Ciência e tecnologia são as áreas mais afetadas no corte orçamentário do governo Bolsonaro

Levantamento do Ipea mostra que Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações deve encerrar ano gastando menos de 60% do orçamento previsto

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Um levantamento produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) é o mais afetado pelos cortes orçamentários do governo federal.

A pasta comandada por Marcos Pontes tinha conseguido executar até julho deste ano apenas 27% (R$ 3,7 bilhões) do orçamento previsto para 2019 (R$ 13,6 bilhões) e deve encerrar o ano empenhando cerca de 60% do orçamento, bem abaixo da média histórica registrada pelo Ipea desde 2000.

O documento, coordenado pela economista do Ipea Fernanda de Negri, aponta que o MCTIC é a pasta que mais sofre contingenciamento do governo Bolsonaro, “sugerindo uma baixa prioridade da área na execução do governo federal”, ameaçando, inclusive, o pagamento de bolsas de pesquisa a 84 mil cientistas.

Se o ritmo de execução for mantido, até o final do ano, a pasta irá executar R$ 6 bilhões em 2019, montante 45% inferior ao pico registrado em 2013.

O Ipea mostra que, até julho, por exemplo, a média de execução orçamentária nos demais ministérios foi de 46%, ou seja, 19 pontos percentuais acima do verificado no Ministério que desenvolve políticas de ciência e tecnologia.

*Com informações do Valor

O GGN prepara uma série de vídeos que explica a influência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto? Clique aqui.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

- 2019-09-19 13:08:01

Há coisas que não devemos perder: a Verdade, a honradez e a dignidade... Depois que se perde isso, tudo mais é possível perder! vamos perder muito mais coisas! Ativos reais e intelectuais... Um país que tirou uma presidente por causa de "pedaladas fiscais" sendo que posteriormente verificou-se que nem isso existiu, não se escandalizar com a vaza-jato é hipocrisia pura! São todos hipócritas! Se os EUA quiserem lotear a Lua, marte, no dia seguinte frança, Inglaterra, china e russia vão lançar foguetes para reservar cada um a sua parte... Bolsonaro entregando o Brasil aso EUA vai trazer a reboque o G5! Nunca aconteceu isso na história! A Antártida não é de ninguém, mas até o Brasil foi lá reservar um pedacinho... Agora imagina um país que se doa a outro? Alcântara, Embraer, petróleo... Quando a administração dos EUA sair do Trump, a França será mais amiga dos EUA que o Brasil e assim serão todos a favor da internacionalização! Por que bolsonaro não vai reprimir sua turma que gosta de matar índio para garimpar, derrubar floresta e botar fogo para pasto e plantio... Bons tempos aqueles e que não voltará mais quando o Brasil tinha um pé nos EUA e outro na Rússia e China! Éramos um interlocutor privilegiado sem precisar de bomba atômica ou poderio militar! Um lado continha o outro! Agora que bolsonaro bradou que agimos mais ideologicamente, isso acabou... A ganância nacional deu o golpe e não se satisfará com ganhos menores que o planejado! 50% do brasil caminhará para se tornar uma venezuela... A ganância da elite golpista vai sabotar todo! O minimo hoje já é quase um quinto do minimo dos EUA e deve piorar... Agora também enfrentaremos a ganância internacional... E ai com nossas(?) forças armadas já em meio expediente e uma diplomacia maluca, é oportunidade que eles não vão perder!

Luiz Carlos

- 2019-09-19 12:24:10

Como é que o país aceita e aguenta um governo desses. Pior do que o governo Fernando Collor de Melo. Mas eles vão sustentar esse governo até o fim. Depois que fizeram ao pais eles não vão dar o braço a torcer. VÃO MORRER ABRAÇADOOS COM O BOLSONARO. Será que o país vai também morrer abraçados com eles?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador