso da reunião dizendo que Francelino pretendia que Minas Gerais somente entrasse com a água na construção e São Paulo fornecesse o resto..

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome